História Sozinha (?) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 1.333
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu sei que demorei um pouquinho pra postar mas eu estou na reta final do ano e tenho as provas finais da escola... Enfim, demorou mas saiu.
Espero que gostem! Boa leitura.

Capítulo 4 - Um dia; milhões de acontecimentos.


Fanfic / Fanfiction Sozinha (?) - Capítulo 4 - Um dia; milhões de acontecimentos.

~Justin Bieber

Depois de chamar o táxi, vestir minha roupa e usar o banheiro, desci pra cozinha encontrando a Liz só com uma blusa larga. Que linda. Ela havia feito um coque no cabelo e estava completamente linda, como sempre. Me apoiei na bancada e fiquei observando ela fazendo nosso café da manhã. Quando ela percebeu que eu estava observando cada movimento que ela fazia, deixou cair um dos ovos que tinha fritado fazendo biquinho. Ela realmente é muito linda, mas não precisa saber disso. Certo? Certíssimo!

Assim que acabamos de comer saímos da casa dela e logo estávamos na calçada. O táxi já estava lá então logo entramos e eu falei o caminho pra ele, avisando pra parar no trabalho da Liz. 

Ela ficou olhando pela janela o tempo todo e nem falou comigo. Não sei porque, mas eu tenho vontade de conhece-la. De saber a história dela, seus costumes, gostos, sei lá. Mas ela é tão diferente de mim... Eu sou da farra. Vou a balada quase todos os dias da semana e não conseguiria mudar isso. Também estou acostumado a ter todas aos meus pés e a Liz não parece ser mulher de farra, parece que quer coisa séria, então é melhor eu manter distância... Mesmo que aquela pele branquinha me deixe louco... O que? Se segure, Justin. Ela só tem um corpo legal, beeeeem legal. Mas não é pro seu bico. Nem pense em t...

Sou tirado dos pensamentos pela Liz que me dá um abraço rápido e sai do táxi, entrando rápido na CK. Antes de fechar a porta ela olha novamente pro carro deixando eu reparar nas suas bochechas vermelhas e cheias de sardas. Linda. Eu aceno e ela ri e logo dá as costas deixando a porta fechar sozinha. O motorista perguntou se já podia arrancar com o carro em direção a minha casa e eu demorei um pouco pra responder, mas logo disse que sim.

Quando cheguei na minha casa vi que estava uma bagunça só. Liguei pro Jaden pra ver se ele conhecia alguma diarista de confiança e ele disse que sim. Depois que ele me passou o número dela, me despedi e desliguei.

Quando ela chegou algumas horas depois eu achei estranho. Era uma menina linda e gostosa, porra. Muito gostosa. Loira e pequenininha mas com certeza dá pro gasto.

Sempre que ela limpava um lugar e eu tava perto, eu dava em cima dela. Por fim, quando ela foi ir embora eu a beijei. Uma coisa foi levando a outra e acabei comendo ela.

E assim foi meu fim de tarde. Uma rapidinha no sofá fazendo ela se atrasar pro próximo cliente e depois um banho.

Quando sai do banho dormi por um tempo. Só acordei quando era umas 21h com o meu celular tocando. Era o Jaden me chamando pra balada. Ele sabe que eu vou, nem precisava perguntar.

Como já tinha tomado banho eu só troquei de roupa. Quando acabei de me arrumar chamei um táxi falando o endereço pra ele.

Quando chegamos em frente à boate, percebi que tava lotada. A noite vai ser boa, ô se vai.

~ Liz Gillies

Fiquei trabalhando o dia todo hoje como assistente da Lucy. Parece ser uma coisa fácil, mas andei pra todo lado e fiz de tudo, estou exausta. 

Quando deu minha hora de almoço sai feliz andando pelas ruas sem rumo algum, só queria relaxar. Achei um café e acabei parando pra passar o tempo que ainda me restava lá. Eu tinha duas horas de almoço e já haviam se passado 27min... 

Quando eu ia me levantar pra pagar, meu celular toca e eu fico animada vendo o remetente na tela. Era a Tory, uma das minhas melhores amigas da época de colégio. Logo atendi e ouvi aquela voz fofa, que saudade dessa piranha!

~on

- ei vadia! - eu falo rindo e parecendo descolada, nós sempre nos chamávamos assim.

- oi vagaba, que saudade de você mulher.

