História Stockholm Syndrome - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, Joe Jonas, Nick Jonas, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dallas Lovato, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Joe Jonas, Lauren Jauregui, Nick Jonas, Normani Hamilton, Selena Gomez
Tags Camila G!p, Camren, Drama, Selena G!p, Semi
Visualizações 418
Palavras 3.255
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, FemmeSlash, Festa, Orange, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello y'all, tuuudo bem com vcs? Espero que sim.

Então, essa semana só vai ter Stockholm Syndrome, ( Eu ia passar a noite inteira escrevendo e postando, mas o sono não tá deixando) mas eu postei esse aki pq a treta maligna já tá aki minha gente. E talvez semana que vem só tenha Stockholm Syndrome tbm, pq eu tô com MTA preguiça de procurar GIF que faça sentido com os capítulos e eu tenho q editar os caps pq eu acho que eles tão horríveis mas blz.

Espero que gostem dá segunda parte de Girl's Time, bjos meus amores.

Capítulo 16 - Girl's Time - Part 2


Fanfic / Fanfiction Stockholm Syndrome - Capítulo 16 - Girl's Time - Part 2

23:03


Terça-Feira, 29 de Dezembro


Demi fitava a Jauregui enquanto a garota virava o que provavelmente deveria ser seu décimo primeiro copo de bebida, naquele momento Lauren estava completamente bêbada, mas ainda não se rendia às investidas da Lovato e aquilo estava começando a irritar Demetria. A garota batucava impaciente as unhas compridas na superfície do balcão enquanto esperava uma ideia boa o suficiente para fazer Lauren se entregar, mas nada vinha a sua mente e aquilo estava irritando a morena de olhos castanhos.


“Talvez a Brooke esteja certa, talvez seduzir a Jauregui não fosse uma boa ideia! Ela parece não se render a nenhuma de minhas provocações, ela não se rende tão facilmente, não como ela havia feito a anos atrás.”- Demi bufou e apoiou sua mão em sua bochecha e bagunçou seus cabelos negros levemente. “Talvez eu devesse desistir, tudo isso foi uma perda de tempo sem sentido. Lauren ama a Cabello e não há nada que eu posso fazer para mudar isso!”- a Devonne ponderou por mais alguns tempo a ideia de desistir de provocar a Morgado e ir para casa. Mas a ideia de desistir de Lauren parecia algo insano na cabeça da Texana, a Lovato era cegamente apaixonada pela Jauregui e aceitava ver e estar ao lado de Lauren enquanto o coração da morena de olhos verdes pertencia a outra. Desistir das provocações era como desistir de Lauren, algo impossível na cabeça de Demetria.


“Não, eu não vou desistir! Eu só preciso de uma pequena ideia! Nem que seja algo ilegal, mas eu preciso ficar com a Jauregui, antes que aquelazinha volte.”- a Lovato sorriu confiante e fitou a Jauregui por um bom tempo, Lauren ficou um pouco incomodada com o olhar de sua amiga e virou-se para a Devonne. Os lábios de ambas estavam tão perto, que se uma das duas se aproximasse mais, os lábios se tocariam.


“Tão perto, tão perigosamente perto! Mas tão tentador, fodidamente tentador. Porém tão errado, eu tenho Camila e Demi precisa de alguém capaz de retribuir-lhe amor! Ela não precisa de mim!”- a Jauregui pensou firmemente, mas o olhar nos olhinhos castanho-escuros cobertos por uma maquiagem leve transbordava devoção e carinho. “Mas depois de todos esses anos ela não foi capaz de superar, e o coração quebrado dela me pertence… Será mesmo que eu não deveria dar uma chance para ela?”- Lauren se questionou ao lembrar da noite após a primeira vez de ambas, a Lovato estava deitada em uma maca de uma ambulância, vários carros parados à frente de sua casa, havia sinais de cortes em seus pulsos e sinais de que a mesma havia tentado se enforcar. A garota Jauregui sabia que a culpa era dela, mas a mesma havia estava bêbada e Demi se aproveitou do momento de fraqueza perante a amiga, e por isso prometeu ficar longe de qualquer relacionamento com a baixinha, pois não sentia nada a não ser um sentimento forte de amizade. “Não, Lauren, você não está pensando direito! O que houve com Demi foi passado, mesmo que ela não aceite, aquilo passou. E é minha culpa que ela tentou se matar, pois eu havia bebido muito na noite da nossa primeira vez.”- a Jauregui chacoalhou a cabeça tentando esquecer os pensamentos ruins e fitou os olhinhos da baixinha.


