História Stalker - Imagine Min Yoongi - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~crytrouxa

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kook, Min Yoongi, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Tae
Visualizações 701
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


mais um capitulo, tem novidades hein.

~crytrouxa

Capítulo 9 - C r y B a b y


Fanfic / Fanfiction Stalker - Imagine Min Yoongi - Capítulo 9 - C r y B a b y

P.O.V S/n

Acordo no outro dia com o despertador me enchendo o saco, porém eu estava feliz. Levanto depressa e fui me arrumar. Vesti uma saia branca, a blusa da escola, uma meia preta e um tênis da Nike. Soltei meus longos cabelos que batiam um dedo abaixo da cintura e fiz uma leve maquiagem. Eu estava tão feliz por pensar que ia ver Suga, meu coração saltitava. Peguei minha mochila e desci as escadas correndo.

— BOM DIA OMMA. — Falei passando pela mesma e indo em direção a porta.

— Você está linda, seu namorado vai adorar filha.  — Falou num tom alto para eu ouvir, pois e já havia saído e fechado a porta.

{...}

Assim que cheguei na escola, meu sorriso se desfez quando eu vi Lisa. Ela parecia triste, e também estava com os olhos inchados, provavelmente havia chorado.

— Lisa o que aconteceu? — Perguntei me aproximando da mesma e sentei ano seu lado deixando minha mochila cair.

—Não foi nada. — Disse deixando algumas lagrimas caírem.

A abracei forte e então olhei para o lado, foi aí que vi. Os garotos estavam cercados de meninas. E uma delas, agarra Namjoon de uma forma, o fazendo fechar os olhos e suspirar. Lisa levantou e passou por eles com uma certa pressa, e foi em direção ao banheiro. Namjoon se separou da menina assim que viu Lisa passar por ele, logo o mesmo veio em minha direção e me olhou nos olhos.

— Ela viu? — Perguntou.

— Não sei, mas sei que toda a escola viu. Kim Namjoon, você é um merda, um escroto. Como teve coragem de fazer isso? — Falei com a voz alterada fazendo os amigos deles olhar pra mim. — ELA SAIU CHORANDO, E O QUE VOCÊ FEZ? — Bati em seu peito e o mesmo me olhava. — VOCÊ VEIO ATÉ A PESSOA ERRADA, PERGUNTAR O ÓBVIO, QUANDO DEVIA ESTAR LÁ COM ELA, ESTÁ AQUI COMIGO. — Disse gritando e empurrando o mesmo.

Todos os meninos vieram até nós, inclusive o Yoongi.

— Calma S/n. — Disse me segurando. E em um movimento rápido, me virou e ficamos frente a frente.

— Me solta! — Olhei nos olhos dele. — Eu não devia ter confiado em você, você é igual a eles, seus idiotas. — Disse me soltando e indo atrás de Lisa.

{...}

Eu encontrei Lisa no banheiro e ficamos sentadas no chão conversando. 

— Como assim Lisa? — Perguntei.

— O Nam não é idiota. Ele me respeitou, foi um verdadeiro cavaleiro. Não estou machucada com ele. — Corou envergonhada. — Estou com ciúmes.

— Aigoo unnie.. — Sorri fraco.

— Você não falou nada pra ele, certo?

— Então. — Sorri desviando o assunto. — Tenho que te contar uma coisa. — Ouvimos o sinal tocar. — Depois eu te conto, vamos. — Disse me levantando e puxando a mesma.

Fomos para sala e lá estavam os meninos. Yoongi me olhava com um olhar triste, admito que doeu vê-lo assim. Fomos para nossos lugares e logo a professora chegou com um menino, ele era alto e bem bonito por sinal. Ele me parecia familiar, o mesmo me encarava com um sorriso no rosto, o sorriso dele me deixou intimidada.

— Sentem-se, temos um aluno novo, por favor apresente-se, sintas-se a vontade. — Falou a professora.

