História Stalker -- Vkook/Taekook. - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jungkook!stalker, Kookv, Myinfireszzz, Stalker, Taegguk, Taekook, Vkook, Yaoivkook
Visualizações 257
Palavras 1.298
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLAAAAA BOLINHOS!! ❤❤
Sentiram saudades?
Espero que sim!
Bom, vamos ao capítulo!
Nos encontramos nas notas finais! ❤
• Boa Leitura •

Capítulo 16 - [Narration] — Sixteen — Stalker.


Fanfic / Fanfiction Stalker -- Vkook/Taekook. - Capítulo 16 - [Narration] — Sixteen — Stalker.

1 mês depois.


— Pra onde vai?! — Moonbyul pergunta vendo Taehyung colocar seu terno preto.

— Vou sair. — diz ajeitando a gravata vermelha.

— Com o Jungkook? — pergunta a loira sorridente.

— Com o Bogum! — Ele a corrige.

— Qual é a tua, Tae?

— Não estou te entendendo, Byul. — diz ainda se olhando no espelho.

— Essa merda toda aí! Você nunca foi disso Taehyung! — disse.

— Fale com clareza, por favor. — Taehyung pede.

— Idiota! — diz empurrando o Kim.

— O que você quer, Byul? — Taehyung pega a loira pelo os pulsos — Eu estou tentando esquece-lo! Será que não entende?!

— Não devia! Ele te ama Tae! — disse.

— Quem ama não beija o outro na frente do parceiro! — diz.

— Ele estava-

— Claro, vai defender seu amiguinho agora é? — diz — Byul, eu estou atrasado!

— Não Tae! Agora você vai me escutar! — o encurrala na parede. — Jungkook​ ama você, e ele se sente mal também! — diz.

— Pois eu quero que sinta mesmo! — diz Taehyung respirando pesado.

— Quanto tempo vai continuar nesse seu teatrinho?

— E-Eu não sei do que você está falando. — Taehyung abaixa o seu olhar.

— Essa merda aí! Todo de terno; fingindo não se importar com os sentimentos alheios; você está ficando nojento Taehyung!

— você não sabe do que está falando.. — diz mirando o chão.

— Eu sei sim! Você chora todas as noites, pensando no Jungkook, ele chora também Tae, ele me liga de noite perguntando como você está, me liga pra te dizer que ele está sentindo saudades..

Taehyung Engoliu em seco, Tudo que Byul dissera estava correto, Taehyung não conseguira pregar o olho esse mês todo.

Mas ele estava querendo mudar, sim. Suas madeixas foram atingidas com o tom ruivo.

Ele queria esquecer o Jeon, e estava desposto a tudo!

— Você sofre por ele, mas seu orgulho Besta não quer te deixar ver, o quanto você precisa dele!

Ouve-se a buzina do carro de Bogum.

— Eu preciso ir. — diz com pesar nos olhos.

— Me diz pelo o menos aonde você vai?

— Para um restaurante, Butterfly.

Ela assente.

— Tchau. — diz dando um beijo em sua testa.

— Confia nele? — pergunta.

— Sim.. — Taehyung responde.

— Se cuida — beija a testa do ruivo — Te amo.

— Também te amo. — Está na cara que ele não queria ir.

Ele queria ficar aqui, em casa.

Mas se ele ficasse aqui, com certeza ia chorar.

E Taehyung já está cansado.

— Oi. — diz entrando no carro de Bogum.

— Boa noite, vamos?

— Sim. — responde colocando o cinto. Ele dá a partida.

— Você vai amar o restaurante. — diz sorrindo.


{...}


— Chegamos! — diz.

Taehyung Desce do carro não tendo uma impressão muito boa.

Eles entram no restaurante.

Local bonito. Bem aconchegante.

— sente-se aqui, Taehyung. — diz Bogum.

Ele se senta calmo.

— Garçom! Por favor.

Taehyung olha para o cardápio..

— O que o senhores irão querer? — Essa voz.. a mesma era muito familiar para Taehyung.

Ele olha rapidamente para o Atendente.

Jungkook? — pergunta assustado.

Jungkook sente seu coração despedaçar ao ver Taehyung ao lado de outra pessoa.

Ele estava diferente. Ruivo, de terno, Taehyung mudou tanto assim? Se pergunta.

Jungkook revirou os olhos.

Yugyeom! Vem atender essa mesa por favor! — disse ele, então Taehyung entendeu 

Jungkook estava com raiva dele, é isso?

Taehyung Olha para Bogum, ele estava quase querendo rir.

— Vem cá, você sabia disso? — pergunta, ele o olha sério.

— Não Tae.. que isso.. — responde.

— Boa noite senhores, o que querem? — perguntou Yugyeom

— Quero falar com o atendente, Jungkook. — diz Taehyung. Bogum o olha.

O garoto sorri.

