História Stepfa†her - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Leto, Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Jared Leto, Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Visualizações 41
Palavras 2.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii peoples lindaaas da minhaaaa vidaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa UFA! Jkkkkkkk

Boa leituraaaa ♥

Capítulo 7 - "Começar de Novo"


   | Selena Wayne |


Depois de um tempo pulando de galho em galho,passando por arvores e pedras,vi as luzes de casa acesas em uma distancia próxima a mim... Sinal de que tinha achado a saída da floresta e podia voltar para casa.

Chegando mais perto do imóvel,observei o impala de Jared parado de frente a casa,ele estava com os vidros abertos mas não tinha ninguém por perto,o que significava que eles haviam chegado.

(•••)

— Onde a senhorita estava? - mamãe me perguntou, fazendo me tomar um susto por não ter visto ela na sala assim que eu adentrei a mesma.

— Stuart fujiu...- mostro o animal totalmente sujo sentado perto dos meus pés.

— Oh meu Deus! Onde ele se meteu! - pergunta o pegando no colo com uma careta em seu semblante.

— Foi dar uma "voltinha" na floresta de Jared... - sorri sem humor. — Deu trabalho para conseguir acha lo por trás daquelas árvores enormes...

Ela olha para mim com uma cara de impressionada,e começa a dizer.

— Poderia ter se perdido Selena...tente manter ele dentro de casa,como sempre fez. - falava tranquila. — Mas antes, de um bom banho nele. Está imundo! - mamãe devolve Stuart me fazendo rir de seu comentário.

— Pode deixar. - disse risonha. — Ocorreu tudo bem lá no centro da cidade?

— Ah sim! Lá parece como aquelas aldeias de tão pequeno e junto,mas...é mais moderno que uma "aldeia"..- riu. — Você ira gostar...tem uma oficina de canto e uma enorme biblioteca... As pessoas são maravilhosamente simpáticas! - mamãe falava cada frase com entusiasmo. 

— Parece que você já está se acostumado...com tudo isso. - comentei mumurrando.

— Ah...sim,você não Sel? - mamãe franze o cenho.

— Mãe...- há olho com tédio. — ...não tem nem uma semana que víamos para Forks,eu sinto falta do calor e das pessoas e ruas agitadas que tinha em Los Angeles. - expliquei gesticulando a mão. Ela dá um leve suspiro e em seguida um pequeno sorriso se forma em seus lábios.

— ...desculpe.

— Pelo o que? - pergunto sem entender.

— Por não pensar em você, e sim,só em mim...fiquei tão feliz quando Jared fez a proposta que eu nem te perguntei ao certo se você queria vir...por isso, desculpe. - me aproximei dela,após ter colocado Stuart no chão outra vez.

— Ei...- coloca a mão no ombro direito de mamãe,vendo que ela esta com os olhos cheios d'água. — ...está tudo bem,eu vim com você porquê queria vela feliz...afinal,sua felicidade em partes também é a minha felicidade...dona Sarah. - explicava olhando nos olhos dela, enquanto sentia sua mão sobre a minha em seu ombro.

— Eu já disse que você é a melhor filha que existi! - falou sorrindo,fazendo eu abrir um sorriso ainda maior,dando um abraço apertado nela.

Eu não sei,mas mamãe sempre sera minha melhor amiga e é claro mãe...a amo muito,mais do que minha própria vida,ela me criou sozinha,me dá atenção,carinho e é claro,amor, muito amor. Se eu ficasse em Los Angeles deixando ela vir para cá sozinha, iria faltar um pedaço de mim,ficaria sem chão e sem vontade de viver, literalmente. Sempre fui "agarrada" a ela,sinto que a amo duplamente por causa de meu pai. Sei que ele devia amar ela muito mais,tanto que deu sua própria vida para confirmar isto... Eu também não faria diferente,faria qualquer coisa,como ela sempre fez,para vela feliz e bem.

Depois do momento melancólico que tive com ela,subi o andar de cima e vesti uma roupa velha para dar o banho em Stuart lá no quintal. Depois de lavar meu amigão e seca lo, ajudei mamãe a fazer o jantar,já que Jared havia saido assim que chegaram do centro e só voltaria as nove da noite,ou seja,na hora do jantar.

— Até que comida vegana não é tão ruim... - mamãe comenta sarcástica, enquanto colocava a mesa.

