História Stigma - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Homossexualidade, Jungkook, Lemon, Romance, Taehyung, Taekook, Vkook, Yaoi
Exibições 295
Palavras 1.849
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Preparem o varal para as calcinhas de vocês cof*

Boa leitura e...
ATÉ AS NOTAS FINAIS! PEI!

PS : *Esse tiro era pra atingir o coração de vocês ;v;*

E me desculpem pelo capítulo curto, estava sem ideias para o mesmo ;-;

Capítulo 11 - I want you


Fanfic / Fanfiction Stigma - Capítulo 11 - I want you

Deitado de bruços na cama e com meus braços em baixo do travesseiro macio, eu encarava a janela que ficava ao lado da cama. Desde pequeno, sempre tive o costume de deixar as cortinas abertas, pois a luz que a lua emanava e o vento calmo da noite que passava pela janela me deixavam em paz. Ao meu lado estava um pequeno ser (não tão pequeno assim, já que o mesmo era alguns centímetros maior que eu. Mesmo que fossem poucos, era o suficiente para eu ser da altura do pescoço do jovem) que por incrível que pareça, estava imóvel na cama. Depois de muito discutirmos, no fim eu tive que dormir apenas de cueca box para fazer o garoto se sentir mais a vontade, já que o maior não quis vestir minha bermuda e também se recusou a dormir de calça. Então lá estavam nós dois, deitados na mesma cama, ambos vestindo apenas cuecas (ambas da mesma marca e cor) e blusas largas e confortáveis. Em nenhum momento eu ousei colocar meu olhar sobre o garoto, já que o mesmo se encontrava irritado comigo por causa de Yoongi, mas confesso que estava tentado a me virar e o abraçar, para assim poder dormir.

Meus olhos pesavam e eu estava quase dormindo quando escutei uma voz serena ao meu lado.

-Hyung, está acordado? -Jungkook se remexeu na cama.

-Sim... -Respondi de forma arrastada por conta do sono.

-Eu... Me desculpe por ficar bravo com você e ter te xingado... 

-Tudo bem. Me desculpe também. -Eu respondi secamente e fechei os olhos.

Qual era o problema desse garoto? Nem eu sou tão insuportável assim. Sim, eu estava irritado com ele. Eu sei que sempre fico o importunando, mas ele passa dos meus limites. Me ignora, bate, xinga, e depois pede desculpas com a maior cara de sonso do mundo. Fora que assim que ele veio para a cama, eu tentei o beijar e o acariciar, mas a resposta dele? Ha. Um tapa em minha face e um empurrão. Eu apenas me deitei novamente e desde o ocorrido estou quieto. Jungkook tem que entender que não é tudo do jeito que ele quer, e sim do jeito que EU quero.

-Você está irritado comigo?

Caralho... Cala a boquinha, eu quero dormir.

-Ei, hyung?

-Vai dormir, Jeon.

-Mas...

-Jeon, dorme.

-Aish... Tá bom.

Estava tudo bem, tudo calmo... Calmo até demais. Ele não conseguiu ficar mais do que 10 minutos calado. Após esse período de tempo, quando eu estava quase dormindo, novamente o garoto voltou a tagarelar.

-Hyung...

-Olha, Jeon, o que você quer?! Eu estou cansado, irritado com sua infantilidade, e você não me deixa dormir. Olha, Jeon Jungkook, não me testa! -Eu disse franzindo o cenho mesmo ainda de olhos fechados. 

-Hyung... Me desculpe... Eu não queria ter lhe dado aquele tapa, foi... involuntário...?

-Foda-se. E se você não vai dormir, então pelo menos cala a boca e me deixa em paz.

-C-Certo... -Ele gaguejou e sua voz estava pesada. Eu suspirei e decidi me virar, e assim que eu o fiz, a cena que vi fez meu coração bater mais rápido. 

Jungkook estava virado para mim, seus olhos marejados vidrados aos meus. Seus lábios rosados estavam trêmulos e úmidos, uma pequena lágrima solitária desceu pelo seu rosto enquanto a luz que entrava pela janela iluminava o lindo e delicado rosto do menino. Jungkook parecia uma criança. Uma criança que eu estava disposta a cuidar e proteger dos males do mundo. Mesmo que eu esteja incluído nesses males, estava disposto a mudar por ele. Estava disposto a ser tudo que ele precisa. Eu quero ser tudo que ele precisa.

Jungkook é tudo que eu preciso.

