História SpiderPool - Wade x Peter Forever? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Deadpool, Homem-Aranha
Personagens Duende Verde, Gwen Stacy, Peter Parker, Tia May, Wade Willson (Deadpool)
Tags Drama, Romance, Spideypool
Visualizações 408
Palavras 1.344
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Luta, Mistério, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


[Informaçoes]
♥ - Este capitulo ainda está em construção e pode haver mudanças
♥ - Estudo periodo integral mais busco continuar essa fanfic

Capítulo 3 - Trevas - O passado pode sim ser esquecido


Fanfic / Fanfiction SpiderPool - Wade x Peter Forever? - Capítulo 3 - Trevas - O passado pode sim ser esquecido

(Wade Povs)

Estava em meu apartamento organizando as coisas em seu devido local, pensava em como o cabeça de teia era magro, tímido, engraçado, fofo e alguém que eu queria muito ter uma amizade ou até mais, esperava todo o dia para poder avista-lo e começar a segui-lo embora ainda não soubesse onde ele morava queria somente sempre conversar com o mesmo, assim aumentando nossa intimidade.

[Nossa intimidade com o Baby Boy e quase 0,10% de 100. ]

(Verdade, Spidey tem medo da gente.)

[Isso tudo é culpa do Wade que age como um louco, assim nunca vamos foder o baby boy. ]

(Não é totalmente culpa dele, agente que tirou sua atenção do cabeça de teia do nada o que o assustou)

Eu só quero que o baby boy queira ser meu amigo e perca seu medo de min...

[E como você é um bundão nunca vai conseguir! Nesse ritmo baby boy vai perder a virgindade com outra pessoa]

Ao ouvir as vozes me pergunto se o meu baby boy é virgem, perco o foco do pensamento ao olhar pela janela e ver um uniforme de cor azul e vermelho, meu coração dispara, já sabia que eu o amava, mas talvez ele nunca me amaria afinal nem sei se ele é bissexual, mas isso não irá interromper meus planos. Corro para o banheiro colocando meu uniforme e as armas em seus respectivos lugares, entretanto demoro muito, mas graças a Odin baby boy estava no mesmo prédio de sempre, não sei o motivo por gostar do prédio mais alto de Nova Iorque, O One World Trade Center, enfim ao chegar ao topo deparo-me com o amor da minha vida, sim o teiudo estava lá e distraído com a paisagem! Chego sem fazer nenhum barulho atrás de Spidey e o abraço

- Me de um filho Spidey! –Digo com a emoção e um toque de sarcasmo por estar perto do meu Baby boy

- Nossa nem me pedir em casamento antes? – Diz sarcástico, fazendo-me rir

- Pensei que fosse heterossexual – Digo ainda rindo.

- E eu pensei que eu fosse bissexual, surpresa eu sou! Mas e você Deadpool? – diz sarcástico enquanto me olha com curiosidade.

-Eu não .... Quer dizer apenas te respondo com ações – digo enquanto levanto minha mascara um pouco mais acima do nariz depositando-lhe um rápido beijo em sua bochecha sem tirar a máscara dele, sentido como se a terra tivesse parado para eu aproveitar aquele momento

-Ei – Spidey disse me dando um tapa na cara, como se não tivesse gostado da minha reação.

(1 a 1)

- Tinha que ser na cara? – Ri dando-lhe um leve empurrão – Fala ‘’Ei’’ e me bate mais parecia gostar, então meu querido inseto que solta teia você me bateu porque foi na máscara ou porque não foi na boca? -Digo com um tom sugestivo.

- N-Nenhum dos dois! Idiota e eu sou um aracnídeo não um inseto, não vou te explicar a diferença porque você nem se importaria –ele ri enquanto tentava responder minha pergunta com um tom de sério.

(2 a 2)

- Gaguejar significa que gostou! E não me importaria mesmo – Digo sarcástico

- Não tem nada a ver, primeiro você é só um amigo e não temos intimidade suficiente para isso faz só três dias que conheci você Deadpool – Diz ríspido.

(3 a 2 para Spidey)

- Três dias que conheci o amor da minha vida! –Digo um pouco feliz por ele ter dito que somos amigos, ele ri com a minha sinceridade

- As vezes você é muito engraçado...  diz sorrindo

[Daqui a pouco ele vai nos chamar de Daddy enquanto chamamos ele de Baby Boy! ]

(Mesmo assim Spidey ganhou)

[Ele pode ter vencido o jogo, mas nós vamos vencer a guerra e come-lo! ]

Eu só podia rir ao ouvir as vozes em minha mente. Reparo que baby boy me encara enquanto estou rindo ‘’sozinho’’, só pude o abraçar e esperar que ele nunca me deixasse.

