História Still Into You - Capítulo 25


Escrita por: ~ e ~brighter_lory

Postado
Categorias Paramore
Tags Hayley, Josh, Joshay, Paramore, Still Into You
Exibições 12
Palavras 1.234
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ola seres humanozinhos
bem, eu depois de um certo sumiço de 3 anos reapareci, e perdi leitores demais, mas enfim.
TEM CAP NOVO
tinha me esquecido como amo essa fic, e tambem amo escrever
sem mais delongas...
ENJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOY

Capítulo 25 - You Ain't Woman Enough


Fanfic / Fanfiction Still Into You - Capítulo 25 - You Ain't Woman Enough

Pov. Hayley

Saí de casa eram aproximadamente as 10 horas da manhã, tive uma certa dificuldade para me disfarçar, pois já usei todo tipo de cabelo possível, logo arrumei uma peruca longa de cabelos pretos escuro, quase azul, e óculos escuro estilo aviador.

Por que aviador? Porque sabemos que eu nunca usaria óculos desse estilo.

Peguei meu celular e digitei o número do Joe (meu motorista):

- Olá Srtª williams.

- Olá, Joe teria como você me pegar aqui no meu abacaxi que mora no mar? – brinquei.

- Claro, aonde deseja ir?

-Aeroporto de Franklin, tenho um voo agendado, mas preciso de que seja discreto. –disse.

- Okay, vou usar um carro simples que não chame muita atenção.

- Tudo bem, te espero. – desliguei o telefone e depois liguei para Marshall.

- Marshall, tudo bem? –eu falei quando ele atendeu

- Hayley, a que devo a honra de sua ligação? – perguntou, sempre com sua voz alegre.

- Preciso que me leve até um lugar de jatinho. –falei rapidamente.

- Levo. Hoje estou aqui no aeroporto sem nada para fazer. - Marshall era piloto de carga, ou seja, nada que alguém esperaria de mim, pois era um jatinho porém simples, onde ninguém imaginava que eu voaria.

[...]

Algumas horas depois, eu estava em Phoenix, confesso que a viagem não foi das melhores. Não a parte de andar de fiat uno (que quase não corre), mas a parte do avião cargueiro do Marshall.

Desci do avião em uma estrada de terra onde Josh me esperava de longe em seu carro, estava com uma roupa diferente, parecia um fazendeiro. Calça colada botas, camisa xadrez vermelha e preta e óculos escuros.

Agradeci e paguei a Marshall e assim que o jatinho decolou fui ao encontro do meu cowboy.

- Por que está vestido como fazendeiro? –perguntei.

- Eu iria perguntar por que está fazendo cosplay da Marceline. – ele riu tirando minha peruca.

- Hahaha, muito engraçado fazendeiro Josh. –falei fazendo uma careta.

- Você vai adorar a casa, na verdade é uma fazendinha, acho que isso seria muito mais discreto para nós dois.

- Mais alguém fora o Zac sabe disso? –era bom saber quem estava por dentro de nosso litlle secret.

- Não, para Jenna estou cuidando das propriedades. Ela nem imagina que você poderia estar comigo, já que está a praticamente kilometro de casa.

- Mas ela sabe que eu tenho meios de transporte.

- Tipo um navio cargueiro ou algo do tipo?

- Se eu fosse sua carga, aposto que me levaria aonde eu quero. –provoquei-o.

- Se você fosse minha carga, diria foda-se ao dono dela e a pegaria para mim. –ele falava. –Chegamos.

Era uma bela fazenda, não muito grande com uma casa bonita e uma porteira feita de madeira. Logo a frente vi um cachorro, um pastor belga com pelo branco sujo de terra, ele pulou para brincar comigo.

- Ola garoto. –briquei com ele.

Quando entramos na casa, Josh apenas fechou a porta e logo após me agarrou em seus braços fortes e me tomou um beijo enlouquecedor. No momento não pensei em nada e só me lembrei de respirar após quase 10 segundos.

Sabia que não estávamos agindo certo, ele tinha uma mulher que a proposito eu detestava, então não seria ruim ela levar uns chifres, já que ela roubou o meu Homem e que ela nunca seria mulher suficiente para ele, como eu acostumava cantar.

