História Stalker - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Ação, Comedia, Drama, Gaaino, Mistério, Naruhina, Naruto, Nejiten, Romance, Sasusaku, Shikatema, Terror
Visualizações 126
Palavras 4.982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey amores, desculpa a demora acabei adoecendo nessas última semanas. Amanhã cedo irei publicar mais um capitulo.

Espero que gostem.

Beijinhos... Boa leitura.

Capítulo 8 - Capitulo VIII- Passado parte 1


A jovem se sentia como na época em que namoravam; raramente Sasuke fazia surpresas ou era romântico mais sempre que fazia tal ato a surpreendia, ela sempre soubera que conhecia o lado dele que ninguém mais conhecia, ela era amiga, era intima e era companheira que ele escolhera para compartilhar os momentos bons e ruins e mais uma vez a culpa lhe tomou. Achou por anos que fugir fora a melhor decisão então porque, agora não parecia? Seria a vida lhe pregando uma peça? Ela não sabia a resposta, mais se fosse ela agradecia por finalmente estar se sentindo completa como sempre desejara.

      Ela lembrava-se de uma coisa que sua mãe dissera antes de morrer, que as melhores coisas da vida não viriam facilmente ou de mão beijada, que para tê-las deveria trilhar um caminho turbulento para conseguir seu final feliz. No inicio ela pensou que se tratava de trabalho e sempre se dedicou como médica; hoje pensando melhor pode entender que isso se aplica á qualquer circunstâncias da vida.

_ O que foi?- Sasuke perguntou tirando-lhe de seus devaneios, ela virou-se e sorriu.

      Eles estavam andando pelo parque de mãos dadas, conversaram coisas banais até que o silêncio tomou conta do ambiente.

_ Porque perguntas?

_ Está calada, Sakura e você não é assim!- Disse ele a analisando. – Por acaso o passeio não lhe agrada? Se quiser podemos fazer outra coisa!

_ Muito pelo contrário, o passeio muito que me agrada e acho que por isso deixei o silêncio tomar conta!- Sakura respondeu virando-se para ele e sorrindo.

_ Não entendo!

_ Quero gravar cada momento de hoje, está tudo tão perfeito!

_ Ah... Mais ainda não viu o melhor!- Disse ele com um sorriso de canto se aproximando, agarrou-lhe pela cintura e a beijou. – Nossa noite está apenas começando!- Indagou após o beijo sem se separar da jovem.

_ Queria que nossa noite fosse eterna, só falta nosso filho aqui para completar tamanha alegria que estou sentindo!

_ Não gosta de se separar muito dele, não é?- Perguntou o rapaz.

_ Não depois do que aconteceu; estou tranquila hoje, pois sei que ele está bem!- Afirmou ela colocando suas mãos em volta do pescoço do rapaz em quanto ele segurava-lhe a cintura.

_ Obrigada por me permitir essa noite!- Disse ele encarando os olhos esverdeados.

_ Obrigada por me dar essa noite!- Ela gargalhou quando ele começou a depositar um monte de beijos em seu pescoço feminino de tal forma que fizesse cócegas.

_ Vem, quero lhe levar a um lugar!- Pediu ele se separando da jovem ficando apenas de mãos dadas.

      Ele andou ao lado dela, até o coração do parque e juntos se sentaram apenas apreciando a vista e a presença um do outro.

_ Sakura... – Ele a chamou tomando-lhe a atenção. – Sabe por que te trouxe aqui?

_ Não!- A jovem sorriu sem graça.

_ Se lembra do nosso primeiro encontro?

_ Aquele dia foi engraçado Sasuke!- A jovem riu encarando o céu. – Ainda me lembro de você encharcado falando baixo e coisas incompreensíveis para não falar um palavrão!

_ Foi o nosso pior encontro, mais você adorou!- Ele riu alto ao se lembrar da euforia da jovem.

 

Alguns anos atrás.

 

_ VOCÊ CHAMOU MESMO A SAKURA PARA SAIR?- Naruto escandalizou e quase tivera vontade de bater no loiro.

_ Sim, fale baixo!- Pediu.

