História Spring Breakers - Interativa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 90
Palavras 1.608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello!

Esse capítulo vai apresentar a formação de aliança e mais algumas coisinhas, espero que gostem do enredo e aproveitem.

Enfim, nos vemos lá embaixo. Boa leitura ^^

Capítulo 2 - 01. Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Spring Breakers - Interativa - Capítulo 2 - 01. Capítulo 1

Esse lugar agora é nosso. Sendo assim, nossas regras devem ser seguidas. Bem-vindos a Seoul, a capital sem limites

 

Tudo para elas era resumido em dinheiro, diversão e destruição. Lendas vivas que ninguém sabe ao certo se existem ou não, apenas sabem que estão por aí em algum lugar prontas para acabar com qualquer um que se ponha em seu caminho. Garotas jovens com seus destinos e sonhos atrapalhados por artimanhas que a vida lhes preparou que, por algum motivo levou todas ao mesmo lugar, ou melhor, a mesma mulher que uniu essa máfia que para muitos são apenas histórias criadas para assustar líderes de outras máfias. Será?

Hazel com apenas alguns minutos sobrando, a mesma se encontrava criando um explosivo capaz de derrubar o local onde estavam. Enquanto a mais velha preparava o motivo do caos que logo seria real, Jung Sunhwa mais conhecida como Sunset estava de vigia com uma Glocker G69 em mãos pronta para atirar em quem flagrasse seu plano. Em outro departamento atentas para receberem o sinal de Hael, Quatro e Harlequin conhecidas como Anonh Jittatad e Louise, hackearam todo o sistema da máfia Kamikaze incluindo seus planos contra a Spring Breakers e vestígios de seu paradeiro.

Fora do local estava Atenas com três carros prontos para partir o mais rápido possível daquele lugar, máquina potentes com nitro o suficiente para chegar a Seoul, a capital que fora a responsável pela formação da Spring Breakers. Preparadas e atentas a qualquer falha que logo seria reparada, Hazel preparou o botão do detonador que estava ligado ao seu celular, com apenas um botão tudo iria aos ares em questão de minutos, tempo o suficiente para saírem e assistirem a explosão do retrovisor de seus carros.

— Tudo pronto — disse Hazel pegando uma arma extra que tinha em sua cintura — Vá pelas escadas e mate quem estiver em sua frente, enquanto eu vou pelo elevador e nos encontraremos no lado de fora — explicou para Sunhwa que a escutou com atenção

— Tem certeza de que não deveríamos ir juntas? — perguntou Sunset esperançosa

— Quando precisei de ajuda para sair de algum lugar, Sunhwa? — perguntou sorrindo — Nos encontramos lá fora minha amiga — sorriu e a deixou ir, logo Hazel olhou para as câmeras do corredor e fez o sinal que suas hackers tanto esperavam.

O plano estava sendo seguido de forma correta, todos os detalhes que Sunset montou estavam sendo concluídos com precisão. Louise encontrou a planejadora nas escadas enquanto Quatro encontrou Hazel no elevador pronta para sair.

— Se abaixa — disse Hazel tirando Jittatad de sua frente e atirando no sentinela atrás dela

— Nossa — disse a mais nova olhando para o homem — Você deveria me ensinar essas coisas unnie — sorriu, logo foi puxada por sua líder

As garotas se encontraram do lado de fora do local, entraram em seus carros preparados por Atenas. Hazel se encarregou de levar Quatro consigo por ser a mais nova entre as garotas, enquanto Atenas seguia sozinha e Sunset na companhia de Louise no banco do passageiro. A líder apertou um botão aleatório de seu celular e deu partida no carro, no caminho assistiu a explosão do retrovisor do carro e logo todas comemoraram com gritos acompanhados de risadas vitoriosas.

 

 

[…]

 

 

Mais um dia se passou depois da destruição da máfia Kamikaze, parecia estar tudo bem com as garotas que contavam o dinheiro e apagaram qualquer vestígio de seu paradeiro, sabiam sobre sua fama como lendas e queriam permanecer assim sem qualquer informação sobre seus rostos, paradeiro, etc.

Hazel estava treinando sua mira quando foi abordada por Louise que se encontrava entediada, a mesma não tinha muito o que fazer a não ser observar e esperar uma ordem, assim como Quatro que se encontrava entretida com seus jogos de computador.

— Por quê está me olhando tanto Louise? Procure o que fazer — disse Hazel atirando na testa do alvo

— Procurei e não encontrei nada além de ficar olhando a Sunset planejar o próximo ataque, Quatro jogando seu jogo idiota, Atenas consertando nossos carros e você atirando — explicou a mais nova — Entre todas essas coisas, prefiro ficar aqui

— Se você não parar de me olhar, vou atirar no seus pés — Hazel a ameaçou

— Não faria isso — disse Louise, logo a mais velha atirou próximo ao seus pés fazendo com que Harlequin pulasse

— Quer dançar? — perguntou a líder pronta para atirar mais uma vez

— Não — negou logo se sentando ao lado de Jittatad

Sunset chamou por Hazel assim que viu nos visores das câmeras escondidas dois homens familiares, logo todas se aproximaram e esperaram por alguma atitude agressiva dos homens como tentativa de arrombamento ou qualquer outra coisas, mas eles não fizeram nada, nada além de olhar para o enorme portão do edifício vazio.

— Quem são eles? — perguntou Quatro

— Se soubéssemos não estaríamos olhando, Jittatad — disse Haeun

— Fiquem quietas — ordenou Hazel que olhava para os homens com atenção

— Você os conhece Hazel? — perguntou Sunhwa preocupada com as expressões estranhas de sua líder

— Abra o portão — ordenou

— Okay — disse Quatro apertando o portão que permitiu a entradas dos homens — E se forem membros da máfia que explodimos ontem?

