História Star Wars - Renegado - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star Wars
Personagens Anakin Skywalker (Darth Vader), Finn, Han Solo, Kylo Ren, Leia Organa, Luke Skywalker, Obi-Wan Kenobi, Padmé Amidala, Poe Dameron, Rey
Tags Anakin Skywalker, Ben Solo, Cavaleiros De Ren, Despertar Da Força, Hux, Kylo Ren, Leia Organa, Luke Skywalker, Obi Wan, Rey, Reyben, Reylo, Romance, Snoke, Star Wars, Vader
Visualizações 99
Palavras 1.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Sci-Fi, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá a todos os leitores de minha história, venho começando me desculpando pelo tempo que não postei capítulos, eu estava sem tempo devido ao colégio e com pouca criatividade para dar gancho a história, porém depois de ler alguns livros eu encontrei motivação para continuar a história. Trouxe um capitulo curto, mas que abra possibilidades de novos capítulos longos e complexos que postarei no decorrer da semana, aproveitem.

Capítulo 4 - Cavaleiro Escarlate


Fanfic / Fanfiction Star Wars - Renegado - Capítulo 4 - Cavaleiro Escarlate

A chuva caía com violência, raios iluminavam a escuridão e o Cavaleiro Escarlate investia sobre Luke, ataques brutais vinham da luz escarlate de seu sabre, faíscas se dispersavam no vazio da noite. Rey com seu sabre anil atacou Ren pelas costas, porém este habilmente se defendeu com a força, ela viu os olhos dele, vendo o áureo preenchendo sua pupila, ele não esboçou nenhuma reação apenas continuou atacando Luke impedindo que ele contra-atacasse:

- Você não pode lutar contra mim Ren, é inútil – Disse Luke com um tom sério, ele notou o sorriso surgir na face de seu sobrinho a chuva caía sobre ambos e Kylo era completamente consumido pelo semblante sombrio que o ambiente o proporcionava:

- Eu não estou aqui para lutar com você – Sua voz esboçava um tom sarcástico – Eles que estão.

Antes que Luke e Rey percebessem, Ragnos Ren com seu blaster de elite atirou em rajadas e uma delas acertou a perna de Luke que urrou de dor. Logo o Jedi e sua aprendiz foram cercados pelos Cavaleiros de Ren, apenas Sion não estava entre eles:

- Mestre, o Supremo Líder foi comunicado sobre sua descoberta, ele quer que você leve os dois Jedi para a S.S.D para ele mesmo cuidar deles – Disse Ragnos.

Kylo que se juntava a eles o olhava intrigado “Ele quer Luke vivo? ”, pensou ele. Agora com o auxílio de seus cavaleiros poderia focar na sucateira e esquecer de seu antigo mestre por enquanto:

- Cavaleiros ataquem, mantenham vivo, mas se for necessário corte os braços e pernas – A voz de Kylo estava alterada pela raiva – Eu cuido da sucateira.

Com a ordem de seu mestre, os Cavaleiros prepararam-se para atacar, Ragnos os ordenou para ficar em formação, sabia do quão era poderoso o Último Jedi, ele foi o único a desviar de seu tiro e Ragnos garantiria de não errar mais uma vez como no passado. Skywalker não se movia, calmamente ele observava as figuras de preto avançarem para si, o primeiro Nihl Ren, o Cavaleiro do Cajado partia com um rápido manejo de sua arma, que desviou do ataque do sabre de Luke e tentou atingi-lo na cabeça, porém o Jedi usa a força e o arremessa para uma parede de pedra o deixando inconsciente. O segundo Cognus Ren com sua lamina fez golpes em ziguezague, estes foram repelidos pelo sabre de Luke que o golpeia derrubando-o no chão rochoso, os outros cavaleiros continuaram parados esperando alguma reação, o silêncio momentâneo reinou sobre aquele ambiente chuvoso a face envelhecida do Jedi os olhava com desprezo:

- Isso é tudo o que tem? …Eu achava que vocês fossem guerreiros de verdade seus bastar... – A fala de Luke é interrompida por um golpe em suas costas, então surge um cavaleiro que até aquele momento estava oculto, sua máscara não esboçava expressão, mas era evidente que o cavaleiro estava alegre por calar a boca do Jedi, logo Sidious Ren retira sua lâmina coberta por um líquido misturado a sangue do Skywalker, ele olhou para Ragnos que esboçava satisfação e disse:

- Pobre Skywalker, acho que o velho irá tirar uma soneca, Ragnos o pegamos – Sidious Ren recuava de Luke para evitar ser atingido por seus últimos apelos de resistência com o sabre, o Jedi tombou no solo e olhou uma última vez para Ragnos, este retribuiu o olhar e lhe disse apenas uma frase:

- Tenho pena do que ele vai fazer a ela.

