História Stellasies - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai
Tags Baekyeol, Chanbaek, Exo, Fluffy, Lemon, Yaoi
Visualizações 43
Palavras 3.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Parece um milagre de Jesus Cristo, mas é só mais um capítulo de Stellasies.

Peço perdão pela demora, mas vocês não fazem ideia do quanto eu sofri pra conseguir escrever esse capítulo, simplesmente porque as cenas não conseguiam sair da minha cabeça e virarem palavras. Mas seguimos firme, forte e sofrendo.

Boa leitura, comentem e nos vemos nas notas finais. :)

Capítulo 3 - 02. Primeiro Encontro


Chanyeol caminhava apressadamente em direção à entrada do restaurante japonês, havia deixado seu carro no estacionamento e torcia para que ninguém o parasse enquanto seguia para o estabelecimento. No entanto, não tivera tanta sorte assim, pois enquanto se aproximava, avistou Baekhyun fazendo o mesmo e ambos se encontraram na porta de entrada, trocando um cumprimento breve, enquanto fãs e paparazzis escondidos do outro lado da rua, tiravam fotos e iniciavam muitas especulações, em cima do casal mais aguardado das telonas.

Não esperaram muito para adentrar ao local, pois sabiam que se fossem vistos ali, logo logo estariam nos noticiários. Tarde de mais, a essa altura, várias fotos do abraço que trocaram já estavam circulando pela rede.

Foram recebidos logo na entrada e guiados até uma salinha mais reservada, onde poderiam conversar sem nenhuma interrupção. Se sentaram um de frente para o outro nas pequenas, porém confortáveis, almofaçadas e logo fizeram o pedido.

- E aí, Chanyeol, como você está? - Baekhyun começou o assunto, enquanto jogava seu celular sobre a mesa e abria dois botões de sua camisa, para aliviar o calor que sentiu durante a corrida do estacionamento até a entrada do restaurante. Pois é, ele era bem sedentário.

- Estou indo muito bem. Encerrei minha turnê há poucos dias e estava em uma reunião, para discutirmos sobre os lucros e alcances que conseguimos pelo mundo. - Respondeu com um sorriso cativante, enquanto retirava seu moletom azul escuro.

- Uau, temos um cantor mundialmente popular aqui, com licença. - Baekhyun respondeu fazendo graça e ambos riram.

- E você, como está? - Chanyeol perguntou, enquanto folheava o cardápio, em busca de algo para complementar os pedidos que já haviam feito. Comida nunca era de mais.

- Muito bem, andei ensaiando bastante para o nosso novo dorama, então estou empolgado. - Baekhyun sorriu, fazendo Chanyeol abaixar o cardápio para apreciar a cena e responder com um sorriso ainda maior. - Você está empolgado também?

- Pra falar a verdade, eu estou muito mais nervoso do que ansioso. É minha primeira vez atuando e Kyungsoo tem falado tanto na minha cabeça, que eu estou duvidando na minha capacidade de aguentar tanta pressão. 

- Não precisa se preocupar com isso, Chanyeol-ah. Embora seja um papel muitíssimo importante, creio que você tenha capacidade para aguentar tudo e, além do mais, eu estarei aqui para te ajudar e a equipe também. - Baekhyun sorriu, lançando uma piscadinha animada para o rapaz.

- Obrigado, Baekhyun hyung, irei me esforçar de qualquer maneira.

Ambos interromperam o assunto, ao verem a porta da pequena sala ser aberta e dois garçons entrarem com as bandejas de comidas. Pouco tempo depois ambos já estavam comendo e voltando à conversa.

- Então, Chanyeol, como você se tornou um artista solo? Pelo o que eu soube você já esteve em um grupo antes, né? - Baekhyun perguntou, dando um gole em seu suco em seguida.

- Bom, eu já estive em um grupo, só que eu só estive no single de debut. Houve vários problemas entre mim e a empresa e eu meio que fui demitido de lá. Eles eram extremamente preconceituosos e eu acabei ficando feliz por ter saído. Consegui estabelecer muito bem minha carreira, enquanto o grupo não passou do MV de debut e já teve disband. - Chanyeol respondeu simples, enquanto voltava a mastigar.