- Porque está me olhando assim?!- perguntou com a voz embolada, a garota tinha medo do que se passava na cabeça da Lovato.


- É que eu estou estranhando o fato que Camila não está do seu lado nesse exato momento. Sabe, desde a noite do Halloween, vocês não desgrudam a momento nenhum.- a Devonne perguntou com um falso interesse no assunto, Demetria não gostava de Camila e o sentimento era mútuo. Lauren suspirou e respirou fundo.


- Camila viajou para visitar a família em Cuba, a mãe dela disse que queria que ela fosse para passar o Natal, mas ela resolveu ficar comigo e eu deixei a garota ir para ficar com a família.- Demi se esforçou ao máximo para esconder um sorriso travesso e convencido, a informação deixou a garota feliz.


“Então a namoradinha está na América Latina e deixou a Jauregui aqui?! Isso vai ser perfeito! Eu vou poder ter a noite dos meus sonhos e não vai ter riscos da idiota aparecer.”- Demi pensou para si mesma antes de fitar os olhos verdes que lembravam duas esmeraldas brilhantes.


- E você ficou?!- Lauren assentiu e Demi bagunçou os próprios cabelos com os dedos.- Porque quis ou porque ela quis?- Demetria indagou com um tom curioso, com um plano em sua cabeça.


- Ela disse que a mãe dela já havia comprado as passagens somente para ela…- a Devonne sorriu ironicamente e segurou a mão de Lauren.


- Já parou pra pensar que isso pode ser uma desculpa?!- Lauren negou e Demi sorriu.- Vai que Camila não quer te apresentar para a família? Já pensou nisso?- Lauren negou novamente e o sorriso cínico nos lábios aveludados cresceu mais ainda.- Talvez Lauren, ela não queria nada sério com você.


- Como você pode falar algo assim?! Você não conhece-a!- Lauren exclamou irritada.


- Bom, eu posso não conhecê-la mas eu conheço esse tipo de pessoa! Você se lembra quando eu peguei a Ruby?- a Jauregui assentiu lentamente e Demi continuou.- Meus pais nunca foram com a cara dela, e eu fui expulsa de casa quando assumi o rolo que eu tinha com ela, tanto que eu tive que morar com ela, não foi?!- a Morgado assentiu novamente e pediu mais um copo de bebida.- Então, mesmo que minha mãe e meu padrasto não concordassem, eu assumi o namoro.


- Mas nem todo mundo é corajosa que nem você, Demetria. Vai ver ela ainda tem medo.


- Nós temos que aprender a superar nossos medos, Lauren Boo. E eu realmente acho que ela não queira nada com você, e eu odiaria ver você com o coração quebrado.- Demi colocou sua mão no ombro da maior e puxou-a para um abraço. As duas ficaram em silêncio por um bom tempo enquanto Lauren considerava a ideia proposta pela baixinha.


- Talvez você esteja certa.- Lauren sussurrou sentindo o álcool inebriar completamente seus pensamentos. Demi sorriu cínica e confiante ao mesmo tempo, agora seria a hora perfeita para jogar mais uma de suas provocações, mas ficaria muito evidente o que está tentando fazer, então a menina precisava de outra maneira de levar a Jauregui para sua cama. No mesmo instante, os olhos castanhos escuros focaram em Joe Jonas, o moreno preparava uma bebida para alguma mulher, e o mesmo olhou para todos os lados para certificar-se que ninguém estaria olhando, e colocou um pó branco dentro da bebida e entregou-a para uma loira. Demi sorriu travessa e se separou do abraço de Lauren.


- Olha, fica aqui que eu preciso resolver um assunto, mas quando eu voltar, nós vamos beber e dançar para que você possa esquecer a Cabello, okay?!- Lauren assentiu e a Devonne caminhou até Joe.- Hey Jonas, tem um minuto?!- o moreno assentiu e Demetria guiou o mesmo até o banheiro feminino, que estava completamente deserto.- Eu vi o quê você fez.


