História Stigma - You Are Bad Daddy - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), IKON
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jinhwan, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Hentai, Heterosexualidade, Incesto, Violencia
Exibições 112
Palavras 1.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi Kokoros
Voltei desculpa a demora esse capitulo Demorou bastante pra ficar pronto
Então quero muitos comentarios emm
Kissus e boa leitura

Capítulo 2 - Second Chance


Fanfic / Fanfiction Stigma - You Are Bad Daddy - Capítulo 2 - Second Chance

Sábado 13/05/2013

*-ACORDA,EU QUERO ACORDAR,ISSO SÓ PODE SER UM SONHO*

      Eu estava em um profundo desepero, me via perdida num mundo que não era mas meu lar, estava sentada no chão na frente do hotel que eu me encontrava hospedada, eu não sabia o que seria de mim agora sou orfã, tudo vai mudar eu não quero isso. Fui tirada de meus pensamentos quando eu ouvi alguem me gritar

    -S/N! Cade você, me disculpe precisamos conversar apareça- Kyung Na vinha correndo pela recepção

   Não sei exatamente porque, mas começei a correr pra longe dali, não queria falar com ninguem, queria apenas sumir no mundo sem ninguem para me azucrinar. Depois de um tempo correndo aos tropeços, encontrei um beco e entrei para me esconder, eu já não ouvia mais os gritos de kyung Na, ouvia apenas o barulho de chuva caindo no chão, e sentia as minhas lágrimas se misturando a água da chuva que escorria de meus cabelos, Olhei de um lado para o outro e começei a me desesperar, eu estava perdida, não sabia onde estava, e nem se ao menos era perto do hotel em que eu estava hospedada.
   Me escorei na parede e comecei a chorar soluçando, eu estava sozinha, sem ninguem para me ajudar, eu deveria ter ficado para ouvir o que kyung-Na queria me falar...
   -EU SOU UMA INUTIL- Gritei para mim mesma, dando um murro em minha cabeça... Nesse momento ouvi um barulho alto vindo dali e peguei a primeira coisa que vi no chão, era uma garrafa quebrada eu a peguei e comecei a andar em direção ao barulho
   -Quem esta ai?- gritei ainda com uma voz de choro para o escuro... Não obtive resposta... Apenas mais um barulho.
  -Saia de onde está- Disse apontandoa garrafa quebrada pra frente.
Dessa vez um garoto apareceu, Ele estava todo sujo, e com umas roupas meio rasgadas, seu cabelo era castanho claro e parecia estar mais apavorado que eu.
- Quem é você?- perguntei me aproximando do maior. Ele me olhou com um pouco de medo e disse
-M-meu nome é Jungkook... jeon Jungkook- Ele disse com uma voz meio rouca- Eu não vou te machucar, pode abaixar isso- Ele olhava assustado para minha mão
      Ele aparentava ter uns 15 anos, e não parecia querer me machucar... Nem um pouco... Então eu apenas me afastei e joguei a garrafa no chão, o que fez o maior suspirar aliviado
- O que faz aqui? - Perguntei ao maior que se sentou perto de uma lata de lixo
-Eu moro aqui- Ele disse pegando umas pedrinhas do chão.
  Isso me machucou e muito... Ver uma criança(é modo de falar okay) morando na rua, naquele estadoe sozinho me doeu o coração, só de pensar que eu tinha tudo o que eu queria até um dia atrás e esse garoto aqui passando fome. Senti uma lagrima escorrer ao lembrar que no momento eu estava na mesma situação que o maior, sozinha e perdida. Me sentei ao lado do garoto e perguntei
  - O que houve com sua familia?- perguntei olhando para o chão.
-Minhã mãe morreu a um mês, e meu pai é um bebado, ele me batia sempre que chegava em casa depois de minha mãe morrer, então a mais ou menos 1 semana eu fugi de casa... E depois disso acabei me esquecendo do caminho de volta e acabei ficando por aqui mesmo- Ele não tinha nenhum pingo de resentimento na voz, ele dizia isso como se fosse a coisa maz normal do mundo- E você o que houve com você, o que faz aqui...
   Depois de ouvir aquilo enguli tudo aquilo que ele havia me falado como um tiro e comecei a sentir meu choro voltar
  -Bom meu pai e eu moravamos no brasil, mas ele recebeu uma promoção e nós tivemos que nos mudar pra cá, eu vim primeiro com a eu acho que namorada do meu pai, mas quando ele estava vindo o aviao dele caiu e está morto, quando descobri isso fuji e acabei me perdendo- Eu disse soluçando. Ele apenas me olhou e sorriu
  -Então acho que agora estamos juntos no mesmo barco- disse ele me olhando.
Eu retribui o olhar e disse
-É acho que estamos...- Eu apenas encostei minha cabeça no ombro dele e dormi
         2 semanas depois~
Quarta 28/05/2013
Eu e Jungkook haviamos virados bons amigos e faziamos tudo juntos, e meu pai, eu ouvi dizer que ele foi enterrado no Brasil mesmo. E eu? Bom pelo visto fui esquecida.
   Nós nos viravamos bem sozinhos mas um dia antes havia acontecido algo que nos chateou muito, nós fomos levados para um orfanato... E Jungkook descobriu que seu pai havia morrido de cirrose... Então nós dois estavamos orfãos, acabamos sendo obrigado a ficar lá... Bom melhor que ficar na rua não é mesmo. A moça que nos pegou na rua era muito legal, e ela que ficava cuidando de nós no orfanato. no fim ficou tudo bem, pelo menos era o que eu pensava...
      3 Anos depois~
   Muitas coisas aconteceram nesses três anos, eu havia me tornado uma pessoa muito diferente, eu havia virado uma garota muito timida e era muito respeitosa com todo mundo... Eu havia perdido meu Bv, Jungkook o tirou, em menos de 1 ano descobrimos que eramos apaixonados um pelo outro depois de uma noite muito longa
                  ~FLASHBACK ON~
  -Jungkook!- Pulei nos braços do maior que estava sentado no sofá do orfanato
-Olá pequena, como foi a aula?- Jungkook sorria o que o fazia ficar muito fofo.
-Foi muito legal, hoje entrou um menino novo no colegio, e ele é super bonito e gentil comigo-Disse fazendo um aegyo fofo. Jungkook fez uma cara séria e me puxou para o meu quarto...

