História Soumis ↭ Jikook - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Lemon, Markson, Namjin, Sadomasoquismo, Sexo, Submisso, Suga-tae, Taeyoonseok, V-hope, Yoonseok
Exibições 605
Palavras 2.410
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá! Apareci... bom, estou passando por grandes coisas. Coisas psicológicas e complicadas para mim. Tentei o máximo não deixar o começo do capítulo mórbido e sombrio, eu juro que tentei. Mas se ficou sombrio, me desculpem. Vejo vcs nas notas finais!

Boa leitura e me perdoem os erros ♥

Capítulo 10 - Dix


Fanfic / Fanfiction Soumis ↭ Jikook - Capítulo 10 - Dix

O mais velho olhava a imagem fora da janela com o semblante sério, frio e desconhecido. Era claro que ele estava acostumado a ver aquele céu sempre nublado, sem sombra e o sol que timidamente não aparecia. Já era assim a cinquenta anos, as pessoas morriam todos os dias pelos os becos imundos das piores doenças e de fome. Por causa das nuvens carregadas e escuras que sempre cobria o sol, as plantações se tornaram inúteis já que sem o sol, elas não cresciam. As comidas enlatadas foram todas direcionadas para a base um, e a natureza na parte da superfície terminava de destruir tudo que os homens construíram.

            A sua mente viajava enquanto bebia a amarga bebida Swin*, ele sentiu as mãos frias, magras e finas do seu amante rodear a sua cintura. Também ele sentia o peitoral nu e frio dele encostando em suas costas, os fios do cabelo do mais novo fazia cócegas em sua nuca. Ele sorriu virando o seu corpo e encontrando o olhar castanho e alegre do seu amado.

            - O que tanto olha hyung? – Ele perguntou sorrindo. O mais velho sorriu também, colocou a bebida no batente da janela e levou os seus quentes por causa da bebida em direção aos ombros nu e marcados do mais novo. Ele acariciou sentindo ele se arrepiar ao seu toque.

            - Estou admirando o quão estupido são os homens. – Ele disse fazendo o garoto rir e fechar os olhos se entregando ao carinho do mais velho.

            - O hyung é tão inteligente, me sinto burro em sua presença. – O mais novo falou e ele sentiu as mãos do mais velho subir em direção aos fios do seu cabelo roxo.

            - Não sou inteligente Taehyung, você que é burro. – O mais velho respondeu frio pegando a sua bebida novamente e bebendo ela. O mais novo abaixou a cabeça e tentou mostrar que aquilo não atingiu ele.

            O mais novo sorriu e abraçou o mais velho, sentiu as mãos quentes do seu amado descer pela a sua coluna e seguir para o seu quadril nu. Ali ele traçou uma linha imaginaria, fazendo Taehyung sorrir gostando daquele lado carinhoso que ele raras vezes conhecia em seu amado.

            - Eu amo você hyung. – Ele falou baixo beijando o peitoral do mais velho e acariciando ali. Ele fechou os olhos e sorriu ainda mais.

            Quando ele estava com Hoseok o mundo parava, ele maravilhoso, toda a sua dor sumia e ele se entregava a aquele amor proibido e mortal. Ele sabia que se envolver com alguém da base um era perigoso, se o seu pai descobrisse que ele encontrava com Hoseok escondido, ele estava morto. Mas ele não se importava, se ele morresse, ele morreria feliz. Estava completamente e cegamente apaixonado por Hoseok.

            - Você não me ama Taehyung.

            - Ya! Pare de falar besteira. – Taehyung afastou o seu rosto do peitoral do mais velho e encarou a face dele. Aquela face... Taehyung poderia matar alguém para ver Hoseok feliz. – Eu amo você, amo mais do que tudo. – Se declarou novamente, não se importa quantas vezes ele fizesse aquilo ele não se cansaria. Ele iria se declarar para Hoseok até o fim de sua vida se fosse preciso.

            - Você não me ama Taehyung. O que você sente por mim é apenas uma mera atração. – Hoseok falou dando um sorriso malicioso. Ele empurrou o corpo do mais novo para longe e viu a face do mais novo adquirir uma feição dolorosa. Hoseok sabia que a cada palavra que saia de sua boca, Taehyung sofria. Ele tinha a noção do qual apaixonado Taehyung era por si, e ele queria mais... Ele queria enlouquecer Taehyung de amor.