_ Cara, porque agora?- Sai perguntou analisando-o amigo.

_ Como assim?- Fez de desentendido

_ Vocês se conhecem há anos, e se não me engano desde o jardim de infância e só agora a chamou para sair!- Neji respondeu.

_ Isso importa?- Perguntou não querendo admitir o verdadeiro motivo.

_ Não!- Shikamaru deu com os ombros, mais ainda estava pensativo. – Eu já sei o motivo!- Ele riu.

_ Como assim?- Perguntou.

_ Sasuke gosta dela faz tempo e assim como ela gosta dele, porém ele não achava que a rosada tinha alguns admiradores não é mesmo Uchiha?- Shikamaru o provocou.

_ Como?

_ Ino me contou que alguns caras da escola chamaram Sakura para sair!- Ele riu e depois analisou o rapaz a sua frente. – Ficou com ciúmes Uchiha?- Provocou.

_ Sério Teme, é isso? – Naruto perguntou ao lado do amigo.

_ O que mais seria pro Sasuke engolir o orgulho?- Neji falou.

_ Você também é orgulhoso Neji!- Revidou.

_ Sim, mais quando acho uma garota interessante vou lá e chamo pra sair!

_ Isso se aplica a Tenten?- Sasuke perguntou com um sorriso de canto provocando Neji.

_ Está tentando desviar o assunto pra mim Uchiha?- Neji perguntou desconfiado com uma das sobrancelhas erguidas.

_ Sasuke está certo Neji, está na hora de admitir que você gosta da Tenten!- Naruto defendeu e logo se virou para Sasuke. – E você Teme, pare de desviar o assunto!

_ Estão certos, vocês venceram... Não queria ver ela saindo com outro cara mesmo sabendo que ela negou todos o que vai garantir que ela não aceite algum mais pra frente?

_ Viu, não foi difícil!- Shikamaru riu.

_ E ela aceitou?- Naruto Perguntou.

_ No começo não!- Afirmou sentindo-se envergonhado.

_ Sério, ela negou?- Sai riu alto. – Aquela feiosa não tem jeito, mesmo!

_ Quando foi isso?- Shikamaru perguntou.

_ Quase um mês atrás!- Respondeu.

_ Ah, ela estava ocupada fazendo o exame para entrar na faculdade de medicina, estava estudando como uma louca!- Esclareceu.

_ Como sabe disso?- Sai perguntou.

_ Eu estava ajudando ela a estudar!- Shikamaru respondeu.

_ E quando tentou novamente, Sasuke?- Neji perguntou

_ Hoje de manhã tomei coragem e chamei de novo e foi quando ela aceitou!- Respondeu dando um meio sorriso.

_ Cara sério, o famoso Uchiha teve que engolir o orgulho duas vezes, sendo que na primeira levou um fora?- Neji comentou indignado. – Amigo não estou mais te reconhecendo!

_ Não vou discutir sobre isso... Não sou o cara mais romântico do mundo e Sakura é romântica então...

_ Não sabe o que fazer?- Naruto gargalhou chamando toda atenção pra mesa em que eles conversavam, ele chorava de tanto rir.

_ Para, idiota!- Sasuke reclamou.

      Naruto não conseguia parar de rir, os garotos não tiravam aqueles malditos sorrisos deixando-o constrangido e pior todos que estavam nas mesas do lado de fora no gramado encaravam eles com curiosidade. Seu olhar pousou em um alguém em especial, como sempre ela estava sentada de baixo de uma arvore de cerejeira lendo alguma coisa, até as amigas chegarem e fazerem companhia; ela fechara o livro e ria algo com as amigas, como se ele pudesse ler seus movimentos ela colocou o cabelo delicadamente atrás da orelha, estava com a cabeça baixa e mesmo assim pode notar sua face ruborizada e logo após um gritinho agudo que a loira escandalosa da Ino soltara fazendo tanto Sakura quanto Hinata sobressaltarem.

_ Ela já contou pra Ino!- Sai respondeu e virou-se para o amigo. – Quer um babador?- Perguntou irônico recebendo um olhar fulminante de Sasuke.

