História Storm - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Brigas, Drama, Novela, One Direction, Originais, Romance, Suspense, Violencia
Exibições 5
Palavras 1.472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


E ai minha gente, tudo bom com vocês? Esse capítulo tá perigosíssimo, e tá meio curtinho porquê escrevi no celular. Aproveitem 💚

Capítulo 4 - Killing


Fanfic / Fanfiction Storm - Capítulo 4 - Killing

POV JAMES

Em um movimento involuntário puxei seu rosto junto ao meu e senti meu rosto esquentar. Marie me olhou com seus olhos intensos, e senti minha cabeça explodir de ansiedade. Soltei um riso abafado e senti seus braços passarem pelo meu pescoço assim que a peguei no colo, com uma perna de cada lado da minha cintura. Olhei ao redor e agradeci mentalmente suspirando pela casa estar vazia, a essas horas Zummach e Charlie deveriam estar chamando Jesus de Genésio. Voltei  a realidade de uma Marie Jane que se via fitando meus lábios, estopim pra que subissemos as escadas derrubando alguns objetivos por ali situados, soltando algumas risadas altas e finalmente chegando até o quarto. Ela se separou de minha cintura e deitou nos lençóis brancos, me puxando pela gola da camisa azul marinho como um completo adolescente alienado. Suspirei fitando o teto e me controlando para não repetir as sujeiras que cometia com as outras mulheres, passei as mãos na barba e senti meu corpo queimar quando Marie se pôs  a minha frente apenas de lingerie, espantando todos os meus pensamentos de auto controle.

 - Ei, Clark - ela disse num tom baixo e eu pude sentir meu membro pulsar dentro da boxer. Fechei meus olhos e sorri sutilmente, umidecendo meus lábios

 - Marie.. não faça isso - em seguida retirei minha camisa e Marie veio em minha direção segurando minha nuca e fazendo assim com que eu pressionasse sua cintura contra mim e escutasse um suspiro. Senti suas mãos descerem em meu zíper  e a calça ser jogada em algum canto do quarto, enquanto ferozmente abri o feixe de seu sutiã  e me diverti naquele meio, agora todo pra mim. Ouvi um barulho vindo do andar de baixo e Marie arregalou os olhos, me olhando atenta

 - ACHO QUE ELES CHEGARAM - tentou dizer num sussurro. Fitei a porta do quarto e respirei aliviado após perceber que havia trancada. 

 - A porta tá trancada Hashid - peguei em sua cintura e desci os beijos até seu colo. Ouvi seu riso baixo e aquilo só me faz aumentar meu descontrole, e quando me vi já estavamos encaixados, aumentei o ritmo de meus movimentos  e pude ver Marie com os olhos fechados  e uma boca semi aberta. Aquilo só me fez sentir meu membro pulsar ali dentro, sentindo o arrepio na pele de Marie 

- Jae.. eu..- ouvi seu gemido  e em um milésimo de segundo ela se virou e sentou em mim, o que me fez levantar o quadril e morder os lábios. A frequência de nossos corpos foi aumentando e quando notei me desfiz em cima de Marie, ouvindo-a soltar um suspiro baixo. Sai de dentro de Marie e tentei acalmar minha respiração, enquanto a observei puxar o lençol até os ombros. Ela tinha o rosto vermelho, e os cabelos levemente bagunçados, deixando-a muito mais bonita que o normal. Nos deitamos próximos, e senti seu rosto deitar em meu peito 

- Mer.. - travei maxilar em forma de começar algum assunto. O silêncio se alastrou e quando olhei percebi que a mesma já dormia, sorri sutilmente  e fechei os olhos já pesados.

POV CHARLIE 

Após quase doze horas de festa, chegamos em casa por volta das quatro  e meia, minha visão estava turva e tudo que conseguia ouvir ela a voz distante de logan rindo de alguma coisa sem sentido. Me apoiei na parede de fora e virei a chave, pisquei repetidamente, agora enchergando um pouco melhor. Logan sem avisar adentrou o cômodo tropeçando no degrau, e por sorte se segurando no piano para não cair. Soltei uma risada escandalosa e fechei a porta com as costas, escorregando da madeira até o chão 

 - MEU DEUS, VOCÊ É DEMAIS ZUMMACH - ri descompassada com o tombo, enquanto logan tinha as mãos nos olhos rindo alto- DEVIA TER SIDO GRAVADO 

 - Eu sou demais Charlotte - ele se levantou sem jeito, e então se dirigiu a cozinha. Curiosa, acompanhei seus passos e me escorei no balcão

 - Vai fazer o que Chef? - disse num sotaque péssimo francês

 - Vou fazer um preparado de milho da alta gastronomia americana: pipoca - ri imediatamente daquilo, depois escutando o estouro das pipocas. Nos sentamos no tapete felpudo da sala, retirei meus sapatos e segurei a garrafa de vinho branco na outra mão