— Acho que ninguém daquele lugar sobreviveu para contar sua história — disse Louise

— Não são — disse Hazel abrindo a porta para os homens que se encontravam parados — São membros da Risk — a mesma olhou para os mesmos — Entrem, não mordemos

— Com licença — disse JiYong entrando no local sendo seguido por Baekhyun que por sua vez, guardou sua arma na cintura

— Armas por favor  — Sunset pediu

— Não confiam em nós? — perguntou Baekhyun

— Vocês estão no nosso território, sendo assim, devem seguir nossas regras. Agora, entreguem as armas — ordenou Hazel, enquanto observava-os entregar as armas para Sunset e Louise

— Certo? — perguntou Ji-yong, logo Hazel se aproximou de Baekhyun se ajoelhou em sua frente e levantou a barra de sua calça jeans preta, tirando de seu coturno uma .46 Mass

— Certo — segurou a arma — Agora o que vocês querem e como conseguiram nos encontrar?

— Woozi nos disse — disse G-Dragon — Parece que ele sabe muito sobre vocês

— Mais do que gostaríamos — disse Haeun encarando Louise e Quatro que logo se encolheram

— Isso ainda não responde o porquê de estarem aqui — disse Sunset

— Precisamos de ajuda — disse JiYong — Precisamos que nos ajudem a derrubar a Loyal

— Querem uma aliança? — perguntou Hazel

— Sim, sabemos que vocês não conseguem invadir a máfia por serem conhecidas entre eles, assim como sabemos que a Loyal representa perigo para todos nós — explicou Baekhyun

— Se puderem nos acompanhar até Seoul, podemos explicar melhor com todos os membros de nossa máfia presentes — sugeriu JiYong

— Pensei que sua máfia fosse apenas você e seu cãozinho — brincou Hazel logo sendo encarada por Baekhyun — Tudo bem, nós vamos com vocês

— O quê? — perguntou Haeun, que recebeu um sinal de silêncio vindo de Hazel

— Nós vamos e ponto Atenas — disse a líder pegando uma de suas facas e colocando na cintura — Senhores — apontou para a porta

 

 

[…]

 

 

Cá estavam todos reunidos para uma reunião com as lendas contadas por todas as máfias, lendas que logo se tornaram realidade diante de seus olhos. Todos se encontravam estático na presença da máfia feminina a sua frente, parecia que nada daquilo era real para nenhum deles, até para aqueles que já suspeitavam e sabiam sobre a existência das garotas da Spring Breakers.

— Estamos reunidos para apresentarmos os fatos para nossas convidadas — disse Jiyong — Risk essas são as garotas da Spring Breakers

— Vocês existem — disse Hoshi com os olhos arregalados

— Posso lhe garantir que nunca fomos apenas histórias — disse Hazel — Por quê querem a nossa ajuda?

— A Loyal ameaçou a máfia a alguns dias atrás, levando alguns de meus homens e os matando. Entre eles estavam Jiyoung, Jinwoo e Kyung — disse Chae-rin — Eles morreram com honra

— Não duvidamos disso — Sunset se pronunciou

— Nós da Risk não sabíamos de sua existência até o momento que soubemos sobre a queda da Kamikaze, só aí soubemos que estavam próximas de nós — explicou ZICO — Precisamos de sua ajuda mais do que imaginam, assim como sabemos que precisam da nossa ajuda

— Nunca dissemos que precisamos de qualquer um de vocês — disse Louise — Somos capazes de nos cuidar

— Tem certeza? — perguntou SuHo — Pelo o que soubemos, vocês quase foram mortas pela Kamikaze tentando escapar do local

— Histórias são apenas histórias. Nosso plano foi seguido com perfeição e concluído com sucesso, disso pode ter certeza — disse Sunset de forma orgulhosa

— Hazel Lee, você como uma líder de uma máfia que está na mira de uma das maiores máfias da capital. Pense em como seria perder cada uma dessas garotas quando teve a oportunidade de aumentar sua força e ajudar nós e a si mesma ao mesmo tempo — disse JiYong — Podemos não ser lendas iguais a vocês, corredores que deixam marcas nos asfaltos, matadores que no fim não se permitem deixar qualquer pista ou bons o bastante para apagar qualquer informação sobre nós. Mas se conseguimos encontrar vocês, nós valemos alguma coisa! — exclamou — Então o que me diz. Vai nos ajudar a manter nossa máfia e a de vocês sem qualquer dano futuro?

— Hazel — a mesma foi chamada por suas companheiras que esperavam por sua decisão

— O que você decidir estaremos com você — disse Sunset o braço direito de Hazel

— Nós aceitamos — disse Hazel  —Vamos formar uma aliança com vocês

— Ótimo… — antes que Chae-rin pudesse comemorar, a mesma foi interrompida por Hazel

— Mas com apenas duas condições

— Quais seriam? — perguntou Yongguk

— Nenhum de seus homens tentará nos seguir quando essa guerra acabar, e vão apagar qualquer informação sobre nós de seu sistema — disse Black Joker

— Como quiser — disse JiYong

— Meninas — Hazel chamou por suas hackers que logo se ajeitaram nas cadeiras de frente para o sistema da Risk — Por precaução


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo. Deixem nos comentários oque acharam, etc.

Se tiverem ideias melhores ou criticas construtivas, sintam-se livres para mostra-las! <33

Até o próximo capítulo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...