História Sou dela - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasuhina
Exibições 147
Palavras 1.127
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Ao me perder, te encontrei


 

O que fazer quando nada mais te faz acreditar que você tem sorte em estar vivo, que um novo dia sempre nascerá trazendo a esperança que há muito fora perdida? Essa sensação que vem corroendo meu corpo e alma, me fazendo afundar cada vez mais na desilusão, ver tudo ser lentamente deixado pra trás, restando somente o nada. É isso que eu sou: o nada.

Olhando para baixo daquele abismo, via as ondas chocarem-se violentamente contra a parede da falésia, fazendo um turbilhão de água e areia, arrastando tudo que via para sua imensidão profunda e silenciosa. Meus olhos, antes ávidos e brilhantes agora eram frios e opacos, tão negros quanto o céu sem estrelas acima de mim e tão profundas quanto o oceano ao qual eu queria pertencer.

Foi naquela noite tingida de breu e desilusão, que eu a vi pela primeira vez. Ao ouvir sua voz, que gentilmente me chamava, acordei daquele pesadelo que eu havia criado; seus olhos perolados e sua feição serena me trouxeram a resposta que eu tanto procurava e as bochechas avermelhadas por causa de sua timidez ao se aproximar tornavam-na ainda mais bela.

Quem era essa menina? Eu precisava saber mais, eu queria saber mais.

_H-hum eu me chamo Hyuuga Hinata, p-prazer!_Com a voz tímida e um pouco insegura ela tentou se apresentar.

_Sou Uchiha Sasuke, o prazer é meu.

Eu segurei sua mão e deixei um beijo singelo e educado, o que fez a menina corar mais ainda.

_U-Uchiha-san!

_Sasuke, pode me chamar de Sasuke. Uchiha-san é muito formal, o que sou eu, algum idoso?

_Desculpe Uch-quer dizer Sasuke-san.

_Hmm, assim está melhor. Mas mudando de assunto,não quero ser grosseiro, mas o que está fazendo aqui Hinata?É perigoso andar sozinha, ainda mais tão tarde a noite.

_Ah, bem, eu estava voltando da casa de uma amiga e acabei me perdendo, aí vi você parado observando o oceano e resolvi te pedir ajuda.

_Se você quiser, eu posso te acompanhar ate sua casa.

_Não vai ser muito incomodo? Eu moro um pouco longe daqui.

_Heh, porque você não fica na minha casa então, fica pertinho e não teremos que andar tanto. Além disso, parece que vai começar a chover.

_Eu duvido que va começar a chov...Você é vidente Sasuke-san?

Eu não aguentei ao ver o seu semblante frustrado e as bochechas novamente coradas, dessa vez de surpresa, e comecei a rir baixinho, o que não passou despercebido.

_Não tem graça Sasuke-kun.

_Tem sim, e muita. Então, vamos? Ou prefere andar na chuva pra sempre?

_Okay, vamos.

Não demorou muito e logo já estávamos em frente a minha casa. O semblante da menina, de pura incerteza me fez analisar a situação em que nos encontrávamos, éramos dois estranhos e eu estava a convidando pra minha casa, onde eu moro SOZINHO... Controle-se Sasuke, você não é nenhum predador.

_Pode entrar Hinata, eu vou ver se eu encontro uma toalha pra você se secar.

_Okay, Sasuke-kun.

Hinata ficou me esperando no sofá, enquanto isso eu me perguntava que roupa ela iria usar, porque as suas estavam completamente encharcadas e ela poderia se resfriar. Passei a vasculhar a casa inteira, e o ultimo lugar que procurei foi no guarda roupa da minha mãe. Peguei um vestido que ainda estava guardado, junto com uma toalha nova. Desci as escadas e me deparei com Hinata dormindo no sofá, seu rosto estava coberto pelos cabelos negro azulados que estavam molhados; a principio, eu ia deixa-la dormir, porém ela começou a tremer por casa do frio e das roupas molhadas. Gentilmente, eu me aproximei dela e tentei acordá-la, porém como ela estava muito cansada, seu sono era profundo; peguei-a no colo e me dirigi ao banheiro, peguei um banquinho e sentada, liguei o chuveiro. Ela foi aquecendo lentamente e parou de tremer; desliguei o chuveiro e enrolei a toalha em volta dela. Tentei acordá-la de novo, dessa vez um pouco menos gentil e a menina levou um susto ao acordar e me encontrar tão próximo.

_S-Sasuke-kun!?

_Bom você não acordava e estava tremendo de frio, então fiz o que tinha de ser feito. Agora que esta acordada, pode ir pro meu quarto, tem uma muda de roupas pra você trocar ate as suas secarem.

_E você vai dormir onde?

_Como o sofá está encharcado graças á alguém, vou ter que dormir no quarto também.

_V-você  vai dormir comigo?

_Porque, você acha ruim?

_N-não é que eu ache ruim, a casa é sua, m-mas ...

_Hahah, pode ficar tranquila eu só estava mexendo com você, eu vou dormir no chão.

_Ah, okay.

_A não ser que você queira que eu durma com você...

_Bom, eu vou trocar de roupa e dormir, boa noite.

E saindo correndo do banheiro ela foi direto para o quarto, trancando a porta.” Acho que eu exagerei, melhor eu me desculpar depois do meu banho”. Entrei no chuveiro e deixei a água aliviar toda a tensão do meu corpo, e com isso meus pensamentos pairavam sempre em uma mesma pessoa, não conseguia imaginar que encontraria alguém tão incrível e gentil como ela ou que iria me apaixonar tão facilmente. Enquanto eu viajava em pensamentos, novamente ela me fez acordar, porém sua voz não era gentil e calma. Ela estava gritando horrorizada.

Eu me enrolei na toalha e sai do banheiro sem nem considerar a situação, fui correndo em direção ao quarto e arrombei a porta, já que estava trancada. Hinata estava em um canto, encolhida e tremendo, mas ela não tremia de frio e sim do choque. Vasculhei o quarto a procura do que a havia assustado, mas tudo parecia estar em ordem.

Foi então que outro trovão a fez gritar e encolher-se ainda mais. Com cuidado, eu a abracei e deixei que ela se aconchegasse ate que o medo e o susto tivessem passado. Quando ela finalmente se acalmou, eu a olhei nos olhos, me afogando naqueles orbes perolados, nossos rostos estavam tão próximos que podíamos sentir a respiração do outro. Não conseguindo mais me conter, acabei com a distancia entre nós. Foi um beijo calmo, e eu esperava por ela; não sabia se era o certo a fazer, mas agora tudo dependia dela.

Foi então que ela me abraçou forte e aprofundou o beijo, que agora era feroz e lascivo, um calor insuportável me tomava e já sentia o que não devia. Era errado, mas eu não me importava mais; peguei Hinata no colo e a levei pra cama. Como um ultimo ato de consciência, eu me separei e olhando novamente naquelas perolas, tentei obter a confirmação que tanto desejava.

_Você tem certeza disso Hinata?

_Mais do que tudo, Sasuke.

Aquele era o sinal que eu precisava e a partir de então, eu só tinha uma certeza: eu era dela e só dela.

 

 

  


Notas Finais


Dominiky Souto, espero que tenha gostado e desculpe qualquer erro. Não consegui fazer o hentai entao deixo pra sua imaginação hehe. Beijao, ah e tenho outra surpresa pra voce ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...