            - Pare de falar isso! Eu amo você, não é atração! É amor! – Taehyung gritou deixando algumas lágrimas caírem, ele tentou abraçar o mais velho. Mas Hoseok o empurrou novamente fazendo o garoto soltar um soluço e correr na direção do mais velho. Hoseok apenas segurou o garoto pelo os ombros o impedindo de o abraçar, Taehyung começou a se debater enquanto chorava.

            - Entenda Taehyung, você nunca será o suficiente para mim.

            - Ya! Pare! Por favor! – O garoto mais novo gritou parando de se debater, ele caiu sentando aos pés do mais velho. Ele levantou a cabeça tentando segurar as lágrimas. – Entenda, eu daria tudo por você. Meu céu, meu inferno, minha vida e minha morte. – Ele falou se levantando rapidamente segurando o rosto do mais velho entre as suas mãos.

            - Você daria tudo por mim Taehyung? – Hoseok perguntou acariciando as bochechas avermelhadas do mais novo. Que assentiu rapidamente e tentou esticar o pescoço para beijar o mais velho, mas ele desviou o seu rosto. Hoseok aproximou o seu rosto do ouvido do mais novo e sorriu ao ver que a pele dele se arrepiava com cada toque seu. – Você morreria por mim?

            - Sim. – O mais novo respondeu rapidamente sem hesitar.

            - Não... você viveria por mim?

            - Sim Hoseok, eu faria qualquer coisa por você. – Taehyung falou baixo e o mais velho sorriu ao ver os olhos fechados do mais novo.

            - Qualquer coisa?

            - Qualquer coisa. – Taehyung afirmou sem hesitar. Abriu os olhos e viu que o mais velho tinha em suas mãos uma pequena e velha adaga. Hoseok beijou suavemente a bochecha do mais novo vendo ele sorrir e fechar os olhos apreciando o toque dos frios lábios de Hoseok.

            - Prove Taehyung, me prove que sou digno do seu amor. – Hoseok sussurrou contra a bochecha do mais novo, passou para as mãos magras de Taehyung a adaga e viu o corpo do garoto tremer receoso e com medo daquilo. – Me prove Taetae, e prometo te dar o meu céu e o meu inferno.

            Foi em segundos quando Taehyung jogou o seu medo e nervosismo para o lado, ele esticou o seu braço e abriu os olhos. Encontrou o olhar negro como a noite de Hoseok e passou a encara-lo, passou a adaga pelo o seu pulso e mordeu o seu lábio para abafar o seu gemido de dor. As lágrimas de dor que tentou – em vão – segurar começaram a cair fazendo com que um soluço doloroso também preso escapasse. Hoseok sorriu e passou o seu dedo pelo o enorme corte no pulso do garoto, ele pressionou fazendo Taehyung soltar um baixo grito de dor. O mais velho levou o dedo de sangue sujo para a sua boca e lambeu.

            - Eu amo você Taehyung. – O mais velho falou sincero enquanto via o sangue sair do corpo do mais novo.

            - Eu amo você Hoseok.

 

 

..

 

 

 

            Jungkook encarava o relógio em suas mãos e sorria. Ele rapidamente deslizou o ponteiro maior para o número cinco e o ponteiro menor para o doze. No exato minuto a imagem em vídeo apareceu, Jungkook olhava confuso para o relógio e Jimin com a face machucada sorria para o menor. Jimin falou alguma coisa e Jeon virou o rosto, foi nessa parte em que o click soou assustando Jungkook fazendo o vídeo acabar ali. Ele sorriu maravilhado com aquilo, ele realmente podia ver o tempo com aquilo, podia voltar quantas vezes quisesse e reviver aquele momento de pura curiosidade. Jimin estava no banho enquanto o mais novo continuava a reviver o primeiro momento deles juntos.

            - Isso é mágico. – Jungkook falou dando uma risada.