- Sinceramente temos que lidar diariamente com as empresas preconceituosas. Vário idols estão constantemente escondendo suas sexualidades, porque querendo ou não, isso interfere muito no nosso meio de trabalho e poderíamos facilmente sermos queimados na industria. - Baekhyun respondeu, internamente se lamentando por viver em um país tão mente fechada.

- Felizmente o escândalo que rolou na empresa não foi divulgado, então eu consegui me estabelecer no mercado. Mas de qualquer jeito eu tenho meu empresário e minha própria equipe, então eu mesmo faço minhas regras. - Chanyeol riu, fazendo Baek o acompanhar.

- Você praticamente começou do zero, não é?

- Sim, depois de ser bastante humilhado naquele lugar, eu resolvi que faria do meu próprio jeito. Kyungsoo já trabalhava nesse meio e nos conhecíamos há muito tempo, ele me ajudou a conseguir meus próprios funcionários e resolveu tudo para o meu debut solo e no fim deu tudo certo. - Chanyeol sorriu com a lembrança e Baekhyun o encarou, admirado com o brilho no olhar do mais alto.

O almoço seguiu tranquilo porém barulhento com as conversas e risadas altas dos dois. Infelizmente não puderam ficar juntos por muito tempo, visto que tinham outros compromissos, mas isso não os incomodou, pois sabiam que dali à dois dias, estariam juntos em uma entrevista.

[...]

Chanyeol adentrou seu apartamento e se jogou no sofá, querendo apenas dormir, no entanto sabia que não teria sossego por muito tempo e logo seu telefone já estava tocando loucamente em seu bolso.

- O que foi, Kyungsoo? - Perguntou um pouco irritado, enquanto retirava seu moletom e aumentava a temperatura do aquecedor.

Pra quem estava receoso em chamar muita atenção para a sua sexualidade, você não foi nada discreto. - Kyungsoo comentou calmamente, mas não precisava aumentar o tom de voz para Chanyeol saber que ele estava um tanto pistola.

- O que aconteceu agora? - Suspirou alto, voltando a se deitar no sofá.

O que aconteceu, foi que suas fãs estão loucas compartilhando suas fotos abraçado com o Baekhyun. Você tem noção do quão caótica está a internet hoje? - Kyungsoo sem querer acabou gritando um pouco, mas entendam o lado dele, ele dava duro pra concertar as burradas de Park, mas o mesmo sempre estava fazendo merda atrás de merda.

- Qual o problema de abraçar o Baekhyun? Me coloca em uma coleira que é mais fácil.

Chan, você sabe que não é assim que funciona. Você saiu misteriosamente de uma empresa, deixando todo um suspense da sua sexualidade, nunca sequer houve um boato de algum relacionamento seu e então você resolve participar de um dorama gay. Pra gente isso não tem nada de mais, somos todos viados mesmo, o problema está na imprensa e você sempre soube disso.

- Kyung, eu vou beijar o Baekhyun e essa cena vai se espalhar mundialmente, querendo ou não os boatos ainda estarão aí. - Soltou o ar, farto de sempre ter que esconder quem era, pois precisava se sustentar.

Boatos não são o problema, você está em um dorama e eles terão esse tipo de conteúdo. O problema é trazer isso pra fora das telas e ainda mais com o Baekhyun, QUE É A DROGA DO SEU PAR ROMÂNTICO!

- Foda-se Kyungsoo, eu simplesmente estou considerando o fato de cagar para isso tudo e viver minha vida. Não vou ficar me regulando não, se eu já entrei nessa sabendo o que ia acontecer, nada mais justo do que chutar o balde de uma vez. - Chanyeol se levantou e foi até a cozinha, abrindo sua geladeira com seu estoque de cervejas já no fim.

Você vai se assumir, é isso?

