História Stockholm Syndrome || Zerrie - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Little Mix, Luke Pasqualino, One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Jade Thirlwall, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Pasqualino, Niall Horan, Perrie Edwards, Zayn Malik
Tags Drogas, Policial, Sequestro, Sexo, Violencia
Exibições 204
Palavras 1.621
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


(obs: assim que terminarem de ler esse capítulo, por favor, leiam as notas finais) <3
boa leitura <3

Capítulo 19 - Where Is Zayn?


Fanfic / Fanfiction Stockholm Syndrome || Zerrie - Capítulo 19 - Where Is Zayn?

Acordei com as cutucadas de Abigail, em meu ombro. Havia amanhecido no chão do meu quarto de tanto que chorei e gritei a noite. Minhas costas doíam um pouco, a olhei franzindo as sobrancelhas.
            - Bom dia senhorita Edwards – Ela disse – Por que está dormindo no chão?
            - Que horas... Que horas são? – Coloquei a mão na cabeça.
            - Bom, ainda é um pouco cedo, mas seu pai me ordenou que entregasse seu café e que te ajudasse a se arrumar para ir para a faculdade – Disse ela me ajudando se levantar do chão.
            - Eu não vou para lugar nenhum – Neguei.
            - Senhorita, me desculpe, mas está passando dos limites – Abigail suspirou e me olhou – Como teve coragem de se envolver com a pessoa que te sequestrou, e que nos deixou tão preocupados? Achamos que estava morta.
            - Eu não sei, eu não sei – Suspirei ficando nervosa de novo – Eu só não quero ficar aqui, eu preciso ficar ao lado do Zayn.
            - Zayn? O nome dele é Zayn? – Ela franziu as sobrancelhas.
            Sorri hesitante ao ouvir o nome dele.
            - Ele se chama Zayn – Suspirei sorrindo ao me lembrar dele – O meu grande e único amor.
            - Mas, é um criminoso – Ela disse.
            - Não, o meu pai é um criminoso – Fiquei séria – Ele quem deveria estar preso agora, pois matou o pai do Zayn destruindo uma pobre família, e ainda por cima, sabotando a sua fortuna.
            - Ainda não entendo, senhorita Edwards – Abigail estava confusa.
            - É uma longa história, Abigail – Suspiro – Mas acredite, eu dizendo a verdade. Eu vi com os meus próprios olhos aqueles documentos onde prova tudo que estou dizendo.
            Era difícil ela acreditar, até por que ela não acha normal uma garota rica se apaixonar pelo próprio sequestrador.
            - Você precisa de uma médica, senhorita – Disse ela – Está sofrendo de síndrome de Estocolmo.
            - O amor que sinto pelo Zayn, não é nenhuma doença – Exclamei – E eu vou fazer de tudo para tira-lo de trás daquelas grades.
            A porta do quarto estava aberta e meu pai apareceu ali, me encarou raivoso. Claro, depois de jogar tantas verdades naquela cara de velho que ele tem, ficou extremamente furioso comigo.
            - Por que ainda não está arrumada? – Disse ele.
            - Eu não vou para a faculdade, eu vou desistir – Cruzei os braços.
            - Nem de brincadeira diga isso – Exclamou ele.
            - Eu já sou maior de idade, faço o que eu bem entender, ok? – Cruzei os braços.
            - Não torne as coisas mais difíceis, Perrie – Me encarou.
            - S-Senhorita, por favor – Abigail me olhou engolindo o seco da garganta. A olhei e depois voltei encarar ele. Se ele foi capaz de roubar e matar uma família, eu sei que ele pode ser capaz de tudo. Respirei fundo.
            - Não se preocupe, Abigail – A olhei – Eu consigo me arrumar sozinha, só preciso de um banho.
            - Tudo bem – Ela assentiu – Com licença – Ela saiu do quarto. Aquele sujo me encarou e depois saiu da porta do quarto. Quantos anos eu pegaria dentro de uma cadeia, por acertar uma bala na cabeça dele? Bufei revirando os olhos e entrei no banheiro tomando um banho quente. Há dias eu não tomava um banho refrescante, afinal, a polícia era tão rápida que um banho poderia nos custar a vida. Tomei um banho quente e me vesti, arrumei meus cabelos os deixando lisos novamente e suspirei em frente ao espelho. Coloquei minhas coisas dentro de uma pequena mochila e saí do quarto descendo as escadas na maior lerdeza do mundo. Já disse que eu não queria estar aqui? Me enterrem viva, por favor, mas me tirem dessa casa. Na porta havia um homem de preto, ele parecia ser um segurança, algo do tipo.
            - O que é isso? – Franzi as sobrancelhas.
            - A partir de agora, você vai ser levada e trazida por Jonny – Meu pai o apresentou – Assim fico seguro de que sozinha, não vai cometer nenhuma loucura.
            - Qual é, hein? Eu não preciso de uma babá para me levar e trazer – Revirei os olhos.
            - É melhor você calar a boca e fazer o que estou mandando, ou as coisas irão piorar para você – Seu tom de voz era ameaçador.
            Apertei o punho o encarando, enquanto o tal Jonny me guiava até a porta, me levando até o carro. Avistei ele me observando pela janela, me vendo entrar no carro, havia um sorriso de vitória em seu rosto. Como pude conviver tanto tempo com um criminoso, sem saber disso? Pelo menos, vou rever a Jade e alguns amigos da faculdade. Eu estou morrendo de saudades.