_ Certo, vou te ajudar a armar um encontro!- Naruto disse empolgado e todos o encararam e soltaram uma risada alta e gostosa por causa do loiro. – O quê?- Naruto perguntou confuso. – Tem alface no meu dente?

_ Não Naruto, a comédia é você falar que vai ajudar Sasuke no encontro dele!- Neji riu.

_ Você é o mais desastroso de todos!- Sai acompanhou.

_ Posso até ser o mais desastrado; mais todos vocês são fechados e não são nem um pouco românticos!- Naruto pontuou e todos se entre olharam.

_ E você acha que é o mais indicado?- Shikamaru perguntou.

_ Não, mais podemos falar com a Hinata!- Respondeu.

_ Minha prima?- Neji perguntou desconfiado.

_ Ela é bastante romântica!- Naruto falou.

_ Como sabe?- Sasuke perguntou interessado.

_ Ah... Eu e ela tivemos alguns encontros!- Afirmou sorrindo encarando Hinata de longe.

      Todos olharam para o loiro assuntados e em seguida encararam Neji que em uma velocidade tão assustadora já estava em cima do loiro tentando soca-lo em quanto ele apenas bloqueava os socos.

_ SEU BABACA... IDIOTA!- Neji Gritara chamando a atenção de todos.

      Formaram um tipo de circulo, Sasuke e Sai tiraram Neji de cima do Naruto em quanto Shikamaru ajudava o loiro.

_ Calma cara, não é pra tanto!- O loiro reclamou

      O amigo encarou Hinata que veio correndo junto das amigas para tentar aparta-los.

_ O que aconteceu aqui?- Hinata perguntou assim que chegou.

_ Eu gosto dela Neji... Você prefere ela saindo comigo que é um amigo seu e que você sabe que pode confiar ou prefere que ela saia com um desconhecido que você de certo não vai saber se ele é confiável?- Naruto Enfrentou.

      Todos encararam Hinata que ficou vermelha, não sabia se era pelas palavras do loiro ou por causa de todos os olhares sobre ela. Naruto percebendo ela desconcertada com a situação se pôs ao lado dela pegando-a pela mão e a puxando para fora do circulo formado, apenas parou por um momento e virou-se para trás onde estavam os amigos.

_ Pense nisso... Aqui não é lugar para discutirmos!- Falou por fim indo embora com a morena.

      O circulo se desfez, e os orientadores vieram um pouco tarde quando souberam da movimentação já havia acabado. Os amigos, no entanto encararam Neji que voltou a se sentar e colocar a mão apoiando a cabeça abaixada.

_ O que aconteceu?- A voz feminina de Sakura quebrou o silêncio.

_ Vocês sabiam que Hinata estava saindo com Naruto?- Neji perguntou voltando o seu olhar para as garotas.

      As meninas se entreolharam e depois encararam Neji.

_ Você não?- Tenten perguntou.

_ Se ela não te contou deve ter tido seus motivos!- Afirmou Ino.

_ QUE MOTIVOS?- Gritou o garoto fazendo as garotas sobressaltarem.

      Sakura se irritou e andou até ficar frente a frente com Neji.

_ Não desconte sua raiva nos seus amigos Neji, pare e reflita... Quais seriam os motivos deles de esconderem de você?- A garota o desafiou.

      Todos encararam a cena; em quanto Sasuke mantinha um meio sorriso, ele adorava o olhar determinado dela, e a maneira que ela se impôs pra defender os amigos e ele também viu quando Tenten se aproximou ao lado de Sakura e colocou a mão sobre seu ombro fazendo a mesma encarar a amiga.

_ Estou desapontada Neji, não sabe mesmo a resposta?- A morena perguntou.

_ Por que não me disse?- Neji perguntou se aproximando.

_ Eu não sabia que eles não haviam te contado e como você nunca comentou achei que ficava desconcertado sobre o assunto então não tive coragem de menciona-lo!- Respondeu.

_ Você é muito ciumento com sua prima Neji, uma hora ou outra ela ia começar a namorar!- Ino defendeu.