 Então Luke caiu inconsciente no solo, os cavaleiros se reagruparam auxiliando os feridos apenas observando em outro ponto da ilha um pouco afastados deles Kylo e Rey lutavam, os sabres colidiam em meio a chuva que aumentava sua intensidade, o cavaleiro atacava furiosamente enquanto com a força a Aprendiz o repelia, a luta se acirrava os levando a um precipício com da primeira vez que lutavam, Kylo começava a experimentar uma sensação estranha, em meio a batalha ele tinha lapsos em sua visão e alucinava vendo um ambiente diferente do qual se encontrava e quando olhava para a sucateira ele via uma mulher parecida com ela vestindo trajes elegantes, lembrando de uma época que viu sua mãe vestindo um traje de Naboo.

“Que imagens são essas”, Kylo pensava tentando se manter concentrado na luta, quando viu a oportunidade de quebrar a defesa da sucateira, com a força Kylo deslocou o braço de Rey que derrubou o sabre no solo, ela então recuou, porém ficou à beira do precipício onde se encontravam, Kylo a olhava com seus olhos amarelados sua cicatriz era iluminada pela luz do planeta, ele então fez um gesto na sucateira trazendo-a até ele, logo seu pescoço estava sendo agarrado pelo cavaleiro, mesmo com a força ela não conseguia resistir ao poder que ele agora possuía, ele percebendo o medo em seus olhos, se encheu de raiva e disse:

- Sabe sucateira, todos os Cavaleiros de Ren possuem um título, algo que nos torna conhecidos e temidos, chamam Ragnos de Cavaleiro Atirador, pois poucos escapam de sua mira, agora eu Kylo Ren, sabe do que me chamam? Suas mãos apertavam o pescoço de Rey, impedindo-a de dizer algo – Eles me chamam de Cavaleiro Escarlate, pois a última visão que meus inimigos têm é de meu sabre ceifando suas vidas, acabando com suas fatídicas existências.

Rey o ouvia, sua voz refletia sua raiva e ódio, seus sentidos estavam se perdendo e ela estava ficando inconsciente. O Cavaleiro então começou a sentir as mesmas sensações da batalha, perdendo-se em imagens, ele se viu como seu Anakin e estava em Mustafar, ele percebeu estar cheio de ódio e sufocava alguém, era a mesma mulher que viu quando lutava contra Rey, ele percebeu que esta mulher estava grávida como na primeira vez que teve essas sensações. Anakin sentia um conflito imenso dentro de si e queria se libertar, mas seu ódio o prendia ao lado sombrio e Vader o suprimiu, Ben experimentou o sofrimento do avô se perdendo em Kylo Ren:

- PORQUE ESTÃO FAZENDO ISSO! – Kylo gritou em fúria, percebendo que sua aparência de Anakin se desfez e lá estava ele novamente no precipício com Rey sendo sufocada, rapidamente ele a soltou e a segurou em seus braços.

“Escolha”, escutou em sua mente, “Ela é a chave”, ”Chave para que? ”, Kylo se perguntava enquanto mantinha a sucateira, percebendo que estava viva, ele se levantou a carregando indo para junto de seus cavaleiros que o aguardavam perto da nave, alguns estavam feridos, mas todos se mantinham alertas e concentrados, Ragnos se dispôs a frente dos outros cavaleiros, fazendo uma reverência ao seu mestre dizendo:

- Luke está inconsciente e mantido sob vigilância, quais suas ordens? – Perguntou.

- Levem-no para a Super Star Destroyer eu mesmo levarei a sucateira em minha nave, preciso interroga-la antes de entregá-la ao Supremo Líder.

- Sim, mestre nos vemos em três dias, foi o prazo que Hux estipulou o seu retorno – Disse Ragnos entrando na nave com os outros Cavaleiros, partindo deixando para trás Kylo observando o veículo desaparecer no horizonte, voltando seus olhos a Rey, ele entrou em sua nave e em busca de respostas partiu.   


Notas Finais


Espero que tenham curtido, até o próximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...