História Stitches - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailee Steinfeld, Shawn Mendes
Personagens Hailee Steinfeld, Shawn Mendes
Tags Charlieputh(harry), Hailees(marie), Shawnmendes(john)
Exibições 22
Palavras 749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Mistério, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Enjoy!

Capítulo 5 - Last First Kiss?!


Como minha mãe inventou de dormir na casa da ‘’amiga’’, eu tive que acampar na escola já que tenho um quartinho no mesmo graças a direção que me adora e tem pena de mim. Acordei dando um pulo da cama por causa do maldito sinal que era mais sirene do que sinal, achei até que era um assalto ou algo assim mas lembrei que só era o sinal barulhento. Sentei na cama bufando por esse sinal me acordar no meu melhor sonho com as minhas meninas do Fifth Harmony.

- Puta que me pariu estou atrasada! –Gritei ao olhar o relógio em meu celular saindo em disparada, e pensar que tinha 4 escadas para ir na sala, cheguei sem ar e digamos arrombando a porta chamando a atenção de todos.

- Está atrasada! –Reclamou aquela velha duas caras, sendo que nenhuma vai com a minha cara, olhou em seu relógio, mas logo mudou a expressão para uma de que eu sabia que lá vinha uma ideia que eu não iria gostar. – Já que estamos a procuro para protagonista, você será Sandy a esquisita que gosta do cantor, mas eu quero a cena do beijo entre esses personagens –sorri torto pois ela sabia meu trauma e ponto fraco e fazia isso só para me ver em pânico.

- E quem vai ser o cantor? –Tentei não gaguejar e parecer firme. Olhei de relance para Harry que já se arrumava para ser o cantor, por um lado até torci para que seja ele e não o....

- John! –Chamou ele em alto bom som que veio estranho um pouco corado digamos assim. – Você é experiente na cena então será Peter o famoso que gostou da esquisita –falou com desdém apontando para mim. – E eu quero tudo no improviso –revirei os olhos pois ela já estava de marcação com a minha pessoa. – Ação! –Gritou assustando a todos e eu respirei fundo para não dar na cara dela.

Mordi o lábio por puro nervosismo em o que dizer, John me olhou de uma forma tão fofa que se eu fosse igual as demais iria cair de patinho para ele.

- Você é a única que sempre apareceu em meus sonhos desde a primeira vez que te vi –a cada frase ele dava um passo até mim bem lento. – Só quero cuidar de você e te mostrar o mundo como você nunca viu. –Ele levantou sua mão em direção ao meu rosto acariciando com o polegar.

- Isso seria mais uma canção de amor? –Sussurrei já nem ouvindo minha voz e sentindo meu coração entrar em pânico assim como meu corpo. Ele riu pelo nariz negando.

- É bem mais do que isso! –Ele me puxou delicadamente unindo nossos lábios em um só. Seus lábios gélidos e quente me causava calafrios pelo corpo inteiro, demorei para raciocinar se era um beijo técnico ou não mas acabei me deixando levar, levei minhas mãos a sua nuca puxando alguns fios do seu cabelo e tornei o beijo mais intenso.

- Já chega! –Ouvi alguém gritar e empurrar o John para longe de mim. Olhei meio atordoada recuperando o ar para quem o empurrou, era Harry. A professora estava igual uma estátua boquiaberta. Ao olhar ao redor o pessoal também estava chocado, mas acabo tendo mais uma alucinação pois no meio dele eu vi o meu vizinho, assistindo tudo dando uma risada que me causava medo a mesma que ele deu no dia que invadiu minha casa, meus olhos começaram a arder que sai às pressas para o banheiro me acabar em lagrimas.

‘’Mais uma vez a idiota se entregou’’ isso martelava em minha cabeça parecido até com um sermão de mim mesma. Ouço passos e me escondo embaixo da pia onde ninguém possa me ver nesse estado.

- Eu sei que você está ai, relaxa que ninguém vai vir aqui –brincou Harry e eu sai de lá com a ajuda dele e o mesmo só parou de rir a ver meu estado e sua feição tornou em preocupação. – O que foi? Foi o idiota do John né, vou acabar com ele. –Cerrou os punhos mais eu segurei suas mãos.

- Não foi ele apenas deixa para lá –minha voz estava um caco. Funguei limpando o rosto e ele não disse nada apenas me abraçou e acariciou meus cabelos.

- Pode ficar tranquila, eu estou aqui com você para qualquer coisa –sussurro deixando sua voz rouca que me arrepiou um pouco, naquele momento qualquer ajuda é bem-vinda.


Notas Finais


=D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...