História Stand by me - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Chávez, Demi Lovato, Fifth Harmony, One Direction, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Christian Chavez, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Camren, Larry, Norminah, Romance, Semi
Exibições 89
Palavras 2.623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como prometido aqui está mais um. Espero que gostem.

Capítulo 6 - Capítulo Seis





Camila POV

O sentimento de angústia percorreu meu corpo. Me sentia traída. Lauren ou melhor Laurence havia mais uma vez escondido a verdade de mim. Olha para ele estava me causando náusea.
Eu tentei me virar e sair dali, mas ele me segurou.

- A gente precisa conversar... - eu olhei para a mão dele é me soltei.

- Agora você quer conversar? Depois de quase dois dias você resolveu que é hora de conversar? - eu ria nervosamente.

- Camila eu... Eu ia te contar...

- Ia me contar que mentiu para mim? DE NOVO?

- O que tá acontecendo? - Chris vinha acompanhado de Dinah.

- Seu amiguinho aqui... Ele achou que seria legal brincar comigo... De novo. - eu estava nervosa, sabia que ele me encarava. Aqueles olhos verdes, sabia que não podia olhar para eles ou seria vencida por mim mesma e o que eu queria agora era brigar.

- Camila por favor... Laur leva ela para vocês conversarem no quarto... - Ah Ally, eu achando que você tava se preocupando comigo.

- Eu não vou pra lugar nenhum com ele. - me virei para ela - Você sabia não é Ally?

- Mila eu...

- Ela não podia te contar... Ela participou do meu tratamento... - ele estava tão desesperado como eu - A culpa é minha...

- Quando você soube? Quando soube que era eu?

- Quando te vi no aeroporto.

- E por que infernos você não me disse? - eu gritei

- O que você queria? - ele também perdeu o controle - Que eu dissesse: oi Camz! Lembra de mim? Isso a Lauren! Aquela sua amiga que tinha um pênis.

Aquilo com certeza pegou todos ali de surpresa. Pude ouvir Dinah e Normani tentando falar algo.

- Lour você não precisa fazer isso. - Ally interrompeu elas.

- É Lour... Pode continuar se  escondendo de seus amigos.

- Não faz isso Camila... Você não sabe pelo que ele passou.

- Você não sabe pelo que EU passei Chris.

- E pelo que você passou ? - ele estava vermelho. - Ela tá certa Chris. Tá na hora de eu me livrar desse peso. - ele olhou para todos na sala e eu o segui. Dinah estava com o rosto carrancudo e preocupado ao mesmo tempo. Mani parecia tentar entender tudo. Ally estava sentada tampando o rosto com as mãos e Chris me olhava demonstrando descontentamento. - Você queria que eu dissesse para minha melhor amiga que eu era uma aberração?

- Se ela era sua melhor amiga...

- Ela tinha doze anos.

- Mas de que merda vocês tão falando? - Dinah se expressou

- De uma merda chamada Lauren. - ele respondeu, mas durante nenhum momento desviou os olhos do meu - Eu era Lauren Michelle Jauregui. Eu nasci intersexual, mas não tinha quase nada de hormônios masculinos no meu corpo. Meus pais acharam que era melhor me tratarem como uma garota até eu poder operar. Até que minha melhor amiga descobriu meu segredo e eu não tive mais coragem de me aproximar dela e de ninguém por muito tempo. Eu fui embora da minha cidade e depois de muito tempo e terapias eu decidi que queria ser um garoto. Eu só não poderia imaginar... - ele engoliu seco. Eu desviei meu olhar. Chris e Ally estavam chorando, Mani também estava quase lá e Dinah nos olhava espantada eu queria sair dali, queria sair correndo. - eu não podia imaginar que te encontraria de novo Camz.

- Não me chama assim por favor...

- Me da uma chance de te explicar... Por favor... -  eu me virei de costas, mas senti alguém me abraçar.

- Escuta ele Mila - era Dinah que me abraçou, seguida por Mani.

- Camila eu...- Ally me olhava chorosa - Se não quiser me perdoar tudo bem, mas eu só queria proteger vocês dois.

