História State Of Grace ( Lutteo e Gastina) - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Gaston, Luna Valente, Matteo, Nina
Tags Amizade, Revelaçoes, Romance, Segredos
Exibições 768
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Estou mega chateada e isso pode ter influenciando no capítulo, então se não ficou bom, me desculpem, mas juro que me esforcei ao máximo por vocês.

Desculpem a hora :/ Não sabia se ia postar, mas quando decidi postar estava sem INTERNET, sim tudo aconteceu hoje, MDS!

Eu nem iria postar hoje, mas sabe o que ajudou? Eu pensei em vocês, nas coisas boas que vocês me dizem e me proporcionam, por mais que eu diga OBRIGADO, nunca será o suficiente, vocês são especiais.

Quero dizer que AMO TODOS os que estão diariamente lendo minha história ;)

Li todos os comentários e vocês sempre me ajudam a seguir em frente e colocar um sorriso no meu rosto, então obrigada :)

Dedico este capítulo a Docinho, Bia e Janinha por serem tão compreensivas!

E Docinho obrigado pelas palavras tão doces e por estar ao meu lado, achei que ia surtar e aí você veio com suas palavras amigas e compreensivas e me devolveu a calma, obrigado amiga *-*

A minha Balsano e Bibia só digo isso: Ás vezes não temos noção da nossa importância na vida de outras pessoas, eu realmente amo vocês duas, são mais que especiais para mim! Talvez vocês não soubessem disso mas.....

Capítulo 34 - Um sonho real


Fanfic / Fanfiction State Of Grace ( Lutteo e Gastina) - Capítulo 34 - Um sonho real

 

“O simples fato de você se apaixonar, muda o modo como você vê o Mundo”.

 

Obs: As partes quentes estão em itálico, se não gosta é só pular u-u Obg <3

 

- Você ficou louco? Matteo perguntou saindo do estado de choque.

- Matteo, pensa bem, meu pai está tentando me atingir de todas as maneiras, e a Nina é o amor da minha vida, ele pode muito bem fazer algo para ela. Gastón disse triste.

- Gastón vamos dar um jeito, isso só vai piorar as coisas, fora que você vai faze-la sofrer mais do que já está. Ou você acha que ela não está sofrendo ao ver você correndo risco? Matteo questionou.

- Se algo acontecer a ela por minha causa, eu nunca vou me perdoar. Gastón disse e passou a mão no cabelo nervoso.

- Eu entendo o seu ponto de vista, mas pensa o seguinte, mesmo que termine com ela, seu pai já sabe que você a ama, poderia usa-la contra você, mesmo vocês estando separados, o término só traria dor e sofrimento, juntos são mais fortes. Matteo expos o que pensava.

Gastón olhou para o amigo absorvendo as palavras dele.

 - Não está dizendo para fazer com que eu me sinta melhor, certo? Gastón perguntou ainda duvidoso.

- Não, estou sendo sincero, você sabe melhor do que ninguém que nunca tive medo da verdade. Matteo respondeu direto.

- Obrigado! Gastón disse de modo mais tranquilo.

- Você tem razão, eu não posso ficar sem a Nina, ela é o ar que eu respiro, é as minhas asas quando eu preciso voar, é o meu chão se é de base que eu preciso. Ele completou apaixonado.

- Assim eu fico com ciúme. Matteo disse e fechou a cara de brincadeira.

- Você é minha vida Matteo, meu amor, minha metade e meu futuro marido, ta bom assim? Gastón perguntou rindo.

- Não sei. O italiano respondeu sério mas terminou rindo.

- Você é o melhor amigo que alguém poderia ter Matteo, de verdade. Gastón disse.

- Olha, para de se declarar para mim, okay? Guarde seu romantismo para quando for escrever os votos do nosso casamento, quero chorar de emoção no altar. Matteo disse rindo e voltou a se deitar.

Gastón sorriu e imitou o gesto do amigo.