_ Você conhece o Naruto, ele é meio estabanado, idiota, cabeça oca mais ele é um bom garoto!- Sakura afirmou agora de maneira mais doce.

_ Naruto, sempre será o Naruto!- Sasuke respondeu indo ao lado das garotas.

      Neji encarou Shikamaru e Sai que balançaram a cabeça concordando com os demais e suspirou derrotado.

_ Depois conversarei com ele!- Respondeu saindo da mesa e sendo seguido por Tenten.

      Ino e Sai também saíram, eles estavam namorando há algum tempo e Shikamaru disse que tinha algo pra fazer, ele provavelmente ia dormir e não queria ficar de vela.

      Sendo assim acabou sobrando Sasuke e Sakura, ela disse que iria voltar a ler.

_ Posso te fazer companhia?- Perguntou meio sem jeito.

      Sakura sorriu docemente e concordou; juntos eles foram em direção a arvore que ela e as amigas estavam sentadas anteriormente, e ele se sentou em quanto ela se acomodou em seu braço e abriu o livro.

_ Qual está lendo dessa vez?- Perguntou sorrindo, ela levantou o olhar para ele e sorriu.

_ O melhor de mim de Nicholas Sparks!- Respondeu e riu alto em quanto ele fez uma careta.

_ Você tem uma coleção dos livros dele!

_ Não pode me julgar, ele sabe o que faz... Eu até choro lendo alguns livros dele!- Ela disse acanhada e ele gargalhou.

_ Sentimental!

_ Maldade Sasuke, eu sei que você também lê o livro dele!- Apontou.

_ Como?

_ Quando fui á sua casa no outro dia, vi acidentalmente o livro dele na sua prateleira!- Respondeu encabulada.

_ Dentre tantos livros?- Perguntou o rapaz.

_ Reconheço um livro de Nicholas Sparks e você estava lendo o livro “A última Música”.

_ E o que você estava bisbilhotando na minha prateleira?- Perguntou com um meio sorriso.

_ Nada... Disse que foi por acaso!- Respondeu sem graça e ele riu.

_ Não coloco na prateleira, está dentro da minha gaveta particular ao lado da minha cama!- Respondeu rindo.

_ Como?

_ A foto Sakura!- Respondeu e ela corou. – Você é tão previsível!

_ Eu não disse que era a foto!

_ Não precisou!

      Ele se aproximou com intuito de beija-la mais para seu azar o alarme tocou e ela sobressaltou envergonhada; ele por outro lado bufou e a acompanhou até a sala.

      Após as aulas, ele foi pra casa e notou o lugar vazio se direcionando assim para seu quarto e se trancando lá. Tomou um banho, se trocou colocando apenas uma cueca Box e uma bermuda preta e depois se jogou na cama cochilando até que escutou uma batida e a porta em seguida abrindo.

_ Itachi?

_ Oi maninho, vim ver se você está bem e se precisa de algo?- Perguntou sentando-se ao lado dele.

      Sasuke pensou por um momento em perguntar sobre o que faria em um encontro, ele não queria fazer feio pra Sakura e aquilo o atormentava.

_ Então, precisa de algo?- Itachi reforçou vendo o silêncio do irmão.

_ Não!- Respondeu imediatamente.

_ Então porque demorou pra responder?- Itachi perguntou, ele sabia que seu irmão era esperto e bufou.

_ Nada!- Respondeu. – O que faz aqui em casa?

_ Está me expulsando?- Itachi riu. – E ai vai me falar o que tá acontecendo ou não?

_ Vai responder minha pergunta ou não?

_ Mamãe pediu pra passar aqui e ver se precisava de algo, ela teve que sair e de lá vai se encontrar com o papai para um jantar romântico... Sua vez!

_ Chamei Sakura para sair!- Respondeu e seu irmão riu.

_ Já estava na hora!- Avisou e Sasuke lhe tacou o travesseiro fazendo o voar direto pra cara do seu irmão acertando em cheio, ele por outro lado riu ainda mais do comportamento do caçula.

_ Eu a chamei pra sair, só que não sou um cara romântico e não sei o que fazer no nosso primeiro encontro!