-Me desculpe ter sido grosso, hum? -Eu me aproximo do mais novo, deixando nossos corpos quase colados, e levo uma de minhas mãos até o rosto do mesmo, limpando a pequena lágrima. 

-Tudo bem, eu não queria ter irritado o hyung... -Ele continuava a me encarar fixamente, porém agora com um olhar mais sereno. A essa altura, nossas faces já estavam bem próximas, e nossas vozes saíam quase como sussurros, como duas crianças conversando esperando que seus pais não saibam que estão acordadas. Porém não somos crianças. Os hormônios à flor da pele dificulta as coisas. Os lábios dele dificulta as coisas. 

Eu desviei meu olhar dos olhos do garoto e passei a encarar os lábios do mesmo. Eu estava tentado a tocá-los, a senti-los. Me pareciam doces.

-Hyung... -Jungkook disse de forma manhosa aproximando ainda mais sua face da minha, agora roçando nossos lábios. 

-Criança, não me provoca... -Eu disse entredentes, levando minha mão que estava em seu rosto até a parte de trás de sua cabeça e agarrando seu cabelo. 

Sim, eu sou bruto.

-Por que você pode me provocar e eu não? -Ele choramingou, e aquilo apenas me provocou ainda mais. O ver tão vulnerável e na minha cama... O resto da minha sanidade se foi.

Eu puxei o cabelo de Jungkook, fazendo o menor levar sua cabeça para trás. Logo em seguida levei meus lábios até seu pescoço, espalhando mordidas, beijos e chupões (que com certeza deixariam marcas). A resposta vinda do mais novo foi satisfatória. Baixos gemidos de aprovação e uma de suas mãos em minha nuca, a acariciando. Dei um pequeno sorriso um tanto quanto sádico e trilhei um caminho de beijos do pescoço até o canto dos lábios de Jungkook, parando e erguendo meu corpo, assim o colocando sobre o do maior. Apoiei minhas mãos na cama e colei meu abdômen ao dele, acabando por chocar nossos membros já um pouco despertos. Jungkook voltou a me olhar, seu rosto estava ruborizado e sua respiração acelerada. Já impaciente, selo nossos lábios em um beijo calmo, que com o tempo foi ficando algo mais selvagem. Nossas línguas logo estavam entrelaçadas e eu movimentava minha cintura de forma lenta contra a do maior, fazendo nossos membros que eram somente separados pelo fino tecido de nossas cuecas se chocarem. Kook envolveu meu pescoço em seus braços, e depois de algum tempo nessa situação excitante acabamos por separar nossos lábios, e por fim dou uma breve mordida no lábio inferior do garoto, saindo de cima do mesmo em seguida e me deitando novamente ao seu lado.

Ele não estava preparado para ter sua primeira relação sexual, e não éramos tão íntimos assim, então respeitei seu espaço. Aquilo fora o suficiente para o inocente Jungkook por hoje. Ainda com a respiração alterada, envolvo a cintura do menor e ele passa uma de suas pernas por cima de minha cintura, colocando seu rosto em meu pescoço em seguida. Levei minha mão até o cabelo do garoto, o acariciando até que ambos acabaram adormecendo. Tranquilos, abraçados e apaixonados, porém bobos demais para saber amar ou sequer notar que se amam.

(...)

Sábado às 9:02 da manhã

-VAMOS ACORDAR, CASAL! -Yoongi chuta a porta e entra em meu quarto aos berros.

-Que bonito, hein! VAMBORA, LEVANTA! -Jimin entra no quarto batendo palmas e em seguida fica de joelhos na cama, balançando o corpo de Jungkook.

-Hyung... Pare com isso... -Jungkook diz com a voz embargada, me soltando e colocando o braço em frente dos olhos.

-Taehyung... Ei, Taehyung... -Suga sussurrava próximo de minha orelha.

-Hum? -Respondo me virando de bruços e enfiando meu rosto no travesseiro. 

-ACORDA, DESGRAÇA! -Ele berra ainda próximo de minha orelha, me fazendo erguer meu abdômen, apoiando meus antebraços no colchão e o olhar de forma assassina, o fazendo se afastar.

-Vão embora... -Jungkook diz e novamente abraça meu corpo, escondendo seu rosto na curvatura de meu pescoço e passando uma de suas pernas por cima de minha cintura.

-Puta que pariu, hein. Vamo embora Jimin, vamos comer tudo e deixar eles sem nada. -Os dois saem do quarto batendo a porta atrás deles.

