História Stereotypes - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Romance
Exibições 7
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi
Vou começar a postar mais regularmente quando tiver mais criatividade/tempo/paciência.
Se você está aqui por acaso, me dê uma chance, por favor <3. Se você chegou aqui pelo meu post no grupo de L3ddy, me dê uma chance também, eu sou legal <3.
Só isso mesmo, obrigada pela atenção

Capítulo 2 - Cassandra (muitos nomes ingleses) Westernfield


Fanfic / Fanfiction Stereotypes - Capítulo 2 - Cassandra (muitos nomes ingleses) Westernfield

P.O.V. Max

     Bom dia, como você está? Imagino que se falando como essa pergunta é idiota, levando em conta que eu não posso saber a resposta...

     Não há muito o que se falar sobre as semanas que seguiram desde o capítulo anterior. Kathryn flertou com a garota nova, as gêmeas se encaixaram bem no grupo das pessoas fofinhas e Daniel acabou por andar com nosso grupinho.

     E nesse momento nós nos encontrávamos sentados num parque perto da escola, a mesa de concreto era rodeada por cinco bancos do mesmo material. 

     -VIRA! VIRA! VIRA! VIRA!- ecoavam meus amigos pra mim.

     Então entornei a garrafa e a pousei com força na mesa. Kathryn levando meu braço direto e gritou.

     -SALVE MAXWELL! O REI DO ACHOCOLATADO!!! COM SEU RECORDE IMPRESSIONANTE DE 52.16 SEGUNDOS- ela pegou a garrafa vazia com a outra mão -ALGUÉM SE ATREVE A DESAFIÁ-LO?  

     Daniel pegou uma garrafa do engradado e tirou a tampa de modo dramático. E depois de fazer uma grande apresentação, começou a beber da garrafa de 1 litro.

     -VAMOS DANNY!- berrou Kathy, percebi que algumas pessoas nos olhavam estranho ao passarem. Comecei a rir e a gritar também.

     -VAI LÁ DANIEL!!!- disse, ele ergueu o punho. Fazendo a manga da camisa xadrez cinza recuar e mostrar a tatuagem no seu antebraço.

     -ENTORNA! ENTORNA! ENTORNA!- entoamos 

     Nesse momento, Tiffany Gale chegou rebolando com superioridade em seu salto rosa-bebê.

     Acho que Daniel se engasgou de susto, porque cuspiu todo o conteúdo que tinha na boca e começou a tossir. Essa tosse logo se transformou em algo parecido com afogamento, e ele pegou a bombinha na mochila. Depois de duas inaladas ele respirou fundo e se sentou novamente. 

     Tiffany olhava para ele como se tivesse tirado a camisa, subido numa árvore e imitado o King Kong. Kathryn arrotou alto e sentou-se no canto da mesa. A Barbie pareceu se questionar novamente o que estava fazendo ali, mas sacudiu a cabeça, engoliu em seco e forçou um sorriso.

     -Eu... Vim convidar vocês para a festa de volta às aulas. Obviamente eu fui a responsável pela organização, vai ser na minha casa, dia 20, 20:00 horas.- Kathy levantou o braço -Sim Kathryn, bebidas incluídas.- dito isso, pôs os convites na mesa

     Kath sorriu, e seu pequeno piercing  apareceu. Dan soltou uma risada baixa e arrumou a touca preta. Eu já podia sentir o cheiro de álcool, hormônios e estofamento caro, as principais características das famosas "Festas da Tiffany".

     Ela então pôs os óculos de sol, jogou o cabelo, puxou o cropped branco, e saiu rebolando dentro da saia cor-de-rosa. 

     -Ela é sempre assim?- Daniel disse

     -Desde que a conhecemos- Hill sorriu para o celular -AH MEUS DEUSES, DAVID TENNANT ACABOU DE POSTAR UMA FOTO NOVA!

     Então ela começou a falar sobre quando ele fazia Doctor Who, e atuava muito bem, e uns vários eteceteras que eu fingia achar entediantes. Mas no fundo, adorava ouvir sobre.