Logo eu comecei a parar de pensar e partir para ação. Éramos apenas eu e Josh naquele momento e o que eu queria fazer?

Queria amar a ele como uma mulher recém casada com o amor da sua vida, queria me entregar e aquilo estava ficando cada vez mais quente.

Comecei a tirar sua camisa, sem parar de beija-lo, estava frenética e louca ao mesmo tempo. Passei a mão pelo seu corpo e abdome definido, se passou na minha cabeça Chad nunca terá esse tanquinho para eu lavar as roupas, soltei um riso alto, e Josh soltou com uma voz rouca e sexy:

- Se divertindo minha ruiva.

- Você não sabe o quanto. –provoquei novamente e tirei minha regata.

- Pra que isso de sutiã agora? –ele falou vendo meu sutiã de rendas pretas com laços vermelhos.

- Não gosta deles, senhor farro?

- São lindos, mas prefiro sem. –ele veio em minha direção me abraçando.

- Que tal uma bebida- sugeri.

– Está fugindo de mim, gatinha ? –ele sorriu de jeito maldoso –CHAMPANHE. –ele saiu gritando.

- Vou para o quarto.- gritei.

Eu o ouvi dizer algo mas me preocupei em provocar mais. Ao chegar no quarto tirei minha calça deixando meu conjuntinho a mostra.

Ele chega no quarto com duas taças e adivinhem só: ele teve a mesma ideia que eu e estava de cueca box preta. (só de cueca)

- Não se cansa de ficar se insinuando para mim?- o sorriso maldoso apareceu de novo.

- Nós viemos curtir, então a noite e nossa. –apesar de que era apenas 12:00.

- Então pretende passar a noite aqui, garotinha má.

- Acho que sim, garotinho bom. –eu ri e voltamos ao beijo.

Seu beijo ainda com o mesmo ritmo acelerado e excitado, sabia que tudo terminaria bem ou melhor do que da última vez.

E quando ele tirou meu sutiã aconteceu...

 

-Josh???

Quem iria chama-lo ali no meio do nada, não quis nem imaginar as possibilidades, até por que a fazenda não era um segredo? O que estaria acontecendo?

- Hay, fique aqui que eu vou atender. –ele vestiu a roupa e saiu.

Fiquei no quarto ouvindo a conversa.

- NÃO DISSE PRA OCÊ QUE ERA ELE. –disse uma voz diferente eu não a conheci.

- Olá, em que posso ajuda-las? - Josh disse educadamente.

- É que somos grandes fãs do sinhô, e ficamos sabendo que tinha se mudado. Não tinha acreditado de início, mais é ocê mesmo.

Tentei imaginar a cara do Josh e ri alto, quando percebi me calei, e Josh ouviu e quis se vingar.

- Então garotas, estava fazendo algo importante, mas já que são minhas fãs querem entrar para tomar um cafá.

- ARA MAIS E CRARO. –disse empolgada

Mais que filho da puta, aposto que são bonitas.

 

[...]

Ouvi umas duas horas de conversa até elas irem embora, falaram de várias coisas, uma delas disse amar o zac, Josh tentou dizer para ela desistir e deram muita risada.

Até que uma delas soltou.

- E ocê não vai vorta pro paramore mais naum?

- Humm, é complicado amiga. –Josh foi gentil.

- Acho que o sinhô não vorta por causa da Hayley . –ela falou. Era verdade, eu acho.

- Bem e difícil... –falou Josh parecendo triste

- O sinhô ainda gosta dela?-perguntou

- Muito...

- Traz ela pra cá, só não deixa sua esposa sabe.- uma delas disse

E pra minha má sorte, me descobriram, me acharam após um monte de coisa cair sobre mim.

Josh correu para ver e as curiosas vieram junto

-HAYLEY- Elas disseram meu nome que mais parecia reile ao invés de Hayley

- Olá. –acenei sem graça para elas

[...]

Depois da explicação enorme, ela se sugeriram apresentar as terras para nós, e não rejeitamos. Era um lugar muito bonito.

Visitamos uma cachoeira, porém eu mal podia esperar pela noite.

E logo ela caiu e enquanto voltávamos da cachoeira durante as 6h (ainda estava claro) uma onça apareceu...

 


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH
Espero os curiosos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...