            xx

            E chegando lá, o tal Jonny estacionou o carro em frente ao portão. Pessoas entravam e saiam ao mesmo tempo, respirei fundo e abaixei a cabeça. O meu sonho era terminar a faculdade, trabalhar naquela maldita empresa, mas meus sonhos simplesmente não existem mais. O meu único sonho agora, era estar ao lado do Zayn, apenas ao lado dele.
            - Irei busca-la assim que sair – Disse ele com sua voz grave enquanto abria a porta para mim. O olhei totalmente inocente e saí do carro, minhas pernas estavam trêmulas, eu estava de volta naquela rotina de sempre que na verdade, era um pesadelo. Avistei Jade sair de seu carro, ela estava ainda mais linda, algumas mechas de seu cabelo estavam descoloridas o que a deixava mais bonita. Assim que ela se virou e me viu aqui parada, ela arregalou aqueles olhos grandes e castanhos... Que por um momento, me lembrava dos olhos castanhos de Zayn. Como me apaixonei assim, tão loucamente? Tudo me faz lembrar ele, até mesmo a minha melhor amiga.
            - Perrie – Exclamou ela correndo até mim e me abraçando forte. Suspirei de olhos fechados completando aquele abraço, estava com saudades dela.
            - Poopey – Sorri murmurando o seu apelido, aquele velho apelido.
            - Não acredito que você está de volta – Ela sorria e pegava em meu cabelo – Achei que nunca mais fosse te ver.
            - Eu estou aqui – Falei baixo.
            - O que foi? – Franziu as sobrancelhas – Não... Parece feliz em estar de volta.
            - E por que eu deveria estar? – Meus olhos marejaram.
            - Por que finalmente está com a sua família, você deixou todo mundo preocupado – Disse ela tentando me decifrar.
            - “Família”? – Fiz aspas derramando algumas lágrimas – Chama aquelas pessoas de “família”?
            - Mas, são a sua família – Ela estava confusa.
            - Não – Neguei – Não somos uma família, nunca fomos uma família.
            - Por que diz isso? Não estou entendendo – Disse ela.
            - Você não vai acreditar, se eu te contar em tudo que me aconteceu – Eu sequei as lágrimas.
            - O que aquele canalha fez pra você? Ele te machucou? Abusou de você? – Ela se assustou pegando em meus braços se preocupando com o meu estado.
            - Não, ele nunca me fez nada – Neguei – Ele só queria vingança...
            - Vingança? – Franziu as sobrancelhas – Olha, Perrie... Não estou conseguindo entender aonde quer chegar com tudo isso.
            - Meu pai é ladrão, Jade – Engoli o seco – Tudo que eu tenho, foi comprado com um dinheiro que não é nosso, e sim, do Zayn e de sua família...
            - Espera, espera – Ela hesitou – Quem é Zayn, meu Deus do céu?
            - O cara que me aprisionou por todo esse tempo – Suspirei e abracei meus braços, voltando a pensar nele novamente – O cara que me escondeu de tudo e de todos...
            - Mas, o que esse criminoso te disse? Ele inventou mentiras, Perrie – Jade me olhou – Como ele iria provar que seu pai é um ladrão?
            - Ele me mostrou todas as cópias de documentos, com a assinatura do meu pai – A encarei – A empresa que era da família dele, está em poder do meu pai... Aquela empresa nunca foi dele, ele roubou tudo, matou a família do Zayn, sabotou todo aquele dinheiro – Comecei a chorar novamente.
            - Não chora – Ela voltou a me abraçar.
            - É quase impossível não chorar, em pensar que meu pai teve a coragem de nos enganar por tantos anos – A abracei forte – É por isso que eu te liguei, dizendo que estava bem, pois estava decidida que não iria mais voltar para a casa.
            - E por que não queria voltar? – Ela me olhou.
            - Por que eu me apaixonei pelo meu sequestrador – Fechou os olhos abaixando a cabeça.
            - Você o que? – Ela arregalou os olhos – Ficou maluca, Perrie?
            - Eu não estou maluca, Jade – A olhei – Por favor, me entenda.
            - Tudo bem, você se apaixonou por um criminoso – Ela cruzou os braços.
            - Zayn virou um criminoso depois do trauma que ele teve quando seu pai morreu, por que meu o matou – Disse – E eu preciso da sua ajuda, mais do que nunca, eu preciso de você.
            - De mim? – Ela se assustou.
            - Eu preciso encontrar o Zayn – A olhei nos olhos.