— Oh, sim. — O mesmo escorou-se na mesa da professora. Folgado. — Olá! Meu nome é Mark Tuan, mas podem me chamar do que quiser. — As garotas á estavam gritando. — Vim dos Estados Unidos, tenho 18 anos. Bom, espero que possamos ser bons amigos. — Diz sorrindo.

Ele era bem familiar pra mim.

— Bom, Mark pode se sentar.

Mark sentou na minha frente. Fitei seus cabelos loiros e logo percebi ele se virar.

— Minha nossa, você cresceu. — Um sorriso brotou em seus lábios e eu franzi o cenho.

— Desculpe, mas.. — O mesmo me interrompeu.

— Qual é bebê chorão. Não lembra de mim? — Sorrio e eu o olhei rapidamente. — Eu jamais esqueceria esses olhinhos verdes cheios de lágrimas.

Fitei seus olhos e vi que eles sorriam junto com a boca do garoto. Foi aí que lembrei.

Flashback On

Já fazia 2 anos que eu havia me mudado para a Coréia com minha mãe, mas ela havia se isolado de tudo desde que chegamos. Estava com depressão. Não saía mais do quarto, ela contratou apenas uma babá e uma professora de coreano.

Eu estava no meu quarto, quando a babá entrou e perguntou se eu não queria ir ao parque. Assenti com a cabeça empolgada. Chegando no parque, me sentei na bancada que tinha de frente para os brinquedos. A babá disse para eu esperar ali que ela iria comprar um sorvete para mim. Fiquei lá esperando, até que sinto algo bater em minha cabeça, começo a chorar, pois havia doído muito.

— Não chore, por favor! — Disse um garoto, parecia ser poucos anos mais velho que eu. — Me desculpa, não queria ter acertado você, me desculpe. Por favor, não chore. Pegue. — Estendei sua bola para mim. — Pode ficar com minha bola. — Disse sorrindo e eu sequei minhas lagrimas.

— T-tudo bem, não precisa. — Falo de cabeça baixa.

— Ufa! Eu amo a minha bola. — Sorri fraco. — Você quer brincar comigo?

— Cadê a sua mamãe? — Perguntei mas o mesmo pareceu não entender.

— Mamãe? — Falou engraçado já que era uma palavra brasileira. Eu sorri e o mesmo e olhou.

— Sua omma, onde ela está?

— Ela trabalha ali. — Apontou para uma lojinha perto da praça.

— Oh, estou com minha babá, se ela deixar eu brinco com você.

— Huh, está bem. — O mesmo sentou no meu lado para esperar minha babá voltar, com a sua bola entre a cintura e seu braço. — Você é americana?

— Uhum, Brasil. — Assenti.

— Nossa, seus olhos são tão lindos. Eu quero ir para a America, meu appa mora lá, nos Estados Unidos.

Ficamos brincando a tarde inteira até ficarmos cansados, foi divertido brincar com ele, ele foi o único que conseguiu me alegrar depois da morte do meu pai. Combinamos de brincar todo dia no parque, e assim foi.

{...}

Passou um mês, e aqui estava eu. Mais uma vez, enchendo o saco da babá para me levar ao parque, ou, me levar para ver a minha primeira paixão de criança.

— Aish, está bem eu te levo pequena. — A mesma falou e eu comemorei.

Fomos até o parque e me sentei em um dos bancos para esperar Mark oppa aparecer. Mas passaram-se horas e já estava ficando tarde, a lojinha da mãe dele estava fechada, e Mark ainda não tinha chegado.

— Vamos querida, já está tarde e sua mãe ficará preocupada.

— Não, por favor! Só mais um pouquinho, eu sei que ele vai vim.

— Temos que ir, amanhã voltamos prometo, Mark pode estar doente.

— Ok. — Digo de cabeça baixa com um biquinho nos lábios.

No outro dia voltamos para o parque, mas ele não foi novamente. Assim foram nos outros dias, e eu nunca mais o vi.

Flashback Off

Não acredito que meu melhor amigo de infância voltou. Eu sabia que o conhecia de algum lugar, ele mudou bastante mas seu sorriso. Ah, ele continuava o mesmo. 

