História Squeeze play - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 13
Palavras 1.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, minha primeira fic. Bom eu havia postado outra, mas eu sinceramente achei ela muito cliche e exclui, espero que gostem dessa. Tentei mudar bastante a minha linha de pensamento que sempre tive.

Havera expressoes em Frances, nas notas finais eu posto os seus significados.
- - - - -
Quando voces verem:

~~ = Flash back
- - - - - - - - - - - - = passou algumas horas ou minutos , mas continua o mesmo dia
______________= a narrativa mudou para outra pessoa (isso va aparecer mais nos próximos cap)

Capítulo 1 - Prefácio


-Ok... ok.- Eu estava inquieto há 5 dias, tinha ido na escola para conseguir a vaga de Professor de Artes. Será que eles não me escolheram por eu ser muito novo? Será por causa da minha fala? - Calme-toi! Tentarei me distrair -Me disseram que ligariam para confirmar, mas porque a demora? Me sentei na frente do meu computador e abri o DeviantArt, duas mil quinhentas e quarenta e três mensagens, me dispus a ler a grande maioria, criticas elogios e alguns trolls dizendo que minha arte é um lixo.
Comecei a desenhar quando tinha 12 anos, foi a época que assistir meu primeiro shoujo, comecei copiando os desenhos me esforcei bastante e decidir virar um mangaká famoso, eu ainda não cheguei lá mas com esse trabalho espero ensinar o que sei para os outros que querem seguir a mesma carreira.

Peguei a mesa e conectei ao computador, tirei a caneta e comecei a fazer o esboço para o próximo capítulo, de tempos em tempos meu traço muda inconscientemente, deve ser sinal de que estou evoluindo. Eu passo pelo menos de quatro a cinco horas esboçando um capítulo, mas nada é em vão tem algumas de minhas histórias já publicadas que as pessoas pedem para eu enviar elas imprimidas e colorida via correio, com isso eu consigo ganhar uma grana para comprar a ração dos meus gatos e comida para me alimentar. Os gastos domésticos são pagos com meu outro emprego em uma livraria no bairro da cidade, eu organizo e faço a propaganda dos mangás dos meus autores favoritos, conseguindo ganhar um extra por conseguir fazer as vendas subirem. Assim consigo me manter, mas tenho a certeza de que quando eu for lecionar na escola eu consiga um salário melhor.

 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 

Maionese começa a miar alto e quando olho para o relógio já são três da tarde, me levanto da cadeira e me espreguiço soltando um suspiro seguido de um gemido. Minhas costas estão travadas e meu bumbum dormente, ando até o armário da cozinha e tiro o pacote de ração sabor carne e legumes e me curvo enchendo seu pote amarelo, guardo o pacote e encho a vasilha com água e fico agachado no chão acariciando seu pelo a vendo comer. Meu telefone começa a tocar e eu levanto num pulo assustando Maionese, corro para atender.

-OUI!- minha voz tremeu e se fez um breve silencio até ser quebrado por uma risada aguda do outro lado da linha

-O que foi isso? HAHAHA

-Emilie? Ah.. – soltei um ar de decepção

-Você não fala comigo a meses e é assim me responde? – senti sua voz bufando

-Ah.. Je suis désolé , mas é que faz bastante tempo e eu estava esperando uma ligação importante.. – comecei a enrolar uma mecha de cabelo nos dedos.

-Ainda está tentando entrar naquela escola ?

-Sim, vai ser uma boa.. – pausei – como estão todos ?

-Ahm... estão bem, seguindo suas vidas e tudo mais, sabia que Julie aprendeu a falar algumas palavras em ingles ?

-Oh ! Que magnífico...

-Mas.. voce realmente esta bem ?-Senti a preocupação na sua voz

-Clair ! Porque não estaria ? – Sorri mesmo sabendo que ela não estava vendo.

-Sabe que qualquer coisa e- O computador deu alerta de Email chegando o que a fez parar de falar. Cheguei perto e vi que era da Coordenação da Escol

-Emilie.. a gente se fala depois tá ?!

