História Stockholm - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Hoseok, Jimin, Jungkook, Namjoon, Romance, Seokjin, Taehyung, Yoongi
Visualizações 92
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá! Obrigada pelos comentários do último capítulo, fiquei muito feliz em ver que vocês gostaram uashuahs Espero que gostem desse também, ta aí a reação dos meninos aushauh
Boa leitura <3

Capítulo 26 - Mãos dadas


Fanfic / Fanfiction Stockholm - Capítulo 26 - Mãos dadas

Ok, eu não morri. Na verdade, dormi maravilhosamente na minha antiga cama e quando acordei já estava sozinha no quarto.

Eu tinha ido dormir sem acreditar no que havia acontecido e acordei da mesma maneira. Sentei-me na cama repassando tudo o que tinha acontecido apenas para ter certeza de que não tinha sido o sonho mais perfeito da minha vida.

Tranquei a porta do quarto para me vestir e escolhi uma calça jeans preta e a camiseta preta do BTS com o ano de nascimento do Tae atrás e seu stage name “V”. O tempo estava começando a esquentar, então não vi problema em ficar apenas com a camiseta de mangas curtas com uma blusa segunda pele preta com mangas compridas por baixo.

Fui ao banheiro para pentear os cabelos e escovar os dentes e logo estava descendo as escadas. A mesa da cozinha estava cheia, apenas Yoongi não estava ali para tomar café.

Sento-me ao lado do Jimin e ao lado da cabeceira vazia. Jin ocupava a outra ponta.

− Bom dia, pessoal – cumprimentei e me servi apenas de um copo de água.

− Bom dia.

− Voltou para a sua cama? – Jimin brincou.

− Eu realmente adoro aquela cama – o acompanhei nas risadas. – Estava muito tarde para ir embora.

Eles continuaram conversando entre eles e eu fiquei apenas ouvindo. Eles não me perguntaram nada sobre a noite passada e eu agradeci mentalmente por isso, afinal eu nem sabia o que eu podia ou não falar sobre o assunto.

Alguns segundos depois, ouvi o barulho dos passos na escada e meu estômago gelou. Eu estava de costas para ele, mas Yoongi parou ao meu lado e se abaixou, me roubando um selinho e sorrindo em seguida. Sorri de volta e ele se sentou ao meu lado como se nada tivesse acontecido.

O som das conversas de antes desapareceu e por um momento permaneceram todos em um silêncio perplexo que logo foi substituído por gritos.

− Meu deus! – Jungkook exclamou e se levantou.

− Eu sabia! – Jimin se levantou também.

− Que lindos! – Taehyung me fez rir. – Meu deus!

Os três continuaram exclamando e pirando e eu e os mais velhos apenas ríamos.

− Parabéns – Jin fala e sorri.

− Já estava na hora – Namjoon brinca e Yoongi concorda levemente com a cabeça.

− É claro que já estava, eu já não aguentava mais o hyung pedindo conselhos e não fazendo nada – Jimin reclamou e eu comecei a rir da cara envergonhada do Yoongi.

− Vamos para a sala? – Yoongi se levantou e me estendeu a mão.

Aceitei e me levantei da mesa. Ele me puxou para fora da cozinha e a maknae line nos seguiu. Jin e Namjoon ficaram arrumando a cozinha e Hoseok subiu para ir ao banheiro.

Yoongi sentou no canto do sofá e me puxou para o seu lado. Cruzei as pernas em cima do sofá e me escorei no peito dele, que passou o braço pelos meus ombros e acariciou levemente meu braço.

− Como vocês vão esconder isso? – Jungkook perguntou e Yoongi me olhou parecendo culpado.

− Não me importo de esconder, Yoongi, tudo bem para mim – sorri e ele me roubou outro selinho. Se afastou sorrindo e Taehyung fez outro escândalo.

− Sejin precisa saber? O contrato de vocês não proíbe namoro? – Eu achava que não proibia, mas perguntei para ter certeza.