- Talvez no futuro, eu só não vou deixar de viver minha vida, abraçar quem eu quiser e fazer o que eu quero aqui na vida real, só porque vão começar a especular sobre mim.

Pense direito, Chanyeol. Você ralou pra caramba pra construir sua carreira. Eu apoio você viver do jeito que quer, mas isso é muito mais sério do que parece. Por favor. - Kyungsoo suspirou. Ele estava preocupado com o Park. Queria vê-lo feliz sem se preocupar em ser pego, mas sabia o quanto a sociedade faria mal à ele por ser uma figura pública. Sabia o quanto o próprio governo da Coreia daria um jeito naquilo.

- Prometo pensar. - Chanyeol respondeu, enquanto dava um gole na cerveja gelada que logo amargou seu paladar.

Pelo menos espere para ver a reação das pessoas em relação ao dorama. Se ele ganhar força, você terá apoio o suficiente para fazer o que quiser.

- Obrigado, Kyunggie. Vou dormir um pouco, depois a gente se fala. - Ouviu o empresário desligar e logo deixou o celular na bancada da pia, enquanto voltava a se jogar no sofá.

Infelizmente não conseguiu dormir, pois sua mente estava a mil, pensando no que suas fãs tinham feito dessa vez. Já estava cansado de ver fanarts que as mesmas faziam de si com Do Kyungsoo, já havia visto algumas fanfics também, embora não tenha lido nenhuma, e também já viu vários vídeos de edits que faziam de seus momentos com algum outro idol.

Se levantou preguiçosamente e foi até a cozinha, capturando seu celular e depois se jogou novamente no sofá. Não precisou pesquisar muito, pois seu Instagram estava inundado com marcações em posts de outros usuários.

Abriu o primeiro que viu e se deparou com fotos de vários ângulos diferentes, desde o momento em que ele saiu do estacionamento, até o momento em que avistou Baekhyun e depois o abraçou. Várias fanarts estavam espalhadas pela internet, assim como vários comentários em suas fotos, perguntando se os dois estavam em um encontro ou se ChanBaek era real.

Resolveu não encher muito sua cabeça com aquilo, ou então não conseguiria olhar para Baekhyun de outra forma, a não ser envergonhado.

[...]

Baekhyun adentrou calmamente a sala de imprensa de uma emissora, onde daria uma entrevista coletiva junto de Chanyeol. Quando fechou a porta da mesma, viu que muitos jornalistas já estavam ali, assim como Park, que estava sentado em uma poltrona próxima à janela, mexendo em seu celular.

Baek cumprimentou todo mundo com um leve aceno de cabeça e foi até Jongin, que estava sentado junto de Kyungsoo em uma conversa animada.

- Boa tarde. - Sorriu pequeno, parando atrás do mais novo dos três e bagunçando seus cabelos escuros.

- Boa tarde, Baek. Pensei que fosse atrasar mais. - Jongin respondeu e Kyungsoo apenas sorriu, desviando o olhar para ver o que Chanyeol estaria aprontando.

- Não graças à você né? Eu fiquei te esperando e você não mandou nem uma mensagem sequer. - Bufou frustrado, cruzando os braços e fazendo um biquinho fofo.

- Eu te avisei ontem que viria mais cedo. - Jongin disse com o tom irritado, pois Baekhyun era barulhento o suficiente para não conseguir ouvir nada que o empresário lhe dizia.

- Tanto faz. - Abanou as mãos em descaso e seguiu para onde Park estava.

Ao parar atrás do rapaz, viu que a tela do celular mostrava várias foto dos dois juntos. Porém, não teve tempo de questionar, pois Chanyeol percebeu estar sendo observado e logo abaixou o celular, tampando a visão de Baek. O mais velho colocou as duas mãos sobre os ombros dele e apertou levemente.

- Olá, Park. - Disse simples, logo se afastando pois ouviram alguns clicks atrás deles e por fim se sentou na poltrona ao lado do rapaz.

