História Stalker - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Ação, Comedia, Drama, Gaaino, Mistério, Naruhina, Naruto, Nejiten, Romance, Sasusaku, Shikatema, Terror
Visualizações 135
Palavras 3.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey amores, olá.. Como prometido mais um capitulo.

Espero que gostem.

Desejo a todos uma boa leitura.

Beijinhos...

Coma carinho... Catxharuno.

Capítulo 9 - Capitulo IX Passado parte 2 - final


Após alguns minutos Sakura atendeu já pronta, ela estava com uma saia rodada jeans com um pequeno cintinho bege e uma regata rosa estampada com flores, usava um tênis preto simples e um casaco jeans de pano leve com as mangas até o cotovelo. O seu cabelo estava preso em uma trança de escamas jogas de lado, e ela carregava uma bolsa pequena..

— Vamos?- Ela disse chamando minha atenção corada, talvez por ter ficado secando-a.

— Claro você está muito linda... E a sua tia, não está?- Sasuke perguntou

— Não, por isso demorei pra atender, estava lá em cima!- Respondeu em quanto caminhavam até o carro.

      Durante o caminho até o carro, conversaram coisas banais e riam por algumas besteiras aprontadas pelos amigos, mais precisamente de Ino e Naruto.

— Em falar em Ino, você acha que esse namoro dela com Sai vai pra frente?- Perguntou.

— Não, eles só começaram a namorar porque acharam que tinham muita coisa em comum mais não há sentimentos envolvidos, apenas a atração e a compatibilidade com algumas coisas!- Respondeu triste.

— Sai tem dificuldades para lidar com sentimentos, ele é um bom amigo mais desde que perdeu o irmão não é mais o mesmo!- Sasuke a encarou.

— Gosto muito dos dois, e espero que eles percebam o que estão fazendo antes que alguém saia machucado ou os dois!- A jovem comentou fitando a janela.

— Eles irão perceber... Se é que já não estão percebendo!- Afirmou o rapaz e ela sorriu.

— Mudando de assunto... Sério que vocês não sabiam sobre Hinata e Naruto?- Perguntou.

— Hn... Não... Naruto não contou nada acho que pra não chegar até o Neji!- Afirmou ele.

— E como ele ficou sabendo ontem?- Perguntou.

— Estávamos comentando sobre o nosso encontro... Sinceramente não tinha ideia de onde te levar para o primeiro encontro e pedi ajuda dos garotos!- Admitiu e ela sorriu. – Sabe o quanto Naruto é cabeça de vento, né?- Perguntou.

— Ele acabou falando dos encontros dele com a Hinata, né?- Perguntou ela rindo alto do amigo loiro.

— Você o conhece, uma vez Naruto...

— Sempre Naruto!- Riu.

      Sasuke parou o carro no estacionamento do parque, e desceu do carro correndo para o outro lado e abrindo a porta pra ela, que lhe estendeu a mão e agradeceu. Ele queria que o encontro fosse perfeito e sempre fora um grande cavalheiro mesmo como amigo e ela sabia bem disso.

      Trancando e ligando o alarme do carro, ele fez questão de pegar a mão dela pra andarem de mãos dadas e deu um meio sorriso ao ver a jovem corar. Andaram um bom tempo conversando sobre diversos assuntos, família, amigos, gostos.

— A sua comida favorita é?- Perguntou ele.

— Tudo o que tiver massas e doces!- Riu alto e virou-se para ele. – Não é segredo pra ninguém que não gosta de doces e tem uma paixão maluca por tomates!

— Como sabe?- Erguendo uma sobrancelha e um sorriso maroto brotara nos seus lábios.

— Quem não sabe?- Revidou revirando os olhos e riu da careta que o rapaz fizera.

— Ok.... Sua cor favorita todo mundo sabe que é vermelho, sabe o meu?- Perguntou o rapaz e ela riu.

— Azul e você odeia qualquer coisa com listras!

— Você é boa!- Afirmou o rapaz.

      Eles estavam fazendo um tipo de jogo pra descobrir o que sabiam ou não sabiam sobre o parceiro, já que conviveram anos como amigos e queriam passar essa amizade para um outro nível.

— CUIDADO!- Alguém gritou chamando a atenção do casal.