− A BigHit nunca nos proibiu de namorar, nós que decidimos isso por um tempo – Yoongi explicou. – E sobre Sejin, não precisamos falar oficialmente para ele, ele vai acabar percebendo.

Naquele exato momento, ouvimos uma buzina lá fora.

− Falando nele – Jungkook comenta rindo e se levanta.

Começamos a nos arrumar. Eu já havia me considerado pronta mesmo que não estivesse exatamente arrumada ou bonita, então apenas peguei meu army bomb e a câmera nova.

Quando entramos na van preta, eu e Yoongi ficamos na última fileira de bancos. Deixei minhas coisas no banco ao lado e olhei para o Yoongi.

Ele mexia no celular com uma das mãos e com a outra tamborilava os dedos na perna. Peguei sua mão livre e senti seu olhar sobre mim, mas continuei olhando para a sua mão.

Puxei ela para o meu colo e mexi em seus dedos enormes, as cutículas mal feitas que eu conhecia há bastante tempo. Sua pele translúcida mostrava veias por todo os lados. Coloquei minha mão contra a dele e me senti uma anã. A ponta dos meus dedos batia no meio dos dele apenas para provar que a mão dele era muito maior que a minha.

Yoongi riu e envolveu a minha mão com a sua, entrelaçando nossos dedos. Começou a fazer um carinho leve com os dedos e trocamos sorrisos. Eu conseguia ver Taehyung e Jimin nos primeiros bancos tentando nos observar e ao mesmo tempo tentando não serem vistos.

Aparentemente todos estavam nos shippando.

***

Eu me sentia uma boba.

Estava jogada no sofá branco do camarim enquanto os meninos eram maquiados. Yoongi estava tendo seu cabelo feito e Namjoon e Jungkook estavam sendo maquiados. Os outros estavam jogados pelos cantos como eu.

Yoongi me observava pelo espelho e sorria. Eu sorria de volta e ficávamos nisso infinitamente. Namjoon discretamente ria da nossa cara.

Estranhamente a cabeleireira e as duas maquiadoras estavam tão concentradas que sequer notavam qualquer coisa.

− Vocês são muito fofos – Hoseok afirmou assim que as três mulheres deixaram a sala depois de terminarem seus trabalhos.

− Achei que elas não iriam embora nunca – Yoongi reclamou e se jogou ao meu lado no sofá. Deitou a cabeça no meu ombro e fechou os olhos.

− Vou tirar muitas fotos de vocês hoje – avisei, mas pensei de novo. – Na verdade, se eu não começar a chorar vou tirar as fotos.

Yoongi riu ainda de olhos fechados.

Sejin apareceu na sala para chamar os meninos e Yoongi disse que ele mesmo me levaria até a sala em que eu ficaria. Antes de subirmos o último lance de escadas para nos encontrarmos com o mesmo segurança, ele me fez parar e ficar de frente para ele.

− Se quiser sair, só avise o segurança, ele vai com você – ele pediu calmamente, mas o senti realmente apreensivo.

− Tudo bem, vou ficar aqui até terminar – afirmei.

Ele assentiu e deu o único passo que nos separava. Baixou o roto e eu fiquei mais uma vez na ponta dos pés. Pousou uma das mãos em meu rosto e nos beijamos. Puxei seu casaco aberto para trazê-lo para mais perto, mas nos interrompemos já que alguém poderia passar por ali.

− Faça o seu melhor – pisquei para ele e subi rapidamente as escadas, o deixando lá embaixo.

Caminhei em direção ao segurança que me olhava com cara de poucos amigos, provavelmente por eu ter fugido dele.

Entramos na sala sem trocarmos uma palavra e eu me preparei para o segundo melhor show da minha vida. 


Notas Finais


Gostaram? As coisas vão ficar bem fofinhas agora, mas depois tem treta
Obrigada por lerem e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...