-Não suma de novo baby boy! ~~ -digo choramingando

-Eu...eu não vou – diz olhando para min, o que me fizera muito feliz, o aperto com muito amor me sentindo nas nuvens.

(Wade Povs Off)

Wade e Peter continuaram abraçados por horas até Peter se sentir sufocado e começar a bater em Wade para que terminasse o abraço em vão pois ele só o apertara ainda mais.

-Só mais um pouco -Diz o Wade com um tom solitário em sua voz

-V-você está me...s..sufo...sufocando – diz quase sem ar até que Wade decide o largar, mas continua a observa-lo.

(Peter Povs)

Deadpool me assustava por estar cada vez me apertando mais, entretanto ele logo parou de me sufocar, ele passou sua mão em minha cabeça após me encarar por dez minutos, se sentindo preocupado pelo visto.

- D-Deculpa Baby boy, você está bem? – Pergunta com um tom sério

-Estou mais se você continuasse eu não estaria mais aqui – Digo sarcástico.

-S-sinto muito Spidey...eu não queria te machucar – Diz de uma maneira preocupada o que me fez sorrir de baixo da máscara, logo deposito minha mão em sua cabeça o afagando para conforta-lo.

-Está tudo bem –Digo tentando o fazer sentir-se melhor.

(Peter Povs off)

Peter olhava para Wade com remorso pois havia o deixado preocupado, entretanto, foi embora logo após dizer-lhe que o mesmo estava melhor. Já estava sem sua roupa de Homem-Aranha quando se encontra em frente a uma loja de pelúcias. Encarou a loja por 10 minutos, decidindo entrar na mesma, saiu com uma caixa de presente, não dava para saber o que estava lá dentro.

(Peter Povs)

Sai da loja de presentes com uma grande caixa em minhas mãos, pensava em presentear Deadpool por ser um bom amigo e talvez assim fazer ele se sentir melhor, ao chegar em minha casa fiquei encarando a folha de dedicatória do presente, pensei muito até que escrevi ‘’. De: Spidey – Para: Deadpool com carinho espero que goste’’. Ao terminar decido deixar a caixa no armário enquanto vou tomar um café da tarde em um restaurante próximo, esperei a garçonete me atender e pedi uma porção de Waffles com mel, logo que acabo de comer volto para casa, visto meu uniforme, ponho a máscara e pego o presente no armário, indo em direção ao One World Trade Center, onde espero pacientemente pelo louco de vermelho que chega rapidamente como se tivesse me observado.

- Querida cheguei! ~~ -Diz Deadpool sarcástico.

- Chegou mais rápido do que eu imaginava...– Digo sarcástico, enquanto ignoro a palavra ‘’ querida’ ’Deadpool me encarava até ver a caixa que eu carregava.

- Esse presente é para um ‘’Crush’’ seu? – Questiona sarcástico enquanto me encara.

- N-não ele é para um amigo... – Digo meio sem jeito, entregando-lhe o presente.

- Serio que é pra min?! –Diz como uma criança mega feliz que acabara de receber o presente que estava esperando a 10 anos de sua vida.

- Se você se considera meu amigo é – Digo ainda sem jeito.

-O-obrigado Baby boy~~ -Diz sério ao mesmo tempo que grato. Ele decidiu abrir o presente na mesma hora o que me deixou apreensivo, vai que ele não gosta de pelúcias

- N-não sei se vai gostar então é melhor abrir na sua casa – Digo envergonhado e apreensivo, mas ele o ignora e abre a caixa tirando um panda de pelúcia com um coração escrito ‘’ I Love You... Please keep me’’.

- Eu gostei de baby boy, você me deu um presente o que significa que você realmente se importa comigo, eu estou realmente feliz Spidey –Diz emocionado, dava até para ver as lagrimas escorrendo debaixo de sua máscara.

- Eu já vou indo... – Digo sem saber que desculpa inventar, Deadpool sempre tem a capacidade de tirar meu foco, ainda não sei como ele faz isso.

- Não! – Gritou enquanto segurava meu braço. Rapidamente me fez cair no seu colo, o que me deixou mais sem jeito.

-. O-okay... –digo fechando meus olhos. Sentia que no dia seguinte não devo querer mais ver esse cara, ele me deixa muito sem graça

. . . 


Notas Finais


Obrigado a todos♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...