      Em alguns instantes estava tendo uma conversa agradável com a garota que gostava e já estava pronto para beija-la, e poucos segundos atrás fora atropelado por uma bicicleta fazendo-o cair no lago e ainda por cima o pote que o rapaz carregava na bicicleta abriu e despejou todo aquele liquido pegajoso do mel!

— Céus... Sasuke!- Murmurou Sakura correndo para ajuda-lo e estendeu a mão para ele sair do lago, fez o mesmo com o rapaz da bicicleta.

— Desculpe, perdi o controle da bicicleta... Não sei o que aconteceu... Perdoe-me!- Pedira o rapaz desesperado ao lado do casal.

— Foi um acidente!- Sakura sorriu e virou-se para Sasuke que estava com uma carranca no lugar da cara, riu baixo. – Não concorda Sasuke?- Pergunto-lhe chamando a atenção.

— Sim, não há motivos pra ficar desesperado... Foi um acidente, não teve culpa!- Afirmou tentando ter um pouco de paciência e olhou para o seu estado. – Estou pegajoso!- Afirmou e ela riu.

— Damos um jeito nisso!

— Obrigada... Obrigada mesmo!- Agradeceu o rapaz e encarou o lado soltando um suspiro pesado.

— Posso chamar um guarda do parque e explicar o que ocorreu; eles podem tirar sua bicicleta do lago!- Disse Sakura amigavelmente e com um sorriso doce. – Pode me esperar Sasuke?- Perguntou e ele acenou concordando.

— Não precisa se dar ao trabalho!- O rapaz falou. – Já atrapalhei o encontro de vocês e...

— Está tudo bem... Volto logo!- Sakura dissera saindo apressadamente.

— Sua namorada é muito gentil!- Comentou o rapaz encarando Sasuke, ele apenas sorriu.

— Ela ainda não é minha namorada, mais concordo com a parte do gentil!- Ele riu.

— Também é muito bonita, não devia demorar ao pedir em namoro... Os caras estavam secando-a sem o menor pudor em quanto conversavam.

— Não demorarei...

— Querido o que houve?- Uma voz feminina soara, ela tinha cabelos castanhos e olhos castanhos, igual ao rapaz á sua frente.

— Desculpe por te preocupar amor, acabei perdendo o controle da bicicleta e atropelei o moço... Acabamos caindo no lago e a namorada dele correu pra chamar um guarda pra tirar a bicicleta.

— Oh sim, mais se machucaram?- Perguntou a jovem analisando os rapazes.

— Não!- Afirmou o rapaz em quanto à namorada o abraçava e ela o encarou.

— Se machucou?

— Não!- Respondeu sem graça por estar de vela.

— Que alivio!- Murmurou a jovem e o rapaz sorriu.

— Voltei!- A voz de Sakura soou.

      Ele virou-se e a viu junto de um guarda, ele se direcionou ao casal a sua frente.

— Peço desculpas, mais como pode se ver ele está todo melado então iremos dar um jeito nisso... Poderiam dar-nos licença?- Pedira Sakura educadamente.

— Claro!- Respondeu o casal sorrindo.

      Sakura pegou na mão de Sasuke e o guiou até o banheiro masculino.

— Entre e molhe o cabelo, depois vamos ao Shopping comprar alguma roupa pra você... Ou prefere voltar pra sua casa?- Perguntou sorrindo.

— Sempre deixo umas mudas extras dentro do porta malas do meu carro, caso precise dormir fora então vou apenas lavar o cabelo!- Afirmou com um sorriso de canto, antes de entrar no banheiro deu um beijo na bochecha da jovem que ficou desconcertada.

      Ele voltou já com o cabelo menos grudento, com certeza o cheiro permaneceria e se culpou porque não foi o encontro que desejara, estava feliz por estar com ela mais queria dar-lhe um dia especial e até agora estava sendo um completo desastre.

      Após voltar, viu Sakura sentada em um banco perto esperando-lhe e não pode deixar de notar um grupo de rapaz que a encaravam escandalosamente e sem nenhum pudor, a vontade dele era de socar os caras mais que direito tinha se nem namorado era? Aproximou-se vagarosamente vendo que ela estava distraída olhando as crianças brincando, deu um meio sorriso e se abaixou ainda de costas para ela beijando-lhe a face fazendo-a sobressaltar e encara-lo para depois dar o seu maior sorriso.