_ Você nunca se importou com isso e já saiu com outras garotas!- Itachi respondeu e ele bufou.

_ Estamos falando da Sakura!

_ Apaixonado irmãozinho?- Provocou e riu da careta do mais novo.

_ Não fode Itachi, não sei o que fazer a Sakura é uma garota romântica!

_ Apena seja você mesmo, e a leve para onde ela quiser ir!

_ Não ajudou muito!- Sasuke falou e Itachi riu.

_ Boa sorte com isso!- Ele respondeu antes de sair porta a fora.

      Sasuke se jogou na cama, pegou o celular e notou uma mensagem do Naruto.

“Falei com a Hinata, leve-a ao parque pra caminhar, ela disse que Sakura adora fazer esses programas ao ar livre, depois a leve para comer algo e que tal um cinema mais tarde”.

_ “Não é uma má ideia, iremos nos encontrar amanhã de tarde, á levo pra caminhar no parque, ai paramos pra comer algo e depois vamos ao cinema... Hinata é um gênio”- Pensou.

      Ele prontamente tratou de responder a mensagem agradecendo e que havia adorado a ideia, e avisou que Neji estava mais calmo após conversarem com ele.

      Após conversar com o Naruto, ele jogou o celular em algum canto da cama e abriu a gaveta da cômoda ao lado da cama pegando uma foto que eles haviam tirado no jardim de infância juntos.

      Na foto ela estava com um vestido verde alegre e ele emburrado por alguma briga boba que tinha tido com Naruto, ela veio e beijou sua bochecha e o fez corar; como a professora estava tirando fotos da turma achou a cena tão linda que tirou uma foto do momento dando uma cópia pra ela e pra ele e ficando com uma para si.

      Seus pais e nem seu irmão sabia da existência daquela foto, apenas seus amigos mais próximos e vira e meche nos momentos mais inquietantes ou quando o sono não chegava pegava-se encarando a foto, o sorriso dela no momento que o beijou na bochecha, os rostos de ambos corados e o fundo da arvore de cerejeira, tudo estava harmonioso para aquele momento.

      Ele guardava aquela foto como se fosse tesouro, tanto que a gaveta dele era trancada e ninguém da sua família jamais ousou abrir, perguntavam a ele o porquê ele trancava e o que tinha lá dentro mais ele não respondia.

      Isso já rendeu longas apostas e ninguém acertava, ele até achava engraçado as respostas, porém todos respeitava a privacidade dele. Sua mãe até perguntou uma vez em um jantar se dentro da gaveta havia revistas pornográficas o que fez quase todos engasgarem e ele corar violentamente. Ele lembra-se bem de Itachi rindo tanto naquele jantar, seu pai olhar sua mãe com indignação por tal pergunta e ele apenas responder um não.

      Ouvindo batidas na porta e sendo aberto em seguida, rapidamente ele guardou a foto e viu sua mãe entrar no quarto olhando-o desconfiada.

_ Então é uma foto?- Perguntou marota.

_ Não vou responder, sabe disso!- Ele deu um meio sorriso.

_ Eu vi que é uma foto!- Revidou e olhou a gaveta com curiosidade.

_ Não ia jantar com o papai?- Perguntou.

_ Querido, já jantei com o seu pai!- Afirmou olhando-o interrogativo.

      Ele piscou algumas vezes sem entender e depois buscou o celular vendo que já era tarde da noite, perguntava quanto tempo ficou encarando a foto e relembrando o passado; sua mãe percebendo sorriu.

_ Me mostra vai, prometo não dizer nada!- Pediu carinhosamente, ele estreitou o olhar e se deu por vencido.

      Ela não ia mais deixar ele em paz agora que viu que se tratava de uma foto, e era a sua mãe podia confiar então estendeu a mão abrindo a gaveta e entregando a foto e notou quando o sorriso maroto se formou nos lábios da dona Mikoto.

_ Gosta dela?- Perguntou e ele bufou, fazendo-a rir. – Porque nunca me mostrou?

_ É o meu tesouro particular!- Respondeu dando os ombros e viu o sorriso da mãe aumentar.