 - Minha querida, quer entrar em coma alcoólico? Já gastei demais com essa festa pra pagar hospital, me dá isso - Logan tomou a garrafa de minha mão  e o fitei com reprovação. Mastigamos algumas pipocas no silêncio profundo, até que Logan fez uma expressão duvidosa - Espera ai... aonde o James e a Marie estão? - senti minha cabeça doer e pensei um pouco, até concluir que deveriam estar na casa, os dois sumiram completamente da festa - Espera, escuta - me concentrei no silêncio e pude chegar a uma conclusão - A HÁ, ELES ESTÃO AQUI - fiz menção de levantar mas a tontura me dominou e permaneci sentada. Olhei ao redor e pude ver alguns objetos espalhados pela escada - mas que porra é essa.. 

 - Boa noite crianças, falar baixo é algo bem recomendado pras cinco da manhã, não? - pulei ao enxergar Marie Jane no pé da escada, com seus cabelos bagunçados e um roupão de seda preto. Logan soltou uma risada escandalosa 

 - HAHAHAHAH, tá parecendo a dona florinda - ri com a piada infame e voltei para Marie - desculpa

 - Cadê o Clark? - desconfiei do sumiço. Logan me fitou como se a situação fosse óbvia, e Marie se enrolou a falar 

- Ele.. não sei, não viram ele? é.. provavelmente ele.. acho que deve estar lá.. - Logan soltou outra risada e aquilo só me divertia mais 

- QUERIDA, SHAME NÉ, VOCÊS TÃO JUNTOS LÁ NO QUARTO - Marie arregalou os olhos e minha mente ficou ainda mais confusa 

 - EU E O CLARK? - ela riu abafado - me poupem, vão dormir, e eu imploro, falem baixo - e subiu até seu quarto. Balancei a cabeça  e Logan riu novamente

 - É óbvio, por favor né - Encostou sua cabeça no sofá  e senti meus olhos pesarem de tanto alardo. Deitei nos pelinhos do tapete, e senti o sono vir, recebi uma olhada de Logan e isso foi a última visão da noite.

11:30AM

Acordei num pulo após sentir a mão gelada de Logan no meu pescoço, e após senti uma enorme dor de cabeça, era como se tivesse tomado um tiro na noite passada 

- Meu deus do céu - levantei sonolenta - eu to me sentindo com 60 anos de idade - coloquei as mãos nas costas.Logan coçou os olhos e arrumou os cabelão bagunçados 

- Que merda aconteceu ontem? - balançou  a cabeça. Fiz menção de dúvida  e subi ao meu quarto, para tomar um banho gelado  e tirar aquele vestígio de usuária de drogas. Sai do banho renovada, me senti uma das mulheres que usam creme de rejuvenescimento, coloquei meu roupão cinza e desci as escadas de cabelos molhados, felizmente a mesa do Café já estava posta. Sentei e olhei aos redores, enchergando Marie se sentar segurando uma xícara de chá 

- Bom dia embriagada - riu da minha cara de confusa e me passou as torradas. Mordi um pedaço pequeno

- Me diz que não transei com ninguém ontem, por favor - fitei o teto rezando mentalmente. Marie riu alto e tomou mais um gole do chá, acompanhada de Logan que se juntou a nós 

- Não bebê, vocês só estavam comendo e falando alto cinco da manhã, o resto não sei - balançou os ombros. Ouvi um barulho e vi James descer as escadas com os cabelos despenteados, o que me fez segurar o riso. O silêncio permaneceu e após o mesmo se sentar a mesa, Zummach se pronunciou

- AAAAHHHH, então agora tudo faz sentido - estreitou os olhos e fiz uma expressão confusa. Observei Marie olhar atenta- VOCÊ E O CLARK, ONTEM A NOITE, LÁ EM CIMA - ele gesticulou e eu pude entender. Marie tossiu alto e James balançou  a cabeça em reprovação 

- Porra Zummach, você tinha que abrir a boca - James revirou os olhos e me vi perplexa diante da situação. James e Marie Jane? Que porra era aquela? 

- Eu só sou realista - riu e  balançou  a cabeça - Eu sabia - bateu as mãos na mesa. 

- Inclusive, bom dia pra vocês, alcoólatras - Clark levantou a xícara de café - E bom dia, Mer - Fitou Marie em um olhar que eu nunca havia visto Clark dar, e recebeu um um sorriso sutil da mesma

- Bom dia, senhor Clark - piscou ao mesmo, e assim passei o resto do Café da manhã, perplexa e confusa  a uma noite que parecia ter mudado toda a órbita da terra no sistema solar. 




Notas Finais


E ai, gostaram??? Comentem ai, já estão gostando do casalzinho, será que vai durar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...