-Marc..- desliguei o celular e abri o email.
 
 

« Sr. Marc Fleur aqui quem fala é a Secretária do Diretor e queria lhe informar que devido as circustancias o senhor não poderá lecionar em nossa escola, para mais detalhes entre em contato por este email. Agradecemos o seu interesse.
                                                                                Att. Rosana Matos »

 
 
-De novo...
 
 
 
 

~~

-DESENHISTA!? – Falou ele com desdém

-Oui...- abaixei a cabeça e senti meu coração acelerar

-Para que? Para que viva como um desocupado? Isso não é profissão- ele se levantou e veio na minha direção – não me envergonhe!

-Querido...-minha mãe segurou sua mão que se levantou para acertar meu rosto

-Me solte! Ele merece... deve virar um homem, você vai cuidar dos meus negócios, seus interesses pessoais não importam pra mim, já devia saber disto – puxou seu braço que estava sendo segurado e me deu as costas

(Meu pai. Dono de uma grande editora de livros me jurou que se eu continuasse com a ideia boba de ser Mangaká, faria varias de seus amigos não me aceitarem)

~~

 

Fechei o Email e me direcionei até meu quarto, abri as cortinas e a janela deixando a luz do sol quente entrar e arejar o quarto com cheiro de mofo. Arrumei o quarto e peguei minha antiga câmera, analisei e liguei para saber se estava com carga e espaço para fotos.
Coloquei ela encima da cama e entrei no banheiro, meu rosto estava completamente acabado a barba havia crescido um pouco. Liguei a torneiro e molhei as mãos e as bati no rosto. Tentando me animar? Talvez. Tirei as roupas e as joguei no cesto, liguei a ducha e me pus debaixo dela.. “Meu cabelo esta grande” pensei enquanto tirava ele dos olhos. Passei um bom tempo parado debaixo da agua o que fez os meus dedos das mãos e dos pés enrugarem, lavei meu corpo e meu cabelo e percebi que o shampoo estava acabando “ah.. vou ter que comprar mais”. Quando terminei sai do banheiro com uma toalha enrolada no quadril, me enxuguei e fui até o armário, coloquei uma calca que deixava meus tornozelos expostos e uma blusa branca dizendo: “ camisa de bolinha”. Calcei os chinelos e pus meus óculos, peguei a carteira e sai de casa.

- - - - - - - - - - - - 

Cheguei no mercado e comprei o shampoo e algumas coisas para eu fazer a janta, no caminho de volta passei na livraria em que eu trabalha durante a semana, entrei e dei olá para o dono.

-Bonjour Sr. Luis! – dei um sorriso quadrado

-Oh! Marc! – Ele pousou a xicara de chá no balcão, retirou os óculos e fechou o livro que estava lendo – é raro você vir aqui aos domingos!

-Oh.. oui.Mas eu queria passar e ver se está tudo bem...- pousei a mão na nuca

-Quer saber se já chegou os novos mangás? Você sabe que eu só deixo você arrumar eles! – Me deu um empurrão no braço e foi para trás do balcão, e me entregou uma folha de papel com os novos títulos de mangá que chegaram impressos.

-Ahh!! – Falei um pouco alto demais – por favor Sr. Não deixe ninguém arrumar, amanhã eu chegarei bem cedo e organizarei tudinho!! – Ele riu e assentiu com a cabeça bebericando um gole de chá.

Devolvi a lista e sai, pelo menos isto para melhorar o meu humor, voltei para casa caminhando e saltitando.

Amanhã vai ser um ótimo dia!


Notas Finais


Calme-toi! - Se acalme
Oui - Sim/Ok (Básico né?)
Bonjour - Olá
Je suis désolé - Me desculpe
Clair - Claro

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Quando voces verem:

~~ = Flash back
- - - - - - - - - - - - = passou algumas horas ou minutos , mas continua o mesmo dia
______________= a narrativa mudou para outra pessoa (isso vai aparecer mais nos próximos cap)

~
Espero que tenham gostado <3 e me digam o que acharam.. é a minha primeira fanfic "séria"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...