_ Meu filho é tão fofinho!- Ela riu apertando-o contra ela.

_ Mãe!- Reclamou.

_ Sakura é uma garota doce!- Ela disse analisando-o.

_ A chamei pra sair!- Ele avisou encarando a janela pra não olhar sua mãe, sabia que estava envergonhado.

_ Quando?

_ A chamei há um mês e ela negou, Shikamaru me falou que ela estava fazendo os exames pra entrar na faculdade de medicina. Porém hoje quando a chamei de novo ela aceitou e amanhã será o encontro!- Afirmou olhando ainda a janela, não teria coragem de falar se encarasse a mãe.

      Apenas ouviu um gritinho de felicidade dela e quando se virou a viu olhando seu guarda-roupa.

_ O que está fazendo?

_ Escolhendo uma roupa pra você sair com ela amanhã... Aonde vai levar ela?- Perguntou virando-se para ele.

_ Ao parque, ela gosta de ar livre e depois a levarei para comer alguma coisa e talvez dependendo da hora um cinema!-Afirmou constrangido, ele adorou a empolgação da mãe.

_ Muito bom para um primeiro encontro!- Afirmou alegre. – Comeu algo?

_ Não!- Confirmou constrangido.

      Ele havia passado tanto tempo no mundinho dele que esquecera até mesmo de se alimentar, a coisa irritante cor de rosa realmente o tirava do sério mais também era a única que tirava a agonia dele, o preenchia e com ela mesmo no momento sendo apenas amigos ele conhecia a felicidade.

_ Vai comer alguma coisa, peça para Lia fazer um lanche pra você!- Pediu encarando o guarda-roupa.

      Como sua mãe pediu, desceu as escadas jogando um “Oi” para seu pai que estava na sala lendo alguma revista de negócios e se direcionou a cozinha.

      A empregada era já idosa e ele a adorava, constrangido ele pediu desculpas e disse que se esqueceu de comer fazendo algumas coisas e pediu pra ela fazer-lhe um lanche.

      Muito carinhosa, ela se negou e disse que faria nem que se fosse um pouco de macarrão com queijo e havia ainda a mistura do almoço que requentaria. Seu pai se juntou ao lado dele.

_ Não comeu?- Perguntou.

_ Não!- Respondeu.

_ Itachi me falou sobre...

_ Não vou falar disso com o senhor...- Sasuke o cortou e ele riu.

_ Ela é uma boa garota Sasuke, mais tem certeza?

_ Porque pergunta?

_ Ela é demasiada inocente, conhece o histórico da nossa família!- Sue pai lhe alertou.

_ Fala sobre Madara?

_ Ele é um bom pai e um bom avô, porém sabemos que alguns dos seus negócios são errados e não queremos envolver uma garota tão inocente assim!

_ Cuido dela!- Respondeu colocando um fim naquela conversa.

_ Nunca me importei sobre seus encontros porque sabia que nenhum deles significava nada pra você, esse é diferente e não quero ninguém magoado!

_ Eu sei pai, mais também não vou deixar de ficar com a garota que gosto por causa dos problemas da nossa família... Achei que depois de todos os problemas o vovô estivesse agindo com mais cautela, sabemos que ele não vai mudar mais...

_ Você está certo, apenas não faça nada que magoe nenhum dos dois!- Alertou saindo da mesa e deixando o filho intrigado.

_ Esqueça isso jovem, apenas faça o que seu coração manda!- Afirmou Lia colocando sobre a mesa macarrão com queijo e bife a pizzarolo.

_ Você é demais Lia!- Sorriu.

_ Vai me dizer quem é a garota?- Perguntou.

_ Sakura!

_ Finalmente, já notei os olhares entre vocês dois... Há tanta química!- A idosa sorria para o rapaz, sentou-se a mesa á sua frente fazendo-lhe companhia.

_ Espero que meu pai esteja errado e que esse encontro não seja um erro!- Afirmou pensativo em quanto enrolava o garfo no macarrão.

_ Você não está errado, já não acha que prolongou demais?- Lia analisava-o. – Lhe conheço há tantos anos; e eu sou a única que sei aqui da casa sobre a foto na sua gaveta, afinal sou eu quem limpo a casa.

