História Spoby - What Will Happen? - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Ashley Marin, Caleb Rivers, Cece Drake, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Ian Thomas, Jason Dilaurentis, Jenna Marshall, Jessica DiLaurentis, Lucas Gottesman, Melissa Hastings, Mike Montgomery, Mona Vardewaal, Pam Fields, Peter Hastings, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh, Veronica Hastings, Wren Kingston, Yvonne Phillips
Tags Alison, Alison Dilaurentis, Aria, Aria Montgomery, Cavanaugh, Emily, Emily Fields, Hanna, Hanna Marin, Hastings, Montgomery, Pll, Pretty Little Liars, Spencer, Spencer Hastings, Spoby, Tobias, Toby, Toby Cavanaugh
Visualizações 112
Palavras 1.145
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie, tudo bom? Mais um capítulo para vocês, sorry pela demora tive muitas provas hoje!! Não me esfaqueiem pelo capítulo, please!
Gostaria de agradecer, pois chegamos a 3 mil visualizações, uhuull!! Muito obrigada mesmo, vocês são demais, amo vocês <3 <3
Espero que gostem <3
Boa leitura!

Capítulo 23 - Our love was beautiful


Fanfic / Fanfiction Spoby - What Will Happen? - Capítulo 23 - Our love was beautiful

No capítulo anterior:

P.O.V Toby

Fui cortado de minha imaginação com uma ligação de Emily.

Ligação ON:

Toby: Oi, Em!

Emily: E aí, já marcaram a data do casamento?! (rsrs)

Toby: Não, e nem marcaremos.

Emily: O-o que aconteceu? Spencer não está aí?

Toby: Não, Em. Ela não está. Está tudo acabado.

Emily: C-como assim? O que aconteceu?

Toby: Deu tudo errado, Emily! Eu perdi Spencer, mais uma vez.

Emily: Oh meu Deus, Toby! Mas me explica o que aconteceu.

Toby: E-eu não estou com cabeça para isso agora. Me desculpe, Em.

Emily: Tudo bem, te entendo. Até mais.

Toby: Tchau.

Ligação OFF

Desliguei o telefone, e fui para casa, aquele tinha sido um dia cheio. Precisava descansar e pensar. Porém, provavelmente, só conseguiria pensar em uma coisa, nela.

... 

P.O.V Toby:

Acordei com a claridade penetrando meus olhos, tinha acordado tarde hoje. As memórias da noite passada ocupavam minha mente, a voz de Spencer ocupava minha mente:

-Toby!

-Vai embora!

-Vai embora!

-Por favor!

Aquelas palavras partiam meu coração por completo. Por que ela não abriu a porta para mim? Poderíamos ter resolvido tudo isso! Poderíamos estar juntos, tomando café, nesse exato momento! Mas ela preferiu me deixar, então, não posso fazer mais nada.

Depois de tomar meu café, passei o resto da manhã deitado, preguiçosamente, no sofá, pensando em Spencer.

[...]

Depois de almoçar, passei no mercado, pois precisava levar algumas coisas para o apartamento. Quando estava deixando o estabelecimento, eu vi ela, Spencer. Ela estava toda atrapalhada, enquanto tentava guardar seu dinheiro e segurar suas sacolas ao mesmo tempo. Me aproximei e disse:

-Quer uma ajuda? - apenas depois de eu me pronunciar, que Spencer percebeu minha presença e levantou a cabeça me olhando.

-Não, eu não preciso de uma ajuda vinda de você! - no momento em que ela disse isso, uma sacola caiu de sua mão.

-Tem certeza? - perguntei, em um tom um pouco irônico.

-Não, vê se me deixa em paz! - ela falou, depois seguiu andando até seu carro e parou em frente ao mesmo - Por que não procura a Izabel?! Afinal, ela é melhor do que eu, não é mesmo? - ela terminou sua fala, entrou no carro e foi embora.

-Spen, esper... - já era tarde, ela já tinha dado partida no carro. A única coisa que sobrara dela, foi a marca do pneu de seu carro no chão daquele estacionamento.

P.O.V Spencer:

Entrei no carro, bati a porta fortemente e deixei Toby falando sozinho. Saí rapidamente daquele estacionamento, cantando os pneus de meu carro. Por que falei desse jeito com ele? Não é óbvio, Spencer?! Ele te magoou denovo, pensei, enquanto dirigia pelas movimentadas ruas de Nova York.

Voltei para meu escritório, e Jane entrou em minha sala.

-Com licença, Srt. Hastings!

-Diga, Jane.

-A senhorita tem uma mensagem na caixa postal, chegou agora pouco!

-Tudo bem, obrigada por me avisar! - Jane estava abrindo a porta para sair da sala, quando a parei com uma pergunta - Jane!

-Sim, Srt. Hastings!

-Tem alguma reunião para essa semana?

-Não.

-Ok, pode ir. - ela deixou a sala.