— Eu odeio. - falei,fazendo ela rir.

— Ora...porque come então? - sua voz soa indignada.

— Ora...- a imito. — ...você me ensinou a ter bons modos e não fazer desfeitas a ninguém! - explico colocando os pratos na mesa.

— Hum,que bonito! Só por isso vai ganhar um prêmio. 


— Que prêmio? - franzo o cenho.


— Um belo de um X-TUDO! - apos esse comentários,poderia jurar que tinha babado de tanta vontade. 


— É o que eu mais quero...- fechei os meus olhos imaginando aquela delícia. — Seria meu sonho? - nos duas rimos,enquanto voltavamos para a cozinha.

— Que tal um suco? - mamãe perguntou,fitando a geladeira por dentro.

— Morango! - exclamei,sentando na bancada há observando.

Mamãe colocava os ingredientes em cima da grande pia de aço e começava a preparar o suco. Um silêncio de segundos paira entre nos duas.

— Sabe para onde Jared foi? - perguntou curiosa, quebrando o silêncio.

— Ele disse que iria ajudar um amigo que mora atras das montanhas há concertar um carro...- respondeu.

— Hum. - mumurro, levantando as sombrancelhas um pouco entediada.

Após um tempo,tudo estava pronto para o jantar. Já passava das nove da noite,nada de Jared chegar. O cheiro dos legumes e outros cardápios sumiam por casa adentro,me fazendo ficar enjoada.

— Ah finalmente! - mamãe exclamou,assim que viu pela janela da sala Jared estacionando o impala na frente de casa.

Ela correu para abrir a porta. Já eu, estava sentada na escada nos últimos degraus com Stuart no colo lendo um livro antigo e observando a cena de felicidade dela. Escuro as voz de alegre de mamãe, logo depois vem a voz rouca de Jared se elevando conforme entrava em casa.

Os dois passam pela sala,Jared nem se quer me nota no alto da escada. Eles vão para a cozinha abraçados enquanto mumurravam algo um para o outro. Aproveitei e segui eles levando Stuart comigo,mas parei na porta da cozinha discretamente, assim que vi os dois se beijando intensamente perto do balcão.

Eles estavam de costas para mim,ou seja,não perceberam minha presença ali ainda. Engoli em seco vendo que Jared beijava mamãe igual me beijava,só que tinha um porém, ela estava correspondendo. Mal sabia ela...que ele havia me beijado a força hoje mais cedo. Senti vontade de mata lo por ser tão cínico!

Depois da troca de carícias dos dois,Jared olha as panelas sujas na pia e solta um meio sorriso.

— Vejo que já fez o jantar...- comentou.


— Sim,Selena me ajudou... - confirmou mamãe,sorrindo atoa.


— É...ela também me ajudou hoje no colégio...- nesse exato momento senti calafrios ao ouvir tal coisa. Como pode ser tão falso,cínico, malicioso e egoísta!? 

— Mesmo!? Que ótimo! - mamãe exclama,sem ao mínimo desconfiar. Para ela,Jared era seu príncipe encantado que nunca faria o que fez. — Ela é um "anjo" de garota...- mumurra sorrindo.

Jared então, sai dos braços de mamãe e a deixa de lado para ir até a geladeira. Mas ele para assim que me vê ali na porta observando tudo. Eu podia sentir seu olhar de malicia e cinismo sobre mim,eu o olhei com desdém, poderia mata lo agora mesmo.

— Falando no "anjo"...- disse Jared, ainda há me fitar.

Mamãe se virá assim que ouviu Jared comentar, ela abriu um belo sorriso e se aproximou de Jared me olhando ao mesmo tempo.

— Oi filha...acho que agora podemos comer,né. - mamãe olha para Jared com sarcasmo,balancei a cabeça afirmando sem forças para falar.

Eu nunca imagine sentir tanta repulsa por alguém assim na minha vida. Como alguem pode ter feito o que fez e ainda fingir que não fez...era demais para mim.

Depois de um tempo estava lá na mesma mesa que aquele crápula,a comida parecia serragem em minha boca,o suco ne fazia ter mais sede a cada cole,os olhares daquele homem me davam náuseas sem contar o jeito que ele tratava minha mãe e de dirigia a mim com um tom de ironia. Não suportava a ideia de ter sido tocada por ele...

