História State Of Grace ( Lutteo e Gastina) - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Gaston, Luna Valente, Matteo, Nina
Tags Amizade, Revelaçoes, Romance, Segredos
Exibições 701
Palavras 2.257
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Obrigado a TODOS os comentários MARAVILHOSOS e PERFEITOS que eu recebi, paciência que aos poucos estou respondendo todo MUNDO.

SOMOS 203 FAVORITOS, 1.000 COMENTÁRIOS E 17.289 EXIBIÇÕES! ISTO É INCRIVEL, OBRIGADO POR TODOS ESTES NÚMEROS, NADA DISSO SERIA POSSÍVEL SEM VOCÊS, EU AMO ESCREVER E VOCÊS TORNAM ISSO POSSÍVEL, OBRIGADO POR SEREM TÃO ESPECIAIS ❤

Dedico esse capítulo a minha Balsano e a Bibia ❤

Capítulo 35 - Em seus braços eu descobri o que é amor


Fanfic / Fanfiction State Of Grace ( Lutteo e Gastina) - Capítulo 35 - Em seus braços eu descobri o que é amor

“Eu quero olhar você, quero sonhar contigo, viver com você cada momento. Eu quero te abraçar e beijar, quero te ter por perto, pois o amor é o que eu sinto e você é tudo para mim. ”

 

Obs: As partes quentes estão em itálico, se não gosta é só pular u-u Obg <3

 

- Cara, eu tenho que ir para o céu, o que eu tenho que fazer para conseguir dormir? Me ajuda senhor. Matteo resmungou acordando por causa de Gastón se remexendo de forma exagerada na cama.

O loiro se remexia de forma desesperada, parecia ter um pesadelo, Matteo ia acordar o amigo quando teve uma idéia.

O italiano saiu do quarto e voltou momentos depois.

Com um balde de água.

- BOM DIA AMOR DA MINHA VIDA! Matteo gritou, Gastón abriu os olhos assustado, mas não teve tempo de falar nada, pois o moreno o empurrou para o chão e jogou a água do balde nele.

- EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ FEZ ISSO, BALSANO! Gastón gritou ao se dar conta do que tinha acontecido.

- Ui, chamou de Balsano. Matteo zombou.

Gastón cerrou os olhos e Matteo reconheceu o olhar de quem iria aprontar, então começou a correr.

Gastón começou a perseguir o melhor amigo pela mansão.

Matteo correu pela mansão inteira mas quando chegou na área da piscina Gastón conseguiu alcança-lo e o empurrou na piscina.

- Me ajuda a sair? Matteo pediu esticando a mão.

- Para você me puxar? Nem pensar. Gastón disse rindo.

- É sério cara, ainda estou dolorido do acidente. Matteo disse de modo sério.

Gastón ativou seu modo preocupado e deu sua mão para ajudar o amigo.

Porém Matteo o puxou pela mão fazendo o loiro cair na piscina, o moreno gargalhou.

Gastón até tentou fazer cara de bravo, mas não aguentou e riu junto com amigo.

Depois de ambos saírem da piscina e irem para o quarto de Matteo se secar, o italiano começou a conversar com Gastón.

- Não quero mais dormir na mesma cama que você. Matteo declarou.

- Está terminando comigo? Gastón disse em tom de drama.

Matteo revirou os olhos e riu.

- Não paixão, mas você se mexe demais. Que tal dormir no quarto de hospedes? Matteo brincou.

- Eu sei que atrapalhei seu sono, desculpa. Gastón disse sério.

- Ei, tudo bem, estou apenas brincando com você. Matteo disse diante da cara de culpado do loiro.

- Essa situação toda está mexendo com meu psicológico, fico com medo do meu pai fazer algo a toda hora, até pesadelos eu tenho, mesmo sendo com assuntos diferentes. Gastón desabafou.

- Eu sinto muito, mas estou aqui para o que precisar. Matteo tentou conforta-lo.

