História Steve's Diary. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Minecraft
Personagens Herobrine, Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Minecraft, Mistério, Violencia
Exibições 5
Palavras 500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Survival, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Por favor! Me perdoem pelos dias sem capítulo! Prometo que não vou fazer mais isso!

Capítulo 5 - Monstros


Fanfic / Fanfiction Steve's Diary. - Capítulo 5 - Monstros

DIA 10

Eu tentei, mas eles me venceram. Tentei recuperar a minha casa que estava cheia daquelas horrendas criaturas. Depois que eu saí da caverna, eu andei até a minha casa, mas quande cheguei perto me dei conta de que não era mais eu que moraria lá. As criaturas conseguiram entrar, havia mais um dos esqueletos, uns 3 caminhantes e uma coisa verde escuro e verde claro, com uns traços em branco, e sem braços, apenas com quatro pequenas pernas. Eu me preocupei primeiro com o esqueleto, consegui matá-lo silenciosamente, ele estava fora de casa, um pouco afastado. Até aí nenhum dos monstros tinha me visto, sim, dei um nome a eles, monstros. Logo depois dei uma espiada pela janela: dois caminhantes e o verde. O terceiro apareceu atrás de mim, eu estava tão distraído examinando as criaruras, que me esqueci de que eram três camimhantes, e não dois. Enfim, quando ele me agarrou, tentou me morder, e não teve jeito, tive que fazer barulho para tirar o monstro de cima de mim. Então consegui matá-lo. Mas, de novo eu escutei aquele barulho de algo se incendiando, e foi tudo pelos ares, pedaços de carne podre, terra, e inclusive, pedaços da minha casa. Eu desmaiei, acordei no fim da terde. Olhei para onde antes existia o meu lar, onde eu era feliz, onde eu vivia. Eu chorei, pela primeira vez. Tentei me levantar rápido, e notei que havia ferimentos por todo o meu corpo, e eu caí. Mas consegui me reerguer devagar. 

Estou escrevendo isso depois de uns dias, pois eu andei muito, durante muito tempo, durante muitas noites, sempre me escondendo, sempre me reprimindo diante daqueles que tomaram o mundo destinado a minha sobrevivência, a minha e a dos humanos. Está anoitecendo, de novo. E aqueles montros vão aparecer, preciso encontrar um abrigo, rápido.

DIA 11

Eu não posso ficar assim para sempre, uma hora ou outra eles me matarão. Eu vou refazer a minha casa, mas dentro de uma montanha. Tem uma aqui perto. Peguei muitas madeiras, fiz um machado, uma picareta, e uma lâmina, que prefiro chamar de espada. Cavei no pé desse monte, aqui vai ser a mina casa. Agora eu tenho muitas pedras. Fiz várias fornalhas, fiz alguns tijolos com essas pedras e revesti o chão com eles. Futuramente vai ser tudo de tijolos. Com as madeiras fiz uma porta, e uma bancada para criação. Cavei mais um pouco e   achei carvão, construi tochas para iluminar, aprimorei as minhas ferramentas, agora elas são de pedra também. Agora falta comida. E eu vou ter de sair para caçar. 

Peguei muitas carnes de vaca de de ovelhas, porcos eu não encontrei nenhum. Com as lãs dessas ovelhas eu fiz uma cama. E coloquei todas a carnes nas fornalhas. Consegui me recompor, talvez por enquanto, mas agora nada será como antes, eu não vivo, eu sobrevivo, a antes também eu não precisava ter medo, mas agora, tudo o que faço eu tenho de ter cuidado, pois posso morrer sem nem perceber. 



Notas Finais


Vou tentar o máximo possível de agora em diante trazer capítulos com mais de mil palavras! Espero que tenha gostado desse aqui, e repito, não vou tornar a ficar tantos dias sem postar nada! Até.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...