História Star Wars - Mais uma história Skywalker - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star Wars
Personagens Anakin Skywalker (Darth Vader), Capitã Phasma, Finn, Han Solo, Kylo Ren, Poe Dameron, Rey
Tags Bb-8, C3po, Chewie, Finn, Força, Han Solo, Kylo Ren, Leia Organa, Luke Skywalker, Poe, R2d2, Rey, Reylo, Star Wars
Exibições 18
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - O confronto


Fanfic / Fanfiction Star Wars - Mais uma história Skywalker - Capítulo 7 - O confronto

                                                                                  KYLO

            Depois de mais um de seus exaustivos treinamentos, Kylo é aguardado por Snoke. Precisava saber dos planos de seu líder para Luke e a sucateira. Imaginava que ele o designaria para treiná-la, ele queria isso! Seria um desafio e tanto. Imagine só treinar a rebelde?! Seria a forma perfeita de se vingar dela pela cicatriz que deixara em seu rosto. O corte foi tão profundo, que nem mesmo com os avanços da medicina da base foram capazes de tirar totalmente a marca em seu rosto. A cicatriz em si não o incomodava, e sim o fato de ELA ter feito aquilo. Ela ficava ali, constantemente o lembrando de seu fracasso. Aquilo o irritava. Como aquilo o irritava. Como a luz dela o enlouquecia.

            Mais tarde ele foi chamado a sala de Snoke. Ele veste seus trajes habituais, e juntamente com sua máscara e sai marchando pelo corredor, e olha sutilmente a porta do quarto dela. Imagina só quando ela acordar! Ele pensa.

Já na sala com Snoke...

            - Kylo Ren, fez um ótimo trabalho descobrindo o paradeiro de Luke Skywalker.

            - O que pretende com ele mestre?

            - Eu o farei curvar-se diante de mim. Com isso, aniquilaremos a resistência por completa, e nada mais estará em nosso caminho.

            - E quanto a ela? – Kylo pergunta com certe receio.

            Snoke não responde de imediato, para e analisa cada detalhe de seu aprendiz. Kylo sente seu mestre o espreitando e se enrijece.      

            - Quer treiná-la...

Kylo hesita.

            - Acha que consegue? Ela resistiu a você, escapou de sua cela, o derrotou e o marcou!

Kylo cerra os punhos, mas responde.

            - Com sua orientação Líder Supremo, eu conseguirei. Quem melhor do que eu para mostrá-la os caminhos da força?

Snoke respira pensativo.

            -Pois muito bem. Sugiro que ela não espace novamente. Vou ficar de olho. Nos dois...

E a imagem de Snoke desaparece. Kylo finalmente pode respirar um pouco mais aliviado agora. Pretende se focar totalmente nela. Vai levá-la ao limite. Não a deixara em paz até que ela sucumba ao lado negro da força. Vai ser difícil, ele sorri com esse pensamento, mas não iria desistir. Não poderia, não depois de tudo que arriscou para encontrá-la.

                                                                                  REY  & KYLO

            Ela se sentia tão perdida, sua vida perdera um pouco o sentido quando finalmente aceitou que quem quer que a tenha deixado em Jakku, não iria voltar. E agora estava ali de novo. Aguardando o cavaleiro. O local era bem melhor do que o da última vez que a raptou, mas ainda assim a tensão era enorme, não estava mais com tanto medo que da última vez, até que lembrou da cicatriz que desenhou em seu rosto...

            Seu coração começou a pular em seu peito, sua garganta ficou seca.  O que vai acontecer comigo agora? Ela pensou. Se ele teve coragem de tirar a vida de Han...

            - Meu Deus... – suspira.

            Alguém bate à porta. Ela levanta assustada, seria ele? O trinco vira e a porta é aberta.

            - Minha senhora tenho sua permissão para tirar a mesa? – Rey se surpreende, era uma mulher, aparentemente inofensiva. Tinha a pele azulada e cabelos pretos amarrados para traz, seus trajes, também eram pretos. Rey olha um pouco confusa para ela e para mesa, e faz um sim com a cabeça. Logo mais algumas mulheres entram. Elas eram parecidas com a primeiras... Escravas, Rey pensou.

            Depois de a mesa ter sido retirada, a primeira mulher ainda está lá e nota que a roupa ainda está sobre o baú...

            - A senhora não vai se trocar? – Rey não sabe o que dizer.

           - Se quiser preparo o seu banho... – Prossegue a mulher já se dirigindo a banheiro.

            - Não! Não precisa, eu estou bem, não se preocupe.

            - Mas senhora eu ...

            - Não precisa mesmo. – Rey interrompe.

            A mulher faz uma pequena reverência e retira-se do quarto. Rey achou aquilo tudo muito estranho. Uma empregada?! Escravas? Quem eles acham que são?  Então alguém bate à porta e sem esperar por qualquer reação de Rey, abre a porta e adentra no quarto.

                 Era ele. Rey gela.  

            - Finalmente acordou... Sucateira. - Dá ênfase com a sua voz robótica.

            - Se me trouxe aqui com o objetivo de me fazer aquela proposta ridícula de novo, desista!

Ele dá um pequeno sorriso por dentro da máscara. Rey percebe e continua.

            -Ela ficou tão feia assim?

            - O que? – Responde Kylo, com a voz falha.

            - A cicatriz que deixei em seu rosto...ainda continua usando a máscara. – Ela não resiste em provocá-lo. Ele permanece imóvel. E por um instante ela se arrependeu do que disse, mas para sua surpresa ele dá alguns passos a sua frente reduzindo a distância entre eles e retira a máscara, colocando-a na mesa. Ele a olha por cima, não baixando o rosto, não queria demonstrar que ela o afetava. Sem perceber ela prende a respiração, mas então se dá contar que estava olhando para o tronco dele. Ela relaxa um pouco, solta o ar com um suspiro e levanta o rosto bem devagar, pousando os seus olhos nos deles, o encarando, o desafiando mais uma vez...

            Ele, por sua vez, sente seu corpo vibrar com tal reação. Ela o sente vacilando, e ele começa a olhá-la com fúria, mas sem perder a compostura. Até que finalmente ele quebra o silêncio

            -Você será treinada por mim! – Ele rosna.   

            - NUN...

            - É isso, ou seu amado mestre morre! – Ele ameaça. Ele pega o capacete e se vira de uma vez e sai do quarto batendo a porta, sem esperar por qualquer resposta ou reação da parte dela. Ela cai na cadeira sentando-se, com lágrimas escorrendo em seu rosto, sentindo-se cada vez mais sem saída...

           



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...