            - Você acha isso mágico? – A voz de Jimin soou pela a sala fazendo Jungkook se assustar. O mais velho vestia uma calça preta um pouco larga, uma camisa vermelha que se assemelhava a um suéter.

            - Sim. – Jungkook respondeu sincero. Jimin sorriu e caminhou em direção a lareira, ele sorriu largo e de repente tudo ficou escuro.

            Jungkook se assustou com aquilo deixando o relógio cair no chão. Ele ofegou olhando para os lados, mas nada via, era como se estivesse cego. Ele sentia o seu peito comprimir e o ar faltar, ele estava tremendamente assustado. De alguma maneira, Jungkook ainda tinha medo do escuro.

            - Calma. – Escutou a voz mansa e suave de Jimin ao seu lado. Ele virou o rosto tentando ver a face do mais velho, mas não conseguia ver nada. Ele sentiu Jimin segurar a sua mão e ele apertou fortemente.

            - Por que apagou a luz? – Perguntou com a voz tremula, ele escutou a risada de Jimin e sentia o seu peito de comprimir ainda mais. Ele odiava o escuro.

            - Ainda tem medo do escuro Jungkook? – Jimin perguntou irônico e o garoto engoliu em seco assentindo. Logo queria se bater por ser tão estupido, Jimin não conseguia ver ele, então o garoto apenas soltou um resmungo afirmando a pergunta do mais velho.

            - Você vai me matar? – Perguntou tremendo de medo, ele já sentia as lágrimas chegarem e por Deus... Jungkook não queria chorar. Ele tinha o seu orgulho, orgulho que estava sendo destruído por um medo estupido de escuro.

            - Por que eu te mataria Jungkook? – Jimin perguntou fazendo o garoto hesitar. Ele sentiu a aproximação do mais velho, o braço de Jimin rapidamente passou pelos os ombros do mais novo o trazendo para mais perto. Mas como Jungkook era estava assustado, ele apenas pulou para o colo do mais velho e escutou a risada dele. – Para que te matar se eu posso te mostrar a beleza do céu.

            - Como assim? – O mais novo perguntou e Jimin posou a sua mão na coxa desnuda do mais novo.

            - Gosta de estrelas Jungkook?

            - Nunca vi elas, como posso gostar delas? – Jungkook perguntou relaxando ao sentir o mais velho acariciar a sua coxa.

            - Gostaria de ver? – Jimin perguntou e Jungkook arregalou os olhos sorrindo de leve.

            - Estrelas como os meus adesivos? – Jungkook perguntou levando a sua mão até as suas bochechas e tocando de leve os adesivos que mostrava que o garoto já pertencia a Jimin.

            - Sim, mas muito mais bonitas. – Jimin falou e Jungkook rapidamente se animou esquecendo o seu medo e o escuro que cercava ambos.

            - Você vai me mostrar?

            - Posso mostrar você agora Jungkook. – Jimin falou e Jungkook sentia o hálito de Jimin bater em suas bochechas, ele sorriu e se aproximou mais. – Você quer ver as estrelas Jungkook?

            - Quero. – Respondeu rapidamente e sentia a respiração do mais velho bater em seu pescoço.

            Em poucos segundos a sala foi adquirindo pontos azulados, pontos que começaram a aparecer por todo o cômodo da sala e do segundo andar. Jungkook começou a olhar para lados vendo que esses pontos brilhavam intensamente nas paredes escuras, mais pequenos pontos começaram a aparecer. Pontos pequenos quase minúsculos que faziam companhia as maiores e brilhosas. Era encantador... Jungkook não conseguia tirar os olhos daqueles pontos azulados e brilhantes que lhe encantava. Ele nunca tinha visto aquilo.

            - São lindas. – Falou dando uma risada ao ver que os pontos começaram a apagar e a reaparecer de uma forma encantadora.

            - É porque você não viu elas como são realmente. São muito lindas Jungkook. – Jimin falou e Jungkook virou o rosto sorrindo para o mais velho. O rosto de Jimin estava sendo iluminado por todos aqueles pontos e ele estava lindo. O cabelo avermelhado do mais velho entrava em contato com as luzes azuladas deixando eles arroxeados. Os lábios avermelhados se tornavam atrativos e a pele branca se tornava irresistível.