- Olá, Byun. - Chanyeol sorriu largamente, mas na verdade apenas tentava disfarçar o nervosismo, pois sabia que Baek havia visto a tela de seu celular e mesmo que não tivesse nada demais, não queria que tivesse a impressão de estar vigiando todos os passos das shippers, porque na verdade ele estava mesmo.

- Ansioso para a entrevista? - Baekhyun perguntou, como sempre, sorridente.

- Você sempre me pergunta se estou ansioso, e você sabe que eu sempre estou. - Park comentou emburrado, mas tinha um sorriso contido nos lábios. - E você?

- Dessa vez estou tranquilo. Estranhamente eu não fico tão nervoso quando é esse tipo de entrevista, mas quando rola algo mais revelador, eu fico receoso. - Pegou seu celular e foi direto aos Instagram, postando a selca que havia tirado mais cedo antes de sair de casa. Chanyeol aproveitou e postou uma sua, que havia sido tirada no caminho para emissora, dentro do carro.

- Espero que dê tudo certo. A gente só não pode revelar muita coisa e deixar um suspense no ar. Se eu abrir a boca demais, é capaz do Kyungsoo arrancar minha língua. - Comentou.

- Rapazes, podemos começar? - Uma mulher de meia idade, com uma roupa muito apertada para ocasião, os chamou.

Ambos concordaram e foram para o sofá branco que estava posicionado em uma das paredes, vendo todos os jornalistas se organizarem nos banquinhos em frente ao mesmo.

- Sem muita enrolação, iremos começar com a entrevista coletiva com Park Chanyeol e Byun Baekhyun. - Kyungsoo foi o primeiro a falar, se pondo na frente dos jornalistas, vendo Kim Jongin fazer o mesmo.

- Vocês já sabem o que podem perguntar e sabem o que podem divulgar. Se alguma foto não oficial sair dessa sala, teremos que tomar maiores decisões. - Avisou, olhando diretamente para os fotógrafos que haviam clicado o momento em que Baek cumprimentou o mais alto.

- Vamos lá. - Kyung disse, ainda sério, e voltou para o seu assento ao lado de Kai.

- Quem quer começar? - Chanyeol pegou o pequeno microfone e perguntou, vendo um rapaz da primeira fila levantar a mão.

- Boa tarde. - Se curvou para os dois, vendo-os retribuir o cumprimento. - Quais são suas maiores expectativas para atuarem juntos nesse dorama?

- Bom, o dorama em si já me gera uma grande expectativa por ser meu primeiro papel. Mas o que mais me deixa ansioso, é poder contracenar com um ator experiente e de certa forma isso também me deixa bastante nervoso. - Chanyeol respondeu.

- Eu estou ansioso para ver a atuação do Chanyeol-ah, mas também estou com muita expectativa em cima dos nossos papéis juntos e sobre o que as pessoas podem achar disso. - Baekhyun encerrou a resposta, vendo outro rapaz levantar a mão e ele logo concedeu a fala.

- Tem alguma cena especifica que vocês podem nos revelar, que estão ansiosos para gravarem? - O rapaz perguntou, vendo os dois se entreolharem, antes de Baekhyun responder.

- Bom, não podemos revelar muita coisa, mas a primeira vez que ambos se encontram me parece ser muito interessante. Ainda não começamos as gravações, então é difícil saber como tudo vai sair, mas estou animado com a primeira aparição do casal juntos.

- Sobre a ideia de fazer um papel homossexual, houve alguma relutância em aceitarem o convite? Principalmente para você, Chanyeol-ssi, que é seu primeiro papel. - Foi a vez de uma mulher perguntar.

- Na verdade, quando eu soube do que se tratava, foi como uma motivação maior para aceitar. Em momento algum o fato de se tratar de personagem gay, me incomodou. - Deu de ombros.

- Eu também não tive nenhuma relutância, a única coisa que eu tenho, é receio do que as pessoas podem pensar. Mas assim que recebi o convite, eu automaticamente aceitei. - Baekhyun completou.