Claro que depois de todo aquele show, eu e Jungkook não conseguimos mais dormir. Então apenas ficamos deitados, criando coragem para levantarmos. 

-Kook, se você não me soltar, eu não vou conseguir levantar... -Digo de maneira abafada por meu rosto estar enterrado no travesseiro.

-Então não levanta...

Eu suspirei e virei o meu rosto, depositando um beijo na testa do mais novo e em seguida outro na bochecha, o fazendo dar um pequeno sorriso.

-Vamos, saia. -Eu disse em um tom mais sério, na tentativa de assustar o mais novo, e por incrível que pareça, isso funcionou. Rapidamente ele rolou para o outro lado da cama, e eu me levantei, passando minha mão pelo meu cabelo bagunçado e indo até o banheiro que ficava em meu quarto fazer minha higiene pessoal.

(...)

Depois de tomar um banho e finalmente Jungkook levantar e se trocar, todos estavam reunidos na sala, Yoongi e Jimin sentados em um dos sofás, enquanto Jungkook estava sentado no outro e eu em pé logo atrás do mais novo, bagunçado seu cabelo enquanto segurava uma xícara de café com minha mão livre.

-Hoje o dia está bonito... -Jungkook disse enquanto encarava a janela.

-Realmente, não têm nenhuma nuvem, fora esse calor desgraçado... Parece até amostra grátis do fogo da raba do Jimin. -Yoongi disse, recebendo um leve soco de reprovação em seu braço vindo do ruivo.

-Eu meio que tive uma ideia, mas não sei se vão gostar... -O ruivo disse coçando a nuca nervosamente. 

-O que? -Eu perguntei levando a xícara até meus lábios. 

-Sabem, essa semana vai ter um feriadão... Quinta, Sexta, Sábado e Domingo não haverá aulas então... Que tal fazermos uma viajem para a praia?

-Viajem? -Eu disse erguendo uma das sobrancelhas. 

-Para a praia? -Jungkook disse logo após. 

-Nem pensar, eu vou ficar parecendo um camarão. -Yoongi balançou a cabeça negativamente. 

-E ninguém quer ver a bunda branca do Yoongi. -Jungkook disse tentando conter a risada.

-Olha, você me respeita bicha safada, porque a minha bunda é redondinha e muito linda. Aliás, ela que não quer ser olhada por você. 

-Parem de ser velhos! Aliás, podemos ficar na casa de praia dos meus pais! -O ruivo exclamou irritado, enquanto cruzava os braços. 

-E como vamos?

-Simples, podemos chamar o Hoseok também, aí ele nos leva no carro dele. 

Assim que Jimin citou o nome de Hoseok, Jungkook estremeceu, o que me fez estranhar um pouco a reação do mais novo. 

Será que ele sente ciumes?...

(...)

No fim todos concordaram (incluindo Hoseok, cujo carro era grande o suficiente para caber todos nós). Como não trabalho na cafeteria nos feriados, não foi nem necessário pedir autorização da dona do estabelecimento. Todos ficaram discutindo os planos em minha casa, e decidimos que iríamos Quinta de manhã e voltaríamos Domingo à tarde, já que todos tinham aula Segunda. Não demorou muito para Jimin e Yoongi irem embora. Os dois saíram de minha casa por volta das 14:00 da tarde, e já Hoseok tinha um compromisso, logo fora embora também. Jungkook estava um pouco desconfortável, eu até tentei fazer com que o garoto ficasse o resto do dia comigo, porém o mesmo insistiu e foi embora. Agora só estávamos eu e Buster ali, largados no chão gélido da sala enquanto olhávamos para o teto.

-É amigo, as coisas estão ficando interessantes... -Eu dei um sorriso bobo enquanto afagava a cabeça do cachorro, o qual me olhou provavelmente sem entender nenhuma palavra.

Eu acho que... pode ser interessante ter Hoseok e Jungkook juntos na Quinta.

Dei um largo sorriso, mordendo meu lábio inferior em seguida.




Notas Finais


Isso foi bom o suficiente para vocês? ;v;
Espero que tenham gostado ;u;

GENTE
Preciso de novas amizades ;-;
(Ou até mesmo uma Mommy ou baby girl cof*)
Enfim, podem conversar comigo, mandar mensagens, eu não mordo ;v;

NO PRÓXIMO CAPÍTULO HAVERÁ...
UMA SURPRESA
(QUE PROVAVELMENTE O KOOK NÃO VAI GOSTAR)
Até o próximo capítulo~~

//Explode//


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...