      Quando ela se levantou e foi em direção dele, ele agarrou-lhe a cintura aproximando vossos corpos e depositou um beijo sobre sua testa e a abraçou, deu um meio sorriso ao nota-la desconcertada e encarou o grupo não muito distante com um olhar fulminante, sim ele estava marcando seu território e não deixaria nenhum babaca chegar perto dela.

— S-Sasuke?- Sakura chamou.

— Obrigada!- Ele disse assim que se separaram, notando sua face confusa sorriu. – Foi muito gentil hoje!- Afirmou.

      Andaram de mãos dadas até o carro, e ele abriu o porta malas pegando uma calça jeans azul escuro com um cinto preto, uma blusa social branca e um casaco jeans já que estava esfriando, pegou outro par de tênis também preto.

— Sempre carrega roupas dentro do seu carro?- Sakura perguntou estranhando.

      Ele jamais ia falar o verdadeiro motivo, normalmente quando ele tinha um encontro com uma garota, era para leva-la para cama então acabava por dormir fora e prevenido sempre deixava algumas peças de roupa extra. Claro que com Sakura seria diferente, e agora tentava arquitetar uma boa resposta.

— Sasuke...

— Às vezes durmo na casa do Naruto e você sabe o quanto aquele idiota é extravagante, principalmente com aquelas roupas laranjas... Não gosto de pegar roupas emprestadas então sempre deixo reservadas!- Ele disse, não era em parte mentira, mais não era o principal motivo.

— Entendo!- Ela sorriu, percebeu que não acreditou por completo mais nada comentou.

— Se importa de esperar aqui, vou me trocar rápido!- Pediu.

— Não!- Afirmou sorrindo e entrou no carro esperando o rapaz.

      Ele correu até o banheiro que não ficava muito longe, e se apressou em se vestir, saiu de uma enrascada por pouco.

      O cheiro do mel era o que mais incomodava, ele tivera sorte que estava no lago e a parte mais afetada era seu cabelo, ainda sim não deixava de se irritar com aquele cheiro, porque isso o impossibilitava de sentir o cheiro da sua preciosa Sakura.

      Retornou ao carro e a encarou.

— Sakura... Quer ir pra casa, esse não está sendo o melhor encontro e se quiser não vou culpa-la?- Disse ele e ela por sua vez apenas riu.

— Não sei você, mais estou adorando o dia... Claro teve o incidente mais nem tudo precisa ser perfeito Sasuke!- Afirmou a jovem e ele deu um meio sorriso.

— Então vou te levar pra comer algo, onde quer ir?- Perguntou.

— Gosta de massas?- Ela perguntou.

— Gosto!- Ele afirmou gargalhando. – Restaurante Italiano?- Perguntou.

— Sempre!

      Às vezes eles costumavam ir acompanhado com a turma em alguns restaurantes, ele sabia que o preferido da garota era um restaurante Italiano que inaugurara há pouco tempo. Iam a diversos restaurantes, experimentavam das diversas culinárias, porém obviamente avia os seus favoritos, o do Naruto era uma barraquinha muito aconchegante que vendia ramén, tinham dois de comida japonesa que frequentavam constantemente e o restaurante Italiano que Sakura e as garotas, inclusive Naruto pegará grande paixão com exceção de Ino que dizia “Massas engordam”, porém a loira também caprichava na hora de comer, e fazia questão de passar um mês correndo só para perder as calorias que havia ganhado ao comer massas. Ele sabia disso porque a loira arrastava Sakura junto, que odiava correr e sempre chegava reclamando de dor ou murmurava alguma coisa incompreensível para não matar a loira, Tenten também as acompanhavam mais isso por causa do seu amor por esporte e dizia que correr às cinco da manhã era realmente maravilhoso, deixava o dia mais energético.

      Ao entrar no restaurante simples porém bem aconchegante, sentou-se com Sakura um pouco afastado dos demais e logo o garçom veio para servi-los.

— Sakura, Sasuke é bom vê-los e então o que posso servir dessa vez?- Perguntou o rapaz que aparentava ter uns vinte e cinco anos, na maioria das vezes ele os atendia.

— Kanji, achei que estaria de folga hoje!- Sakura comentou alegremente com o rapaz.

— Tive que trocar, ocorreu um imprevisto com uma das garçonetes!- Sorriu e virou-se para Sasuke. – Vais querer o mesmo de sempre Sasuke?

— Claro, por favor, bem...

— Caprichado com tomate!- Riu e ele concordou e deu um meio sorriso.