- Pra vocês, qual a principal mensagem que o dorama pretende passar? - Um senhor perguntou vagarosamente, enquanto tentava ler as perguntas em seu bloquinho rabiscado.

- O foco principal, é mostrar como um relacionamento homossexual funciona, querendo quebrar esses esteriótipos deturbados e completamente pornográficos que os preconceituosos tem. - Baekhyun começou.

- Além de mostrar o preconceito diário que eles sofrem e o quanto algumas palavras podem machucar. - Chanyeol completou, olhando para a janela da sala, completamente aéreo ao que acontecia naquele momento, relembrando as vezes que passou por situações ruins.

- Esse dorama me parece ser bem dramático e pesado, o que podem nos informar sobre isso? - Foi a vez de outro jornalista.

- Por mais que possa parecer bem triste, a mensagem será passada de forma leve e descontraída, com bastante humor no meio. Mas, obviamente, tomando um tom mais sério quando for tratar de assuntos mais pesados. - Baekhyun respondeu, acenando com a cabeça, para a próxima jornalista perguntar.

- E como o casal principal, quais expectativas devemos ter sobre vocês? - Ambos se entreolharam com um pequeno sorriso, antes do mais novo responder.

- O personagem do Baekhyun Hyung, é completamente mau humorado e ao mesmo tempo muito desastrado, o que contrasta com o meu papel, que é de um rapaz mais acanhado, mas que consegue se soltar facilmente se tiver na companhia da pessoa certa. 

- A personalidade deles é moldada pelo o que eles sofreram, então sempre que estão em contato com as outras pessoas, acabam mostrando um lado muito grosseiro, no caso do meu personagem, e muito calado, no caso do Chanyeol-ah. - Baekhyun sorriu.

- No entanto, quando ambos estão juntos, eles certamente são um dos casais mais melosos que existem, sempre querendo cuidar um do outro e fazer o outro se sentir bem, justamente pelo que já passaram. - Chanyeol finalizou.

- E por fim, pra você, qual a mensagem mais importante que vocês trarão com esse drama?

- A primeira coisa, é mostrar que eles não estão sozinhos, sejam homossexuais, bissexuais, transexuais ou o que seja. É mostrar que em um lugar bem próximo à eles, há alguém passando pelos mesmos problemas e também há pessoas dispostas a ajudar. - Baek começou.

- E também mostrar, que por mais que tudo pareça ser cruel demais, sempre terá alguém para estender a mão e mostrar que ser quem ele é, não é errado. Mostrar que ele pode passar por cima dos problemas e dos preconceitos e viver uma vida feliz. - Chanyeol completou.

- E também ajudar àqueles que querem se assumir, mas tem vergonha ou algum receio, que eles terão apoio e que não há nada de errado em ser quem eles são e serem confiantes disso. - Baekhyun voltou a falar.

- Ah! E é claro, quebrar todo o preconceito e fazerem as pessoas terem mais amor e compaixão pelos outros e sempre estenderem a mão para quem precisa. - Chanyeol finalizou, recebendo sorrisos orgulhosos, tanto de Kyunsoo e Jongin, como de toda a imprensa ali presente.

Ambos sorriram uma ultima vez, vendo as perguntas serem encerradas e, por fim, pousaram um ao lado do outro, em uma foto cheia de sorrisos, deixando na mente dos jornalistas e dos leitores daquelas futuras matérias, quais outras surpresas esse futuro casal poderia trazer.


Notas Finais


Não vou prometer voltar rápido, porque eu nunca cumpro o que prometo, mas pelo menos sei que não terei mais bloqueios.
Espero que estejam ansiosos para o que esse dorama nos trará e que gostem das interações desse casal, que serão de matar mesmo, real oficial.

ps: as futuras interações deles, serão inspiradas no couple Leo e Lucas, que são atores chineses que interpretaram um casal e são só amores nas entrevistas, recomendo darem uma pesquisada em videos, porque eu surto muito com eles.

https://twitter.com/chogiwei
Beijo na bunda.
~Caci.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...