- Eu sei, obrigado. Gastón respondeu.

- Hoje de manhã você estava tendo um pesadelo então? Matteo perguntou curioso.

- Estava, foi até bom você ter me acordado. Gastón confirmou.

- Com o que? O italiano perguntou.

- Era sobre você e a Nina, eu “pegava” vocês dois no chuveiro, fazendo... Gastón disse mas não terminou de falar, fez um gesto insinuando o que ele queria dizer.

Matteo arregalou os olhos quando entendeu.

-ECA! Matteo gritou exaltado.

- Ela é tipo minha irmã, Jesus vou ter que ir ao psicólogo depois disso, por que raios você me contou? Matteo perguntou.

Gastón gargalhou da reação do amigo.

Depois disso os dois começaram a conversar sobre diversas coisas e sem que Gastón percebesse Matteo mandou uma mensagem para Nina a convidando para ir lá.

Isso só pode ser saudade dela. O italiano pensou.

Nina recebeu a mensagem de Matteo e sorriu.

Gastón precisava vê-la, e ela iria adorar ir ao seu encontro.

 

Na mansão, Ámbar estava na varanda de seu quarto sorrindo à toa, Simón já havia ido embora, mas ela não conseguia esquecer seus momentos com ele, nunca pensou ser capaz de encontrar sua felicidade em outra pessoa além dela mesma, havia decidido se entregar ao amor que estava sentindo.

A loira estava ainda sonhando acordada quando alguém bateu na sua porta.

- Entre. Ela disse.

Amanda entrou.

- Vim avisar que o café da manhã já está pronto senhorita. Amanda disse.

- Obrigado Amanda. Ela disse sorrindo.

Ámbar passou por ela e ia saindo do quarto, porém Amanda tornou a chama-la.

- Senhorita? Amanda disse receosa.

Ámbar olhou para Amanda esperando ela falar.

- Não foi possível fazer seu suco de morango com leite hoje, pois a fruta está em falta, porém fiz um suco de maracujá que sei que é um de seus favoritos, perdão senhorita. Amanda falou e ficou com medo da reação de Ámbar.

- Não se preocupe, ao menos você se esforçou. Ámbar respondeu simpática e com um lindo sorriso.

Amanda ficou surpresa com a reação da loira que descia as escadas.

Esse sorriso, só pode ser amor. Amanda pensou.

 

Simón estava no Roller olhando para o nada com cara de bobo há vários minutos.

 

- Ei Simón. Nico chamou estalando os dedos na frente de seus olhos.

- Ah oi. Simón disse “acordando” do transe.

- Cara, o que você tem? Nico perguntou curioso.

- Eu? Nada. Simón disse tentando conter um sorriso.

- Como nada? Você está parado com cara de bobo há um tempão. Nico rebateu.

- Será que é por causa de uma certa morena? Nico perguntou malicioso.

- Eu acho que é por causa de uma loira. Pedro se manifestou, depois do beijo que Simón havia dado em Ámbar após a ceninha de ciúmes que a loira havia feito, ele tinha certeza que os dois se gostavam.

- Vocês estão malucos, estou apenas feliz. Simón disse.

- Sei. Nico respondeu rindo.

- Sabe aqueles dias em que você acorda e parece que na sua cabeça está a mais doce melodia? É algo que te traz felicidade e harmonia. Simón disse de modo doce.

- Ihhh isso me cheira a amor. Pedro disse sorrindo.

Simón não disse mais nada.

Mas o modo como ele sorriu disse tudo.

Ele estava amando.

 

Nina chegou a mansão Balsano, tocou a campainha e logo foi recebida pela empregada que foi chamar Matteo.

O italiano logo estava descendo as escadas e em seguida a abraçou.

- Você não poderia ter chegado em uma hora mais perfeita. Matteo disse a soltando e sorriu malicioso.

- O que? Nina perguntou sem entender nada.

