História Stay With Me - Livro II - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Chicklit, Comedia, Dança, Ficção Adolescente, Love Story, Romance, Teen Fiction
Visualizações 12
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


heeey

Capítulo 36 - Chapter 35


Jessica

Reencontrar minha família foi tudo o que eu poderia ter imaginado.

Choramos, rimos, zoamos e, finalmente, todos nos reconciliamos.

Descobri que Joanne não morava mais lá há um tempo. Segundo, Meri ela não havia pensado duas vezes quando um ricaço, de não-sei-quantos anos mais velho que ela, a convidou para morar junto com ele na Irlanda.

Não posso dizer que fiquei surpresa com a notícia. 

Descobri que ela e Meri não estavam em bons termos desde alguns meses depois da minha partida quando Meredith terminou finalmente com Tyler. Então, apesar de minha irmã ter mandado o convite para Joanne, nossa prima não se deu nem o trabalho de responder.

Minha mãe e meu pai me pediram desculpas pelas vezes que me julgaram erroneamente e por não considerarem minhas versões dos fatos. Eles não precisavam falar nada mais do que um simples "Desculpe"  e eu já estaria em lágrimas.

Tia Karen, como sempre quase uma moradora fixa da nossa casa, só queria saber das fofocas e sobre o Christian.

Tive que fazer um arrodeio enorme para dizer que não estávamos mais juntos sem colocar o Tyler pelo meio. O clima estava bom demais para trazermos aquele assunto pesado à tona.

Por falar em Tyler, eu ainda não havia feito nenhum contato com ele desde que descobri que ele havia viajado para Deus-sabe-onde. Apesar da vontade, eu não poderia ligar exigindo que ele me dissesse onde estava.

Greg, o noivo de Meri, apareceu quando já tinha escurecido e ele era uma graça.

Eu nunca tinha visto Meri sair com alguém do estilo dele, mas também nunca havia visto seus olhos brilharem tanto perto de alguém.

Greg era quieto e tímido, exatamente o oposto da minha irmã, mas eles eram tão complementares que fazia total sentido eles dois estarem juntos.

Apesar de tê-lo visto uma única vez na faculdade de Meredith, era visível que ela havia dado um certo toque seu no garoto.

A conversa foi até a madrugada resultando numa Jessica completamente destruída no dia seguinte.

Eu tinha que acordar cedo pois hoje começaria o festival de dança na Academia e antes de chegar lá eu ainda teria que passar na única casa de câmbio aberta antes das seis, que era no Aeroporto de Londres-Heathrow.

—Eu já estava vindo te acordar.- Brian disse enquanto eu prendia meu cabelo. Ele iria comigo até Londres pois precisava pegar seus sapatos para o casamento.

—Não deveríamos ter ficado acordados até tão tarde.-ele esfregou os olhos concordando.

Brian disse que dirigiria até Londres sem problemas e eu aproveitei para tirar um cochilo.

*  

O aeroporto não estava tão cheio como eu imaginava e chegamos à casa de câmbio sem problemas.

—E aí, Jessie? Nem tivemos tempo para conversar ontem. Soube que Tyler foi para Nova York esse fim de ano.

Eu sabia que chegaríamos naquele assunto cedo ou tarde.

— É, ele está dirigindo uma filial das Richards lá.- eu disse dando de ombros e Brian ficou esperando em silêncio.— O que foi?

—Só isso?- ele ergueu uma sobrancelha me fazendo revirar os olhos.— Vocês dançaram juntos na reinauguração, não foi?

— Sim, dançamos. Como você sabe disso?- franzi a testa.

— Ouvi alguém, acho que foi a Jennifer falando sobre isso.- Brian desviou o olhar.  Só havia uma pessoa antes de nós para ser atendida.

Quando ouvi uma batida forte a poucos metros de nós.

Uma voz ecoou e eu me virei para o som. 