     Observei como ela sorria, e enrolava as palavras no sotaque australiano. Ela gesticulava e se balançava, de um jeito comicamente expressivo. E as vezes ela parava pra respirar e arrumar os óculos, então soltava uma risadinha e retomava a empolgação.

     Daniel observou o surto fangirl passar, depois pegou um pirulito de morango e o molhou na pequena garrafa de Whisky que sempre carregava consigo. Ele tinha problemas relacionados à isso, sérios problemas. 

     Kath parou subitamente tudo o que estava fazendo e se debruçou entediadamente sobre a mesa. Olhei pra trás e percebi que Cassie caminhava distraidamente até nós. Ergui uma sobrancelha para Kath, que me fez careta.

     -Oi...Sabem onde fica a casa da Tiffany?- levantou um pequeno pedaço de papel rosa igual aos quatro que haviam em nossa frente

     -Kathryn sabe. Certo, Kathy?- pisquei discretamente para ela

     -Sei, sim. Você não é daqui, certo?

     -Certo. Vim de Londres mês passado.

     -Por que?- pela primeira vez, percebi um real interesse na voz de Kathryn

     -Longa história...

     Hillary deu alguns tapinhas no banco extra entre ela e Daniel, que começou a falar sobre sua experiência em Londres. Senti um chute forte na minha canela e tive que morder o lábio para não gritar, confesso que um suor ocular másculo escorreu pela minha bochecha.

     Virei lentamente pra Kathryn, que olhou pra Cassie e depois pro Daniel e então pra mim. Balancei a cabeça sem entender nada e ganhei de volta outro chute e uma revirada de olhos. Ela colocou dois dedos na mesa e os trocou de lugar. Emito um "Aahhhhh" silencioso.

     -Hey, Dan, se importa de sentar aqui? Preciso te mostrar uma coisa.

     Ele deu de ombros e se levantou, Kathryn ocupou seu lugar mais que rapidamente.

     -Uhum- falou, Cassie corou ao ver quem estava ao seu lado

     -E-e agora eu estou morando aqui com minha mãe enquanto meu pai e meu irmão resolvem a situação lá na Inglaterra

     -E onde você está morando?

     -Na rua atrás da escola, então só conheço as coisas aqui pertinho

     -Ah, gostaria que fizéssemos um tour com você pela cidade agora?

     -Agora agora?

     -Agora agora! Sempre ficamos aqui sentados sem fazer nada a tarde toda. É chato demais.- levantou e se esticou

     -Verdade- disse Hill, arrumando os óculos -Sou Hillary, aliás. E aquele ali é o Maxwell, Max, se preferir.

     Percebi que ela estava numa espécie de além da realidade atual. Olhava de esguelha para Kathryn e mexia distraída no tutu rosa, se balançando levemente pra frente e pra trás. Mas acenou com a cabeça, balbuciando alguma coisa.

     -Ceeerto..... Vamos?- fiquei de pé, seguido pelos outros. Ajudei Daniel a tirar a lona preta que cobria o "porta-malas" e levantar as extensões de lateral, revelando os colchões pretos e almofadas coloridas que cobriam o chão.

     Sentei no banco do motorista, Hillary ao meu lado. Kathryn subiu na parte aberta e ofereceu a mão à Cassie, que mordeu o lábio e aceitou. 

     -Por favor, tirem os sapatos e os ponham na caixa do canto- Kath abriu a janelinha e bateu com o tênis na minha cabeça, mostrei meu lindo dedo médio pra ela.


Notas Finais


Coloquei aquela foto de capa porque é como eu imaginei, a diferença é que o carro do Max é vermelho e não tem cobertores.

Max: http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=15877038&.svc=copypaste-and&id=194832503

Hill: http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=15877038&.svc=copypaste-and&id=184500757

Kath: http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=15877038&.svc=copypaste-and&id=192586819

Cassie: http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=15877038&.svc=copypaste-and&id=191040232

Dan: http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=15877038&.svc=copypaste-and&id=209578099

Se você gostou, por favorzinho diga. Se achou algum erro deixe nos comentários. E se quer saber o que vai acontecer, adicione à biblioteca.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...