História Spideypool: Imaginary - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Deadpool, Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Flash Thompson, Gwen Stacy, Peter Parker, Safira (Jessica Jones), Steve Rogers, Thor, Tia May, Wade Willson (Deadpool)
Tags Gay, Romance, Spideypool, Stony, Thorki, Yaoi
Exibições 127
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal ^-^
Perdões pela falta de capítulo no sábado passado, eu estava sem tempo por conta das provas de fim de ano. Agora é férias tuts tuts
Boa leitura

Capítulo 3 - Capítulo 2


Peter se jogou no sofá, ele já estava cansado de perseguir Wade pois sabia que o mesmo não iria desistir daquela ligação tão cedo, o mercenário parou ao perceber que o garoto cessou a perseguição

-Desistiu baby boy?- O mais velho debochou 

-Aham. Você não desiste dessaa infantilidades, pode ligar se quiser, depois eu digo pra minha tia que só era um doido varrido no outro lado da linha- Disse Peter 

-Petey você não percebe que eu faço tudo isso por você?- Wade se sentou ao lado de Peter

-Pois deixe de fazer. Eu não quero ter um maluco na minha cola toda vez, eu só quero paz- Aquelas palavras saíram da boca de Peter sem ele perceber, porém tudo o que disse era verdade

- Vá embora então- Wade se levantou e saiu da sala

Peter não se abalou, no fundo ele sabia que aquela raiva de Wade uma hora iria passar. Então ele voltou para o quarto, catou sua máscara e pulou pela janela, indo embora dali

Você foi muito molenga 

Ele estava nas nossas mãos 

Wade balançou a cabeça e as vozes se calaram por um instante, tinha vezes que elas falavam o dia inteiro, outras vezes em russo, japonês e línguas de paises isolados. De onde elas aprendiam isso? Nem Wade sabia

-Ele vai voltar suas bobas. O Petey não aguenta ficar longe de mim- Disse Wade 

Duvido. Você só vai ter aquele ali quando levar ele pra cama

Concordo, dá próxima vez o foda sem dó 

-Okay okay- Wade disse por fim e foi até o quarto

Seu quarto era uma bagunça mas ele achava confortável. Chegando lá ele se atirou na cama e tentou adormecer, mas a visão de um documento no chão chamou a sua atenção 

Wade pegou o documento e o rasgou com velocidade, dentro dele tinha fotos e um papel escrito "A identidade secreta de Peter Parker"

-Uou baby boy. Você foi descuidado- Wade disse ao ver todas as fotos

Imagina o quanto isso deva valer 

Uma grana preta. Ei Wade, o que você acha de vender isso ai?

Viveriamos bem pelo resto da vida. Teriamos todas as mulheres e homens do mundo com isso ai

Teriamos casas, carros, jatos particulares..

-Mas o Petey pode morrer- Afirmou Wade

Petey não liga pra você idiota

Ele te trata mal

Wade fechou os olhos e tomou uma decisão 

Peter chegou em casa, e foi recebido com um abraço apertado de Tia may, que tinha chorado litros por não ter notícias do sobrinho. O garoto levou minutos até convencer a Tia de que estava numa festa, e que acabou dormindo na casa de Harry

Ela acreditou deixando Peter aliviado, porém a Tia May avisou que na próxima vez ele iria levar um castigo severo. Peter concordou e subiu até o seu quarto, ali ele abriu o notebook e checou tudo o que deveria, até o Facebook na qual nem ligava muito

As feridas da última luta ainda não estavam curadas, e a dor era horrível. Principalmente quando ele estava deitado, suas costas e ombros doíam e no fundo ele sabia que deveria ter ido no hospital. O garoto decidiu tomar um banho quente, para relaxar os músculos e para controlar a dor

Nem isso funcionou mas ele pôde pensar nos últimos acontecimentos, como a abdução de pessoas em Nova york e o envolvimento do Serpente em tudo isso, aquilo o lembrou das notícias de quê um homem controlava mentes em Hell's Kitchen, tudo isso poderia ter uma ligação? Só o tempo e suas investigações poderiam dizer. Peter decidiu ir fazer uma nova ronda aquela noite, em busca de resposta para tudo isso

A noite chegou fria em Nova York, porém nem isso afetou o movimento da cidade que nunca dorme. As ruas estavam engarrafadas, lojas lotadas e festas a cada esquina. Peter estava no alto de um prédio observando tudo aquilo, e no fundo pedindo para Wade aparecer a falta do mercenário era entediante

Mas ele não apareceu e Peter estranhou.Será que ele levou a sério o que eu disse? Ele pensou, o bom de tudo aquilo era que ele teria um pouco de paz. Contudo ele estava errado, seu sentido aranha apitou e ele desviou de uma longa barra de ferro, a pessoa que o arremessou era Venom

Ótimo 

- Veio para levar uma surra?- Peter debochou

A criatura não respondeu, apenas pulou contra Peter com a intenção de joga-lo do prédio. O aranha desviou e atirou as suas teias no rosto de Venom, que perdeu o controle e bateu no outdoor

-Ops desculpe- Peter riu

Venom se desprendeu e pegou Peter pelos pés, a criatura girou e girou com o garoto e por fim o jogou do prédio. Peter estava tonto, e não conseguia arremessar as teias, foi então que o Homem de ferro o salvou de uma terrível queda

-Tony?- Peter ainda estava confuso

-Oi pirralho- Tony deixou o garoto no prédio- Quer uma ajudinha?

-Se não for um problema- Disse Peter 

Venom sorriu, pois iria acabar com o aranha e o ferro juntos

-Hoje é meu dia de sorte- Venom disse 

Tony investiu contra a criatura e desferiu vários socos e chutes, Peter jogou as suas teias e prendeu Venom, o que impossibilitou a criatura de se defender. Venom urrou e deixou Peter lhe dar um último soco que o arremessou para fora do prédio, e por fim sumiu nas sombras 

-Obrigado Tony- Peter estava cansado

-Não precisa me agradecer. Eu só vim ver como estava a sua missão- Disse Tony

-Está indo mal. Eu ainda não tenho resposta para essas abduções- O garoto estava desanimado 

-Se quiser eu peço que alguém em especial o ajude- Tony estava misterioso 
-Eu consigo fazer tudo sozinho- Peter reclamou 

-Ela passou por uma situação parecida. E tem experiência nesses casos- O mais velho disse

-Mas.... Tá eu aceito a ajuda- Peter disse por fim

-Venha para a Torre dos vingadores amanhã, sem falta pirralho- Tony se despediu e levantou vôo 

Peter decidiu voltar pra casa. A missão era sua, e isso o deixou chateado, não queria a ajuda mas não podia fazer nada. Se Tony disse, não havia como voltar atrás 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado u.u
Lemon vai rolar logo logo hein ( ͡° ͜ʖ ͡°)
Agradeço pelas avaliações, isso me motiva muito
Até a próxima *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...