Matteo adormeceu e Gastón também, conseguindo pela primeira vez em semanas ter um bom descanso.

Amanheceu em Buenos Aires e Ámbar Smith acordou, porém a loira não queria abrir os olhos, tivera um sonho lindo, um sorriso bobo tomou conta dos seus lábios, havia sido tão real, que ainda podia sentir os toques de Simón em seu corpo, já havia sonhado com o moreno outras vezes mas nunca havia sido tão real, a sensação era como se realmente ele a tivesse preenchido e feito dela sua mulher.

No entanto ás vezes os sonhos se tornam verdades, a ficção, o impossível e concretização de um amor tornam-se realidade.

Pois assim é o amor, ele ultrapassa barreiras, o tempo, a distância ou qualquer que seja o obstáculo.

E na noite anterior o amor de Ámbar e Simón havia sido concretizado, provado, realizado, em cada toque, cada beijo, suspiro, arrepio, cada gemido.

E fora tão mágico, que ao acordar a loira pensou ser um sonho.

Mas era a mais pura realidade.

E Ámbar se deu conta disso quando sentiu beijos mornos em seu pescoço, fazendo sua pele ficar arrepiada.

- Eu não acredito. A loira disse e abriu os olhos.

- Pode acreditar. Simón disse acariciando sua bochecha.

Ámbar olhou de modo apaixonado para o moreno.

- Eu achei que tinha sonhado. Ámbar declarou e ficou surpresa ao ouvir tanta doçura em sua própria voz.

- Foi real meu amor. Simón disse e a beijou.

A loira correspondeu ao beijo, as línguas se buscavam de forma apaixonada.

Depois de alguns minutos ambos se separaram pela falta de ar.

Simón olhou dentro dos olhos da loira e Ámbar repassou mentalmente a noite com ele.

Flashback On:

Simón estava indeciso, porém o amor falou mais forte, Ámbar vivia fugindo dele, mas agora ela estava ali, queria se entregar, queria ser dele.

Ele não podia perder a oportunidade ter seu grande amor, em seus braços.

O moreno então abriu o laço do roupão de cetim da loira e deslizou o mesmo pelos braços dela.

Simón sentiu as batidas do seu coração acelerarem desesperadamente.

Ela era perfeita.

Ámbar sorriu com a expressão de Simón que mostrava amor e desejo.

A loira abriu os botões da camisa dele e a retirou.

- Uau Simón, não sabia que você tinha um físico tão interessante. Ámbar disse maliciosa e passou a mão no peitoral do mexicano.

Simón deu um impulso e deitou com Ámbar na cama.

A loira o beijou cheia de desejo, suas línguas exploravam as bocas desesperadamente, enquanto as mãos de Simón foram para os seios de Ámbar, fazendo a garota gemer entre o beijo.

Simón partiu o beijo e baixou sua cabeça até a altura dos seios de Ámbar, os bicos durinhos pareciam chamar sua boca.

Então sem demora ele capturou um dos mamilos em seus lábios chupando gostoso.

Ámbar gemeu com o contato da língua dele com seu bico entumecido.

Simón se empolgou com a carícia e então se pôs a chupar o outro seio de Ámbar, enquanto a loira segurava em seus cabelos e mordia os próprios lábios, não queria gemer muito alto, pois estava na mansão e a última coisa que queria era que alguém escutasse e os atrapalhasse.  

Simón então desceu os beijos pela barriga de Ámbar e quando chegou na vagina da loira pode ver o quão molhada estava.

- Olha para mim. Simón pediu.

Ámbar abriu os olhos e o encarou.

Viu o moreno abrir mais suas pernas e ficar entre elas.

Simón lambeu levemente sua vagina e a loira fechou os olhos com a intensidade do prazer que sentiu com aquele simples toque.