Eu não tenho certeza quando ficamos sozinhos, mas por algum tempo só nos olhavamos.

- Quando você ia me dizer? - eu disse baixo, parecia que não tinha mais forças.

- Amanhã a noite - eu ri nervosa. - eu não queria estragar seu fim de semana.

- Ah que ótimo - minha voz estava carregada de sarcasmo - e como você ia me contar? - ele respirou fundo.

- Eu ia te dizer que...

- Não Lauren... Fala como se eu não soubesse de nada.- ele ficou extremamente vermelho, possivelmente por eu o ter chamado de Lauren.

- Camila eu... Eu preciso te contar uma coisa. - Ele esperou para eu poder me manifestar, mas eu continuei parada. - Nós nos conhecemos a alguns anos. Eu não sei como te dizer isso, mas eu sou aquela garota que a muito tempo fugiu... - ele tentou respirar - fugiu de medo e vergonha. Eu sou a Lauren Jauregui que você conheceu a cinco anos. Eu operei. Eu não esperava que a gente fosse se encontra de novo...

- Mesmo depois do que aconteceu hoje você ia esperar tanto tempo para me contar? - eu estava rígida no mesmo lugar, me auto abraçando, tentando me proteger dos sentimentos que estava tentando se manifestar.

- Camila... Por favor... Eu não espero que me perdoe, mas tenta me entender...

- Te entender? Você quer saber o que eu passei? - olhei no fundo dos olhos dele - Eu quase fui estuprada, e descobri que minha melhor amiga era um garoto. Tudo em um mesmo dia - eu sorri - eu achei que você era homem Laur! Fiquei calada sobre tudo aquilo. Ninguém ficou sabendo. Tentei falar com você e fui ignorada. Durante muito tempo eu pesquisei até descobrir o que talvez havia de errado com você... Durante anos eu pensei em você... - ele se aproximou de mim, o rosto molhado pelas lágrimas.

- Eu também pensei em você Camz... - eu tentei virar o rosto, mas ele me forçou a olhar para aquele par de esmeraldas. - E quando eu te vi, meu mundo desmoronou de novo - ele colou a testa na minha - Eu não queria que tivesse chegado a esse ponto...

Ao ponto de me apaixonar? Minha mente gritava foge daí, e meu coração gemia dizendo que era tarde demais. Eu me soltei.

- Você tá certo. - me olhou um pouco assustado. Eu comecei a limpar meu rosto indo para longe dele. - Não vamos estragar o fim de semana por uma coisa idiota, não é mesmo? - o semblante dele foi de dor. Como se eu tivesse acertado ele com uma pedra.

- Camila por favor não faz assim. Eu preciso pelo menos saber que você entendeu o por que eu fiz isso.

- Eu vim aqui para me divertir. Vamos esquecer o que aconteceu aqui hoje, TUDO o que aconteceu hoje, porque foi insignificante. Vamos aproveitar os próximos dias. Depois que eu for embora eu vou ter um tempo para pensar até eu voltar para cá. Talvez eu te perdoe, mas não acho que vou conseguir confiar em você de novo.

Chris POV

Depois que nós saímos da sala e fomos para a cozinha pra deixar os dois se entenderem Dinah fez eu e Ally explicarmos tudo o que tava acontecendo. Ally quase não conseguia falar. Ela só pareceu se acalmar quando paramos de ouvir gritos vindo da sala.

- Gente eu acho que isso vai ser difícil para os dois. Cada um tem seu motivo. E acho que temos que apoiar eles. - Mani fazia carinho em Ally.

- Eu entendo ele. Eu também ia morrer de medo de tocar nesse assunto, mas me colocando no lugar da Mila... Nossa. - Dinah fez uma cara triste - Ela já tava começando a gostar dele. Deve estar se sentindo super traída.

- Acho que Miami Beach hoje não vai rolar pessoal - eu estava meio que arrasado, ver meu melhor amigo triste tirava toda a vontade de festejar.

- E por que não? - nós quatro nos assustamos. Camila entrou na cozinha. Os olhos um pouco vermelhos ainda, mas com um sorriso no rosto.