- Oi? Do que 'cê tá falando Demetria?- o Jonas perguntou tentando esconder o nervosismo,as o mesmo falhou, pois ele mordeu o lábio inferior, engoliu a seco e desviou o olhar para a direita. E Demetria sabia que isso era sinal que Joe estava mentindo.


- Eu vi que você colocou algo na bebida daquela loira, e eu exijo saber o que foi!- exclamou rude e prensou o moreno contra a parede, o mesmo soltou um riso cínico e Demi bufou.


- Porque eu deveria contar? Não é como você fosse denunciar a algum policial.- dessa vez foi a vez da Devonne soltar um riso cínico.- O que é tão engraçado?


- Eu tenho duas amigas aqui que são detetives, meu caro Jonas. E elas me devem alguns favores, e eu poderia muito bem pedi-las para investigar você. E eu tenho cem por cento de certeza que você esconde muita merda.- a Texana sussurrou ameaçadoramente e o Adams estremeceu.


- Okay, eu falo!- Demetria sorriu confiante e Joseph bufou irritado por ter perdido essa batalha.- Eu ganhei isso de uma… Conhecida minha.- ele deu ênfase na palavra e engoliu seco.- Ela me disse que aquilo faz com que a pessoa faça o que você quiser. É como se a droga impedisse a pessoa de raciocinar direito por um bom tempo.- o Jonas confessou e Demi soltou o Adams.- Feliz?


- Eu estou, mas em troca de meu silêncio… Eu preciso de um favorzinho seu.- Joseph engoliu a seco e assentiu.- Eu preciso que coloque essa droga em uma bebida para que possa entregar para uma pessoa. E nem adianta me ameaçar, pois ainda posso colocar as detetives ao meu favor, Joe.


- E o que eu ganho em troca?- Demi sibilou algo no ouvido do Jonas e o mesmo sorriu com malícia.- Trato feito Lovato.- Demi sorriu e ambos voltaram para seus respectivos lugares.Demi fez um sinal e o moreno entender, Joseph rapidamente preparou um drink e colocou a droga dentro do mesmo.- Aqui estão senhoritas.- Joe entregou a bebida com a droga para Lauren e uma bebida normal para Demi.


- Um brinde.- Demi ergueu o copo antes de tomar todo o conteúdo do mesmo em um gole e Lauren fez a mesma coisa.- Agora vamos dançar.


[...]


Longos minutos se passaram e a droga na bebida de Lauren começou a fazer efeito, a Jauregui prestava bastante atenção em Demetria dançando, mas a garota a olhava com outros olhos, Lauren nunca havia reparado o quão gostosa a Lovato é. A Morgado agarrou a Devonne pela cintura possessivamente e a menor roçou sua enorme bunda contra o quadril de Lauren, a Jauregui gemeu baixinho e puxou a Lovato para um dos quartos da boate. Demi sorriu maliciosamente e jogou a maior na cama.


- Demi, e-eu quero você!- Lauren gemeu inconsciente de suas palavras ao sentir a morena se sentar em seu colo e começou a rebolar de uma maneira erótica e tentadora.- P-por favor!


- Não precisa pedir novamente, Lauren Boo.- Demi sibilou sensual antes de morder o lóbulo da orelha da Morgado. Em questão de segundos ambas se despiram, deixando as roupas jogadas no chão de qualquer jeito, a Lovato estava por cima e a Jauregui por baixo, os corpos nus emanavam um calor infernal porém excitante e faziam uma fricção gostosa, a respiração desregulada de Lauren deu lugar a gemidos roucos quando beijos molhados foram distribuídos por várias partes de seu corpo. E todos os sentimentos de Lauren se intensificaram ao sentir dois dedos deslizarem para dentro de seu íntimo. Mais beijos e mordidas plantados pelo corpo esbelto da Jauregui enquanto mais um dedo entrava na brincadeira e a velocidade aumentou. Os gemidos se intensificaram e ficaram mais altos, indicando que Lauren estava próxima de explodir devido ao prazer, e não demorou muito para a Jauregui atingir seu clímax, deixando seu liquido escorrer pelos dedos da Lovato.


