História Start Again - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Troye Sivan
Personagens Personagens Originais, Troye Sivan
Tags Lemon, Originais, Troye Sivan, Yaoi
Exibições 3
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura

Capítulo 2 - Capitulo 1 – Os Irmãos McKellan



Quando completei  23 anos, mudei-me para Londres, fiquei  um longo tempo a procura de um emprego.  Passei de lugar em lugar entregando meu currículo, dia após dia, mês após mês. Tinha que dar um jeito de pagar as despesas do apartamento – que nem era meu por sinal – e confesso, estava desesperado. E.. Quando eu menos imaginei, uma oportunidade de emprego surgiu.

Eram 15:00 quando meu Celular tocou, era um numero desconhecido. Tentei reconhece-lo, mas foi em vão, mesmo assim, atendi a ligação.
- Alo?
- Olá, eu gostaria de falar com o Sr. Troye.. Sivan?
Pensei um pouco antes de responder a outra pessoa.
- Você está falando com ele. – respondi apreensivo.
- Bem, Sr. Troye, você aceitaria um emprego nas Corporações McKellan?
Meu coração disparou assim que ouvi as palavras “aceitaria um emprego”.  Não hesitei em responder sim.
- Sim!
- Você pode começar amanhã. Tenha uma boa tarde, Sr. Troye.

Eu estava em êxtase, deveras feliz. Mal podia acreditar que tinha recebido uma oferta de emprego, depois de tanto tempo, algo na minha vida finalmente estava dando certo. Fui até a sala de estar e peguei um livro qualquer na estante e tentei Lê-lo, mas a ansiedade e expectativa estavam me matando por dentro e eu sabia que não conseguiria conter esses “dois” até amanhã.

Nos livros, quando acordamos em um local estranho e desconhecido, passamos por aquele momento de desorientação, sem saber onde estamos, tentamos lembrar do local onde estamos. Isso nunca tinha acontecido comigo antes, mas, parece que ainda não me adequei a esta nova vida, e este novo lar que irei viver pelos próximos anos de minha vida. Me levantei, corri para o banheiro e tomei um banho, penteei meu cabelo e vesti uma blusa social, bermuda e um tênis all star preto. Peguei meu celular, as chaves, o tranquei e saí do apartamento.

Peguei um táxi e fui até a Sede Inglesa das Corporações McKellan, que por sinal, pertencia a um dos homens mais ricos de Londres: Matthew Anderson McKellan.

Quando cheguei a MK CORP, percebi que tudo que envolvia aquele local deveria valer mais de 50 milhões, e que Matthew tinha uma ótima escolha artística. Fui até uma mulher loira de olhos azuis, provavelmente uma atendente e me apresentei.

- Olá, me chamo Troye Sivan e ontem, vocês ligaram para meu celular dizendo que consegui um emprego aqui.
Ela olhou no computador por alguns segundos e finalmente me respondeu.
-  Ah, Sr. Troye! Seja Bem Vindo! – disse ela, sorrindo - O presidente da MK CORP está o aguardando em sua sala.
“ Estranho, o que o presidente desta empresa iria querer comigo justo no meu primeiro dia de trabalho? “ pensei
- Qual é a sala dele? – perguntei um pouco apreensivo.
- A Sala dele é a última no corredor esquerdo no 26º Andar.
- Obrigada! – agradeci, emitindo um sorriso em meu rosto.
Andei até o elevador e apertei o botão do último andar (26º) e aguardei. Quando cheguei ao Último andar, percebi que a única sala que tinha ali era a presidência. Andei devagar, pensando em qualquer coisa que ele poderia falar comigo, seria uma entrevista? Ou algo do tipo?
Quando fiquei cara a cara com a porta do que é a sala de Matthew, respirei fundo e bati na porta.
- Entre – disse uma voz grossa.
Entrei na sala e eu o vi.. Matthew estava com um black tie e bebendo uísque.
- Sente-se.
Algo naquele homem me fazia ficar totalmente submisso a ele, talvez fosse sua voz grossa e sexy, talvez fosse seu comportamento dominante..
- Bem, Sr. Sivan, em que curso o Senhor está especializado? – ele perguntou tomando um gole de uísque.

Não hesitei em respondei, havia me formado em Línguas Estrangeiras já fazia algum tempo, mas empresa nenhuma precisaria disto, era só mandar um e-mail para eles em sua língua.
- E-eu me formei em línguas estrangeiras. – respondi
Ele deixou o copo sobre a mesa de centro, e veio até mim de um jeito sexy.
- Sabe porque o chamei aqui, certo?
- Não exatamente..
- Eu vi grande potencial em você, e não gostaria de desperdiça-lo. E, nossa corporação precisa de um representante em cada um dos países do mundo. Enfim, direto ao assunto, você gostaria de ser nosso representante em Sydney, Austrália?
Meu coração começou a disparar acelerado em meu peito, aquilo era sem dúvida nenhuma uma oferta irrecusável.
- S-sim!
-  Ótimo, Sábado, teremos uma conferencia em Sydney, então, preciso que você vá até lá. Mais três representantes irão com você para te supervisionar enquanto eu estiver fora.
- Tudo bem.
Matthew pegou um telefone em sua mesa e ligou para alguma pessoa, que minutos depois entrou em sua sala. Quando ele entrou na sala, vi que eles eram gêmeos idênticos, mas ainda assim tinham algumas diferenças em sua aparência.
- Troye, este é Kelvin, ele irá te supervisionar enquanto eu estiver por fora, tenho coisas mais importantes para fazer do que supervisionar um novato.
O Sorriso que tinha em meu rosto desapareceu, e pude perceber que  aquele homem não tinha senso de bondade algum em sua vida. Kelvin me levou para fora da sala do “grande chefão” e me levou para o sexto andar, onde estava minha sala – e a dos outros representantes – e a partir dali, eu soube que minha vida ali não seria fácil.
Arrumei minha sala até as 17:30, Kelvin me ajudou, e assim, soube que não estaria sozinho nesse desafio que seria trabalhar com um cara amargo e sem bondade alguma.

Assim que meu primeiro dia na MK CORP acabou, fui andando para meu apartamento, pensando em Matthew e Kelvin, na maneira que Matthew descreveu que não tinha tempo para supervisionar um novato para Kelvin. E, na maneira gentil que Kelvin falava comigo, seu jeito meigo e carinhoso, sua dedicação a seu trabalho e sua gentileza em me ajudar a arrumar minha sala. Kelvin era tudo o que o outro talvez nunca pudesse ser, e outro era o oposto de Matt.
Me distanciei de meus pensamentos e prestei atenção no meu caminho para casa. Cheguei até a rua onde morava e subi até meu apartamento, tranquei a porta e fui para o banheiro. Me despi e tomei um banho demorado, stem ter noção do tempo que havia passado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...