História Stalker - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Red Velvet, Super Junior, TWICE, Wanna One
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jackson, Jihyo, Jinyoung, Jungyeon, Kang Daniel, Kim Heechul, Mark, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Seulgi, Tzuyu, Wendy
Tags Jeonghyo, Michaeng, Namo, Satzu
Visualizações 144
Palavras 1.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Festa, Fluffy, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá
Seria esse o tão esperado capitulo?!
Só leiam

Capítulo 11 - Confissão


Fanfic / Fanfiction Stalker - Capítulo 11 - Confissão

Nayeon POV

Estava dançando "normalmente" com Momo quando do nada uma garota apareceu por trás dela e começou a beija-la - na nuca obviamente - fiquei estática na hora, claro Momo é uma garota linda e com certeza já ficou com varias, mais mesmo assim me sinto incomodada - claro né, eu sou apaixonada pela garota - ela se virou e elas começaram a se falar enquanto eu ficava ali com cara de trouxa, a outra menina a puxou mais para perto e eu desviei o olhar daquela cena, precisava sair dali, e foi isso que eu fiz.

Comecei a andar pela casa, péssima ideia por que eu não conheço essa casa nem essas pessoas, parti em busca de Sana, poderia ficar com ela até Momo terminar de falar com a outra menina... nossa como eu sou idiota, elas já devem estar dentro de um quarto!, aish eu sabia que não deveria ter vindo!, mais quer saber? eu não vim atoa!, vou aproveitar, é o melhor que eu faço!.

Cheguei a um lugar que parecia ser o local das bebidas, ótimo, beber vai me fazer esquecer dela, pelos menos por um tempo até eu ficar sóbria de novo e voltar a ser trouxa.

Olhei pro lado, lá estava Sana agarrando uma garota que eu nunca vi na minha vida, acho que ela veio beber e encontrou coisa melhor, enchi o copo e virei tudo de uma vez, o líquido veio queimando na minha garganta, mais não me importei e enchi de novo.

Acho que já bebi uns 5 copos... nunca fui forte pra bebida, to meio zonza, com certeza é o efeito começando, senti uma presença do meu lado mais não me virei pra olhar, a pessoa tocou no meu ombro e eu finalmente olhei, era um garoto, muito bonito por sinal, tinha cabelos pretos, tava com uma blusa branca e uma jaqueta de couro por cima, calças jeans e tênis, olhava pra mim com um sorriso que eu retribui.

- Ta sozinha docinho? - Ele disse galanteador e eu sorri.

- É... praticamente sozinha, solidão... - Falei meio embolada e ele riu.

- Sou Jinyoung, e você? - Ele perguntou e fiz uma cara pensativa.

- Nayeon!, isso, me chamo Nayeon - Disse e ri depois do nada, ele me acompanhou.

- Quer dançar amor? - Ele perguntou estendendo a mão, eu rapidamente me lembrei de Momo... aish essa garota não sai da minha cabeça nem quando eu to bêbada?!.

- Por que não né? - Disse sorrindo e segurei sua mão.

Jinyoung me puxou pra pista e começamos a dançar, ele colocou meus braços em volta de seu pescoço enquanto suas mãos estavam na minha cintura, ele sorria pra mim enquanto sua testa encostava na minha, ele olhava diretamente em meus lábios, eu sabia o que ele queria, mais eu não faria isso... posso estar bêbada mas estou sóbria o suficiente pra não sair beijando qualquer um numa festa qualquer, ele estava perigosamente se aproximando, foi então que eu dei um passo pra trás, o problema foi que ele veio junto e me agarrou, tentei me soltar mas ele ele era mais forte, ele tava querendo me beijar de qualquer jeito, foi então que alguém o empurrou pra longe de mim e chutou as partes íntimas dele que caiu no chão com dor, estava tão avoada que não vi quem era, só sei que a pessoa me pegou pelo pulso e me levou pro jardim?, não sei, não to assimilando direito as coisas.

- O que deu na sua cabeça pra se afastar assim de mim?! - A pessoa disse claramente irritada.

Foi então que eu enxerguei, era Momo e ela ta claramente furiosa.

- Não iria ficar lá olhando você e aquela garota se comerem - Disse gritando, também estava com raiva dela e a bebida me ajudaria a falar umas coisinhas!.

- Eu chutei ela caramba!, eu não tenho interesse nenhum na Wendy! - Ela disse com raiva.

- Não é o que parecia!, vocês me pareciam bem íntimas! - ri com deboche - ah mais o que eu to falando?, vocês já transaram, obviamente são íntimas! - Disse deixando claro meu ciúmes, sim eu estou com ciúmes.