— E você Sakura, o que será dessa vez?

— Estou apaixonada por aquele prato Rondele, será esse dessa vez!- A jovem sorriu amigavelmente e ele concordou.

— E para beber?- Perguntou o rapaz.

— Vinho!- Sasuke pronunciou, e Kanji apenas deu um meio sorriso.

— Fiquem a vontade, logo voltarei com os pedidos!- Ele saiu soltando uma piscadela para Sasuke passando despercebido apenas por Sakura, ele por outro lado devolveu com um meio sorriso.

      Kanji voltou logo com os pedidos e deixou o casal conversando amigavelmente, de longe apenas acompanhava o encontro e sorria, eles não eram muito próximos mais o casal sempre vinha acompanhado com os amigos e todos eles eram muito gentis, percebeu que se tratava de um encontro e não deixaria ninguém interromper o casal.

      Após a refeição Sasuke fez questão de pagar, mesmo que Sakura fizesse questão de dividir ele não deixara, e ambos se retiraram do ambiente após se despedir de Kanji.

      Sasuke olhou o relógio, ele fora buscar Sakura aproximadamente ás treze horas, ficaram quase duas horas no parque conversando, mais uma no restaurante e com o tempo que levou durante os percursos o relógio batia aproximadamente dezoito horas, teria tempo de ir no cinema.

— Ainda dá tempo de pegar um cinema, quer?- Perguntou em quando andavam em direção ao carro.

— Vou adorar!- Afirmou.

      Sasuke sorriu e deu partida no carro em direção ao cinema, quando chegou lá notou os filmes em cartaz e viu um em especial, não era muito do seu agrado mais Sakura iria adorar e a intenção era fazer ela ter um grande dia.

      Optou por assistir Cartas para Julieta o que pegou a rosada de surpresa, como haviam comido não pegaram pipoca e por ser de noite, estranhamente a sessão estava vazia, isso por causa de um lançamento de um filme de ação no dia o que Sasuke agradeceu, não gostava de lugares muito cheios e queria paz com Sakura.

      Ele até achou o filme agradável, lembrou um pouco do dia deles o que foi até de maneira estranhamente conveniente, percebera que Sakura pensou da mesma maneira por corar.

      Ela fazia expressões engraçadas durante o filme, e ele ria discretamente quando ela chorou, sim ela chorou quando o casal ficou junto no final.

      Assim que saíram, ele notou que ainda estava cedo e não queria se despedir dela ainda o relógio nem mesmo batia vinte e duas horas.

— Não queria me despedir agora!- Confessou ele em quanto iam para o carro, ela sorriu.

— Então vamos caminhar um pouco, o que acha?- Perguntou.

      Eles tomaram um percurso diferente e andaram até uma praça de mãos dadas conversando banalidades e sobre o filme.

      Sasuke apenas respondia apenas de maneira monótona como de costume, porém prestava sempre atenção no que a jovem a sua frente dizia e o quando ela ficava linda sobre a luz do luar.

— Não acredito que chorou no fim do filme!- Afirmou rindo.

— Você percebeu?- Perguntou ela incrédula.

— Pode apostar, és muito sentimental Haruno!

— Não me jugues Sasuke!- Pediu fazendo bico e ele riu.

      Ele em um impulso a prensou contra uma arvore, seus olhos ficaram surpresos durante alguns instantes.

— Fica linda fazendo bico!- Afirmou com um sorriso de canto se aproximando, colou os corpos deles quebrando à proximidade. – Tens ideia de quanto me segurei o dia inteiro pra fazer isso?- Perguntou ele com a voz rouca.

      Ele então tomou coragem e colou os lábios dele nos dela, pediu espaço e foi concedido, ele explorava a boca dela com paciência e calma mais o desejo de aumentar o ritmo tomou conta e ele pediu por mais espaço, colocou a mão sobre a nuca dela fazendo-a inclinar mais, e deixou sua mão que estava na sua cintura descer um pouco para a sua bunda, ele apertou de leve e a sentiu arfar.

      Ela beijava melhor do que esperava, achava que ela não tinha experiência mais estava errado, ela puxava levemente seu cabelo fazendo-lhe arrepiar e uma de suas mãos entrou por de baixo de sua blusa.

      Ele queria mais, sabia que não era hora e iria ter paciência com Sakura, quando se separaram porque o ar faltou ficaram se encarando durante alguns segundos com os corpos colados.