- Gastón acabou de entrar no banho, por que não aproveita a chance? Ele perguntou direto.

Nina sentiu suas bochechas corarem ao entender o que o amigo queria dizer.

- Seu pervertido. Nina disse e deu um tapa no braço do amigo.

- Só acho que você deveria transformar o pesadelo dele em sonho. Matteo rebateu.

- Você hoje não está falando coisas que fazem sentindo. Nina disse perdida.

Matteo então contou a ela sobre o pesadelo de Gastón.

- ECA! Nina disse.

- Você é tipo meu irmão, Gastón está precisando tomar remédios. Nina falou rindo.

Matteo gargalhou com a reação dela que foi tão parecida com a sua.

- Acho que isso tudo é saudade sua. Matteo disse em um tom malicioso.

Nina parou para pensar.

- Você acha mesmo que eu devo ir lá, assim de surpresa? Nina perguntou envergonhada.

Matteo revirou os olhos.

- Ele vai gostar garanto. Matteo disse rindo.

Nina não disse nada, mas começou a subir as escadas.

- No armário do banheiro tem camisinha e pode deixar que vou me fazer de surdo. Matteo disse deixando Nina ainda mais envergonhada.

A morena entrou no quarto do amigo e viu a porta do banheiro entre aberta.

- Eu não acredito que eu vou mesmo fazer isso. Nina disse para si mesma.

Ela abriu a porta do banheiro sem fazer nenhum barulho e logo em seguida a trancou.

Gastón estava de costas e ainda não tinha a visto.

A morena mordeu os lábios ao ver a água do chuveiro escorrer pelo corpo gostoso do namorado.

Nina começou a tirar a roupa, sentindo suas bochechas esquentarem com a sua atitude.

A morena respirou fundo criando coragem e abriu o box, entrando logo em seguida.

Gastón virou-se com o barulho e seu queixo caiu ao ver sua namorada completamente nua ali com ele.

Nina então achou melhor não falar nada, apenas o beijou antes que perdesse a coragem.

Ela já havia estado com ele daquele modo.

Mas ele era quem tinha tomado a atitude.

Gastón correspondeu empolgado, o beijo tornou-se quente e Gastón chupou a língua de Nina em meio ao beijo.

O pênis dele já estava totalmente duro apesar do pouco contato.

Nina gemeu ao sentir o membro do namorado roçar em sua vagina.

- Já está assim? Ela perguntou ofegante sentindo Gastón morder seu pescoço.

- Você entra aqui, toda nua para mim, como achou que eu ficaria amor? Ele perguntou e logo em seguida mordeu o lóbulo da orelha dela.

Nina sentiu sua vagina contrair-se.

Ela já estava toda molhada, mas não era só por causa da água do chuveiro que caia sobre ela.

Gastón fechou o chuveiro e levantou Nina, que colocou as pernas em volta da cintura do loiro.

Ele a colocou sentada na pia do banheiro e viu que os seios estavam com os bicos entumecidos.

Gastón sentiu sua boca salivar.

Ele subiu uma de suas mãos e apertou um mamilo entre os dedos.

Nina se contorceu com a caricia do namorado.

Os seios dela ficaram arrepiados.

Então o loiro colocou um mamilo em sua boca e chupou com vontade.

Nina sentiu sua vagina se contrair novamente e ficar ainda mais molhada.

Enquanto chupava seu seio Gastón desceu uma mão para a vagina da morena e sentiu o quão molhada ela estava.

Ele então introduziu dois dedos dentro dela.

- Ahhh Gastón. Nina gemeu ao sentir os dedos dentro dela.

O loiro parou de chupar o seio de Nina e olhou para rosto da namorada.

Sua expressão era de puro prazer, Nina rebolou nos dedos louca para sentir eles mais fundo dentro dela, ela estava perdida de tanto prazer.

- Esta gostoso? Gastón perguntou safado.

- Muito. Nina sussurrou com a voz embriagada de prazer.