_ Minha mãe agora também sabe, ela chegou ao meu quarto e eu estava olhando a foto, não consegui guardar a tempo!- Informou.

_ Ela deve estar feliz, afinal como você diz é seu tesouro pessoal e dividir com ela deve ter se tornado a mãe mais feliz do mundo!- Ela riu.

_ Devia ver a euforia dela quando disse que ia sair com a Sakura amanhã, nesse momento ela deve estar arrumando minha roupa para o encontro... Não quis acabar com a alegria dela então deixei!- Ele riu lembrando-se da mãe.

_ Você é um bom filho!- Ela riu e pegou o prato agora limpo e tratou-se de levantar e ir lavar.

_ Deixe-me ajudar!- Sasuke falou pegando o pano de prato secando os pratos e os talheres. – Sabe que te considero como uma segunda mãe, né?- Perguntou e ela sorriu.

_ Você é como um filho pra mim!- Ela riu. – Só não deixe meu menino saber disso, ainda não entendo como vocês não se dão bem!- Murmurou.

_ Ele se sente ameaçado... Acho!- Riu com gosto ao notar a face franzida da idosa ao seu lado.

_ Vá descansar garoto, vou estar na minha casa qualquer coisa!- Afirmou ela sorrindo e indo em direção ao lado de fora.

      Ela ficava em uma casinha que fora construída para ela e sua família, era simples, porém aconchegante que ficava atravessando o jardim.

      Ele por sua vez subiu as escadas e ao entrar no quarto não viu mais sombra de sua mãe, notou que encima da cadeira do computador estava à roupa dobrada e separada para o encontro, ele riu quando viu que ela escolheu uma calça jeans com o pano mais leve na cor preta, uma camiseta polo azul e um tênis também preto, nada com muitos detalhes exatamente da maneira que gostava.

      Com isso ele foi dormir pra estar com energia pro primeiro encontro com a garota que na maioria das vezes tirava-lhe o sono.

      Na manhã seguinte, Sasuke acordou cedo e tomou café com Lia e sua mãe. Após o café tomou um banho, optou pela roupa que a mãe escolhera pra não deixa-la magoada além da roupa também lhe agradar.

      Ao descer as escadarias já estando pronto; sua mãe sorriu para ele.

_ Já vai?- Perguntou.

_ Sim, vou ver o Naruto antes... Ele e Neji brigaram ontem e quero ver como ele está!- Informou.

_ Brigaram? Por quê?- Mikoto perguntou preocupada.

_ Naruto e Hinata estavam saindo e Neji não gostou muito de saber disso!- Afirmou e vendo a face da mãe preocupada. – Relaxa, já falamos com Neji e apenas quero saber se eles já se acertaram!

_ Está bem, tenha um bom encontro!- Ela disse se aproximando e beijando-lhe a face, ele apenas deu um meio sorriso e saiu acenando.

_ Aproveita garoto!- Lia gritou e gargalhou junto de Mikoto antes da porta ser fechada.

      Sasuke pegou seu carro preto na garagem e saiu em direção à casa do loiro, andou aproximadamente uns vinte e cinco minutos antes de chegar a luxuosa casa dos Uzumaki’s, era simples pelo lado de fora mais do lado de dentro nada era realmente simples. Ele saiu do carro e apertou a campainha tendo a visão de Kushina mãe do Naruto.

      Ela é uma senhora de longos cabelos ruivos, bochechas rosadas, olhos claros e sempre com um gentil sorriso no rosto.

_ Sasuke!- Sorriu amigavelmente. – Vamos entre!- Pediu e assim ele o fez.

_ Vim ver como Naruto está! Ele se encontra?- Perguntou educadamente.

_ Oh, sim... Por causa da briga com Neji?- Perguntou.

_ A senhora sabe?

_ Claro, meu filho não me esconde nada!- Sorriu andando em direção à cozinha. – Suba, levarei alguns biscoitos daqui a pouco!

_ Obrigada!- Ele disse com um meio sorriso e subiu indo ao quarto do Naruto.