      Ele decidiu ver até onde podia ir, e se aproximou beijando levemente seu pescoço, viu quando ela arfou e se arrepiou.

— S-Sasuke...

— Hn?

— Vamos indo, estão nos olhando!- Pediu sem graça.

      Ela notara que as poucas pessoas que passaram olharam de relance para o casal e desviaram o olhar, ela não gostava muito de públicos e ele entendia isso.

      Voltaram para o carro e assim que ele entrou a impediu de colocar o cinto, beijou-lhe novamente. Afastando o banco do motorista ele a trouxe para o seu colo.

— Esperei tanto pra te beijar... Não vou me contentar apenas com um beijo, quero mais!- Pediu antes de agarra-la novamente.

      Ele tirou a jaqueta dela e jogou em algum lugar no carro, desfez a trança soltando-lhe os cabelos e agastando levemente para deixar seu pescoço desnudo. Com as mãos na cintura dela, aproximou-se e mordiscou o nódulo da sua orelha, desceu os beijos para o pescoço feminino e parou na parte do seio que estava amostra, fazendo questão de deixar um chupão ali, ela arfava com seus toques e para revidar ela deixou um chupão pequeno atrás da sua orelha e jogou algo “aqui se faz, aqui se paga” e ele riu com o comentário.

— Sakura você é virgem?—Perguntou notando experiência da jovem.

— Não!- Confirmou envergonhada.

— Nunca te vi com ninguém...

— Sasuke você saia com outras garotas... Eu já namorei oito meses com um cara e tive dois relacionamentos de sexo sem compromisso!- Afirmou.

— Nunca!- O rapaz murmurou se afastando dela.

— Só as meninas sabem, namorei com um rapaz no fim do primeiro ano até metade do segundo, não comentei com ninguém porque ele já estava na faculdade e depois que terminamos para esquece-lo aceitei sexo sem compromisso de um cara, ficamos umas duas vezes mais ele não me agradava e depois conheci outro e cheguei a ficar com ele algumas vezes!- Afirmou.

      Sasuke estava cético, não podia acreditar no que a garota falara, ela suspirou pesado com o silêncio dele.

— Fiquei surpresa quando me chamou pra sair na primeira vez e neguei porque estava estudando feito louca nos últimos meses pra prestar o exame da faculdade e achei que nunca teria outra chance... Agente sempre trocou olhares, palavras carinhosas e eu via quando você olhava feio pra qualquer cara que me olhasse mais você saia com outras garotas e nunca havia me chamado pra sair então pensei que me considerava apenas uma amiga ou uma irmã...

— Eu só não queria te envolver nos problemas da minha família!- Confessou.

— Está decepcionado?- Perguntou ela.

— Não, só fiquei surpreso... Na verdade demorei demais e dei a oportunidade de outro cara lhe tocar mais não importa porque é comigo que está agora!- Disse ele.

      Ele mais uma vez aproximou sua cintura para próximo dele e a beijou dessa vez mais carinhosamente, a saia dela subiu um pouco e ele aproveitou e passou a mão nas coxas bem grossas que a jovem tinha, no fim do beijo mordeu o lábio interior dela e se separaram.

— Melhor irmos!- Ele avisou olhando o relógio. – Queria ficar mais, no entanto se eu continuar não vou te levar pra casa hoje!

      Ela riu e se ajeitou no banco do passageiro, eles se arrumaram e assim ele deu partida no carro estacionando na frente da casa dela com o relógio apontando vinte e três horas e trinta e cinco minutos,

      Eles deram um último beijo, então ele saiu do carro e abriu a porta dela pegandolhe pela mão e dando um selinho.

— Até!- Ele disse como se falasse não é o último encontro.

— Até!- Ela sorriu se despedindo e correndo para dentro de casa.

      Ele esperou ela entrar e acenou um “tchau” para a Tsunade que aparecera na porta com um sorriso enorme e então entrou no carro, dando partida rumo a sua casa com o maldito sorriso bobo na face. Nada havia saído como planejado, houve algumas surpresas mais ela afirmou com todas as palavras que havia adorado o encontro.


Notas Finais


Olá, amores, aqui estamos nós novamente.

Bem logo chegará a surpresa, acho que vocês ainda irão se surpreender.

Com carinho.

CatxHaruno.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...