História Star Wars: The Last Temple (o ataque ao ultimo templo jedi) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star Wars
Exibições 4
Palavras 1.079
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Sci-Fi, Suspense, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sou novo nessa carreira de "fanfiqueiro" então ainda estou aprendendo as manhas e provavelmente vou cometer erros enfadonhos para alguns. Mas...tentem relevar.

"*" Representa narrativa em terceira pessoa.

Capítulo 1 - O ataque ao simbolo da paz


Fanfic / Fanfiction Star Wars: The Last Temple (o ataque ao ultimo templo jedi) - Capítulo 1 - O ataque ao simbolo da paz

4 meses depois da execução da ordem 66 as tropas clônicas estão perto de dizimar a ordem Jedi, definitivamente. Agora as forças do grande exército imperial estão centrados no único planeta que ainda se tem conhecimento de um templo Jedi que ainda permanece de pé, Corna v-IIV (na orla média). Nunca foi vista uma aglomeração de destroyers tão grande desde as grandes batalhas da velha república. Mas de 50 Destroyers classe Victória estavam no espaço de Corna, para finalmente por um fim na escória Jedi. Começa um ataque massivo ao último templo, milhares de clones desembarcam no planeta, a força militar de Corna não tinha a menor chance, era um planeta relativamente pacífico.

Comandante Cody: Vamos homens! O templo está vulnerável, não deixem nenhum Jedi escapar!

Soldado clone: senhor! Os Jedi estão reagindo. 4 mestres, 3 padawans, 23 soldados e alguns clones renegados sobreviveram ao bombardeio. não estamos conseguindo derrubar o portão principal.

Comandante Cody: chamem o inquisitor, precisamos invadir o templo, Rápido!

Soldado clone: sim, senhor!

* O templo estava em ruínas: teto desabando, pilares no chão, mas o portão principal estava intacto. impedindo a entrada do exército imperial. Dois mestres estavam cobrindo os fundos do templo, aguardando o resgate. Os dois padawans (zimery e mallkey) e o outro mestre estavam no salão principal do templo, aguardando a invasão do exército pelo portal principal.

Zimery: Mestre Zokk, o que vamos fazer! Eles estão tentando derrubar o portão. Estamos perdidos!

Mestre Zokk : Não perca a fé na força, jovem padawan. O lado luminoso da força é maior que todo o império, o lado sombrio nunca vencerá os Jedi. Mesmo com nossa morte, surgirá alguém para deter o lado sombr... Sinto uma perturbação na força.

* De repente as batidas e os disparos contra a porta pararam, e do nada a porta é lançada na direção dos padawan que logo foi parada pelo mestre Zokk. Um indivíduo vestido uma capa preta cujo o capuz cobre metade do rosto, entra junto com o exército clone. Os soldados apontam as armas para os Jedi.

Iquisitor: saiam.

Comandante Cody: senhor!?

Iquisitor: saiam! Nao me faça repetir de novo, ou matarei você, comandante. Este momento é só meu.

Comandante Cody: entendido, senhor. Ouviram ele, vamos! acelerado!

Iquisitor: Jedis... finalmente a sua escória está próxima do fim. Hoje é o fim dos guardiões da paz... Terei o privilégio de matar os últimos Jedi da galáxia.

Mestre Zokk: você nunca destruirá os Jedi! O lado luminoso é muito mais poderoso que o lado sombrio!!!

* Mestre Zokk ativa o sabre de luz, mas o iquisitor usa a força e toma o sabre do mestre Jedi. Utilizando a força, o iquisitor desmonta o sabre do Mestre Jedi e quebra o cristal Kyber com as próprias mãos.

Iquisitor: seus ensinamentos... que levam para sua própria destruição e discórdia. Você não entende, Jedi. Vocês se privam do verdadeiro poder da força, e privando desse poder Vocês nunca venceram. Agora já é tarde demais e finalmente, o seu fim chegou.

* Mestre Zokk da um salto da força e estendendo a mão para traz faz com que um sabre de luz de um Jedi derrotado vá de encontro a sua mão. Acionando imediatamente, na tentativa de dar um golpe certeiro no iquisitor. O iquisitor estende sua mão direita para defender do ataque. O mestre jedi finalizá seu salto desferindo um golpe certeiro no braço do iquisitor, um grande feixe de luz é emitido no ponto de impacto do golpe, uma luz tão incandescente que quase todos da sala tentam proteger os olhos. Quase todos... O mestre fica paralisado ao ver que seu ataque foi totalmente ineficaz, o sabre de luz foi bloqueado pelo antebraço do iquisitor. só não o amedrontou mais que o sorriso diabólico que o iquisitor fez ao ver a reação do mestre Zokk.

Mente Zokk: seu braço...é feito de beskar (aço mandaloriano)!

* Iquisitor desfere um empurrão da força e manda o Mestre Jedi direto para um pilar do templo, que quebra e cai sobre Zokk. O sabre de luz rola no chão do tempo.

Zimery: Você matou meu mestre!!! Eu vou destruir você!

Iquisitor: isso...deixe o ódio consumir você, sinta o verdadeiro poder que privaram de você, jovem escória.

Mallkey: Zimery, não!  Lembre se do treinamento, não caia na tentação do lado sombrio. Vamos enfrentado, juntos!

Zimery: Cale se Mall. Ele matou meu mestre! eu irei me vingar, está vingança é só minha!

* Zimery ativa seu sabre de luz e core na direção do iquisitor, e começa a desferir golpes que são facilmente defendidos pelo seu braço mecânico feito de beskar.

Iquisitor: já chega criança. Eu fui treinado pelo Lord supremo, você acha que pode me ferir?

*  O iquisitor ergue Zimery, utilizando a força é começa a sufoca-la. Zimery cai inconsciente no chão.

Mallkey: nãããão!!

Iquisitor: um a menos, só falta 3. Jovem...você é o próximo.

* O iquisitor aciona o seu sabre de luz e parte para o ataque, numa velocidade descomunal. Mas ele para o ataque com o sabre a poucos centímetros do pescoço de Mallkey. O iquisitor não consegue se mecher e é possível ver o esforço que ele faz para tentar concluir o golpe. uma mulher aparece no salão do templo. Era a mestra de Mallkey. Ela estende a mão e começa a utilizar a força para afastar o iquisitor se seu padawan. um poder tão grande que todo o templo começou a estremecer. O iquisitor tenta resistir, mas todo o solo em volta dele está afundando devido a tamanho choque de poderes.

Iquisitor: a...força....é intensa...em você!!!! Quem é... você!!!

Mestra de Mallkey: eu...sou uma Jedi. Desapareça!

* A mestra de Mallkey utiliza o seu grande poder e lança o iquisitor para fora do templo. Ele atravessa uma tie fighter como papel e é lançado em um destroyer que estava na atmosfera. O destroyer logo vai ao solo, causando uma enorme explosão.

Mestra Jedi: vamos! A estrutura do templo foi comprometida, sinto que o iquisitor não foi destruído. Temos que ir.

* A mestra Jedi pega o jovem nos braços e corre para a saída do templo. Lá era encontra alguns clones renegados disparando contra seus irmãos.

Clone renegado: General! A nave de resgate! Vamos!! vamos!!!

* Os Jedi entram em um bombardeiro LAAT que logo decola.  A Jedi olha para o templo, que está desmoronando. o que um dia foi um símbolo da paz agora está em chamas e caindo em ruínas. O último templo Jedi, foi destruído.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...