-S/N!, EU NÃO QUERO VOCÊ CONVERSANDO COM QUALQUER MENINO QUE APAREÇA POR AI, ELES PODEM TE FAZER MAL- Jungkook gritava muito alto, e estava muito bravo

-M-mas Jun- Eu ia dizer mas fui interrompida por Jungkook

-Mas nada!, eu não quero você com outros garotos, você é minha pequena!- Jungkook disse ficando vermelho...

O clima no quarto começou a ficar estranho, Eu e jungkook nos encaravamos, o silencio era constragedor, Quando eu ia dizer algo para quebrar aquele silencio, Jungkook me puxou para perto e me deu um beijo, ele foi muito calmo, começou com um selinho e depois de um tempo ele pediu passagem com a lingua e eu cedi. Foi Um beijo demorado e apaixonante, poderiamos ter ficado nos beijando a noite inteira se não fosse a maldita falta de ar... Jungkook Me abraçou e me prometeu que me protegeria pra sempre
         ~FLASHBACK OFF~
Mas a um tempo atrás Uma tia de Jungkook apareceu e o levou embora, continuamos nos vendo mas não era mais a mesma coisa.

Eu havia acabado de acordar, e hoje seria um dia especial, hoje viria um moço ver as meninas, e ele queria adotar uma jovem, ele já havia passado por todos os testes e eu tinha 90% de chance de ser escolhida... eu já havia escolhido uma linda roupa uma sainha e uma blusa branca bem folgada. fiz meus deveres matinais e fui até a cozinha tomar café.
   Quando cheguei lá todas as meninas já tinham saido de lá, elas estavam animadas também com tudo aquilo, alias, a Mulher que cuida de nós disse que o moço viria bem cedo, por isso a rapidez.
     Eu peguei um pedaço de bolo e um pouco de chá, comi tudo rapidinho e fui para sala.
   Comecei a conversar com uma das meninas pra passar o tempo, mas não demorou muito pra campainha tocar...
Todo mundo se ajeitou no sofá e sorriu quando a Nossa responsavel foi abrir a porta, todas estavamos nervosas, foi quando ouvimos
      -Olá, eu vim para ver as meninas- Ele tinha uma linda voz
      -Ah sim Senhor, me acompanhe- Nossa responsável disse a ele. Nos estavamos sentadas e ansiosas, mal podiamos esperar.
     Quando ele chegou na sala eu fiquei muito supresa e de boca aberta e aposto que todas as outras garotas também, ele era surpreendentemente...

CONTINUA...


Notas Finais


ASHAUSHAU
DESCULPA GENTE, vcs vao ficar putonas comigo, mas é isso ai
Desculpas os erros e até mais
Kissus no kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...