História Stay with me - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ao no Exorcist
Personagens Personagens Originais, Rin Okumura, Yukio Okumura
Tags Ao No Exorcista, Drama, Lembranças, Personagens Originais, Rin X Yukio, Romance
Exibições 29
Palavras 1.555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie, de novo eu aqui...
E obrigado a todos que comentam, curtem e acompanham a fic. Sério no último capítulo da primeira temporada eu pensei que vcs iriam me matar ou pelo menos demonstrar a insatisfação de vcs que eu queria ver isso.😘
Pq eu achei chato escrever um final feliz, pq meio que estragaria a história.(sou uma vadia, eu sei)
Obrigado por lerem pq tbm sei que tenho que melhorar.
E desculpem se ficar chato pq não to muito bem e minha visão dá meio bugada digamos...(gripe)
Vamos para o capítulo!

Capítulo 3 - Sorrisos...


O diretor ainda continuava inconsciente, doía Shura para ver seu pai nesse estado. Em um tom pálido fora do normal, com seus lábio arroxeados, um monte de fios e máscara de oxigênio. Além dos "bip" irritantes, como a ruiva chamava.

Yukio começou a trabalhar passando todas às noites lá no quarto com Mephisto, dizendo para Shura ir descansar, e depois indo para seu trabalho quando chegava a hora.

A morena contradizia o jovem professor, porque ela não iria em alguma missão deixando o demônio ali, que ele devia ficar se preocupando com a própria saúde.

Assim, se seguiam os dias ao longo da semana, ambos ficando cada vez mais debilitados, Yukio não dormia e quando fazia, tinha pesadelos acordando 1 hora após dormir.

Começando a tomar remédios para sua insônia, que atrapalhava seu desempenho na sala de aula e também o moreno não ia em missões.

Porque tanto ele quanto Shura sabiam, que não deviam confiar em deixar um demônio no meio de tantos humanos, mesmo que dizem confiar no diretor que afirmou sua lealdade a séculos para os exorcistas.

Quem havia assumido o lugar do diretor foi Arthur, o namorado de Shura, foi uma surpresa para todos um paladino servir como diretor, mas aparentemente ele tinha a personalidade certa para o cargo.

Assim o loiro pode ajudar a ruiva que estava angustiada com a saúde de Mephisto.

Agora o moreno de olhos azuis esverdeados se preparava para ir dar aula.

Estava com algumas olheiras, hoje não ia para o hospital, estava proibido pela pequena exorcista pervertida. Sophie disse que o moreno deveria cuidar de sua própria saúde, antes de ir para a ala hospitalar.

Quando chegou ao prédio para dar aula, viu Taisuke na frente sorrindo para ele. Yukio retribui o sorriso.

_ Okumura-kun, hoje você não dará aula Turner-chan estará te substituindo. 

_ Sophie dando aula? Com minha turma, não dará certo. - diz tendo dó de seus alunos.

_ Vamos. - fala Taisuke animado.

_ Onde? - inclina para o lado a cabeça levemente confuso.

_ Ao parque. 

Responde o albino não dando espaço para o moreno falar o puxando pela mão, fazendo o mais novo corar.

 

Quando chegaram ao parque, sentaram-se no banco, Yukio se encontrava envergonhado. 

Não como se nunca fosse a um encontro, mas era com Taisuke, o albino era gentil com ele, o fazia sentir segurança, que nunca havia sentido antes.

Mas ainda não consegui se esquecer de Mephisto, o estado em que se encontrava, teria de ir vê-lo sem que a baixinha pervertida soubesse, só de pensar nela o fazia estremecer.

_ Okumura-kun? - chama Taisuke.

_ Hã... Sim, Taisuke? - diz o moreno confuso, ultimamente se perdia facilmente em pensamentos.

O albino sorria gentilmente para ele, fazia o moreno perder o fôlego, o maior passa a mão pelo seu rosto gentilmente, acariciando sua bochecha.

O exorcista mais jovem fica extremamente corado com essa ação, o mais velho chega cada vez mais perto dele, aproximando seus lábios.

Os colando de forma delicada, hesitante, carinhosa, se acompanhavam em compaço,  seus olhos fechados, aproveitando o beijo.

Taisuke aprofunda o beijo, após um tempo se separando, olhando para Yukio sorrindo chegando a fechar os olhos.

_ Okumura-kun tem que relaxar, estava apenas o ajudando. - fala com um sorriso em seus lábios.

_ Oh... Claro... -Yukio diz desconcertado. - Aqui é um lugar calmo. - muda de assunto, não escapando da verdade, era um local tranquilo e um tanto... Romântico.

_ Sim, pensei que assim poderia faze-lo se acalmar. - responde o albino.

 

Voltam  após um tempo para Vera Cruz, agindo o mais normal possível, era de tarde, os dois exorcistas já haviam comido em uma lanchonete um pouco afastada do parque.

Se despedem com Taisuke indo dar aula, enquanto Yukio se perdia novamente em pensamentos.

Vagando sem prestar atenção para onde ia, esbarrando em alguém, caindo no impacto, vendo vagamente uma mão estendida para si.

Logo pega na mão, que o ajuda a se levantar, limpando uma poeira invisível de sua roupa, em seguida erguendo o rosto para se desculpar e agradecer.

_ Obrigado e desculpe estava meio distraído... - para por ser recebido com um par de olhos azuis safira o observando.

_ Olá, estou acompanhando um amigo. - fala o homem sorrindo amplamente.