      Antes de entrar ele ouviu a voz de Naruto, como não ouviu outra voz presumiu que ele estivesse ao telefone.

_ Não amor, tudo bem... Que tal sairmos mais tarde?- O loiro falava.

_ Claro... Sim... Ok!- Falou novamente. – Tá amor, até mais tarde então, beijos!- Disse por fim.

      Ele então bateu na porta esperando que o loiro tivesse terminado de falar ao telefone.

_ SASUKE!- Gritou o loiro.

_ Idiota, pra que gritar?- Reclamou e o amigo riu.

_ E ai, o que te trazes até minha humilde residência!- Brincou.

_ Fala como seu eu nunca viesse pra cá!- Resmungou sentando na cama de Naruto ao lado dele.

_ É mais hoje é o dia que vai levar a Sakura para sair!- Afirmou.

_ Vim ver se você e Neji já se acertaram e como foi à conversa... O meu encontro com Sakura ainda é mais tarde então resolvi passar aqui antes!- Esclareceu encarando o amigo.

_ Graças a vocês ele não reclamou muito e aceitou numa boa, até pediu desculpas pelo soco e disse que se eu magoasse a prima dele me matava!- Ele riu.

_ Ouvi a conversa sem querer, já estão no meu amor?- Perguntou com um sorriso maroto.

_ A pedi em namoro, após me esclarecer com Neji... Já estava querendo fazer isso há algum tempo o que me impedia era o primo!- Afirmou.

_ E o pai dela? Se não me engano Hiashi é bem protetor!- Afirmou.

_ Vou falar com ele mais tarde e depois sair com a Hinata!- Sorriu alegre.

_ Boa sorte então... Deveria ter me contado!- Acusou.

_ Desculpa cara, apenas queria levar as coisas um pouco de vagar por causa da timidez da Hinata!

_ Entendo!- Sasuke deu um meio sorriso e voltou sua atenção a porta que fora aberta por Kushina.

_ Trouxe biscoitos!- Ela disse amigavelmente e virou-se para Sasuke. – Ouvi Naruto falar sobre seu encontro com Sakura!- Kushina riu quando Sasuke encarou feio Naruto e das bochechas coradas do rapaz. – Fiquei feliz, vocês estão crescendo tão rápidos!

_ Eu não te contei mãe!- Naruto reclamou.

_ Por isso falei que eu “ouvi”... Não devia falar tão alto!- Gargalhou

      Sasuke acompanhou Kushina vendo a careta do amigo e depois encarou o relógio.

_ Tenho que ir, não quero me atrasar!- Afirmou e Naruto riu.

_ Se machucar ela eu te mato!- Afirmou.

_ Não foi o mesmo que Neji te falou?- Revidou antes de sair do quarto rindo sendo acompanhado por Kushina.

_ Espero que se divirtam Sasuke, ela é uma boa garota e é como se fosse minha filha e você sabe... Então se magoa-la te esfolo!- Ela disse amigavelmente na porta, por isso pareceu tão assustadora fazendo-o ele engolir seco.

_ Não se preocupe, não tenho a intenção de magoa-la!- Respondeu calmamente.

_ Eu sei... Bom encontro!

      Ele saiu porta a fora e foi em direção ao carro pensando, realmente Sakura e Naruto sempre foram criados como irmãos. A tia de Sakura era madrinha do loiro e cuidava da garota após a morte dos pais dela. Kushina via nela uma filha e até mimava a garota, o assustador é que tanto Sakura, Kushina e Tsunade tinham uma personalidade incrível e muito parecida.

      Ele entrou no carro e deu partida, parando em frente à casa onde Sakura morava com os tios uns cinco minutos da casa do loiro, era uma casa de dois andares com a frente amarela e umas flores de diversas cores colorindo a entrada. Ele estacionou o carro e andou pela varanda chegando em frente a porta. Reparou que suas mãos suavam, tomou coragem e apertou a companhia.


Notas Finais


Novamente peço desculpas pela demora, espero que tenham gostado.

Rsrs logo haverá uma surpresa, espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...