O responsável pela batida praticamente gritava com o atendente sonolento à sua frente. O rapaz usava óculos escuros e um cachecol que quase cobria sua boca. Pelo que percebi sua mala havia sido extraviada ou algo assim.

Que barra.

—Então vocês não se viram depois disso?- Brian cortou o minha concentração da conversa alheia.

Respirei fundo:

— Sim, Brian. Aconteceu que Tyler mora a alguns andares de distância de mim.- esperei uma expressão mais surpresa de sua parte, mas seu rosto não mudou muito.—Nós conversamos e decidimos ser amigos... mas é complicado.

Eu olhei novamente para o cara irritado que agora jogou várias notas de dinheiro em cima do balcão e o atendente não se manifestou nem um pouco. Tive vontade de rir.

O funcionário apontou para casa de câmbio e o rapaz olhou para o local. Desviei o olhar rapidamente rindo, apesar de ter notado algo familiar nele que fez meu coração acelerar.

Me virei para olhar de novo, mas Brian se colocou na minha frente

 —Do que você está rindo?- ele olhou na direção onde eu tentava olhar por cima do seu ombro e se sobressaltou me fazendo franzir a testa.

— O que foi? - Brian fez um gesto desleixado com a mão.— Acho que conheço aquele cara e...

— Olha aquilo!-meu irmão me virou bruscamente para o lado contrário que eu queria olhar e apontou para uma placa.— Você sabia que existia um lugar chamado Nagorno-Karabakh?

  — Sério que esse auê todo foi por causa de um nome de um lugar? Pelo amor!- rolei os olhos e procurei novamente o rapaz da mala extraviada, mas ele já tinha sumido.

—Você tem que admitir que é um nome engraçado.- olhei para ele descrente e naquele momento a atendente nos chamou.

Tyler  

Tive que me conter para não cruzar a pequena distância entre mim e Jessica naquele aeroporto.

Podia ver o sorriso em seu rosto enquanto ela escutava minha discussão, ou melhor, monólogo com o funcionário.

Observei-a ir embora enquanto Brian fazia gestos desconexos para mim me fazendo revirar os olhos.

Brian tinha se tornado um amigo próximo no último ano, sempre conversávamos e ele sempre me dava migalhas de informações sobre Jessica, já que ele era seu irmão e não poderia desrespeitar sua escolha de ficar longe de mim.

O telefonema mais cedo era Meredith exigindo que eu me encontrasse com ela para provar o smoking para o seu casamento. Acabei seu conhecendo seu noivo, Greg, que era um cara excelente, nossa conversa fluiu rápido e sua guarda, que estava erguida por eu ser o ex-noivo de Meredith, abaixou no fim das contas.

Eu estava subindo aquelas escadas conhecidas da London Dance Academy e uma sensação intensa de déjà vu me atingiu. Ainda poderia me lembrar como se fosse ontem o dia em que meu carro parou e fez minha vida mudar do dia para noite.

Tudo estava recém-reformado agora e junto aos quadros de vários bailarinos e dançarinos da academia dançando agora tinha um meu junto com Jess em uma das nossas apresentações.

Teria que fazer Jane me dar uma cópia daquela foto.

— Hey, rapaz! É bom te ver novamente. - uma voz soou no topo da escada e eu levantei o olhar para encontrar Ryan, o ex-namorado de Jessica.

Parece que para eu ajeitar minhas coisas com Jessica, eu teria que acertar todas as coisas do passado também.

 

*


Notas Finais


Agradecimento: stephbrown que favoritou a história!! espero que goste!! <3 <3

Hey loves!!

Estamos de voltaaaa!

Como vcs estão? O que acharam do capítulo?

Estou cheia de perguntinhas hoje, hein husahusa

Deixem seus comentários, opiniões etc...

Não se esqueçam de votar/favoritar e adicionar a história em sua listas de leitura!

Leiam também minha nova história de fantasia, disponível no meu perfil: Hearts Of Sapphire (Em Andamento).

me sigam no twitter: @whodat_emmz

até breve

xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...