História Soul Dreamer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Suga, Yoongi
Exibições 97
Palavras 939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, olha quem voltou com uma nova fic - eo <33

Então, essa fanfic foi inspirada na fic "The New Band" da minha amiga @jannakawaii
No começo elas são bem parecidas, mas eu juro que não são iguais, e antes que me brote um aqui falando "você plagiou", lê a fanfic inteira (que é curta) e depois conversamos.

The New Band não é uma fanfic clichê, embora no começo pareça, não, não é. E mesmo que leiam toda a fic "The New Band" ou já tenham a lido, elas não tem o mesmo final.

Então, é isso, boa leitura, e até as notas finais!

Capítulo 1 - Capítulo 01: Sonhando Acordada


Capítulo 01: Sonhando acordada
           Novembro, 2013. Daegu, Coréia do Sul.

E lá estava eu, Euniik Miriella Douma – mais conhecida aqui como Kwan Min-Hee – presa a mais uma aula de História, que por mais que eu gostasse – mesmo que pouco – da matéria, eu preferia sonhar acordada.

Sonho em um dia debutar, virar uma K-idol, não pela fama, longe disso! Sonho em cantar para o mundo, esse é meu sonho, mas não é o único, pois meu maior sonho é ver meu irmão livre das doenças que ele passa, pois é novo demais para sofrer tanto... 

Eu venho de uma família pobre, apenas estudo em uma boa escola por conta de uma bolsa. E ser bolsista não é tão ruim, apesar de eu sofrer um pouco de preconceito por ser bolsista e mestiça, o que piora tudo.

E apesar de até agora eu só ter cantado para a escola no evento que ocorreu a alguns meses, junto com Eujin, eu ainda não desisto do meu sonho de cantar para o mundo, com minha melhor amiga, e claro, trazer uma vida melhor à minha família.

– Eunii... – Jinnie me cutuca as costas com a ponta do lápis e me acorda do meu torpor. Só então noto que todos os meus colegas estão de pé, e o diretor no centro da sala.

– Kang Eujin  e Kwan Min-Hee, me sigam até a direção.

Meus olhos – naturalmente grandes – se alargaram mais ainda. Eu não poderia trazer problemas para casa, jamais! Já lidávamos com muitos problemas para eu simplesmente trazer mais um deles para casa.

 

Saímos da sala de cabeça baixa e seguimos o senhor até a direção, e para minha surpresa, ao entramos no cômodo, dois homens nos aguardavam.

– Bom dia, Kang Eujin e... Kwan Min-Hee. – Ele nos olhou como se tentasse adivinhar quem era quem. – Eu me chamo Park Cho-Jung, e meu colega, Kim Minhyuk – apontou ao mais baixo – Somos da Big Hit Entertaiment, e estamos aqui para fazer uma proposta. – Assentimos.

– O vídeo da apresentação de vocês nessa escola explodiu, diversas empresas estão procurando por vocês para tê-las em suas empresas. Estamos propondo que vocês duas realizem uma audição em nossa empresa, em breve pretendemos debutar um Girl Group, e ficaríamos honrados se vocês fizessem parte do mesmo. – Falou Minhyuk. – Aceitam nossa proposta?

Aquela era uma decisão difícil. Era a empresa de um grupo que admiro muito, e que Kyung-Soon, meu irmão, ama e admira muito. Essa era a forma de eu realizar meu sonho de cantar ao mundo e dar uma vida melhor a minha família. Ainda mais com Eujin, minha irmã de consideração, que amo como se fosse de sangue. Mas antes... eu não poderia fazer isso sem pensar bem.

– Pode nos dar um tempo? Eu preciso pensar bem, e falar com minha família. – Falei, surpreendendo todos, até mesmo Eujin que já estava para aceitar.

– Ok, aqui está nosso número. – Estendeu-nos um cartão. – Vocês podem nos responder até amanhã. Obrigado pela atenção. – Sorriram, se despedindo.

 

Voltamos à sala, recebendo diversos olhares, que foram se aquietando aos poucos. Quem não se aquietou mesmo fora Jinnie, me perguntando a cada momento o motivo de eu ter pedido um tempo. Outra coisa que não passou despercebido por mim foi o olhar pesado de Kim Mina, uma garota que me odeia desde que pisei meus pés nessa escola. Mas resolvi ignorar tudo isso e voltar a prestar atenção na aula de História, mesmo que eu estivesse ainda sonhando acordada.

! = ?

Ao chegar em casa, a primeira coisa que fiz foi contar tudo a meus pais e meu irmão, que sorriram com lágrimas nos olhos ao saber da notícia. Mesmo querendo me passar por forte, acabei chorando junto a eles, e em meio a lágrimas de felicidade, as palavras de minha mãe me incentivaram.

– Minha filha, nunca deixe de sonhar e realizar seus sonhos, faça o que você ama, sempre lhe apoiaremos. – Falou em meio a um sorriso.

– Meu bebê, voe alto como um pássaro, mas sempre esteja preparada para as quedas. – Meu pai falou, acariciando meus cabelos compridos.   – Voe pelo mundo, você é nosso orgulho.

Ao ouvir aquilo, chorei mais ainda, com Kyungo-Soon em meus braços. Ele retirou sua touca, mostrando sua cabeça que ainda possuía cabelos, mas não por muito tempo, pois todos estamos ciente sobre sua doença.

– Noona, você vai conseguir tudo que sonha. – Sorriu, colocando a touca em minha cabeça. – Nós te amamos, muito. – Sorriu, mostrando as janelinhas entre os dentes. 

– Eu amo vocês. – Falei sorrindo. – Obrigada, por tudo...

 

Naquela noite, falei com Eujin por mensagem, graças ao celular do meu pai. Ela falou que seus pais se emocionaram, apesar do pai dela ter ficado um pouco receoso, por ser o pai coruja, mas no fim deixou, e chorou como meus pais. Ela também me falou que já havia ligado e aceitado a proposta, e que eles estavam esperando ansiosamente pela minha ligação.

Conversamos tanto que quando me dei conta já era próximo das oito e meia. Na verdade, só me dei conta do horário quando minha mãe me chamava para jantar. Era algo simples, sopa com pão, o que tinha quase todos os dias na mesa, e talvez por isso todos aqui em casa sejam abaixo do peso, mas isso não significa que passamos fome, não mais.

Meu irmão e meu pai me lembraram – mais uma vez – de ligar, e assim o fiz, ouvindo o som da chamada.

Boa noite, Big Hit Entertaiment. – Um homem falou. Reconheci sendo Kim Minhyuk, o baixinho que estava na escola.

– Boa noite, sou eu, Kwan Min-Hee. – Falei receosa.

Oh – falou surpreso, talvez achasse que eu não ligaria. –, então, você aceita nossa proposta?

– Aceito. 


Notas Finais


Obrigada a quem leu até final <3

Pra quem quer saber como é o irmão dela: http://24.media.tumblr.com/tumblr_luaec3hPra1qctckio1_500.png

É isso, deem uma passada em FAC (tem atualização hoje): https://spiritfanfics.com/historia/fanfiction-bangtan-boys-bts-fac--fantastic-analogy-continues-4921963
PRA QUEM QUER LER A FIC THE NEW BAND (recomendo): https://spiritfanfics.com/historia/the-new-band-4779511

So.... os capítulos serão bem curtos, e a fic terá no máximo 15 capítulos (eu acho kkk)

Até a próxima <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...