Ela agarrou-se aos ombros de Gastón buscando apoio, ela gozou deliciosamente nos dedos dele.

O loiro olhou para e retirou seus dedos de dentro dela, os colocou na boca chupando o gozo de Nina, que gemeu ao ver a cena.

Gastón abriu o armário onde sabia que Matteo guardava as camisinhas e pegou uma e vestiu em seu membro.

- Mas e você? Nina perguntou ao ver que ele se preparava para possui-la.

- Preciso estar dentro de você agora, esse vai ser o meu maior prazer. Gastón respondeu.

Nina gemeu ao sentir ele a preenchendo.

- Você é tão apertada amor, tão quentinha, é uma delicia sentir sua vagina envolta do meu pênis. Ele sussurrou de forma indecente.

Gastón começou a dar estocadas rápidas e fundas, precisava se saciar, estava louco de desejo.

Nina rebolava em cima do balcão e Gastón a ajudava com os movimentos segurando seu quadril.

Ele logo sentiu a vagina dela começar a se contrair envolta do seu pênis.

Ambos logo gozaram.

- Eu te amo. Gastón disse ofegante.

- Eu também te amo. Nina disse e logo em seguida o beijou.

Os dois não resistiram e começaram a segunda rodada.

 

Naquele mesmo momento Matteo caminhava sem rumo, havia saído da mansão para deixar Nina e Gastón se curtirem à vontade.

O italiano continuou andando distraído quando alguém esbarrou nele.

A pessoa segurou-se nos ombros dele.

Matteo sorriu ao ver quem era.

- Anda me seguindo Menina Delivery? Ele perguntou divertido e imediatamente suas mãos foram para a cintura de Luna que sorria lindamente para ele.

- Desde o México Mauricinho. Ela respondeu no mesmo tom.

- Finalmente você admitiu. Ele disse rindo.

- Agora só falta admitir que queria trombar comigo. O moreno completou.

- Eu sempre vou querer trombar com você. Luna disse apaixonada.

Matteo sorriu e beijou a namorada.

Diferente dos outros beijos aquele era calmo, mas ainda assim era apaixonado.

A língua dele explorava a boca da morena de forma lenta, fazendo Luna suspirar entre o beijo.

Luna colocou uma mão no cabelo de Matteo aprofundando o beijo.

Os dois se separam quando ficaram ofegantes.

- O que veio fazer por aqui? Que eu saiba a mansão é para o outro lado. Matteo perguntou curioso.

- Eu vim te ver seu bobo, estava morrendo de saudade. Luna disse doce.

- Também estava com saudade. Matteo disse a beijou.

- Então vamos para sua casa? Luna perguntou após se separarem.

- Não dá, Gastón e Nina estão lá, se é que me entende. Matteo disse rindo.

- Ahhh mas eu queria ficar com você. Luna disse sorrindo fazendo Matteo se derreter.

- Então vamos na sorveteria e depois ao cinema, o que acha? Matteo perguntou doce.

- Por mim tudo bem, só quero ficar agarradinha com você o dia inteiro, pode ser? Luna perguntou fazendo biquinho.

- Tudo que você quiser meu amor. Ele respondeu e lhe deu um selinho.

Luna sorriu e acariciou o rosto de Matteo.

Seu olhar mostrava o quão encantada, fascinada e apaixonada por ele, ela era.

- O que foi? Por que está me olhando desse jeito? Matteo perguntou.

- Porque eu encontrei onde eu pertenço, em seus braços eu descobrir o que é amor, você me faz feliz Matteo, como eu nunca imaginei ser possível. Luna declarou.

Matteo a beijou de forma apaixonada, ele esperara demais por aquilo.

 

Do outro lado da calçada um homem observava o casal.

Está na hora de agir. Ele pensou.

 


Notas Finais


Amoreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeees por favor comentem, me deixem feliz, obrigado por tudo e mil beijoooos ❤❤❤❤❤❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...