História Sr. e Sra. Volturi - Capítulo 34


Escrita por: ~

Visualizações 31
Palavras 358
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Narrador->
Ela estava ali, sentada numa cadeira de madeira, totalmente esposta a fúria dele. Um corredor vazio, num castelo frio e oco, poucos móveis e pouca luz. Ele não era sarcastico nem irônico, não desperdiçava tempo com estas coisas, a atenção dele era voltada pro ódio, mágoa e nada mais. Ela era tão pequena em relação a ele, ser tratada com uma prostituta extra não era seu sonho de infância.
Morar nos domínios de Lord Boreal fez de Jane uma mulher oca, sem expressões, nem mesmo ao utilizar seu poder, alterava a face transformada em gelo. O castelo Volturi era uma lembrança vaga e distante, embora fosse uma lembrança triste e ao mesmo tempo feliz.
Seu ódio por Bella morreu na noite que Boreal lhe aprisionou numa nuvem de despreso e dor. Ele a tomava para si, com uma fúria selvagem. No início ela pensava que ele largaria a esposa e faria dela a futura " rainha"; foi em meio as torturas dele que ela descobrio que nunca paçaria de uma prostituta.
Desejar Aro lhe transformou numa traídora, e só agora ela adimitia tal título, servir a Boreal lhe fez um mal sem limetes. Não haveria perdão e ela estava condenada a morrer num campo de batalha, esperando que o próprio Aro lhe tomasse a cabeça. Era seu desejo ver Boreal morrer, ainda que seu corpo fosse junto.
***
Bella sentio um nó no estômago com a partida de Edward, mas ela sabia que tinha sido o certo, seu coração parecia pular, ainda que amortecido pelo veneno vampirico. Ela queria beijar os lábios de Aro e lhe dizer que tudo ficaria bem. Pensar em Aro, fazia seu corpo tremer com a ânsia de uma união plena, desejava ama-lo eternamente, suspirar em seus braços e sorrir até o mundo acabar.
Aro era sua força, a razão pela qual ela não desistiu de tudo, valia a pena lutar pelo sorriso do vampiro, seus olhos brilhantes, sua voz, seus passos flutuantes, tudo nele lhe despertava uma sensação plena e única!
***
Aro encarava os olhos do médico e uma voz interior lhe dizia que as coisas não iam nada bem.
-Aro, Marcus, Caius!
-Carlise (Disse Aro...)

Capítulo 34 - Uma agente secreta


(Continuação)
-Eu não tenho boas notícias.
-Eu não esperava por elas. Vá em frente, meu amigo.
-O exército de Boreal está a caminho. Deve atacar por volta das 23:49 da noite.
-De hoje?
-Sim
-Como você descobrio tudo isso?
-Uma agente secreta sob minhas ordens trabalhava para Boreal.
-Espiões! Entendo!
-O nome dela é Sulpicia, foi uma Volturi quando iniciou a "carreira"; ela trabalhava no mesmo setor que o meu. Ela sonhava em ser espiãn e eu médico. Quando eu formei meu clã a recrutei, ela não asseitou de imediato, mas era uma boa chance. Eu dei a ela o que precisava na época para se tornar "agente secreta" e ela retribuio o favor; servindo primeiro clãs inimigos do oeste, e depois foi pro leste, juntando-se a tropa de Boreal. Há 4 horas atrás fugio com tais informações. Veio até mim, e está neste exato momento no salão de baile.
-Imprecionante meu amigo.
-Acho que agora devemos apontar as armas para o alvo e esperar o inimigo chegar. Lhe serviremos veneno ao invés de sangue.
-Eu espero a vitória meu amigo Aro.
-Nós a teremos.
-Assim espero! (disse Caius)
***
Jacob estava super feliz, embora suas veias lhe informacem que a guerra já estava na porta. Ele ficou distraído por alguns minutos quando uma linda vampira lhe chamou atenção.
-Novo aqui?
-Nem tanto.
-Você deve ser Jacob Volturi, certo?
-Sim. Ao que me parece você tem vantagens sobre mim.
-Por quê?
-Já sabe meu nome, e eu apenas sei que é a vampira mais bela do salão.
-Embora esteja mentindo obrigado pelo elogio.
-Mentira?
-A futura esposa de Aro é a mais bela no salão, seu nome não é apenas um nome.
-Bella.
-Meu nome é Sulpicia Cullen Volturi!
-Cullen, Volturi?
-Fui transformada por Caius Volturi, logo após a morte de sua esposa Antheodora. Já fui casada com ele.
Mas cancei do meu posto aqui na guarda, entrei para o clã Cullen.
-Engraçado, nunca lhe vi junto aos Cullen.
-Fui a primeira a entrar no clã. Mas precisei ficar distante, para cumprir minha missão, sob ordens de Carlise.
-Me parece uma mulher enigmática!
-Fui agente secreta. Até hoje

Notas Finais


Boa Tarde!
Postei este cap, pq ñ sei se vou ter tempo neste final de semana.
Eu vou tentar... postar no domingo, ñ tenho certeza!
Espero q tenham gostado...
Bjs... Até a próxima postagem... *!* ^*^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...