História Stigma - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Kai, V
Tags Baekyeol, Boneco, Bottom! Baekhyun, Bts, Chanbaek, Exo, Kaisoo, Limonada, Sdds Vida Social, Sookai, Taehope, Top!chanyeol, Vhope
Exibições 42
Palavras 799
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Fantasia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Meu anti-socialismo


Fanfic / Fanfiction Stigma - Capítulo 1 - Meu anti-socialismo

- "Nome: Byun Baekhyun, solteirão gay, interesse em gatos e delineador, ama abs, sabe cozinhar, cabelos escuros e sensuais, pele leitosa e macia, olhos ofuscantes, meu maior fetiche sexual é alguém me comer de lado no meio de uma boate gay e todos ver..."
- Isso não sou eu. – bufei alto e abaixei a tela do notebook do meu melhor amigo, que se inscrevia em um site de relacionamentos. Eu não sei cozinhar!
- Você precisa arranjar um namoradinho. Não é atoa que sua mãe te expulsou de casa, ela quer netos, Byun!
- Vou fazer filhos com penetração nasal e o nome dos meus filhos serão catarrenta e espermalequêis né, Kyungsoo? –reviro os olhos em demonstração de total tédio– Para de tentar me arranjar alguém, já te disse que sou assexuado, não mude meu estilo de vida.
- Você já namorou, sua vagina enrugada. Você não é assexuado nem aqui nem na China. –Kyungsoo consegue ir de melhor amigo preocupado, para satã desocupado em segundos– Você sabe que quer um corujinha para ter noites quentes e sensuais.
- Já tenho uma coruja e ela me irrita. –fiz sinal como se fosse esmaga-lo– Pare de tentar achar um namorado para mim e se preocupe com o JongIn.
Assim que termino minha esplêndida fala, como se fosse um guarda-costa muito exemplar, Kai aparece com seu sorriso gigante e assustador.
- Vamos, Kyung? O sinal vai bater e a sraªHira vira torcer nossos pescoços igual o seu pai faz para matar galinhas pretas. –esse menino definitivamente não tem medo do demônio, Kyungsoo saiu estranhamente com sua mão grudada na mão daquele prédio mais estranho que ele.
Suspiro e junto meus materiais, não é como se eu quisesse encontrar aquela velha satânica/tia do Kyungsoo pelo refeitório.
Aish, essas pessoas que não deixam meu anti-socialismo em paz!

A caminho de casa, escuto meu celular berrar incansavelmente e olho a tela, resmungando por ser Taehyung. Meu irmão negligenciado.
Afinal, quando se tem um filho como Byun Baekhyun, quem se importa com Taehyung?
Com certeza, meus pais se importam. Não é atoa que eles me expulsaram, foi só o Taehyung me acusar de punheteiro (não) másculo que ja bastou para ter um bastão na minha bunda, me varrendo para fora de casa sendo chamado de satanista homossexual. Como se o Taehyung não fosse um belo de um uke desgraçado.
- Hm? –resmunguei ao entrar no meu apartamento rebaixado e me jogar livremente no sofá, agradecendo por ser emancipado e respirar o cheiro de esperma sem ter um peso na consciência.
- Baek-Hyung! Preciso que ligue a TV neste exato momento e coloque no canal 666. –reviro os olhos e pego o controle que está abaixo de minhas nádegas e ligo com total tédio.
Afinal, quando vão inventar uma televisão telepática?

"Hey, você que está cansado de fazer as coisas sozinho(a), frustado sexualmente ou com problemas em seu relacionamento, eu te recomendo um Skotty Allien, uma inovadora e promissora invenção deste ano! Um boneco humano com alta inteligência, feito apenas para lhe agradar, lhe chamará de mestre e lhe mostrará de versas utilidades. Venha logo ter o seu!"

Olhei entediado para a televisão.
- Você viu hyungnim? Eu quero! –a voz grossa de Taehyung me despertou e bocejei–
- O que? Seu relacionamento com o Hoseok não está dando mais aquela apimentada? –fechei os olhos escutando Taehyung rir–
- Seu senso de humor é ótimo, hyung. Mas compre pra mim, sim? Além do mais, compre um para você, precisa deixar de ser tão anti-social.
- Deixe meu anti-socialismo em paz, Kim. –bufei– Eu não tenho dinheiro, peça a sua Omma.
- Omma não pode desconfiar que eu quero um escravo sexual, hyung! –quase vomitei com suas palavras. Desde quando Taehyung virou um ser humano tão nojento?– Compre para mim que eu apago seu número e esqueço que já dividimos uma cama de solteiro, huh?
- Não dividimos. Você roubou a minha cama. –abro os olhos somente para revira-los– Eu compro. Me dê um segundo.
- Yaaaah! Esperarei. Peça a seu gosto, li por aí que tem seis dias úteis para entregar. Anhyeong, hyung.
Desligo a chamada e coloco o meu notebook preguiçosamente no meu colo, começando a pesquisar sobre esse tal de Skotty Allien.
- Até que está em conta –falo verificando os preços– Escolher personalidade? Sério? –reviro os olhos e começo a teclar coisas aleatórias, até parece que tudo ia sair uma maravilha para Taehyung. Porém, sei que Taehyung iria me importunar por seis dias, por isso, encomodei uma versão mais antiga e rebaixada para que chegasse logo amanhã.
Fechei o notebook refletindo sobre o nome que dei para o boneco.
Park Chanyeol.
Antes que eu pudesse pensar sobre mais alguma coisa, meus olhos pesaram e me entreguei ao sono ali no sofá mesmo.


Notas Finais


SIM, EU DEMOREI MAIS DE TRÊS HORAS PRA FAZER ESSA PEQUENA BOSTA!
Essa ideia veio do nada, e meter o bangtan no meio é mais por causa da treta do Twitter. Amem as armys boas como eu.
Espero que tenham gostado pois meus dedos estão dormentes.
Haha até a próxima atualização.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...