Por um momento esqueci da mensagem, mas, rapidamente, me lembrei, e coloquei-a para reproduzir.

MENSAGEM ON:

"Oi, Spence, sou eu, Toby. Provavelmente, você não vai ouvir isso, porém se estiver ouvindo, peço que me escute. Olha, eu não tive culpa pelo o que aconteceu ontem na cafeteria, eu não estava saindo com Izabel, foi ela quem sentou na minha mesa sem permissão. Aí, você chegou e viu ela colocar suas mãos sobre a minha, mas não era nada do que você está pensando. Eu nunca teria feito isso com você, eu te..."

MENSAGEM OFF

A mensagem foi cortada, mas eu sabia quais seriam as palavras ditas por Toby. Lágrimas escorriam de meu rosto, após escutar aquilo. Eu deveria acreditar nele? Será que é mesmo a verdade? Pare de chorar, Spencer, eu disse para mim mesma. Você não o ama mais! Tentava colocar isso em minha mente.

[...]

Minha carga horária já tinha acabado por hoje, fechei minha sala e fui em direção ao elevador, que várias pessoas esperavam, por sinal. E entre elas, estava Izabel.

No momento em que me aproximei até o elevador, o mesmo chegou. Adentramos e eu fiquei ao lado de Izabel, não tinha dado um olhar sequer para ela.

-Sabe, Srt. Hastings!? A caixa postal de seu telefone empresarial deve ser utilizada apenas para trabalho.

-Você também espiona a vida das pessoas, agora?! - falei, sem dirigir meu olhar para ela.

-Faço apenas o meu trabalho!

-Não sabia que isso era uma empresa de espionagem!

-Tadinho, ele está tão perdido! Correndo atrás das pessoas erradas! - Izabel respondeu, tentando desviar o assunto.

-Realmente, vocês estavam sentados na mesma mesa! - cuspi para ela. 

As pessoas nos olhavam de maneira estranha, sem entender o que estava acontecendo, já que, nos duas conversávamos sem trocar um olhar, sequer.

-Mais respeito, Hastings! Eu sou sua chefe, esqueceu?!

-Sinto muito! Mas nos assuntos que se tratam de minha vida pessoal, você não move um dedo!

-Cuidado com quem você provoca, Spencer!

-Está me ameaçando? Você sabia que eu conheço policiais que, basta eu estalar meus dedos, e eles estão aos meus pés?!

-Você está me ameaçando? - ela repetiu minha pergunta.

-Você não respondeu minha pergunta!

-Você também não respondeu!

-Eu perguntei primeiro! - falei alto.

Todos olharam para nós com reprovação, só então percebemos que o elevador estava parado. Estávamos presas no mesmo elevador.

-Eu mereço! - bufei.

-É parece que vamos ficar aqui por um bom tempo! - ela disse ironicamente.

-E você adora isso, não é mesmo?!

-Ficar presa não, mas te provocar sim! - ela respondeu irônica.

-Escuta aqui, você vai ver com quem está mexendo! - tentei ir para cima dela, mas as pessoas que também estavam no elevador, me impediram - Você só me provoca porque sabe que ele me ama e não dá a mínima pra você!

-Ele te ama tanto, que procurou a mim, quando estava sozinho! Pois você não teve a coragem de ir junto com ele naquele projeto estúpido!

-Ele me abandonou! Quando descobri, ele já tinha ido. - respondi, com uma ponta de tristeza em meio aos gritos.

-Isso prova o quanto ele te ama! O amor de vocês era tão grande, que ele te deixou!

-Sua vadia! - gritei - Você nunca terá um amor como foi o nosso, NUNCA! Pois você não tem a mínima capacidade de amar ninguém, além de si mesma!

-Mais respeito, eu posso te demitir a qualquer momento!

-Eu não dou a mínima! - todos olharam espantados para mim, no momento em que eu disse aquilo.

Nesse exato instante, a porta do elevador se abriu, e Izabel foi a primeira a sair, mas antes ela disse:

-Não posso te demitir agora, Hastings! Você ainda vai ser muito útil.

Em seguida, todos nós deixamos o elevador e seguimos nosso rumos.

[...]

Cheguei em casa, lembrando de tudo o que aconteceu hoje. A mensagem de Toby ecoou em minha mente. 

-Não era nada do que você está pensando!

-Eu nunca teria feito isso com você!

Eu estava confusa sobre minha vida, meus sentimentos, tudo! Deixei com que as lágrimas escorressem sobre meu rosto. Ouvi três leves batidas na porta, relutantemente fui até lá, e a abri.

-O que faz aqui? - falei, enxugando minhas lágrimas.







Notas Finais


Foi isso! A pedidos de Brenda, não coloquei tantas fortes emoções nesse capítulo, maas preparem o coração para os próximos!!!
Espero que tenham gostado, desculpe qualquer erro!
Bye bye <3
-R


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...