Demi retirou os dedos e levou-os até sua boca para sentir o gosto de Lauren, a mesma saboreou o mel da morena de olhos verdes lentamente, se deliciando com o gosto erótico e viciante, e num piscar de olhos, a Jauregui inverteu as posições e começou a dar o mesmo tratamento para a Devonne, a morena de olhos castanhos gemeu baixo ao sentir uma mordida em sua coxa enquanto a Jauregui deslizava três dedos de uma vez para dentro da Texana. A mesma soltou um leve grito e começou a rebolar preguiçosamente contra os dedos enquanto gemia baixinho na orelha da Jauregui, a maior acelerou os movimentos dentro da Lovato e não demorou muito para que a mesma atingisse seu ápice, gemendo manhosa o nome de Lauren.


“Eu não acredito que deu certo! Eu não acredito que estou fazendo amor com Lauren Michelle Jauregui Morgado mais uma vez!”- o coração de Demetria acelerou e a morena sentiu as famosas borboletas no estômago ao inverter as posições, ficando por cima novamente. Dessa vez, a Lovato estava focada em fazer amor não foder como fazia com Selena, então a garota depositou vários beijos doces pelo corpo até parar na virilha de Lauren, a mesma fitou a Jauregui como se esperasse por um sinal e a Morgado assentiu, a mesma deslizou sua língua para dentro do canal morno e úmido da maior e sentiu a carne contrair contra o músculo quente. A Lovato chupou levemente o clitóris e brincou com os seios nus com uma mão enquanto a outra estava entrelaçando seus dedos com os da Jauregui. A mesma circulou o nervo inchado com a língua, fazendo a Jauregui agarrar os lençóis da cama, Demi continuou a provocar o nervo da maior até que a mesma viesse pela segunda vez naquela noite. Demi não parou com o trabalho de sua boca e língua entre as pernas da Jauregui até que a mesma viesse novamente.


“Três e contando.”- Pensou a Lovato antes de continuar a noite com Lauren. A noite das garotas não parou tão cedo, Demi só cansou após Lauren fazê-la vir pela quinta vez naquela noite, a Lovato estava impressionada pois Lauren havia atingido seu ápice sete vezes e ainda tinha energia para terminar com a Lovato. A maior caiu cansada sobre o corpo desnudo da menor, Demi soltou um sorrisinho de satisfação ao sentir a respiração cansada em seu pescoço e ao ver os olhinhos de Lauren fechados devido ao cansaço. A Devonne abraçou o corpo nu, e deu um beijo no topo da cabeça da Morgado.


- Bebê, eu quero dizer que eu amei nossa noite. Mesmo que eu tenha usado algo que não me orgulhe muito. Mas isso não importa, o que importa é que eu fiz amor com você mais uma vez! E eu quero dizer que te amo, Lauren Michelle Jauregui Morgado, e sempre te amei.- a Texana sussurrou antes de se entregar ao sono.


[...]


02:30


Quarta-Feira, 30 de Dezembro


Lauren acordou tonta, sua cabeça pesava e seu estômago revirou. A garota de olhos verdes não entendeu o porquê de estar deitada em uma cama desconhecida com um corpo sobre o seu. E em uma questão de segundos, a realidade atingiu-a como um soco. Lauren havia dormido com sua melhor amiga novamente.


Bebê, eu quero dizer que amei a nossa noite… O que importa é que eu fiz amor com você mais uma vez! E eu quero dizer que te amo… E que sempre te amei.”- as palavras atingiram Lauren como um tiro, a garota não acreditava que havia traído Camila com sua melhor amiga que possuía uma paixão platônica.


A morena de olhos verdes lentamente se mexeu, saindo do abraço da Lovato e pegou suas roupas espalhadas no chão e se vestiu, a garota queria sair dali o mais rápido possível, mas o que ela não sabia era que Demetria estava acordada observando cada movimento atentamente. Assim que a Jauregui encostou na maçaneta, a Lovato soltou um alto suspiro e se sentou na cama.


- E a mesma cena se repete novamente, nós fazemos amor, nós adormecemos, você acorda, pega suas roupas e some, me deixando sozinha, nua e com o coração quebrado.- Lauren soltou uma exclamação inaudível e virou na direção da Lovato.- Porque você ia me deixar dessa vez? Não adianta usar a desculpa de que “eu preciso de alguém melhor” ou coisa do tipo.


- Dessa vez vou embora porque traí minha namorada com minha melhor amiga! A mesma amiga que tentou se matar a anos atrás só porque eu a deixei!- as lágrimas escorriam dos olhos castanhos escuros da menor e os soluços não eram mais contidos.