- Mila tá tudo bem... - Dinah correu para abraçar ela, seguida de Normani e Ally. Eu fiquei estático vendo Laur também entrar na cozinha.

- Laur? - eu o abraçei, ele também parecia estar melhor.

De repente estavamos olhando os dois. Laur permaneceu quieto a todo o momento apenas concordando com a Mila.

- Tá tudo bem pessoal. A gente conversou... E já nos resolvemos.- ela esboçou um sorriso - Acho que tá na hora de terminar de arrumar as coisas, daqui a pouco o Troy chega pra gente ir.

Era óbvio que não estava tudo completamente bem, mas foi legal saber que pelo menos eles estavam em um "acordo" de paz. Mila abraçou Ally. Era óbvio que nossa pequena não tinha culpa nenhuma.

As meninas ficaram conversando e eu fui até a garagem com Laur.

- Sério Chris... Tá tudo bem na medida do possível.

- Então combinaram de conversar quando ela voltar?

- Não exatamente... Eu já estava meio que preparado para isso...

- E por que você tá com essa carinha então?

- Eu queria ter evitado que tudo aquilo tivesse acontecido hoje de manhã. É óbvio que a reação dela foi pior por causa do quase beijo.

- E óbvio que isso mecheu tanto com ela quanto com você.

- Ela disse que foi algo insignificante...

- Oouu! Ela não disse isso!

- Ela ficou chateada, mas o que aconteceu só trouxe recordações para mim Chris. Para ela era só uma distração de fim de semana.

Eu não pensava que Mila podia ser tão insensível assim. Pelo que Dinah havia dito. Ela estava realmente sentindo algo por ele.

Teria uma conversa com Dinah Jane. O destino estava ligando aqueles dois. E nós íamos dar uma forcinha. 

Logo Troy e Harry chegaram e nós pegamos a estrada. Dinah e Normani vieram no carro comigo e Laur. Resolvemos ir para o melhor lugar de Miami Beach. Onde a azaração corria solta.

- Meus amores bem vindos a South Beach. Só tomem cuidado com seus traseiros que aqui o pessoal chega junto e chega forte...

- Chris... Olha o jeito de falar.

- Ally meuuuu amooor. Você só fala isso porque tem o Troy pra proteger sua área particular. - todos riram - mas eu e as meninas, coitadinha de nós.

- Quem disse que eu quero ser protegida Chris.

- Dinah me abana que o fogo da Camilinha tá me queimando.

Laurence POV

Eu e Troy estávamos acertando o estacionamento, mas dava para ver o pessoal rindo. Provavelmente Chris estava fazendo graça. Ele e as garotas já tinha bebido pelo caminho e estavam já um pouco altinhos.

Ele e o Harry não tinha dado muito certo. De acordo com ele " duas bichas passivas não se bicavam, literalmente" então decidiram ser amigos e estavam os dois livres e soltos.

Nós andamos um pouco pela areia. Ia ter um show de DJs mais para a esquerda e as meninas queriam ir até lá. Realmente South Beach não era para quem não tava muito a fim de sossego. A azaração corria solta e o pessoal bebia bastante.

- Meninas vamos pegar leve na bebida...- Ally como sempre tentando manter todo mundo na linha.

- Claro mamãe! - Camila provocou.

Ela estava realmente muito diferente. Muito brincalhona. Zoando com tudo. Ela, as meninas e o Chris fizeram questão de deixar claro que estavam na "água para se molhar". Fora o Harry que já tinha sumido por aí.

Eram onze da manhã. Tínhamos combinado ficar na praia até as seis. Pra dar tempo de todo mundo ficar pronto até as nove da noite para poder irmos para a boate.

Nós fomos trocar de roupa. Eu estava com uma bermuda azul, o Troy com uma bermuda vermelha e laranja. E Chris com um short mais curto com um arco íris na lateral.

Posso dizer que esperamos mais de meia hora até as meninas saírem do banheiro. Eu até engasguei com a visão. Chris deu um assobio alto e elas deram uma voltinha.

