História Soy Luna - Sigue Tu Corazón (HIATUS) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Ana, Cato, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Ramiro, Rey, Ricardo, Sharon, Simón, Tamara, Tino, Yam
Tags Gastina, Jico, Lumón, Lutteo, Passado, Pelfi, Romance, Simbar, Sol Benson, Sou Luna, Soy Luna, Yamiro
Visualizações 239
Palavras 1.284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo. Estou postando quase todos os dias, mas não se acostumem. No capítulo de hoje teremos uma surpresa.

Capítulo 9 - Yo Soy Sol, Sobre Ruedas


Por Narrador

Sentada no taxi vendo as belas paisagens de Buenos Aires passando rapidamente por sua janela, uma garota morena bufava. Ela não estava aceitando muito bem o fato de ter que se mudar da Espanha para uma cidade completamente nova, onde não tinha amigos nem nada do tipo. Não que a garota em questão fosse muito sociável, pois ela tinha uma personalidade muito forte, e usava somente roupas e adornos pretos. Podia ser considerada aquilo que alguns chamavam de garota dark. Mesmo assim, ela sentiria imensas saudades dos amigos que tinha. Suspirando, a menina tocou na sua medalhinha em forma de sol, a única coisa que ela usava não sendo preta. Ela, que se chamava Sol, não sabia bem o porque, mas aquele objeto tinha uma extrema importância para ela.

— Porcaria, eu nem sei porque tivemos que nos mudar pra essa cidade sem graça - Reclamava ela pela milésima vez naquele dia.

— Sol Mendez, me respeite. - Bradou Jade, a mãe adotiva dela. - Lhe expliquei milhões de vezes que aqui em Buenos Aires eu arranjei um trabalho melhor pra te dar boas condições. Além de que, vai estudar no Blake South College, uma das melhores escolas do pais. Tenho certeza que logo vai se adaptar, minha filha. - Jade sorriu, acariciando o rosto da menina, que bruscamente se afastou,

— Me deixa em paz! - Gritou, enfurecida. - Eu te odeio!

Jade revirou os olhos e olhou para a frente. Seria muito difícil aguentar a teimosia e rebeldia de Sol, mas ela teria que conseguir.

Por Pedro

— Perai, eu ouvi direito? - Indago, ainda atônito com o que a Yam acabou de me falar. -  Isso é uma loucura!

Yam pega na minha mão, e a olho fixamente, nervoso por algum motivo. Desde que ela me beijou ontem sinto algo diferente quando estou perto dela, algo que não sei explicar.

— Por favor, Pedro. Me ajuda a me vingar daquele idiota do Ramiro. Por favor. - Yam faz uma cara de pedinte, e me derreto todo.

— Ok, eu aceito fingir ser seu namorado. - Sorrio de lado.

Ela sorri largamente e me abraça, e eu aproveito ao máximo este momento.

Por Gastón

Nina e Felicity são a mesma pessoa! Como não pensei nisso antes? Elas tem muita coisa em comum, e Nina sempre fica nervosa perto de mim. Eu sou lerdo mesmo. Mas estou muito aliviado em saber que as duas garotas de quem eu gosto são apenas uma. Entretanto, não consegui falar com Nina depois dela me revelar a verdade. Aquele tal de Xavi acabou atrapalhando tudo, e desde então Nina vem me evitando, e isso me deixa frustrado. Percebi que ela e o tal Xavi tem intimidade, o me deixa muito enciumado, mas estou disposto a lutar pela Nina agora. Irei fazer de tudo para a ter ao meu lado agora que sei que a amo.

— Hey, amigão, acorda. - Matteo estrala os dedos na frente da minha cara, me despertando de meus devaneios. - Onde estava, no mundo da Nina? - Debocha, rindo da minha cara.

— Vai brincando, vai. - Dou um tapa de leve no ombro dele. - A verdade é que estou completamente apaixonado pela Nina, cara. Eu nunca senti algo parecido por nenhuma garota antes. - Confidencio, suspirando.

— Sei como se sente amigo. A Luna entrou na minha vida assim de repente, bagunçando tudo, mas agora não me imagino sem ela. A amo demais. - Matteo fala.

— Temos que dar um jeito de reconquistar nossas garotas antes que seja tarde demais. - Digo, e Matteo acena, concordando comigo.

