História Stay With Me - Park Jimin - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook
Tags Bts, Comedia, Park Jimin, Romance
Visualizações 56
Palavras 1.080
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


> Voltei bonitas <3

> Quero dizer, que irei postar dia SIM dia NÃO

> Boa Leitura ^^

Capítulo 3 - Estranho


Fanfic / Fanfiction Stay With Me - Park Jimin - Capítulo 3 - Estranho

Vamos nos aceitar
Viver no bem estar
Vamos nos redimir
Reconciliar 
- Tia Unnie

 

Desperto e sento na cama me espreguiçando. Ando lentamente em direção ao banheiro e começo me despir, entro no box e ligo o chuveiro deixando a água morna cair em meu corpo levando todas as inseguranças e tristezas que um dia passaram pelo mesmo.

 

Após sair do banho, ando até o guarda roupa e opto por um conjunto de moletom cinza, pego meu velho adidas, minha bolsa e desço correndo, para não perder meu ônibus.

 

Chego na faculdade, faltando 30 minutos para fechar o portão

 

- Isso que dar dormir demais...

 

Cumprimento o porteiro e entro diretamente para minha sala, já avistando Luana e Hoseok e uma cadeira vazia atrás dela, supostamente para mim.

 

~ Pensei que não viria mais... – virou na minha direção.

 

- Acordei tarde. – suspiro. - Ei Hobi! – mando um beijo em sua direção.

 

~ Você nunca mais falou comigo, ainda sou seu amigo, caso tenha esquecido. – fez beicinho.

 

- Ei, não fala isso... Eu só não estava preparada pra encarar o mundo ainda... – mordo o lábio e abaixo a cabeça.

 

Hobi é um grande amigo, comecei a falar com ele depois que Luana nos apresentou como seu namorado. A partir dai viramos dois imãs, pra onde um ia o outro tinha que está junto. Entretanto depois que meu mundo virou de cabeça pra baixo, me afastei dele, chegando ao ponto de recusar ligações e bate a porta na cara dele quando vinha atrás de mim.

 

~ Ei, tudo bem meu anjo, eu sei que você estava passando por momentos difíceis. Mas, se acontecer novamente, coisa que eu não quero, deixe que a gente cuide de você.... E dessa criança que está crescendo mais e mais! – sorriu ternamente e eu acenti dando um leve sorriso.

 

O resto da aula seguiu normalmente, o professor de química terminou de dar o assunto, e logo começou a explicar o trabalho que iria passar, nos liberando bem depois do horário normal.

Só de pensar que terei que esperar o ônibus de 17:00 por causa do atraso do professor, me chateia bastante. Corro em direção a ponto que ficava do outro lado da rua e sento colocando meus fones de ouvido.

 

{...}

 

Uma pessoa medrosa como eu, uma hora dessa da noite, em um ponto deserto e sozinha, o medo já me corroía por dentro e por fora. Odeio quando os professores passam do horário exigido. Eles não pensam que tem alunos que não tem carro e dependem de ônibus e metrô pra ir pra casa?

 

- Aish... Ônibus amigo, cadê você? – escoro na minha mochila.

 

~ Licença? – levanto de vez, preparada pra correr. ~ Oh, desculpe!

 

- T-tudo bem... – continuo em pé.

 

~ Eu estudo com você... – olho meio sem entender sua confissão. ~ Aish... Quer uma carona? Eu vi que você está a um bom tempo aqui e nada de ônibus.

 

- Eu nem conheço você! – coloco a mochila no ombro pronta pra sair andando.

 

~ E-eu sei que não, mas acho que deveria aceitar minha carona! – deu de ombros.

 

- Por que acha que eu deveria? – arqueio a sobrancelha.

 

~ Por que já vai dar oito horas e você ainda está aqui, sozinha e grávida. Prevejo que já queria estar em sua cama a essas horas... Ou não? – sim, eu queria e muito.

 

- Mas eu não pego carona com estranhos! – cruzo meus braços.

 

~ Bom, se quiser pode me conhecer enquanto levo você em casa! – pegou minha mochila e caminhou em direção ao seu carro, um Etios Sedan Cinza, muito bonito por sinal.

 

- Você é persistente assim mesmo, ou é uma macumba que jogaram em mim hoje? – entro no carro.

 

~ Acho que é a primeira opção! – me entregou a mochila e ligou o carro.

 

- Por que você resolveu me ajudar? Nos nunca nem nos falamos! – olho para seu rosto. Lindo, muito lindo, jesus que beleza.

 

~ Meus pais me ensinaram a ser prestativo, eu vi que você estava bem incomodada com a demora, achei que deveria ajudar... Fiz mal? – olhou na minha direção e eu segurei o ar.

 

- N-não... Acho que não! – olho rapidamente para frente.

 

~ Bom senhorita, aonde é que moras? – explico onde moro.

 

- Você mora pra esse lado também?

 

~ Não, eu moro literalmente do outro lado da cidade!

 

- Aish... Não acredito que aceitei sua carona! – faço um bico emburrada.

 

~ Aigoo... Por que? – olhou pra mim com um sorriso brincalhão nos lábios.

 

- Você mora longe, e está tendo que rodar a cidade pra me trazer. Isso é muito constrangedor.

 

~ Seria constrangedor se eu estivesse reclamando! – deu de ombros.

 

- Por que tem que ser assim? Parece até o Hoseok! – rolo os olhos.

 

~ E como eu e o Hoseok somos? – virou a cabeça na minha direção e depois voltou a atenção para a rua.

 

- Parece que nada é ruim pra vocês dois, se fosse eu no seu lugar estaria reclamando o tempo todo! – dou de ombros.

 

~ Se você tivesse pedido a carona, talvez, eu estivesse reclamando. – deu de ombros. ~  Mas como disse meus pais me ensinaram a ser educado, então estou bem em trazer você do outro lado da cidade.

 

- Você gosta de sair?

 

~ Nem sempre... Sou caseiro. Mas de vez em quando gosto de dar uma saída para espairecer a mente.

 

- Ah sim... Eu gostava muito de sair! Mas ultimamente eu estou preferindo ficar em casa, no aconchego da minha caminha maravilhosa! – dou um sorriso ao lembrar que minha cama esta me esperando e acaricio minha barriga.

 

~ Se eu chamar você amanhã pra sair, você rejeitaria pra ficar na sua cama? – arqueou a sobrancelha.

 

- Por que me chamaria para sair? – encaro sua expressão brincalhona.

 

~ Por que eu gostei do seu jeito, e quero ser seu amigo!

 

- Você me conheceu hoje... Como já gostou de mim? – cruzo os braços.

 

~ Sou rápido nas coisas.

 

- Hm... Acho que sim! – olhou-me sem entender. - Acho que sairia com você! – esclareço melhor e ele fez um ‘Ahh’.

 

~ Então pronto madame! Amanhã você tem um compromisso comigo! – parou o carro na porta da minha casa. ~ E nada de desistir!

 

- Não irei! – retirei o cinto e suspirei.

 

~ Até amanhã! – beijou minha bochecha e eu sorri tímida saindo do carro.

 

- Ei! Me diga seu nome pelo menos... – digo do lado de fora.

 

~ Jimin, Park Jimin! – sorriu e arrancou com o carro.


Notas Finais


> E foi isso!

> Espero que tenham gostado ^^

> Não se esqueçam de comentar se gostaram ou não! Por que ajuda e incentiva ainda mais!

> Até depois de amanhã <#


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...