História Soulmate (Imagine Jaehyun) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Johnny, Personagens Originais, Ten
Tags Imagine, Imagine Nct, Soulmate Au
Visualizações 87
Palavras 996
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Parte 3 - Péssimos acontecimentos.


Fanfic / Fanfiction Soulmate (Imagine Jaehyun) - Capítulo 3 - Parte 3 - Péssimos acontecimentos.

Você contou a notícia para Sooyoung, que obviamente teve um ataque de felicidade, pois para ela, amor era a coisa mais importante nesse mundo. Se bem que isso não era realmente amor. Você não conhecia Jaehyun. Ele era um completo estranho para você. Não é possível que exista amor entre duas pessoas que nunca se conheceram.

Dentre todas as coisas que Sooyoung falou, uma delas ficou em sua cabeça. Ela disse que se dois soulmates negassem ficar juntos, coisas ruins começariam a acontecer. Você sabia que Sooyoung sabia muito sobre lance de soulmates, então isso te deixou um tanto preocupada, só que mesmo assim você não iria procurar Jaehyun. Isso era algo impossível para você.

Uma ou duas coisas ruins não podem me afetar!, bem… isso era o que você pensava.

Em apenas um dia, um único e infortúnio dia, você perdeu sua carona para a universidade, quebrou a tela do seu celular e tropeçou em uma casca de banana que estava no meio da rua. Sério? Quem come uma banana e simplesmente joga casca no meio da rua? Cadê a educação?

Parecia que alguém estava tentando pregar uma peça em você... ou talvez Sooyoung estivesse certa.

Okay, isso foi apenas uma grande coincidência. Vai ficar tudo bem! Isso não tem nada a ver com o destino... ou com o Jaehyun... ou com qualquer um! Foi apenas um dia de azar! Todo mundo passa por isso!

Você se aconchegou em sua cama, pronta para dormir e encerrar esse dia horrível, quando seu celular vibrou, indicando uma mensagem de um desconhecido.

Desconhecido: Gorila?

Não acredito, você pensou.

Eu: Não, me desculpe, foi engano.

Você bloqueou o celular e colocou sua cabeça no travesseiro, mas seu telefone começou a tocar. Era uma chamada daquele mesmo número. Você sabia que era Jaehyun, mas decidiu atender mesmo assim, só que fazendo uma voz diferente.

“Quem é que tá falando, sô?” Você optou por personificar um velho fazendeiro, pois era sua especialidade.

“Eu sei que esse é seu número, S/N!”

Merda…

“S/N? Foi mal aê, meu comparsa, eu não conheço essa daí não, morô?”

“Que ridículo... Você acabou de passar de um fazendeiro para um assaltante” Ele respondeu.

“Não era um assaltante!” Você acabou falando com sua voz verdadeira, entregando sua identidade. “Arrg! O que você quer?”

“Você provavelmente notou o quão bosta o dia de hoje foi, certo?”

“Sim…”

“Então o que eu quero dizer é que a gente precisa se encontrar o mais rápido possível! De preferência agora!” Disse Jaehyun.

“Agora?” Você olhou para seu relógio de cabeceira, que indicava exatamente uma e quarenta e três da manhã. “Você não acha que tá um pouco tarde demais? Eu preciso dormir.”

“Eu já estou tentando fazer isso faz duas horas, e acredite, você não vai conseguir dormir”.

Você bufou e respondeu, “Tudo bem. Só me envie o local”.

Jaehyun te mandou o endereço de uma cafeteria relativamente próxima a sua casa, então não foi difícil de chegar. Você vestiu um pijama com um sobretudo por cima e o primeiro par de tênis que encontrou, ou seja, não era uma roupa tão bonita, sua sorte é que não haviam muitas pessoas na rua, então você só recebeu poucos olhares de julgamento.

Ao entrar na cafeteria você notou que Jaehyun ainda não tinha chegado, então você se sentou em uma mesa perto do aquecedor, pois estava muito frio, e esperou com que ele desse as caras. Vários minutos se passaram, mas ele ainda não tinha chegado e você não tinha créditos para mandar uma mensagem. Quando você estava prestes a desistir e ir embora, ele apareceu, usando uma roupa incrivelmente apresentável, totalmente o contrário de você.

“Gorila!” Ele exclamou e foi correndo para sua mesa. “Finalmente! Meu taxista era um cara muito estranho e ele errou o caminho milhares de vezes, mas isso não importa. Temos que decidir o que fazer!” Ele disse, respirando profundamente.

“Como assim? Você não pensou em nada?”

“Não.”

“Então você me chamou até aqui, nesse frio, pra pensar?” Você já estava indignada.

“Desculpa por isso, mas eu precisava te ver de todo o jeito. Não romanticamente falando, eu realmente precisava, só que por questões de saúde mesmo. Minha cabeça estava doendo até esse exato momento”.

“Ok, estou indo embora!” Você se levantou.

“Não! Não! Eu não aguento mais aquela dor de cabeça você não pode ir embora!”

“O que você quer que eu faça? Passe a noite inteira sentada num café com você? Eu tenho coisas pra fazer amanhã! Eu sou uma estudante, caso você não saiba.” Você disse, cruzando os braços.

Jaehyun descansou a cabeça sobre o pulso, ele estava obviamente com sono, talvez mais do que você. Ele ficou quieto por um momento, pensando em algo para resolver esse problema.

“Qual a sua idéia?” Você perguntou.

“Vamos dormir juntos!” Ele disse. Você quase se engasgou com sua própria saliva ao ouvir tal proposta.

“Você é louco?”

Ele se levantou, tirando a carteira do bolso da calça jeans, e te lançou um sorriso. “Eu sei que você está louca pra dormir comigo, mas sinto muito em avisar que não estou falando em dormir nesse sentido” Ele foi até o caixa e você o seguiu. “A gente precisa estar no mesmo lugar, então vamos dormir na mesma casa” Ele pagou a sua conta e te olhou. “Na sua ou na minha?”

Obviamente você optou pela sua própria casa. Jaehyun dividia um apartamento com uns três caras e você só dividia com uma garota e um garoto (que estava viajando), então seria muito mais confortável pra você. Você pegou um colchão do quarto de seu roommate ausente e o colocou ao lado da sua cama. Enquanto você arrumava as coisas, Jaehyun apenas te seguia. Pelo visto, ele estava mesmo com medo de ficar com dor de cabeça novamente. 

Durante a arrumação, você descobriu que as mesmas coisas que tinham acontecido com você também aconteceram com Jaehyun. O celular, a casca de banana, a carona perdida (no caso dele, o ônibus)... Esse negócio de soulmate realmente não era brincadeira.

Você terminou de organizar as coisas e vocês se deitaram, cada um em seu devido lugar. Aquela insônia de antes já não dava mais sinais.

Foi uma noite incrivelmente tranquila.


Notas Finais


Obrigada por lerem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...