História Stay With Me - Park Jimin - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook
Tags Bts, Comedia, Park Jimin, Romance
Visualizações 57
Palavras 2.129
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


> Desculpa a demora! Mil perdões 🙏

> Boa Leitura 🐈🍃

Capítulo 8 - Não queria...


Fanfic / Fanfiction Stay With Me - Park Jimin - Capítulo 8 - Não queria...

Creio que quase sempre é preciso um golpe de loucura para se construir um destino. - Tia Unnie


~ Tem certeza que você vai fazer isso? - Lua me puxou sorrindo.


- É uma das minhas loucuras, tenho que fazer! - dou de ombros. - Você conseguiu descobrir o nome dele pra mim Hobi? - virei na direção do mesmo.


~ Pelo que eu escutei, ele se chama Ravi...


- Ravi está nas minhas mãos! - sorri maléficamente.


~ Eu tenho que gravar isso! - Jimin puxou o telefone do bolso.


- Me desejem sorte! - suspiro e ando em direção ao casal.


~ Fighting! - falaram em uníssono.


Time for Action!


- Então é nos braços dela que você vem quando a gente discute é? - olho com minha melhor cara de indignação.


~ Como? - o rapaz, que se chama Ravi, olha pra minha cara e depois pra minha barriga.


- Como assim, como? VOCÊ JA SE ESQUECEU DE MIM? - aponto do dedo na sua cara. - Eu não acredito Ravi, a gente só teve uma discussão ontem a noite, e você já está se atracando com outra! - tento fazer com que as lágrimas desçam, mas ta difícil.


~ M-mas…

- MAS NADA! E você? Está se sentindo feliz, por esta destruindo uma família? - olho pra garota.


~ Moça eu…


- Não se dirija a mim! - coço meus olhos e seguro a vontade de rir. - Eu não deveria ter me entregado a você! Poxa Ravi, eu depositei minha confiança toda em você, eu te dei meu amor e é assim que você me retribui? - limpo uma falsa lágrima.


~ Do que você tá falando? Eu nem conheço você…- levantou.


- Agora você não me conhece? É só pra fazer um charme pra mocinha é? Você é um estúpido! - bato no seu ombro. - Quer saber que sejam felizes... - viro e saio andando em direção a Luana.


~ Moça espera! Vamos conversar… - a mulher correu atrás de mim e segurou meu braço.


- O que é? - virei na sua direção. - Olha, eu estou bastante chateada, meu bebê resolveu brinca de futebol na minha barriga, eu quero uma massagista por que meus pés não estão suportando mais o peso do meu corpo, minha cabeça tá doendo, e eu só quero deitar. Então se você não for solucionar nenhum desses meus problemas, não temos nada para conversar!


~ É só que… - começou a sorrir. ~ Esse rapazinho aqui! - apontou pra o garoto. ~ É meu irmão...


Sabe aquele momento que você quer enfiar a cara no asfalto e não tirar de lá nunca mais? Pois é, isso mesmo que estou prestes a tentar fazer.


- OH MEU DEUS! - comecei a rir loucamente.


~ Por isso que eu estranhei... - Ravi se juntou a nós duas.


- Meu Deus... Meu Deus… Meu Deus… - coloquei a mão tampando meu rosto e eles continuaram sorrindo. - Eu nem percebi que eram irmãos... Meu Deus, que vergonha!


~ Mas pensando por outro lado… Foi divertido o susto que tentou nos dar! - a moça comentou ainda sorrindo.


- Era um desafio! - aponto pros meninos que estavam sem reação. - Me desculpa usar vocês! - volto a sorrir que nem uma louca.


~ Não tem problema… Mas, eu não vou mentir que já estava repensando minha vida toda, pra saber se eu tinha transando sem camisinha com alguém… - Ravi sentou no banco colocando a mão no peito.


~ E eu ia matar você, se tivesse engravidado mesmo! - aproximou do garoto. ~ Já ia te dar um sermão, falando que você foi um irresponsável! - bateu no ombro do mesmo.


- Desculpa, por quase matar os dois do coração! - me curvei.


~ Que é isso! Deu até um pouco de emoção na minha vida… - Ravi comentou e acabamos sorrindo de novo.


- Bom, então eu vou indo… Até algum dia! - acenei e andei na direção dos meninos.


~ Até algum dia, garota maluca! - acenou pra mim e eu sorri.


{…}


~ O que aconteceu lá? - Lua brota na minha frente.


- Eu passei mais vergonha do que deveria! - comecei a rir de novo.


~ O que rolou? - continuo no meu ataque de risos. ~ Conta logo peste! - Hobi bate de leve no meu ombro.