  — Vocês lembram do teste que eu citei ontem? É hoje, podem se preparar. Eu já volto. — Saio para pegar os mesmos.

Eu não parei de olhar para o garoto. Levantei rapidamente e ele fez o mesmo. Logo nos abraçamos forte. Todos nos olhavam sem entender nada, inclusive Yoongi.

 — Meu deus, eu não acredito que voltou Mark.

 — Você está muito linda, chorona.

 — Para de me chamar de chorona, você que acertou uma bola em mim.  — Sorri largo fitando o sorriso dele.  — Mas, porque você foi embora e me deixou?. — Pergunto e suspiro abaixando a cabeça.

 — Ei! Eu não te deixei, fui morar com meu pai nos Estados Unidos e então, não tive tempo de te dar um abraço, ou um beijo.  — Bati fraco no seu ombro e o mesmo sorrio.  — Eu tendei te avisar mas não consegui, me desculpe S/n.

 — Tudo bem, o importante é que você voltou. — Digo sorrindo animada.

 — Você continua a mesma S/n. — Diz rindo.

 — Aish, mas garanto que continuo melhor do que você no futebol. — Digo convencida.

 — Ha ha! Veremos.

Estávamos conversando e rindo, até que percebo que Yoongi nos olhava com um olhar matador. Seus olhos estavam direcionados a mim, ele estava vermelho. Parecida que ia explodir a qualquer momento, fiquei assustada ao velo daquele jeito, nunca vi Yoongi assim. Logo a professora voltou.

{...}

Depois te fazemos o teste, a professora saiu e Yoongi também. O mesmo parecia alterado. O tempo passou e já estávamos na terceira aula, Suga ainda não havia voltado. O sinal tocou para o intervalo e todos saímos. Lisa eu e Mark fomos para o refeitório e pegamos nossos lanches. Logo nos sentamos e contamos a Lisa como nos conhecemos, ficamos conversando de coisas aleatórias e matando a saudade.

— Elas são assim mesmo? — Perguntou ele. Estávamos falando das atiradas.

— Sim. — Disse Lisa.

— Nenhuma delas é brasileira e tem o olho verde. — O mesmo falou e eu corei.

— Hum, já shippo. — Lisa falou e eu cotovelei a mesma.

Mark se levanta e eu segurei na sua mão.

— Onde vai? — Ele me olhou.

— No banheiro, vai chorar? — Perguntou sorrindo.

— Aigoo! Da ultima você me deixou. — Falei manhosa.

— Não vou deixar, já volto.

— Você sabe onde fica o banheiro?

— Sei sim, o diretor me mostrou. — Diz saindo.

— Ok, agora pode me contar. O que foi aquilo na sala? Porque o Yoongi te olhava como fosse te matar? — Lisa me olha seria.

Comecei a contar tudo o que havia acontecido a ela desdo inicio. Lisa ficou pasma com as mãos na boca.

— Espera! Então quer dizer que o Yoongi, é o seu admirador secreto? E vocês ainda dormiram juntos? — Diz em um olhar malicioso.

— Sim! mas não aconteceu nada, só o deixei dormir lá em casa porque seus pais não podiam vê-lo daquele jeito. — Suspirei. — Mas  eu não devia ter ajudado ele, ele é só mais um desses otários que só querem brincar.

— Agora entendo porque ele estava olhando para você e  pro Mark.

— Falando no Mark, ele está demorando muito. — Falei olhando para os lados.

— Verdade será que aconteceu alguma coisa?

— Não acredito que ele está com uma garota.

{...}

O sinal tocou e o oppa não estava aqui ainda, nenhum deles. Eu já estava preocupada.

— Vai indo para sala, eu vou procurá-lo, do jeito que ele é deve ter se perdido. — Digo rindo e andando para o banheiro.

Estava chegando perto dos banheiros, quando escuto uns barulhos e algumas vozes. Eu desviei caminho para a quadra e quando vejo me assusto. Mark estava no chão machucado, e Yoongi em sua frente a ponto de lhe dar um soco.

— YOONGI, O QUE ESTÁ FAZENDO? — Eu já estava aos prantos.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...