História Stand by me - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Chávez, Demi Lovato, Fifth Harmony, One Direction, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Christian Chavez, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Camren, Larry, Norminah, Romance, Semi
Exibições 84
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um hoje! Acho que tô postando de mais.

Capítulo 12 - Capítulo Doze




Laurence POV

Posso dizer que aqueles dois últimos dias foram os melhores da minha vida? O clima entre eu e Camila vinha melhorando muito. Nós passamos aquele domingo como um verdadeiro casal.

Depois que as meninas e o Chris fizeram o interrogatório eles desceram e resolvemos ir um pouco para a piscina. Comemos alguns sanduíches por ali mesmo. Ninguém estava realmente com fome. Nós estávamos brincando de vôlei na piscina e logo todos foram entrando para ir dormir um pouco.

Eu e Camila continuamos na piscina aproveitando um pouco a privacidade. O beijo estava bom, muito bom, mas eu queria mais. E ela fugindo de mim. Quanto mais minhas mãos tentavam ser atrevidas, mais ela ficava em alerta. Logo ela estava querendo se soltar de mim e eu a agarrava pelas costas. Obviamente era uma brincadeira, eu nunca seria capaz de tentar forçar Camila a nada.

- Para Lo! Aí!- ela gritou baixinho quando eu mordi de leve seu pescoço.

- Parei! - eu a soltei, ergui os braços e comecei a me afastar em direção a escada da piscina. Ela me olhou um pouco intrigada. Tava na cara que ela não queria que eu parasse, era puro charminho.

- Você tá bravo? - ela tinha me alcançado antes de eu sair da água. Eu ia pagar na mesma moeda.

- Desde a hora que eu comecei a te tocar você tá pedindo para eu parar. Só te obedeci! - eu dei de ombros e ela olhou desapontada.

- Desculpa, eu só…

- Eu só quero ficar com você Camz - eu a puxei de volta para perto de mim. E ela sorriu levemente - Agora se você acha que eu tô indo rápido demais eu paro… amanhã você volta pra sua casa e eu queria aproveitar o pouco tempo que a gente tem.


Camila POV

Eu já tinha entendido o receio do Laurence. Minhas palavras me incriminavam. Fui eu que disse que poderia mudar de ideia quando tivesse tempo para pensar em nós dois. E agora ele estava inseguro em relação a isso. Era como se essa fosse a ultima vez que nos veríamos. Eu ri da expressão dele de cachorro sem dono.

- Eu também quero aproveitar esse tempo com você Lo, mas não quero ser pega na piscina.

- Passa a noite comigo no meu apartamento de novo. Amanhã a gente volta e depois eu te levo no aeroporto.

Da pra resistir a um pedido desse?

Nós passamos a tarde na praia com o pessoal e depois do jantar nós íamos para o apartamento dele e do Chris. Não foi preciso explicar nada pra ninguém obviamente, mas as meninas me fizeram prometer que teríamos uma conversa antes de eu pegar o vôo.



- Quer assistir um filme? - ele disse depois que tínhamos subido e colocado algumas coisas, que eu tinha trazido, no quarto.

Eu respirei fundo.

- Na verdade eu queria conversar - eu pude sentir o quanto ele se abalou com as minhas palavras.

- Eu não quero discutir Camila.

- Eu também não quero - eu fui até ele e segurei seu rosto para que me olhasse - Eu só quero saber tudo o que aconteceu. Tudo pelo que você passou.

Ele concordou relutante. Começou a contar pelo dia em que descobriu que era diferente. E como tudo estava indo bem até eu chegar.

- Parecia que no fundo você sabia Camz e fazia de tudo para me provocar. Tipo sair do banheiro nua. - eu bati nele com a almofada.

- Seu pervertido. Eu achei que tava na frente de uma menina.

Ele também lembrou o dia que eu descobri o segredo dele. Uma lágrima rolou pelo seu rosto e ele rapidamente a enxugou. Eu disse que tentei falar com ele. Dizer que ninguém tinha ficado sabendo de nada. Que ele não precisava fugir. E ele disse que não dava importava com o julgamento dos outros. Só se importava da vergonha que sentia em relação a mim.

Contou como foi a cirurgia. Todo o tratamento psicológico que teve que fazer. Como Ally e Chris o haviam ajudado. Contou sobre a recuperação e finalmente tudo o que tinha sentido desde que tinha me encontrado no aeroporto.

Aquilo tinha sido difícil para nós . Mas depois que terminamos parecia que tínhamos tirado aquela enorme pedra que havia entre nós dois.

Nos beijamos com intensidade. E ele me puxou para o colo dele.

- Eu nunca agi assim com outro cara, Laurence. Sempre demorei muito para começar qualquer coisa. - eu juntei nossas cabeças - Mas com você eu meio que me perco.

- Eu também nunca me envolvi assim Camila. Eu sei que tá tudo indo rápido de mais, mas me sinto fraco perto de você. Não consigo resistir a você Camz. - eu sorri e ele me beijou.

Senti quando ele levantou do sofa me levando no colo. Em momento nenhum eu tentei resistir. Muito pelo contrário, pensei em protestar quando ele me deitou sobre a cama macia e se afastou um pouco para retirar a camiseta.