- Isso não vem ao caso Nayeon!, o que eu quero saber é o por que de você esta dançando com o tapado do Jinyoung? - Ela disse segurando meu pulso apertadamente, parecia que queria descontar sua raiva naquele local.

- Me solta caramba! - Falei puxando meu pulso bruscamente - primeiro o que isso tem haver com você?!, e segundo por que se importa com a minha vida?! - Disse ainda com raiva mais abaixei o tom de voz.

- Eu me importo com você Nayeon, porque você é minha amiga - Ela disse mais calma e me olhando nos olhos.

- Amiga - ri em deboche - você é tão cega Momo... por que não enxerga? - Disse a olhando e ela parecia confusa.

- Enxergar o que? - Ela perguntou se aproximando.

- O que eu sinto... - Disse mais me desfoquei quando a vi se aproximar.

- O que você sente? - Ela disse a poucos centímetros do meu rosto, a aquela altura eu tava pouco me fodendo pra tudo, só queria que ela ouvisse o que eu estou guardando a muito tempo.

- Eu sinto como se fosse morrer quando te vejo com outra garota que não seja eu, eu sinto cada parte do meu corpo se arrepiar quando você me toca, eu sinto você tão perto, mais ao mesmo tempo tão longe de mim que eu poderia sufocar, eu sinto esse sentimento a muito tempo mas nunca tive coragem de contar, mais quer saber?, dane-se esse medo idiota de você me rejeitar!, o que importa é que eu finalmente disse o que tava guardado aqui - botei a mão no peito - e agora, eu posso receber o fora - Disse rindo, Momo tinha um olhar confuso, feliz e surpreso ao mesmo tempo, parecia processar tudo isso.

- Eu... - A interrompi.

- Ok não precisa me dar o fora, acho que eu não vou aguentar, então só... - Ela me interrompeu... com a boca!.

Ela me beijou!!, eu não acredito, ela realmente não me rejeitou?!, seus lábios me beijavam com desespero, parecia que ela queria fazer aquilo a séculos e só recebeu permissão agora, retribui com o mesmo fervor, ela colocou uma mão na mina nuca enquanto a outra me puxava para mais perto, minhas mãos repousavam sobre a sua cintura, o beijo parecia ficar mais quente a cada segundo, foi quando o ar se fez presente e nos separamos, arrisco dizer que foi o melhor beijo da minha vida!, ai como eu sou trouxa.

- Acho que temos os mesmos sentimentos - Ela disse sussurrando perto do meu rosto, logo depois deu um sorriso que eu retribui.

- Você realmente não ta brincando né? - Disse ainda sem acreditar.

- Você acha que eu teria te beijado assim do nada atoa? - Ela disse rindo e eu ri junto.

Olhei de novo para seus lábios e a beijei novamente, qual é agora que eu já revelei e eu sei que ela sente o mesmo eu to mandando a vergonha pra puta que pariu, mentira é por que eu to bêbada mesmo hehehe, nunca seria tão afrontosa assim se tivesse sóbria, na verdade eu não teria contado nada disso se estivesse sóbria, claro eu tava realmente lucida quando tava falando aquelas coisas, mas eu não seria tão confiante, provavelmente iria gaguejar.

Ficamos ali, nos beijando por um bom tempo, eu não queria me separar dela, vai que fosse um sonho?, nos separamos e ficamos nos olhando abobamente.

- E agora, o que acontece? - Perguntei tombando minha cabeça pro lado, ela riu.

- Agente tenta - Ela diz insinuadora e eu sorrio.

- Então estamos ficando? - Perguntei envolvendo meu braços em torno de seu pescoço.

- Basicamente sim - Ela disse sorrindo.

- Você não tem noção de quanto tempo eu esperei por isso - Disse a olhando nos olhos.

- Eu tava esperando desde a primeira vez que te vi - Ela disse encostando nossos narizes.

- Olha só, ela romântica - Disse sorrindo e ela também sorriu.

- Eu tento - Ela disse me dando um selinho.

- Acho melhor irmos lá pra dentro, as meninas podem achar que nos fomos embora - Ela disse olhando pra dentro eu eu fiz bico.

- Mais já? - Disse olhando manhosa pra ela que sorriu.

- Infelizmente sim, mais não se preocupe, amanhã farei questão de contar pra todo mundo o nosso... relacionamento? - Ela disse pensativa - é!, praticamente somos namoradas - Ela disse me olhando.

- Gostei do termo - Falei e nos beijamos mais uma vez, ela pegou na minha mão e partimos pra dentro.

Ta, talvez ter vindo pra essa festa tenha sido uma boa ideia.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


OLHA QUE OTP CHEIROSO
Amém Namo
Como será a reação das meninas???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...