Por Luna

Deito na cama com meus pensamentos no Matteo. Acho incrível como o mauricinho invadiu minha cabeça e meu coração de tal forma que agora não consigo evitar pensar nele em nenhum momento do dia. Mesmo quando estou patinando e até em meus sonhos o Matteo habita. Eu o amo. Estou irrevogavelmente apaixonada por aquele mauricinho convencido, mas depois do que vi no Roller ontem acho que ele quis apenas brincar com meus sentimentos, e não quero sofrer, então tenho que esquecer Matteo. Uma tarefa um tanto quanto difícil.

— Que mas da, lo que siento es diferente si tu estas. - Cantarolo baixinho, o que me da uma ideia de começar uma estrofe. Então, pego meu caderno e os versos começam a fluir facilmente. Estou compondo uma musica para o Matteo. Sorrio de leve com esse pensamento.

Depois de um tempo compondo, me canso e ponho o caderno de lado. E então, neste momento cai uma foto minha com Simón de dentro dele. A pego. Estamos em Cancun, na FoodgerWheels. Ambos sorridentes e felizes. Sinto muitas saudades do tempo em que éramos amigos acima de tudo. Sinto saudades dos conselhos do Simón, das piadas e risadas dele. Enfim, de tudo. Me dói muito saber que magoei meu melhor amigo. Muto. Uma simples lagrima escorre pelo meu olho e eu a enxugo. Tenho que recuperar o meu amigo.

 Fico surpresa ao perceber Matteo ao meu lado. Nem o percebi entrar. Ele estar assim tao próximo de mim faz meu coração acelerar, e o sorriso dele me derrete toda. No entanto, tento nao demonstrar e me afasto.

— O que quer, Mauricinho? - Eu pergunto, fria.

— Conversar, Menina Delivery. - Ele diz, se aproximando. - Luna, eu te amo muito. E não quero que duvide nunca deste amor. Você, a menina desastrada que sempre esbarra em mim chegou na vida tão de repente e mudou tudo. Pra melhor. Me fez sentir o verdadeiro amor. Me fez encontrar meu verdadeiro eu. Luna, eu te amo muito, como nunca amei antes. Voce é minha outra metade, Luna Valente. O melhor de mim. - Ele se declara, emocionado.

E eu estou chorando, emocionada com as palavras dele. Matteo me ama sim, não tem mais como duvidar disso. Ele sente o mesmo que eu, e isso me deixa extremamente feliz.

— Te amo, Matteo Balsano. - Digo, me aproximando dele.

Ele sorri e me beija apaixonadamente, como nunca beijou antes.

Por Simón  

 Toco a melodia de Eres com a minha guitarra sozinho no palco do Roller. A verdade é que estou confuso em relação aos meus sentimentos. Alguns dias atrás eu tinha plena certeza que estava apaixonado pela Luna, mas agora uma certa loira povoa os meus pensamentos. Sempre pensei que eu odiava a Ámbar, principalmente por tudo que ela fez contra a Luna, mas agora não tenho certeza de nada. Eu sempre fico nervoso perto dela, sinto uma enorme vontade de beija-la, de faze-la mudar, de a proteger. Sim, acho que me apaixonei pela Ámbar.

Vejo então Daniela vindo em minha direção. Dou um sorriso fraco. Não estou com muita vontade de conversar com ela neste momento.

— Oi, eu queria conversar. - Ela fala, sentando ao meu lado.

— Fala, Daniela. -Eu digo.

— Eu ainda nao consegui te esquecer, te amo. - Daniela fala, e se aproxima para me beijar, mas eu me afasto.

Ámbar chega e sorri falsamente para ela.

— Queridinha, quem falou que podia beijar o MEU namorado? - Ela diz, em um tom possessivo, me deixando confuso.

Daniela também parece estar bem confusa. Arregalo os olhos ao perceber que a loira me beija.

Por Matteo

Eu e a Menina Delivery estamos passeando de mãos dadas no parque. Estou muito feliz que as coisas se resolveram entre a gente. Agora nunca mais deixarei nada se entrepor no nosso relacionamento. Nem Âmbar, nem Simón, nem Benicio. Nem mesmo a volta repentina da Fran. Nada vai nos separar. Estou muito feliz.

Então, vemos uma garota vindo em nossa direção. Fico de boca aberta ao ve-la, e ela e Luna se encaram, perplexas.

— Somos idênticas! - Elas exclamam, juntas.

.......

No próximo capitulo:

— Luna e Simón tem uma conversa franca.

— Sol causa confusões no Jam and Roller.

— Gastón faz surpresa romântica para Nina.

— Rey descobre o segredo de Ada.


Notas Finais


Será que são gémeas?? Façam suas apostas..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...