História Stanford - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Simon Lewis
Tags Amizade, Amor, Clarece, Clary, Jace, Malec, Sizzy
Exibições 173
Palavras 541
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


siiiiim, disse que só parava quando terminasse e olha eu aqui, no ultimo capitulo. para aqueles que curtem minha historias calma que não vou sumir, para sempre.

Capítulo 10 - Capitulo 10


Já é domingo, e o almoço seria na minha casa.

Durante a semana tudo ocorreu naturalmente, Jace ainda ia na traseira da caminhonete e eu dentro, as únicas diferenças eram que agora ele também ganhava beijos ( os dele eram na boca) , e agora ele também me enviava mensagens de bom dia e de boa noite, como não enviava a tempos.

Na terça, Alec nos contou que queria revelar a nossos pais que é gay. Essa ideia foi amadurecida durante a semana. E ontem quando Magnus veio nos buscar para o trabalho, ele anunciou, e fez questão de anunciar para todos nós juntos, que iria contar hoje  depois do almoço, que é o horário que Magnus costuma chegar. Todo domingo depois do almoço ele estava lá, mesmo quando não tínhamos nada para fazer , e acabávamos entrando em uma disputa de adedonha.

Quando Magnus chegou, logo depois dele falar com nossos pais, todos nos posicionamos de maneira estratégica. Alec e Magnus no meio, Izzy ao lago do Magnus e Jace  do lado dela, eu do lado de Alec e Simon ao meu lado.

— Mãe, pai, tio e tia, quero lhes contar algo.— Disse Alec.

— Que você é gay?— Disse tio Roberts.

—E que seu namorado é o Magnus? — Perguntou meu pai.

 – O que ? — Disse tia Malrise.

— Achou que não sabíamos?— Perguntou minha mãe

Dado tal acontecimento, eles explicaram que sabiam dês de o começo, mas que se ele não se sentia confortável para contar não seriam eles que que forçariam a barra, e então descidiram esperar.

Agora estávamos na praça, e trouxemos o  Max.

Eu e Jace estávamos sentados  olhando Izzy e Magnus brincando com o Max enquanto Simon e Alec, foram no café( nossos pais deixavam sobre aviso quem éramos, e nossas fotos pelo café nos os deixavam esquecer, então sempre podemos comer no café, sem pagar na hora, sendo descontado do nosso pagamento apenas a metade do valor do que comemos) , pegar pães de queijo, Bacon ,um sanduiche para o Max, e claro, café.

— Me da um beijinho?— Pedi.

— Só um ?— Perguntou.

— Quantos quiser —respondi.

Estávamos nos beijando, quando de repente,  Max pulou em cima de Nós.

— Vamos Jace, Vamos Clary, vem brincar com a gente.

Nós o fizemos.

Quando Simon e Alec chegaram, Max estava correndo.

— Cuidado Max— Disseram Alec  e Simon juntos.

E nesse momento, Max saiu correndo e se jogou em cima de Simon, e Simon caiu em cima do Alec que derrubou o lanche todo, foi um verdadeiro efeito domino.

— Simon, parceiro... pega ele. — Gritou Jace , correndo atrás de Max.— Eram Bacon, pão de queijo e Café, eram objetivos de vida.

Simon Pulou nas costas de Jace que segurou sua perna para que não caísse.

— Em frente soldado Christopher.— Gritou Simon.

— Pode deixar Lord Montgomerri.

Eles continuaram correndo atrás do rápido Max. Engraçado que mesmo depois de dois anos sem se falar, A amizade deles tenha continuado a mesma. Entendo que a amizade da gente é verdadeira de mais para acabar.

— Pera ai gente.— Disse pulando nas costas de Magnus—  a gente quer brincar também.

Izzy pulou nas costas do Alec, mas logo trocamos de lugar.

E acabamos assim, seis adolescentes correndo atrás de uma criança, sendo apenas... felizes.

FIM


Notas Finais


foi isso, obrigada por lerem até aqui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...