            - Você é bonito. – Jungkook falou sentindo as suas bochechas queimarem. Jimin sorriu largo e se aproximou do mais novo.

            - Me diz uma coisa que eu não sei Jungkook.

            - Ya! Você é um convencido! – Jungkook soltou uma risada ao falar. Ele sentiu Jimin apertar a sua coxa e o trazer para mais perto.

            - Você me acha um convencido Jungkook? – O mais velho perguntou e Jungkook assentiu risonho. Jimin se viu perdido diante tamanha beleza, Jungkook era tão lindo que Jimin se sentia inferior a tamanha beleza. Jeon Jungkook podia ser filho de Afrodite na terra, o ser mais lindo. Ele podia estar exagerando? Sim, mas ele não se importava, naquele momento ele só se importava com o fato de amar e adorar aquele garoto. – Saiba que o único bonito aqui é você. Bonito não, perfeito.... Porque você é isso Jungkook. A obra mais perfeita criada.

            - Você é um exagerado hyung. – Jungkook falou escondendo o seu rosto na curva do mais velho. Ele inspirou o cheiro dele e sentiu a sua pele se arrepiar, aquele cheiro, era tão familiar para si, tão bom que fazia uma paz desconhecida se apossar do corpo e coração de Jungkook.       

            - Não sou exagerado Jungkook, uma das minhas qualidades é que sou muito sincero. Para mim, nesse mundo tão pequeno e destruído, não existe alguém que tenha a sua beleza.

            - Seu cheiro é bom. – Jungkook sussurrou e o mais velho sorriu.

            - A sua habilidade em mudar o curso das conversas é algo... admirável. – Jimin falou soltando uma risada. Jungkook riu junto e se encolheu no colo do mais velho.

            - Esse assunto não é do meu agrado... não me sinto confortável em falar o quão perfeito eu sou para si. – Jungkook falou sincero, ele tirou a sua cabeça da curva do mais velho e passou a encarar ele.

            - Por que é um assunto tão desconfortável? Não gosta de elogios? – Jimin perguntou confuso e Jungkook sorriu fraco.

            - Você não me conhece hyung. – Jungkook sussurrou e viu a face de Jimin se alterar, ele ficou sério e abria a boca como se quisesse falar algo, mas nada saia. Ele abria e fechava a boca sem sabe o que dizer. Então ele apenas aproximou o seu rosto do mais novo e sorriu.

            - Qual é a sua cor favorita Jungkook? – Jimin perguntou e Jungkook soltou uma risada ao ver que o mais velho tinha usado a sua técnica e mudado o rumo da conversa para uma totalmente diferente.

            - Eu não sei. – Jungkook sussurrou sincero. Naquele momento ele não conseguia pensar em nada, ele estava estático Jimin aproximava o seu rosto cada vez mais. Ele queria se levantar e sair dali, mas ele se sentia bem ali. Sentia uma paz que não conseguia compreender. – Qual é a sua?

            - Preto. – Jimin sussurrou roçando os seus lábios aos do mais novo. Jungkook suspirou fechando os olhos e se entregando completamente.

            E entre tantas luzes azuladas – denominadas de estrelas – Jimin beijou Jungkook. Beijou ele como se fosse a primeira vez que beijava aqueles lábios, mas apenas ele sabia.... Aquela não era a primeira e nem seria a última vez que beijava Jungkook.


Notas Finais


Ya! Olha eu aqui novamente! Quem ai está animado para o debut dos meninos do D.I.P? Estou tão animada que só o chão me entende!

Semana passada estava conversando com uma garota e ela me perguntou se eu tinha facebook. Gente eu sou um completo mistério já que não gosto de facebook, não gosto de outras redes sociais e odeio bater foto. Mas mesmo assim reabri o meu instagram e postei uma fotinha minha. Irie deixar o meu instagram e o meu twitter aqui embaixo, apareçam lá e deem um grande OLÁ para a tia Anne.

Instagram: LonelySuga
Twitter: LonelySuga
Wattpad: LonelyMalik

Gostaram da nova capa? Apaixonada nela ♥

Comentários e favoritos fazem essa autora feliz ☺♥
byeeeee!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...