Ally estava com um biquíni azul clarinho trançado na frente e uma tanga florida. Normani estava maravilhosa com um biquíni branco que a parte de baixo parecendo um short beeeeem curto. Dinah estava simplesmente avassaladora com um maio preto, se bem que não sabia se aquilo era mesmo um maio, as costas estavam completamente nuas e na frente ele apenas ligava a parte de cima na de baixo. Tentei olhar o mínimo possível para Camila, se isso fosse possível, ela estava com um biquíni pink tipo cortinina, e meu deus aquilo realmente a favorecia.

- Meu deus! Você se vestiram para matar quem? Eu ia pedir pra alguma de vocês passar protetor em mim, mas desse jeito eu vou virar hétero.- eu estava rindo das coisas que o Chris falava até sentir alguém atrás de mim.

- Você me ajuda? - era Camila, com um sorriso nos labios. E o frasco de filtro solar na mão.

Claro que não! O que é isso? Tá me provocando né? É assim que vai me punir? Me provocar até eu enlouquecer? Juro que isso não vai demorar.

- Claro! - não idiota, fala pro Chris ajudar ela. Você é louco de encostar nela?

- Aqui nas costas...

Oh Deus será que o que eu fiz foi tão terrível assim que eu tenho que sofrer tanto? Eu tentei, Jesus sabe como eu tentei ir rápido com aquilo, mas o creme não me ajudava.

Essa não foi a pior coisa do dia. Nós fomos até onde estavam os DJs e fomos até o bar pegar alguns drinks. Até que uma voz conhecida chamou o Chris.

- Lucy? Não acredito que você tá aqui sua piranha!

Camila POV

Todos paramos para olhar a garota que falava com Chris. Eles falavam como se fossem grandes amigos e ele tratou de apresentar ela para todos ali. Seu nome era Lucy Vives. Ela era bonita e parecia ser bem legal... Até eu ver a forma que ela olhou para o Laur!

- Lou? - ele sorriu para ela - Meu Deus! Como você mudou?

- Eu não acredito que você reconheceu ele! - Chris e ela estavam muito animadinhos.

- Podiam trocar o rosto dele e eu nunca ia esquecer esses olhos verdes! - alguém, por favor, arruma um saco para eu vomitar!

Era óbvio que ela tava dando em cima do Laur. Ou melhor Lou, como ela o chamava, só faltava falar Lolo!
Eu devia tar dando muito na cara que não parava de olhar os dois por que Ally me puxou para um canto.

- Tá tudo bem? - eu ri, tomando um pouco mais da minha batida.

- Tá tudo ótimo!

- Sei! - ela se virou para o resto do pessoal - Vamos dançar gente?

- Se a Ally tá falando isso é porque já passou da hora - Dinah foi andando e me puxando para o meio do amontoado de gente. - Milinha, se é para fingir que não tem nada acontecendo é melhor melhorar essa atuação.

- Não tem nada acontecendo - que droga, vão tirar o dia para me zoar hoje!

- Então para de olhar para eles! - Normani me fez acordar do meu transe. Eu realmente estava olhando para o casal, que não parava de rir. E o fato de ele estar sentado e ela praticamente entre as pernas dele, estava me irritando.

-  Chris! - Dinah gritou puxando o garoto que pulava e dançava junto com um outro rapaz - Da uma licençinha, meu amor! Eu já devolvo ele para você!

- O que você tá fazendo Dinah Jane? Tá louca?

- Quem é essa garota? - Dinah não deu ouvidos para as reclamações dele.

- Uma amiga...

- Pra você. E para o Laur?

- Uma amiga...

- E por que ela falou daquele jeito com ele?

- Eles se conheceram antes do Laur operar!

- E por que ela tá tão em cima dele? - Dinah cutucou

- A Lucy é bi - ele riu, mas logo o sorriso morreu. Com certeza ele percebeu que tinha falado demais...

Ele tentou concertar, mas eu já não prestava a minima atenção. Estava bem explicito que os dois já tinha ficado e a garota tava afim de repetir a dose.

Mas uma coisa realmente me machucou. Ela o tinha reconhecido apenas pelos olhos...


Notas Finais


Há Lucy dos meus pecados kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...