As carícias começaram intensas, mas aos poucos foram ficando mais carinhosas. Isso não diminuía em nada minha excitação.

Eu estava só de calcinha e sutiã, ele ainda de calça. As mãos dele percorrendo meu corpo seguidas pela boca dele. Ele se deteve nos meus seios, apertando com vontade por cima do sutiã. A boca sugando a curva do meu pescoço. Eu soltei um gemido.

- Laur. Tá me torturado. - pude sentir ele sorrindo. A mão correu pelas minhas costas desabotoando a peça íntima. A outra mão subiu vagarosamente pela lateral do meu corpo se infiltrando delicadamente e tocando meu mamilo já muito sensível. Nós dois gememos e ele começou a descer a boca até o vale dos meus seios mordiscando minha pele. Eu posso dizer que estava enlouquecendo sem nem ao menos ser tocada de verdade?

Podia sentir meu corpo sucumbir quando ele tirou a pequena peça, jogando-a no chão. E deixando que seus lábios sugassem o mamilo me fazendo agarra-lo pelos cabelos. Comecei a estremecer. Eu estava a ponto de gozar e ele nem tinha me tocado realmente ainda. Fui pega de surpresa quando os dedos dele driblaram minha calcinha e me penetraram sem aviso. Ele me tocava com intensidade enquanto sua boca fazia um ótimo trabalho nos meus seios.

A qualquer momento eu ia ter um orgasmo e eu não queria aquilo ainda. Eu segurei a mão dele na tentativa de dete-lo. O maldito sabia o quanto eu estava perto. Ele tirou a mão, e desceu com a boca até minha intimidade. Retirou a pequena lingerie e afastou minhas pernas. Eu estava totalmente entregue. Não tinha forças para impedir ele de me chupar.

A língua dele percorrendo meu sexo molhado e extremamente sensível. Eu só conseguia gemer e me agarrar ao lençol. Ele me penetrava com a língua e eu tentando me esfregar mais a ele. Eu já estava quase lá. Meu corpo começou a tremer e…

- Mas o que? - o desgraçado se levantou com um sorriso no rosto. Eu deixei meu corpo cair totalmente sobre o colchão - Tão perto - eu suspirei desapontada. Ele voltou já totalmente nú. Me estendeu a mão e me puxou para que eu levantasse. Me enlaçou pela cintura e me beijou.

- Eu não quero que isso acabe tão rápido. Eu quero você a noite toda Camila.

Ele está certo. Nós íamos ficar mais de um mês longe um do outro. Tínhamos que aproveitar o máximo aquelas últimas horas que tínhamos juntos. Ele se sentou na cama me puxando para o colo dele.

Ele extremamente cuidadoso, me penetrou vagarosamente. Segurando meu quadril para evitar que eu me mexesse. Nossos corpos colados. Ele dentro de mim. Nossas bocas se explorando. As mãos dele percorrendo o meu corpo. Aquilo estava ao mesmo tempo tão gostoso e tão torturante.

Eu não sei quanto tempo ficamos ali nos tocando, nos sentindo. Mas meu corpo começou a se mover de uma forma provocante. Talvez eu quisesse causar nele o mesmo que ele tinha me causado com suas carícias. Eu comecei a mover meus quadris, rebolando sobre ele e gemendo em seu ouvido.

Ele mordeus os lábios, afundou os dedos em minha bunda. Era como se ele quisesse evitar que eu continuasse, mas seu corpo não o obedecesse.

- Laur! - eu gemi arrastado. E ele perdeu completamente o controle. Não sei como, mas de repente ele já estava deitado sobre mim. Nossos corpos em um ritmo alucinante. Chegamos ao clímax. O suor brotando entre nossos corpos. E um sorriso nos nossos lábios.

- Camz! Eu te…

- Shh! Não fala nada - eu o calei com meus dedos e depois com um beijo. A verdade é que não queria ouvir aquilo. Eu tinha medo de dizer o mesmo. Tinha medo de me entregar por completo tão rápido, medo de me machucar novamente. Os olhos verdes ganharam um tom triste. E meu coração se contraiu. Eu não queria magoa-lo.

Ele se levantou e se sentou na cama respirando fundo.

- Laur!

- Tá tudo bem Camila. - eu tentei puxar o rosto dele para que me olhasse, mas ele forçou o rosto para o outro lado.

- Tenta entender. Eu acho que o que tá acontecendo está indo mais rápido do que o normal. E eu não quero falar nada que eu possa me arrepender depoi…

- Se arrepender? - o tom de voz dele foi exaltado - Depois de tudo o que aconteceu aqui entre nós, você está me dizendo que pode se arrepender de dizer que me ama? Eu não tenho dúvidas do que eu sinto por você Camila, mas se você acha que não sente o mesmo eu entendo. Só não acredito que você esteja arrependida do que aconteceu entre nós dois- ele se levantou e foi até o banheiro me deixando completamente estática. 


Notas Finais


É Camila, ou vai ou racha filha! Kkk

Queria saber uma coisa de vocês!

É melhor capítulos longos ou curtos, mas postados com mais frequência?

Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...