- E você se arrepende? De ter feito amor comigo?


- Demi, eu traí minha namorada! É óbvio que eu me arrependo.- Lauren puxou levemente os próprios cabelos e soltou um grunhido irritado e frustrado.- Quer saber? Eu vou embora!


- Pode ir Lauren, e não se preocupe comigo, dessa vez não irei tentar me matar, pois percebi que você realmente não me ama!- Demi exclamou irritada em meio ao choro.- Vá Lauren, eu não quero ver você! Mas eu quero que saiba que por mais que doa em mim, eu ainda te amo!- Demi exclamou e Lauren saiu do quarto em meio às lágrimas. A Lovato se levantou, vestiu-se e foi ao encontro de Joseph. A mesma encontrou o moreno no bar, limpando a superfície de mármore.- Hey Joe!- gritou chamando a atenção do Jonas e o mesmo soltou um sorrisinho malicioso ao ver a marca roxa no pescoço alvo da garota.


- Veio aqui para retribuir o favor, eh?- a Texana assentiu e o Adams puxou Demi pelo braço, colando seus corpos.- Que bom que você é uma mulher de palavra, Demetria. Eu admiro isso.


- Cala a boca, Jonas. Só me diz o que eu tenho que fazer!- a Devonne grunhiu irritada e bufou.


- Calma apressadinha. Já que quer tanto acabar com isso, porque não fica de joelhos?- Demi rapidamente se colocou de joelhos em frente ao homem e o mesmo passou a mão por seus curtos cabelos negros e sorriu lascivo para a mulher de joelhos, a mesma olhou para o Jonas e fingiu um olhar inocente e mordeu levemente o lábio inferior.- Não seja tímida, Demetria. Eu sei que você sabe o que fazer.- Demi levou a mão ao zíper da calça preta do Adams e abaixou o zíper lentamente, fazendo o Jonas soltar uma exclamação aliviada.


“Eu não acredito que estou fazendo isso, mas eu prometi a ele que faria o que ele quisesse, e eu sou uma mulher de palavra!”- Demi pensou para si mesma antes de voltar ao que estava fazendo.


[...]


02:55


Demi limpou o canto de sua boca e se levantou, ignorando completamente o olhar de tesão de Joseph, a garota caminhou para o banheiro feminino e cuspiu o líquido branco espesso. Ela nunca engoliu aquilo, a não ser que fosse o gosto de Selena, pois o gosto da Gomez era viciante. Demi saiu da boate e caminhou até sua Lamborghini, a garota abriu a porta do motorista e acomodou-se no assento e pegou uma garrafa de água e uma cartela de pílulas. A mesma pegou uma pílula e levou-a até sua boca e engoliu o medicamento junto com a água. A morena ficou alguns minutos em silêncio antes de secar uma lágrima rebelde que escapou de seu olho.


“Eu não acredito que fiz isso! Eu não acredito que dormi com Lauren mais uma vez, e mais uma vez quem se fode fui eu, pois achei que ela não se arrependeria de ter feito amor comigo… E pra piorar, eu ainda tive que pagar um boquete para Joe Jonas! Mas para que fiz isso? Só para que a idiota da Lauren pudesse quebrar meu coração novamente!”- Demi deixou um soluço escapar e esmurrou o volante de seu carro com força, a garota estava quebrada, furiosa e frustrada ao mesmo tempo, pois Demi achava que poderia esquecer Lauren se fodesse com ela, mas os sentimentos tomaram conta ea foda se tornou em amor gostoso, e a mesma cena de anos atrás se repetiu, deixando a Texana com o coração quebrado. Demi secou suas lágrimas, e ligou seu carro e dirigiu até sua casa. Assim que chegou, estacionou o carro, correu para porta de entrada e dirigiu-se até seu quarto, onde lá chorou por horas enquanto se martirizava em voz alta por ter dormido com a Jauregui e feito um “favorzinho” para o Jonas.


Após horas, Demi finalmente se entregou ao sono, ainda soluçando e com lágrimas em seu rosto, a garota pensava que não poderia piorar, mas o que ela não sabia é que poderia ficar bem pior, pois Selena havia escutado tudo o que havia falado dentro daquele quarto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...