História Sou babaca, mas sou legal. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 8
Palavras 378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Me conheça primeiro antes de falar algo.


Olá de novo. Vejo que se interessou pela minha sinopse... O que achou dessa ideia? Ok, não é uma coisa que estou acostumada a fazer, mas me deu vontade de conversar e me abrir para outras pessoas, descobrir novos pensamentos e... Novas pessoas...? Ok, deixe me apresentar novamente:

Me chamo Vitória, mais conhecida como Gaya por esse pessoal daqui, atualmente (2017) tenho 13 anos, sou bem chata com conhecidos, mais ou menos com desconhecidos, e pra caralho com os meus amigos. Sabe quela pessoa do seu grupo que fala um monte de palavrão? Essa sou eu. Além de bem babaca, mas legal (esse é o título, então é óbvio), sou cagona pra caralho, xingo a galera (como se não desse pra perceber...), treto com muita gente, mas no geral (adultos, na maioria das vezes) sou bem educada, quem me conhece até se assusta.

Tenho uma faminha. "Ah, legal! Fama de quê?", você me pergunta, e eu lhe respondo, "Mão-doce", sabe o que é isso? Se souber você apenas sabe, não é concurso nem sou rica pra sortear nada. Esse apelidinho mara me foi dado por um colega, pois, segundo ele, sou muito agressiva. não posso negar, sou bem violente, criei "inimigos" assim, e afastei muitas pessoas que nem me conheciam. Pra você ter ideia, um garoto estava do lado de um amigo meu, vamos chama-lo de Bernardinho, e Bernardinho falou uma merda pra mim e eu, toda delicada, dei-lhe um olhar mortal. O garoto ao lado disse: "Não vou nem mexer, ela vai me matar", e sabe o que é legal nisso tudo? Porra nenhuma, porque eu nunca nem troquei uma palavra com ele! Ou seja, quando eu digo "faminha", é sério. E ELE ERA DE OUTRA SÉRIE, CARA!

Pra finalizar uma coisa que eu esqueci: Meu estilo é o seguinte: Short curto, camisa regata e chinelo, cabô. Pra quê me empiriquitar todinha pra ficar em casa, me diga? Sem falar no calor que faz nessa merda. Tá certo que não é um Rio de Janeiro 40°, mas é um Pernambuco 32°, esquenta carai! (apesar de quê estamos em Junho e faz um friozinho... Ah, foda-se!) Resumindo isso: sou simples.

Bom, já me apresentei, contextualizei e acho que já tá bom! O resto fica pro próximo, passar bem.


Notas Finais


E aí? Gostou? Quer ver mais? Comente e diga o que achou, favorite e converse comigo! Quero ver se sou sozinha nessa merda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...