- ah, nem me fala! Tá tudo tão diferente aqui amiga, me sinto sozinha, as vezes acho que estou sozinha no mundo inteiro...

- ei louca, deixa disso! Vim acabar com a sua tristeza HAHAHA. - ela ri forçadamente indicando que está aprontando algo.

- como assim?? Você endoidou de vez?

- devo ter endoidado! ESTOU EM VANCOUVER!!!!!!!!!

- É O QUE MALUCO!??!??!? OUVI DIREITO???

- simmmmm heheheheh

- onde você tá agora????

- tô no aeroporto. No banheiro pra ser mais exata Há há há.

- eita hehehehe. Bom, vou aí te buscar agora, não se mexa!- falo em tom de ameaça e desligo.

Assim que desliguei sai correndo em direção ao caixa e paguei o que tinha consumido. Chamei um táxi e logo estava no aeroporto e logo depois, no banheiro do aeroporto. Entrei lá e vi a Tory debruçada na pia espremendo uma espinha olhando para o espelho. Ela ainda não me viu então...

- além de vadia é nojenta. - falo séria e ela sorri maliciosa quando ouve e logo depois se vira pra mim, fecha a cara e vem correndo pulando com tudo em cima de mim.

- além de nojenta e vadia ainda é pesada pra caralho! -falo fazendo ela gargalhar enquanto se levantava de cima de mim. - amiga, você está ótima!

- eu sei sua piranha! - ela joga os cabelos fazendo cara de ego.

- não muda nunca né!

- e nem pretendo! - ela me manda um beijinho e logo depois sai do banheiro comigo atrás dela. - onde é a sua casa? - ela pergunta meio perdida.

- não é muito longe, vamos de táxi pra não carregar as malas.

- okay!! - ela fala animada e aliviada.

Quando chegamos em casa, meu horário de almoço ainda não tinha acabado, mas tava quase. Então liguei pra minha chefe e disse que passei mal, que não iria poder voltar e ela entendeu perfeitamente.

Pensei em mostrar a casa pra Tory mas certeza que ela já olhou tudo enquanto eu tava no telefone.

Eu mostro pra ela o lugar que ela poderá ficar e ela concorda. Logo depois pediu pra tomar um banho e foi, levando suas malas.

~

Um bom tempo depois, quase umas 4h, Tory desceu arrumada e linda. Maquiada, vestida, perfumada. Parecia que ia pra algum evento ou premiação importante. Quando tirei os olhos do celular e olhei pra ela, ela deu uma voltinha e esperou o elogio.

- que vadia gostosa da porra!

- ai amiga obrigada

Eu sorri pra ela e ela pra mim. Mas aí que me toquei, por quê?

- ah, é mesmo. Por que se arrumou toda assim?

- vamos em uma boate???? - ela pergunta batendo palminhas e pulando.

- hmmmm.... Não sei não

- ah, Liz, vai sim. É pra comemorar que vim passar um tempinho com você. - ela faz a cara de pidona mais fofa que consegue.

- Okay, okay. Tudo bem, eu vou.

- Eba! Agora vai se arrumar e fique bem gostosa. - ela fala mais pausadamente pra parecer sexy e quando eu passo por ela, ela me bate na bunda, ai.

Um tempo depois, umas 3h mais ou menos, estávamos saindo de casa, eram quase nove horas.

Eu estou usando um vestido azul colado que tem um decote nas costas. Não tem decote na frente e nem é muito curto. Ele é... Misterioso. Indica que eu tenho mais do que tô mostrando e eu gosto disso. Fiz uma maquiagem simples. Apenas um batom vinho, quase preto e rímel.

Eu estava me achando linda. Eu me acho linda. Mas não acho que beleza seja algo muito importante... Deve ser por isso que sou taxada como "desleixada". Eu não tô nem aí sabe. Eu me acho linda e é isso que importa, se os outros não acharem o que que tem?

Quando avistamos a boate de dentro do táxi Tory já estava mexendo as pernas pra lá e pra cá feito uma louca. Ansiedade. Ela sempre foi muito ansiosa.

Assim que o táxi para e olha pro banco de trás nós percebemos que já poderíamos sair. Depois de pagar o motorista, agradeci e desci.

Quando chegamos em frente à boate, percebi que estava lotada. A noite vai ser boa, ô se vai.


Notas Finais


E ai gostaram? O que será que vai rolar no próximo capítulo??? Essa balada promete!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...