Notas Finais


(Roupa da Perrie para a faculdade: http://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_28/set?id=209857721)

AQUI VAI O RECADINHO!!!
bom, eu quero agradecer por terem feito as minhas duas fanfictons crescerem <3 eu estou muito feliz, muito obrigada mesmo, eu amo cada um de vcs <3
e eu queria apresentar a minha 4ª fanfiction "Dear Lover" com a participação de Harry Styles, Liam Payne e Barbara Palvin, e eu queria muito que vcs acompanhassem essa outra fanfiction também, pois estou com mitas ideias sobre ela e quero compartilhar com vcs <3 enfim, caso vcs se interessarem, aqui está o link: https://spiritfanfics.com/historia/dear-lover-6746192 (caso dar algum erro ao abrir o link, vcs podem pesquisar a fanfic no meu perfil)
vamos lá, eu garanto que vcs não vão se arrepender <3 se gostarem, deixem o favorito para receber os próximos capítulos e se não for pedir muito, mas já pedindo dhjxkjf deixem um comentário, amo ler os comentários de vcs, isso me deixa feliz e motivada a continuar escrevendo <333 divulguem para seus amigos, eu fico muito agradecida por esse favorzão <333
"aaaah mas Érica, vc ta querendo dizer que a fanfic Stockholm Syndrome está chegando ao fim?"
NÃÃÃO tem muitas coisas pra acontecer ainda, segura essa mão do suícidio aí suzane hsdfybj eu espero que vcs consigam acompanhar duas fanfics, pode ser dificil para uns, facil para outros, mas por favorzinhoo <333 vamos fazer a Dear Lover crescer, estou contando com vcs para isso hein <333 acessem o link, ok?
BEIJOS e até o próximo capítulo ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...