- Olha para mim Ámbar, eu quero que olhe e veja que sou eu que te dou prazer, porque você me pertence, eu vou te marcar como minha e depois de hoje loira, você não fugirá mais de mim. O moreno disse e logo em seguida colocou sua língua novamente na vagina da Rainha da pista.

Simón a chupava sem nem um pudor, sua boca em contato com a humidade da vagina da loira produzia sons obscenos, o que só fazia ambos sentirem mais prazer.

Ámbar agarrava-se aos lençóis enquanto empurrava os quadris na boca de Simón, ela podia sentir seu clitóris sendo chupado com maestria.

A loira não aguentou muito tempo e gozou na boca do moreno.

Ámbar sentiu-se no céu com o forte orgasmo.

Simón engoliu o gozo da loira.

O moreno levantou-se e tirou ele mesmo sua calça jeans e sua cueca.

Ele voltou a ficar em cima da loira e a beijou de forma quente e possessiva, Ámbar gemeu ao sentir o membro duro dele roçando em sua vagina.

- Não vejo a hora de estar aqui dentro. Simón disse após partir o beijo, tocando a boca de Ámbar e a loira entendeu o que ele queria.

Ámbar deu um impulso e ficou por cima de Simón o fazendo deitar-se.

Ela abaixou até a altura do pênis de Simón e o pegou com a mão, acariciou primeiro as bolas e depois apertou toda sua extensão, um líquido de pre gozo expelia pela cabeça rosada.

A loira então lambeu a ponta dele, fazendo Simón arfar, então ela o colocou na boca.

Simón gemeu ao se sentir dentro da boca da loira e impulsivamente começou a meter na boca dela.

Ámbar abriu mais a boca e deixou que o mexicano ditasse o ritmo que gostava de ser chupado.

Algum tempo depois Simón goza na boca de Ámbar que engole tudo.

O moreno logo troca de posição com a loira e volta a ficar por cima.

- Droga! O preservativo. Simón disse se dando conta de que não poderia continuar.

- Na gaveta. Ámbar disse o surpreendendo.

- Que? Sou uma garota prevenida. A loira respondeu diante da expressão dele.

Simón riu malicioso e pegou o preservativo na gaveta da loira, colocou e voltou a se posicionar entre as pernas dela.

Ámbar abriu mais a pernas dando total acesso a Simón que a penetrou de forma lenta, mas deliciosa.

Ámbar apenas sentiu uma ardência inicial, mas logo acostumou-se.

Ao sinal da loira, Simón começou a dar estocadas longas e lentas, indo bem fundo na loira, mas logo isso não foi o suficiente para ambos.

- Mais rápido amor, por favor. Ámbar pediu.

Atendendo o pedido da amada Simón aumentou a velocidade das estocadas, até que ambos não aguentaram e gozaram, naquele momento sublime eles tiveram a certeza que se amavam.

FlashBack Off.

 

Ámbar continuava a olhar pra Simón de forma apaixonada.

- Eu podia jurar que foi um sonho. A loira disse sonhadora.

- Um sonho real. O mexicano respondeu e a beijou.

 

Naquele mesmo momento Gastón voltava da locadora, tinha ido pegar uns filmes de terror que ele e Matteo queriam ver, iria ligar para Nina para convida-la pois com certeza Matteo iria chamar Luna, porém ao chegar no quarto do italiano não o encontrou.

Será que ele saiu? Pensou Gastón.

Foi quando o loiro viu a porta entre aberta do banheiro e o barulho do chuveiro.

Ele foi até a frente da porta para avisar que tinha chegado, mas a cena que viu fez seu Mundo parar.

Matteo estava junto com Nina no box do banheiro.

Seu coração falhou uma batida.

Seu melhor amigo e sua namorada juntos embaixo do chuveiro.

- Mas o que significa isso? Perguntou chocado. 


Notas Finais


Comentem meus amores, por favor, me façam sorrir como sempre <3
Preciso de vocês *--*
Mil beijooos :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...