— Então... Como foi seu primeiro dia Selena? Suponho que fez muitas amizades...- pergunta meu "querido padrasto",tentando parecer normal.

Engulo em seco e lanço lhe un olhar raivoso,mas sem que mamãe perceba. — Acho que isso não fará diferença você saber ou não. - respondi seca.

Ele não muda suas expressões, pelo ao contrário,as mantem calma e sarcástica.

— Selena...que jeito é esse de falar com o Jared?! - mamãe se encontrava perplexa.

Jared umidece os lábios e olha mamãe de relance insinuando a falar. 

— Não, tudo bem Sarah, ela está cansada não fez por mal. - ridículo!

Mamãe e ele se entre olham. Me sentia uma completa idiota por fazer aquilo,não consegui me controlar com tanta falsidade.

— Desculpe...- sussurro, tentando não dizer ou gritar o que realmente aconteceu hoje naquele colégio para trata lo daquela forma.

— Ótimo...- mamãe fala. — Termine de comer,Selena,por favor.

— Esta bem. - mantive meus olhos sobre o prato,tentando não encarar os olhos azuis,que me fitavam sem nenhuma noção do perigo.

— Estou feliz em ter vocês duas em minha vida,morando comigo...sabe. Vivi sozinho desde que Marilyn morreu e...- Jared para de falar,como se tivesse acabado de contar algum segredo importante.

Um silêncio dominou na mesa por segundos. Eu agora estava encarando Jared com a dúvida de "Quem é Marilyn?!". Mamãe tinha o cenho franzido e um semblante de culpa na face.

— Marilyn? - indagou mamãe. — Quem é...Marilyn? - perguntou outra vez um tanto confusa.

Jared larga os talheres sobre a mesa com rapidez, ele parecia nervoso com a situação,de repente começou a explicar tranquilamente.

— Marilyn foi...- parou de falar, olhando para mamãe dando um suspiro pesado. — ...ela foi minha noiva há cinco anos atrás. Mas ela morreu...

— Meu Deus Jared! Por quê você não me contou isso,amor? - mamãe pergunta confusa e tristonha.

— Não gosto de lembrar...- respondeu mumurrando.

— Mas...como ela morreu? - as palavras saltam da minha boca sem eu pensar. Fazendo mamãe arregalar os olhos olhando para mim em sinal de reprovação.

— ...afogada...no lago. - respondeu,de um jeito estranho. Logo se levantando calmamente ajeitando a calça. — Eu vou dormir,licença meninas. - sai, deixando mamãe e eu sem entender nada e sozinhas na mesa.

Me senti mal,sobre tudo...afinal, ele perdeu uma pessoa que amava,e eu o tratei com tanto desdém. Consciência pesada,eu diria que estou.

— Selena! - mamãe repreende, com o semblante raivoso.

— Eu iria saber que ela morreu afogada,mãe! - retruquei, levantando da mesa segundos depois andando ate a escada para o andar de cima.

Será que eu deveria pedir desculpas e "começar de novo" como Jared disse hoje...não que eu esteja com pena dele e vou esquecer do que o mesmo fez hoje no colégio,mas sinto que às coisas pioraram para mim se eu não me desculpar e tentar esquecer isso...por mamãe.


[•••]


Na hora de dormir a casa estava quieta e escura,desda situação que aconteceu no jantar,que foi um tanto confuso e tristonho. Eu já estava na cama, não conseguia pegar no sono pelo dia que tive,as informações e perguntas bagunçavam minha mente fazendo me ter insônia. As lembranças de Jared me beijando me fazia ter vontade de chorar.

Viro de um lado e do outro, nada de pregar os olhos,isso me irritou,porquê já se passavam das uma da manhã. Então sem fazer muito barulho, saio do quarto para ir ate a cozinha beber água e respirar. Chegando lá evitei de acender as luzes e andei ate a cozinha na escuridão dos cômodos. As vezes tropeçava nos moveis de madeira,mas nada que faça tanto barulho. Mamãe tinha um sono pesado e que eu saiba Jared não saiu do quarto dês daquela situação do jantar,o que me aliviava.

Já na cozinha,bebia a água calmamente encostada na bancada,fitando a janela aberta que mostrava a lua cheia iluminando a floresta e montanhas da região. Podia sentir uma presença onde eu estava,mas dei de ombros e continuei bebendo a água bem calma.

— Sem sono? - uma voz soa no pé do meu ouvido,fazendo meu corpo se arrepiar da cabeça aos pés.

