História Soul Twin - WIBE - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~sushi_kawai

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Andre, Dalipe, Danny, Felipe, Fetenny, Iago, Iagohn, John, Rafa, Rafadré, Teddy, Telipe, Tenny, Wibe
Visualizações 45
Palavras 995
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Festa, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sobre esse capítulo ter apenas e contadas 1000 palavras?

Eu sempre quis fazer uma história com cada capítulo com apenas essa quantidade de letras nos cap. Tirando as notas inicias e finais.

Consegui até hoje com minha fanfic Markjinson Lies Down And Roll.

Se alguém daqui ler amanhã tem capítulo novo. Como nessa história vai ser dia sim e dia não. Um dia para cada história.

As vezes vou recomeçar a atualizar outras fics minhas.

Boa leitura!!!

Capítulo 2 - Crise existencial


 - Oh... Teddy! - suavizou a mão e sorriu falso - Seja muuito bem-vindo. 

 

Felipe se separou e sentou ao lado de Danny cruzando as pernas. Teddy, mesmo com medo, não hesitou em olhar disfarçadamente para o corpo de Felipe quando voltaram a conversar. 

 

- Você vai dormir no quarto do casalzinho ali. - Iago brincou apontando para Danny e Felipe, logo recebendo um soco no braço. 

 

- Idiota. - O mais velho falou, fazendo os outros rirem. 
 

- Eu vou dormir. - André levantou - Boa noite pra quem quer boa noite. 
 

Saiu da sala olhando diretamente para Rafa, que devolveu o olhar e logo desviou. Já tinha entendido a mensagem.. 

 
- Vamos assistir um filme? - Sugeriu Rafa, para deixar eles entretidos. 

 

- Vamos ver Jogos mortais! Um clássico. - John sorriu para outros que fizeram algumas caretas - O que? 
 

- 'Ce 'loko muleke', eu que não fico aqui. - Rafa deu uma desculpa qualquer apenas para ir ver André. 

 

Os meninos não ligaram porque sabiam que o menor do grupo era medroso. 

 

♥♥♥♥♥ 
 

Ao chegar no quarto trancou a porta e seguiu em direção ao banheiro onde ouvia o barulho de água caindo. Foi tirando a roupa deixando espalhada pelo quarto - nada arrumado -, observou com atenção as costas cheias de tatuagens do ficante. 
 

Andou lentamente e entrou no local abraçando o outro por trás. Querendo apenas sentir o calor do mais velho. Por quem secretamente era apaixonado. 
 

Por quem não podia ser declarar. 

 

Quem já tinha lhe falado que era apenas sexo. 

 

- Por que está assim hoje? - André olhou por cima de seus próprios ombros enquanto passava sabão. 

 
 

- Preguiça. - Bocejou e empurrou um pouco o mais velho para entrar de baixo do chuveiro. 

 
 

- Meu Baby é tão preguiçoso. - Segurou seu queixo - Vira que eu ajudo a passar sabão nas suas costas. 
 

Rafael obedeceu. Sentiu as mãos grandes e escorregadias por conta do sabão passar pelos seus ombros, descer por suas costas. 
 

Alisando e esfregando levemente as costas do outro, se afastou quando havia terminado. Mas logo pensou em uma ótima ideia. Colocou a mão na nuca e foi descendo. 
 

Rafa percebeu a intensão do outro e se virou negando. 
 

- Hoje não. - Deu-lhe um selinho e tomou o sabão de sua mão. 

 

Repreendeu ele pela audácia, ignorou e continuou a tomar seu banho. 

♥♥♥♥♥ 

- Certo... Eu já estou a meia hora tentando entender porque merdas a gente ta assistindo "Bata Antes De Entrar" ao invés de "Jogos Mortais". - John fez cara feia e cruzou os braços. 

 

- Prefiro um filme de putaria do que de terror. - Felipe se esticou antes de levantar e consertar a cueca- Danny, posso conversar com você? - seu tom rude fez o Líder engolir em seco pela segunda vez no dia. Isso não vai prestar. 

 
♥♥♥♥♥ 

 

- Ele é um adolesceste, você me trocou por um adolesceste? Ah, pelo amor de Deus, fala sério Danny.  

 

- Me desculpe, ele pode ser um adolescente, mas é inteligente, fofo e sexy. Foi por impulso. Principalmente que só a cara dele é de inocente. - explicou vendo o ex, vermelho de raiva. 
 

- Ae? Então, eu... - ia falar o que tinha em mente, porém se calou e sorriu maléfico. 

 

Não contaria seus planos para o mais velho. 

 

- Nada! Nada, nada. - Mordeu o próprio polegar e foi em direção a sua cama - Boa noite. - Se cobriu até os ombros e ficou rindo baixo. 

 

- Algo vai dar muito errado...- Danny murmurou indo se preparar para dormir. Aproveitou que estava no quarto para tal ato. 

 

♥♥♥♥♥ 

 

Teddy foi logo atrás dos dois, mas não conseguiu ouvir nada. Abriu devagar a porta do quarto e pegou Danny tirando a roupa para ficar apenas de cueca e dormir. 

 

Entrou tímido e deixou a sua mala no canto do quarto. Era o mais arrumado do grupo, o resto era uma porcaria, se não fosse por esses dois o apartamento estaria cheio de resto de comida, roupas jogadas, entre outras coisas. 

 

Até camisinha usada já encontraram na sala com o ex namorada do santo - do pau oco – John. 
 

♥♥♥♥♥

- Achei legal que ele ficou enterrado. - John falou sorrindo para Iago que deu de ombros e continuou a mexer no celular - Nossa que atenção eu tive agora. - Cruzou os braços. 

 

- Estou resolvendo com o Chris sobre o próximo comeback sem o Felipe, ele pirou. - Negou com a cabeça e bufou - O Danny deixou isso comigo. 
 

- Entendi. - Acenou com a cabeça e mordeu os lábios desligando a tv. 
 

Silêncio. Desconfortável para si, normal para o parceiro de grupo. A sala estava escura já que a TV foi desligada. A única coisa que luz que iluminava o ambiente era uma faixa de luz que vinha do corredor e iluminava uma linha grossa do sofá. Onde John observava com atenção os traços de Iago. 
 

Podia não ser tão bonito, mas tinha seu estilo e talento. O que o tornava lindo por dentro. E era isso o que John admirava em Iago. 

 

- Nem vou precisar fazer dieta se continuar me secando assim. - Iago olhou para John que arregalou os olhos em surpresa - Uso óculos, mas não sou cego. 

 

- É que... - tentava procurar palavras para falar algo no momento. 
 

- Não precisa falar nada, sei que as vezes fica olhando um ponto aleatório para pensar nas coisas. Tipo, como o primeiro pássaro descobriu que sabia voar... Pera... Como foi? - e novamente estava os dois tendo uma crise existencial. 
 

Coisa que acontecia direto entre o grupo masculino. Já tinha virado rotina, muitas vezes eles fizeram perguntas do tipo "Se existiriam várias línguas diferentes em cada região, qual foi a primeira língua a ser falada?" ou "Quem foi que descobriu que a tinta foi feita para pintar e como criaram?". 

E olha que essas são as coisas leves


Notas Finais


É só isso mesmo.

Façam teorias sobre o plano do Felipe. Uma leitora vai revisar e reescrever o capítulo para consertar os erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...