- Bom, achando eu que os dois eram namorados, fiz lá minha novela mexicana, que até lágrima de mentira rolou, pra no final eu descobrir que os dois na verdade, eram irmãos! - faço biquinho e os três começam rir da minha cara.


~ S/N, você veio ao mundo só pra passar vergonha! - Jimin sentou do meu lado ainda rindo.


- Haha… Palhaço! - rolo os olhos. - Podemos ir comer? Tô morrendo de fome... - acaricio minha barriga e Aurora da um chute. - Tá vendo, ela também está com fome! Não é meu amor, fala pra esse povo velho que você tá com fome, que quer encher o bucho… - dou um sorriso sem graça quando vejo os três me olhando. - Oi, tudo bom?


~ Doida… - Hobi começa a rir.


~ Ah... Eu gosto quando ela conversa com a Aurora! - Jimin me defende.


~ Tu é outro doido! - deu de ombros.


~ Pelo menos eu não saio, correndo no meio da faculdade fingindo ser o Naruto! - Jimin se defende.


~ Eu só fiz isso uma vez! - olhou para Jimin indignado.


~ Não importa…


~ Importa sim! Pelo menos eu não fico pagando de gostosão na faculdade! - deu de ombros.


~ Eu não pago, eu já sou! - Jimin levantou e jogou um beijinho pro Hobi, que mandou um dedo do meio pro mesmo.


~ Vamos comer ou vocês vão ficar aí discutindo quem é o mais doido? - Lua interrompe nossa discussão.


- Vamos comer! - levanto.


~ Qual casa vai nos oferecer comida? - Hoseok escora no carro.


- A casa chamada restaurante! - respondo. - Ou vocês acham que eu nessas condições vou cozinhar pra vocês? - arqueio minha sobrancelha.


~ Então, vamos para um restaurante! - Lua anda em direção ao carro. ~ Que é? - virou na nossa direção. ~ Eu mesmo não! Não vou cozinhar pra vocês de jeito nenhum.


~ Oushy... Mas ninguém falou nada aqui! - Jimin levantou as mãos em forma de rendimento.


~ Então o que estão esperando? Entrem logo nesse carro! - apontou pro carro, eu e Jimin nos olhamos, e corremos em direção ao mesmo.


{…}


Achamos um restaurante maravilhoso, almoçamos e resolvemos ir pra casa, pois no outro dia teríamos que ficar o dia todo na faculdade.


~ Está entregue! - virei pro Jimin.


- Obrigada! - abracei o mesmo.


~ Não precisa agradecer! - beijou o topo da minha cabeça.


- Não quer entrar? - aponto pra dentro do apartamento.


~ Não irei atrapalhar? - neguei e o mesmo assentiu. ~ Então entrarei um pouquinho…


- Podemos assistir um filme! Claro, se você quiser…


~ Eu adoraria! - sorriu com aquele eye-smile que mata qualquer um, e eu tive que escorar no balcão pra não fazer uma visita ao meu amigo chão.


- E-então, eu irei fazer uma pipoca pra gente! - ando rapidamente em direção a cozinha. - Aish… - escoro na pia e dou um longo suspiro.


~ Se quiser ajuda… - apareceu na porta da cozinha, como estava distraída, tomo um susto e coloco a mão no coração, olhando repressiva pra ele.


- An... Precisa não! - dou um leve sorriso. - Prometo ser rápida! - pisco na sua direção e o mesmo sorri e volta pra sala. - É só um filme S/N… - respiro forte, pego o saco de milho pra fazer pipoca, jogo o óleo na panela, espero o mesmo esquentar e jogo a pipoca. Enquanto isso vou na sala pra ver se está tudo bem. - Hey… Você prefere cerveja ou suco?


~ Tanto faz… - deu de ombros.


- Então pegarei uma cerveja pra você e um suco pra mim! - virei pra voltar a cozinha mais o mesmo me interrompe.


~ Pensando bem... Irei tomar o mesmo que você! Afinal, estamos grávido juntos! - viro na sua direção e dou um sorriso digno de Oscar.


- Você é muito bobão! - vou até o mesmo e beijo sua bochecha. - Deixa eu ir pegar a pipoca e nosso suco. - volto para a cozinha.


{…}


~ Já que o filme acabou, eu vou indo! - levantou do meu lado.


- Tem certeza? - levanto também.


Burra...


~ Não posso faltar a faculdade, tenho prova amanhã… - suspirou.


- Tá muito tarde! Fica aqui, amanhã cedo você vai em casa e pega as coisas. - seguro a barra da sua camisa.