Virei assustada e dou de cara com Jared ali parado,o mesmo estava debruçado sobre a bancada de madeira escura. Mesmo com a pouca iluminação percebi que ele estava sem camisa. 

— Oi...- digo em um fio de voz. — ...acho que sim,mas parece que você também,né? - tento parecer normal quando ele da a volta na bancada e se aproxima de mim.

— É. - Jared fica parado na minha frente,encarando me nos olhos. — Eu estava deitado no sofá...

— Eu não te vi. - franzo o cenho.

— Você passou atrás dele,por isso não me viu. Mas eu te vi. - explicou,gesticulando as mãos.

— Ah sim...- vou ate a pia e coloco o copo sobre ela,tentando quebrar o contato estranho quê estava entre nós.

— Pensei que não iria falar mais comigo...sabe,"manter distância".- ele soa sarcástico. Eu reviro os olhos explicitamente ainda de costas.

— Jared...eu estava pensando. - me virei cruzando os braços. — Que tal começarmos de novo,como disse?

— Tem certeza? - arqueia as sombrancelhas

— Sim...pela mamãe. - responde direta.

Jared se aproxima lentamente, engulo em seco por esta sendo encurralada.

— Por mim,tudo bem...Selena.- usa de um tom irônico.

— Legal. - olho para os lados da cozinha, um pouco nervosa com a proximidade do moreno.

Com a luz da lua que minava da janela,se via o grande físico de Jared,e isso não ajudava muito a se manter calma. 

Ora Selena! Ele é seu padrasto!

— Então! - "grito",andando ate a bancada outra vez. — ...eu sinto muito pela sua noiva. - mumurro.

— ...ah...você me lembra ela,sabia? - falou se virando em minha direção. — O jeito,cabelo,a voz...bem parecidas. 

— Você devia gostar bastante dela. - dou um meio sorriso.

— Eu amava ela,mas ela era curiosa de mais... E isso não foi bom. - OK,aquilo isso que ele disse soou estranho,oque me fez franzir o cenho.

— Que mal pergunte,como ela faleceu? - indago desconfiada,Jared umideci os labios e se aproxima de mim encostando se na bancada ao meu lado cruzando os braços.

— Já tinha se passado um ano que moravamos juntos,ela abandonou a família que morava em São Francisco para vir para cá. Estava tudo bem entre nós dois,sua família estava feliz por ela estar feliz comigo. Eu estava apaixonado...- o interrompo.

— Igual esta por minha mãe? - ele vira a cabeça e me olha nos olhos.

— Sim...- dei um sorriso tímido. — Continuando...numa tarde eu e ela fomos passear na floresta...ela adorava a natureza e tudo mais. Ela inventou na hora que queria por que queria nadar no lago que tem lá perto da cabana. Eu há levei,mas quando fui ver ela já estava pulando na água sem sua blusa. Só podia ouvir suas risadas e sua voz me chamando para acompanha la,só que ai...- ela para e abaixo o olhar tristonho.

— Ai? 

— ..quando eu pulei e entrei na água, não via mais ela bem suas risadas e sua voz... Resumindo tinha a perdido. - enquanto eu o ouvia,meu coração se apertava. — Fiquei meses procurando seu corpo,mas nada. A polícia local nunca a achou...ate um tempo atras tentava procurar o corpo dela mas...nada. 

— Sinto muito...- sussurro.

— Eu também Selena...eu também...- suspirou profundamente olhando para o chão.

— Bom...acho que eu vou dormir. - comentei,andando ate a porta da cozinha calmamente. — Boa noite. - paro na entrada da porta,observando Jared se aproximar ate mim.

— Me desculpe pelo o que eu fiz hoje mais cedo,eu não sei oque me deu...fui um idiota. - ri com sua verdade. — Boa noite. - ela abriu um belo sorriso,o que Mr fez apenas balançar a cabeça por falta de ar para falar algo.

Não sei se é a maldita puberdade e seus sintomas,mas acho que sinto uma misera atração por esse homem... E isso é horrível de minha parte! Mamãe me perdoe por tais pensamentos,ate porque,eu nunca faria tal coisa,mesmo sentindo isso sobre seu amado.


Notas Finais


Esse Jared kkkkk
Sorry errinhos
E não se esqueça do fav ♥ moçada do meu coreeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...