Yukio mal presta atenção ao que o cara fala, apenas se perdendo em seus olhos azuis, pensando se seria possível ser o mesmo de seus sonhos.

_ Sou Yukio, Ukumura Yukio. - estendendo a mão para comprimentar o homem, sorrindo timidamente.

O cara aperta sua mão, ainda com um sorriso largo.

_ Sou... Bem prazer em conhece-lo. - fala por fim o moreno, sorrindo sem graça meio franzindo as sombrancelhas.

Yukio poderia ter desconfiado de algo, mas estava perdido naqueles olhos azuis e sorriso largo, aqueles cabelos negros rebeldes que o vento bagunçava ainda mais.

_ O prazer é meu. - o mais novo pensava em como era fácil sorrir na presença desse cara, que acabava de conhecer.

De repente percebendo que os olhos azuis haviam ganhado um tom triste, franzi a testa confuso.

_ Tenho que ir - se despede Rin de seu irmão.

O outro apenas balança a mão dando tchau, perdido em pensamentos, concerteza aqueles olhos eram os mesmos de seus sonhos pensa ccomsigo.

~#~#~#~#~#

Edward andava de um lado para o outro no apartamento, preocupado com os braços atrás das costas.

_ Porra, para com isso Landrec! - grita o moreno impaciente.

_ Ah, mas é claro! É que o rei de Gehenna, não tem nenhuma responsabilidade sobre o caso de seu amante! - retruca o albino.

Rin se levanta da cama ficando de frente para Landrec.

_ O que?

_ Isso mesmo, aquilo poderia ter ativado toda a merda, porra Rin toma cuidado. - suaviza a voz ao ver o olhar preocupado do outro.

Ambos suspirar trocando olhares, aquilo realmente é complicado.

_Como está Mephisto?

_Nada bem, suspeito de suicídio, resumindo ele tentou isso mesmo.

_Merda - o moreno murmura – Por causa do velhote? - pergunta Rin para si mesmo.

O albino fica preocupado, que se isso não der certo, Rin pode ficar desse jeito ou pior. Porque ele mesmo sabe como é difícil ficar longe de Sophie, mas e seu amigo que nem tem um compromisso e corre o risco de perder Yukio?

~#~#~#~#~#

Havia se passado 9 dias, Mephisto não acordou, Yukio estava muito ocupado para ir visita-lo pois teve de ir em duas missões de curto prazo e ficar no lugar de Shura que ainda permanecia ao lado do diretor.

Então hoje visitaria seu irmão, mas estava um tanto cansado de ter uma semana tão agitada, precisava lembrar de passar algum trabalho prático para seus alunos.

Suguro disse que poderia ficar em seu lugar para dar aulas, se bem que ele é melhor do que Sophie, então o moreno aceitou.

Entrando na ala médica, apenas pegou o crachá para entrar como visitante e foi rapidamente ver como Mephisto estava, iria trocar com Shura estava decidido.

Chegou ao quarto, vendo a ruiva sentada ao lado da figura inconsciente, sorri triste, é bom ver que ela estava dormindo e não bebendo tanto café como antes, ou melhor ele esperava isso.

Fechou a porta calmamente e deu alguns passos para frente, olhando preocupado para o diretor.

' Será que não está se curando com poder demoníaco?' - pensa Yukio franzindo a testa.

Ele se senta em uma cadeira um pouco afastada da cama, direcionando seu olhar pela janela, queria apenas ter a presença de alguém ao seu lado.

Sabendo que não derramaria suas preocupações com Sophie, Taisuke e muito menos Shura. Suspira exausto, gostaria de ter alguém que o fizesse sorrir por simplesmente dizer algo sobre alguma coisa sem importância.

Parou de ter sonhos, mas ainda acorda sem energia alguma, ultimamente ssentnfo muita falta de seu pai.

Sente uma mão em seu ombro e vê a ruiva sorrindo fracamente para ele.

_ Quatro-olhos você deve ir para sua casa e descansar.

_ Mas eu acabei de chegar e você está precisando mais que eu. 

Ela suspira - Está bem, fique até anoitecer então eu volto.

Se despedem e Yukio volta a se perder em pensamentos.

~#~#~#~#~

Em Gehenna Satã estava furioso quanto sua esposa, voltaram a conversar por causa de Rin.

_ Aquele irresponsável. - fala para si mesmo o antigo rei do inferno, procurando algum feitiço para ir à Assiah.

_ Luci, não consigo acreditar que Rin saiu sem vermos! - grita irritada a morena.

O albino não responde procurando mais rapidamente, ambos estavam irados com o mais novo, Yuri por ela não ter ido e Lúcifer por ele ter saído sem comunica-lo.

_ Droga você não consegue ser mais rápido? - crítica a mais nova.

 _ Quer trocar de lugar comigo? - retruca.

Ela se aproxima para a pilha de livros espalhados e pega um aleatório e diz:

_ Nã seria esse? 

Satã demonstrava sua irritação e tomou o livro da mão dela, abrindo o , e  ficando de boca aberta em um perfeito "O".

A morena sorria vitoriosa.

_ C-como... - guagueja o albino completamente perdido, em apenas ela tocar em um simples livro e já achar o que precisavam.

_ Certo, agora vai e faça rápido tenho que puxar a orelha de um demônio malvado. - fala com um sorriso sacana brincando em seus lábios.

 

 

 

 


Notas Finais


Gente, critiquem ok? Estou demonstrando sentimentos? Estou insegura, preciso da opinião de vcs no que posso melhorar e revisei já este cap para não ter erros, mas como sempre terá mas me esforçarei para melhorar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...