— Ele está lá dentro, no corredor a direita. — responde.

Ele se levanta.

— Tae.. — Bogum o chama.

Taehyung o ignora.

Ele estava decidido. Taehyung vai pegar o seu Jungkook de volta.

Porque simplesmente, Taehyung não consegue ficar longe do seu castanho.

— Jungkook! — entra no quartinho.

O coração de Taehyung se despedaça ao ver a cena.

Jungkook estava chorando, o castanho chorava tanto, que estava vermelho.

— O que quer Tae?! — pergunta ainda meio ao choro. — Quer me humilhar? Quer dizer que você conseguiu me esquecer?

— Não.. eu nem sabia que você trabalhava aqui! — Taehyung diz em sua defesa.

— Mentira! Você sabia sim! — disse ainda em prantos. — Você veio aqui pra passar na minha cara que não gosta mais de mim!

Ah Jungkook.. se você soubesse que o Kim sente tanto sua falta que não seria capaz de te esquecer.

— Veio passar na minha cara que esse almofadinha é melhor que eu, não é mesmo?

— Jungkook.. — Taehyung coloca suas mãos em cada um dos seus ombros. — Me perdoe..

O mais novo abraça a cintura do ruivo.

— Ah meu dongsaeng.. — Taehyung devolve o abraço.

— Tae.. — ele ainda chorava — Eu senti sua falta.

— Eu também.. meu amor.. — Taehyung levanta o olhar de seu dongsaeng.

— E-Eu te amo.. — diz sorrindo.

Taehyung ri soprado.

— Eu também te amo meu amor.. — diz e logo sela seus lábios em um beijo calmo.

Em seguida, o ruivo sente a língua do seu dongsaeng explorar a sua boca com vigor.

Taehyung sente os dentes de Jungkook puxarem seus lábios carnudos com força.

Sente as mãos do seu dongsaeng percorrer por sua cintura.

Logo se deixou levar. E foi guiado a se sentar em uma mesa ali.

As mãos do mais novo percorreram as coxas de Taehyung.

— Tem certeza que quer aqui?! — Pergunta. Jungkook assente — Mas aqui é proibido, certo?

Já ouviu dizer que, o proíbido é mais divertido..? — ele morde o lombo da orelha do mais velho.

Um arrepio percorre o corpo do ruivo.

Ah, Jungkook, o que você está fazendo com o Kim?

Jungkook enlouquece o mais velho até com sua voz.

Logo as mãos ágeis de Jungkook vão de encontro ao membro já desperto do ruivo

— J-Jungkook.. pa-pare.. vamos a minha casa.. o que acha? — Diz Taehyung por medo de alguém entrar ali.

Ele o lança um olhar malicioso.

As mãos do dongsaeng percorre o peitoral do seu Hyung.

Logo tirando o termo que tanto os incomodava.

— Hyung.. você fica tão sexy de terno.. — diz.

— Fico é? — Taehyung morde o canto de seus lábios. Jungkook o olha com luxúria.

Jung-

Taehyung sabia que isso ia acontecer.

O tal, Yugyeom, entrou no quartinho.

— Meu Deus, Jeon.. eu.. me desculpa.. — disse andando para trás envergonhado.

Ele fechou a porta.

— Não acredito nisso. — disse Jungkook.

Taehyung gargalhou.

— Eu disse, não disse?

— É, você tem razão.. droga!

— bom.. — Taehyung desce da mesa ajeitando sua camisa. — Vou voltar para o meu jantar..

— Ah, mas não vai mesmo! — disse Jungkook o puxando. — Eu tenho uma ideia.

— E qual seria essa ideia.. Jeon.. — pergunta Taehyung puxando a gola da camisa do mais novo. Jeon chega a arfar.

— Se continuar assim.. o Jeonzinho vai subir de novo e não vai ter Yugyeom que atrapalhe a minha foda com você! — disse em um sussurro

Taehyung sorri.

— Voltando.. — ele inspira — Eu queria levar você para ver as estrelas comigo.

— Sim! Sim! Quero quero!! — diz Taehyung batendo palminhas.

Jungkook sorriu.

— Esse seu jeito me fascina.. — diz o mais novo dando um selar calmo na testa do Kim. — saiba Taehyung, Que esse mês todo que passamos separados, eu nunca consegui esquecer você.

Taehyung sorri.




Eu te amo Jungkook. — diz.

Eu te amo mais, Taehyung. — Jungkook fala beijando a porta do nariz de seu Hyung. — muito mais..


Notas Finais


OLHA ESSE QUASE LEMON DOIDO!!
Que coisa mais cute galero!
Espero que vocês estejam mais aliviadas com a "reconciliação" desses dois.
Só deixando claro uma coisa aqui brasel.
Eu não gosto do Bogum. É isso ae. Valeu, é nois!
Até o próximo capítulo! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...