História Spy girls - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Gaston, Luna Valente, Matteo, Nina, Simón
Tags Gastina, Lutteo, Simbar
Visualizações 113
Palavras 797
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiiiiieeeeeeee tuuuudo Bem ?

Capítulo para vocês !!
O próximo provavelmente só vai sair no fim de semana.

Boa leitura !!

#Taty

Capítulo 12 - Salvando Nina Corujinha : Parte 1


Fanfic / Fanfiction Spy girls - Capítulo 12 - Salvando Nina Corujinha : Parte 1

Luna Narrando

Quando o Gastón voltou para o ginásio sozinho e dizendo que a Nina foi sequestrada , meu coração acelerou.

Ámbar : Como assim a Nina foi sequestrada ?

Gastón : Eu e ela estávamos na frente do colégio quando um carro preto parou atrás dela e a levou.

Matteo : Melhor pensarmos em algo e ir atrás dela.

Lucas : O que vocês acham que vão fazer ?

Simón : Resgatar a Nina

Lucas : Não vocês vão ficar e fazer um relato sobre a missão , deixem que outra equipe resgate a Simonetti.

Luna : Nem pensar , eu vou salvar a minha prima nem que eu tenha que me tornar inimiga do mundo inteiro , então nem vem com esse papinho de vocês tem que relatar a missão , que não funciona.

Ámbar : A Luninha tá certa , no momento nossa prioridade é descobrir onde a Nina está , e não falar sobre a missão , então se nos dá licença nos estamos indo salvar a Nina , vamos galera.

Assim que a Ámbar falou nós formos em direção a saída da escola claro que antes pegando minha mochila e a da Nina.

Luna : Cadê ? Ah , achei.

Peguei o tablet da Nina e quando fui destravar​ estava com senha.

Luna : Tem senha , deixa eu ver ?

O Matteo ia falar algo mais a Ámbar o impediu.

Luna : Talvez seja...

Coloquei a data do dia que descobrimos o desaparecimento de nossos pais , e assim consegui destravar o tablet.

Ámbar : Deixa eu ver o que ela tem aqui.

Conseguimos entrar no aplicativo que a corujinha criou para rastrear nossos celulares caso algo acontecesse conosco.


Nina Narrando

Acordei em um lugar desconhecido não pude ver direito pois minha visão estava um pouco embaçada , eu estava amarrada em uma cadeira com as mãos para trás.

Quando minha visão melhorou pude ver que você estava em um tipo de quarto abandonado , a porta do quarto de abriu a figura de um homem de mais ou menos 40 , 45 anos se idade , entrou no lugar.

cXc : Olha , quem eu consegui , a filha de um de meus inimigos. 

Nina : Quem é você ?.

cXc : Seu pior inimigo.


Luna Narrando

Depois de muito trabalho conseguimos o endereço onde a Nina pode estar , não perdemos tempo e já estávamos indo em direção ao tal lugar.

Gastón : Eu deveria ter protegido a Nina melhor.

Matteo : Não é sua culpa , a Nina ter sido sequestrada.

Gastón : Você fala isso por que não foi a Luna que foi sequestrada.

O Gastón estava o tempo todo se culpando pelo sumiço da Nina como estávamos em uma van eu me levantei do meu lugar e fui até o Gastón e dei um tapa no rosto dele.

Gastón : Por que você fez isso !!

Luna : A Nina não gosta de ver as pessoas sofrendo por causa dela.

Gastón : Não aja como se não se importasse.

Luna : Não pense que não me importo , a Nina é a minha prima mais nova é óbvio que eu vou me importar , mas não é por isso que vou ficar me lamentando pelos cantos , eu tinha duas opções quando você disse o que aconteceu com a Nina , eu poderia ficar parada esperando algo acontecer e ficar chorando feito uma criança ou fazer alguma coisa e trazer a minha corujinha de volta , então presta atenção Gastón , se lamentar e se culpar por isso não vai trazer a minha prima de volta , então ou você volta pra casa e ficar chorando ou engole esse choro e ajuda a traçar um plano para salvar a Nina.

Todos me olhavam surpresos inclusive o Simón que estava dirigindo a van.

Simón : Estamos chegando.

Ámbar : Vamos parar um pouco distante para não chamar a atenção.

Paramos o carro no meio da mata e saímos do mesmo com algumas armas entre as roupas.

Começamos a caminhar na direção de uma casa abandonada , eu acabei caindo em um buraco e escorregando até um tipo de entrada secreta , como eu e o pessoal nos separamos para cobrirmos uma área maior.

Luna : Aí !

Me levantei e comecei a caminhar pela tal entrada. O lugar era iluminado por alguns raios de sol que entravam por pequenas brechas entre as árvores.

Eu pude ver também as raízes das árvores que estavam acima de mim. Mas o que mais me chamou a atenção foi um pequena porta no final dá entrada , eu segui até a porta.

Algo me dizia que eu deveria abrir aquela porta e encarar algo que eu talvez não esperasse.

Dei alguns passos e fiquei de frente para a porta , hesitei um pouco em abri-la mas como sou do tipo de pessoa que segue seus instintos , eu respirei fundo e abri a porta , logo me deparando com uma pequena saleta aparentemente abandonada...


Notas Finais


Fuuuuuuuuiiiiiiiiiiiii ✌😜✌😋✌😉💗💗💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...