Burra de novo…


~ Tem certeza? Não quero incomodar o sono de uma grávida! - sorriu.


- Você nunca incomoda besta! - bato em seu ombro.


100% burra...


~ Então eu fico! - sorriu e sentou no sofá de novo.


- Irei preparar seu quarto! - acariciei suas madeixas e andei em direção ao quarto de hóspedes.


{…}


- Você sente muito frio a noite? - coloco a coberta em cima da cama.


~ Não muito! - retirou o sapato e a blusa.


- Tá tentando me seduzir? - arqueio a sobrancelha.


~ Eu não! - deu um riso nasal e abriu a coberta.


- Qualquer coisa me chama! - ando até o mesmo e beijo sua testa.


~ Tá bom! - puxou me rosto, beijou minha bochecha logo depois beijando minha barriga. ~ Boa noite garotas!


- Boa noite, Minnie! - dou um leve sorriso e saio em direção ao meu quarto.


{...}


Como o destino trabalha loucamente, quando era criança, eu acreditava que mulher e homem nunca poderiam ser amigos. Que se eles estivessem juntos, só podiam está namorando! Mas o destino me provou ao contrário, hoje eu descobri que sim! Uma mulher pode ser amiga de homem, e a prova viva disso é Jimin!

Ele é um anjo comigo, se preocupa e sempre me quer bem! Não importa as circunstâncias. Cuida da Aurora como se fosse sua filha. Engraçado que nos tratamos como se já nos conhecemos a bastante tempo.

~ Sem sono? - viro de vez pra porta.


- Sim… - viro de lado olhando pro mesmo que estava escorado na porta.


~ Acho que vai chover… - comentou.


- Interessante… - olho sem entender o comentário do mesmo.


~ Aish… - sorriu. ~ Quer que eu durma com você?


- Não precisa… - o mesmo faz biquinho. - M-mas se quiser!


~ Prometo não incomodar você! - sorriu animado e andou até a cama sentando do meu lado esquerdo, beijando minha bochecha.


- Jimin… O que você tá tentando fazer comigo? - sussurro mais o mesmo escuta.


~ Como assim? - olhou-me assustado.


- V-você tá conseguindo mexer com meus sentimentos… Eu prometi aos quatro ventos que não ia gosta de ninguém. E você tá conseguindo, aos poucos, fazer com que eu quebre minha promessa. - suspiro derrotada.


~ Isso é bom ou ruim? - sorriu.


- Péssimo! - olho brava. - Jimin, eu não queria me apaixonar, não agora, eu estou ainda em uma saída contubarda de relacionamento, tirando que a retardada aqui, foi a única que saiu "quebrada" nessa história toda… - abaixo a cabeça. - Seria pedir muito eu gostar de você só como amizade?


~ Então, deixa eu entender melhor… Você está apaixonada por mim, mas não quer está apaixonada por mim, por que você saiu de relacionamento conturbado, onde o idiota perdeu um… Um não, mais dois bens preciosos, e que no fim do afinal, você só quer minha amizade? - respirou fundo depois de falar isso tudo. ~ Então agora vamos as minhas considerações, nessa história toda! - sentou atrás de mim e abraçou minha barriga deixando sua boca perto do meu ouvido.


- Jimin…


~ Eu só me aproximei de você, por amizade, e eu deixei bem claro pra você naquele dia no carro. E quando cheguei em casa prometi a mim mesmo que não iria me apaixonar por você! E é o que eu tô tentando fazer até agora! - suspirou. ~ Me desculpa se fiz em algum momento você se apaixonar por mim, me desculpa se tentei ser o melhor pra você, me desculpa se fiquei do seu lado, para fazer com que você esqueça o idiota do Chung. - fungou.


- O que tá tentando me dizer?


~ Estou tentando dizer que, eu vou me afastar, para seu bem S/N, irei me manter longe de você… - levantou e saiu do quarto.


- Do que você está falando? - sai louca atrás dele.


~ E eu espero que consiga me esquecer, por que eu não quero ser motivo de dor para você! - pegou sua blusa e passou por mim, andando em direção a sala.


- Jimin, espera, volta aqui! - corro atrás do mesmo. - Você entendeu errado anjo! - sinto as lágrimas descerem pelo meu rosto.


~ S/N volta pra cama, você tem que descansar! - suspirou. ~ Eu me sinto feliz em ter conhecido você… - saiu e eu fiquei estática olhando pra porta.


- J-Jimin…


Notas Finais


> E então? O que vocês acham que Jimin é S/N deveriam fazer em relação a essa DR que eles tiveram?

> Não esqueçam de comentar! Ei você aí que está lendo, eu amo os comentários de vocês!

> Até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...