História Spideypool (III) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Deadpool, Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Mary Jane Watson, Peter Parker, Tia May, Wade Willson (Deadpool)
Tags Spideypool
Exibições 217
Palavras 738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Para as pessoas que não estão entendendo nada, essa fic faz parte de um universo que começou em uma outra fic minha chamada Stony.
Esse capitulo se passa um pouco antes do capitulo 18 de Hawksilver.

Capítulo 3 - Baby boy?


(Peter pov)

Eu e Wade andávamos pelas ruas do Queens conversando,ou melhor, ele falava e eu ouvia. Ele usava um capuz que cobria mais da metade de seu rosto, isso me incomodava um pouco e eu ficava olhando para a sua boca que estava descoberta pela mascara, ele falava alguma coisa mas eu não prestava atenção, a unica coisa que eu ficava me perguntando era como deveria ser o seu rosto. 

-Você está me ouvindo?-Ele disse me tirando de meus pensamentos.

-M-me desculpe... e-eu não...-Eu senti minhas bochechas esquentarem e vi um pequeno sorriso se formar em sua boca.

-Você é muito fofo, Baby boy!-Ele afinou a voz.

-Baby boy?-Eu estranhei o apelido estranho que ele havia me chamado.

-Você não tinha que ir para o colégio?-Ele pergunta ignorando completamente minha pergunta.

-Eu decidi não ir.

-Isso não vai afetar sua nota?

-Tenho notas o suficiente para faltar um dia-Ele puxa um pouco o capuz para baixo-òr que você não tira esse capuz?

-Não gosto do que tem em baixo dele!

-Não deve ser tão ruim...-Eu ouço meu celular tocar no bolso cortando minha fala. Eu o peguei e estranhei porque era Maria Hill quem estava ligando-Só um minuto, Wade.

-Claro-Ele diz simplesmente e vai sentar em um banco que tinha ali na rua.
Eu atendi o celular e logo noto barulhos de gritos e coisas explodindo, como também ouvia a respiração descompassada de Maria Hill.

-Homem aranha?-Ela falava ofegante, deveria estar correndo, mas mesmo assim ele tinha um tom serio na voz-Preciso que venha para a SHIELD imediatamente!

-Por que?-Perguntei confuso.

-A SHIELD foi invadida, bombas estão explodindo por todas as partes, muitas pessoas feridas e provavelmente alguns mortos. Preciso que venha ajudar a controlar a...-Uma enorme estrondo foi ouvido e depois a ligação caiu.

-Petey?-Wade tocou meu ombro, o que acabou fazendo eu me assustar-Você está bem? 

-Eu tenho que ir, Wade, me desculpe não poder ficar!

-Tudo bem, aconteceu algo grave?

-Não da tempo de explicar, Tchau!-Eu sai correndo para o beco mais proximo e troquei a minha roupa pela do Homem aranha.

Eu me pendurava pelos prédios o mais rápido que pudia para chegar logo até a SHIELD. Quando eu cheguei encontrei coisas desmoronando e pessoas ainda corriam, havia feridos pelo chão e algumas pessoas que infelizmente não iriam mais se levantar. 

Eu ajudava quantos eu pudia, até avistar um homem com uma especie de traje preto e cabelo castanho. Ele passava por todos os destroços pisando em corpos como se fosse uma coisa que fizesse todos os dias. Ele lavava alguém em seu ombro, uma mulher, então eu reconheci que não era uma simples mulher, era Tony.

-Quem é você?-Eu gritei e ele parou de costas para mim e largou Tony no chão.

-Eu tenho muitos nomes, nenhum deles você é digno de pronunciar!-Ele falava tão baixo que se não fosse minha audição apurado eu não teria escutado.

-Eu não vou deixar você levar a Stark!

-Eu não estou pedindo permissão-Ele finalmente se virou pra minha direção, eu pude ver seus olhos, eram completamente negros-Não vai querer brigar comigo, garoto!-Ele começou a dar passos lentos em minha direção, a cada passo eu estremeçia.

-Não quero brigar, mas também não deixarei você leva-la!-Eu tentei me manter firme só que aquele homem por algum motivo me trazia medo. Cada célula do meu corpo me avisava para mim fugir só que eu não podia deixar ele simplesmente sair com a Tony.

-Então você terá que brigar comigo, porque eu preciso dela!-Eu tentei acertar um soco em seu rosto mais ele segurou pulso e o torceu.

Eu tentei me soltar mais ele era mais forte e continuou com o aperto em meu pulso. Tentei socar seu estomago mas pareceu não surtir nenhum efeito, ele continuava ali parado como se lutar comigo não valhece seu tempo.

-Que merda é você?-Ele soltou meu pulso e me deu um soco me fazendo cair de joelho no chão, agora não era só meu pulso que doía.

Ele me pegou pelo pescoço e me suspendeu, eu não conseguia respirar direito. Ele olhava em meus olhos profundamente e não havia sentimento nenhum ali, ele não tinha nem um sentimento.

-Mande um recado a Pietro pra mim, diga que ele conseguiu fugir de meu chefe por sorte, mas que agora ele nos levou a uma coisa muito melhor. E diga também que tudo isso é culpa dele e iremos busca-lo.

                                                    Logo depois eu apaguei.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Alguma duvida? Elogios? Criticas? Eu aceito tudo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...