História Stormy - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 11
Palavras 1.639
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Jealous


— Por favor não seja arrogante. — Blake disse olhando para Mason que dirigia o carro em direção a onde seria a sua entrevista.

— Já disse que eu não sou arrogante sou sincero. — ele corrigiu novamente, e estacionou o carro.

Blake e Mason saíram do carro e andaram em direção aonde ele seria entrevistado.

— Cinco minutos para irmos ao ar. — um homem disse assim que eles chegaram.

— Como eu disse sincero, mas não arrogante. — Blake avisou e se virou para ele ajeitou a gola da camisa branca social. — E sorria, você precisa parecer gentil. — Blake pediu e Mason revirou os olhos.

— Eu já entendi. — Mason falou e forçou um sorriso.

— Sem sal, minha pressão até baixou. — Blake revirou os olhos.

— Eu sou capaz de fazer ela subir de novo. — Disse Mason sorrindo devasso.

— Cala a boca e vai. — Blake empurrou ele para o palco.

Porém Mason sem pensar duas vezes a puxou pela cintura e a beijou com intensidade, o beijo não durou muito já que Blake o empurrou, resistindo a vontade de dar para ele.

— Agora sim eu vou. — Mason disse e piscou se encaminhando para o palco arrumando a sua blusa social branca.

Se sentou na cadeira de frente para a apresentadora e sorriu.

— Bom Dia estamos com Mason Howard um dos candidatos, da disputa para a Casa Branca. — a mulher falou e ele sorriu.

— Ótimo dia. — ele respondeu.

— Como eu sou uma apresentadora diferente, não farei as típicas perguntas como " o que você faria se, se tornasse presidente". — Ellen disse divertida.

— Muito bom isso, porque essas perguntas já estão repetitivas. — ele disse da mesma forma divertida.

— Uma coisa que me deixa curiosa, você sempre quis ser presidente? — a mulher perguntou, e Mason sorriu.

— Então, de verdade? Não, eu pensava em me tornar astronauta, mas não deu muito certo. — Mason falou e Ellen riu. — E você sempre quis trabalhar na televisão?

— Na verdade isso pode ser bem vergonhoso, mas não, eu queria dançar Jazz. — ela disse gargalhando e Mason riu. — Mas como você pode ver também, não deu muito certo. Como você disse que não queria ser presidente, devo perguntar o que te levou a concorrer a presidência? — ela questionou e Mason pensou por um instante.

— O fato de eu ser bem comunicativo e os incentivos que eu recebi para entrar na carreira política foram enormes, então primeiro eu acabei entrando no caminho da política a força. Porém depois, eu comecei a gostar da profissão e resolvi que queria ser presidente. — ele explicou e a mulher assentiu.

— Mudando totalmente de assunto, ouvi dizer que candidatos a presidência não têm muito tempo, e que é sempre tudo uma loucura. Então o que você faz no seu tempo livre? — Ela perguntou.

— O único tempo livre que eu tenho geralmente é para dormir, mas agora eu tenho um cachorro, então o tempo livre é para cuidar dele, dormir e ler bastante. — Mason falou.

— Sobre o seu cachorro, nos temos uma foto sua com ele. — Ellen falou e Mason a olhou curioso. Logo após ele se virou e viu a foto, onde ele segurava Wolf e Sophie o Ozzy. — Você disse que não tem muito tempo livre, mas foi em uma feira de adoção de cachorros porque? — ela perguntou e Mason riu olhando para Blake que estava sentada atrás das câmeras.

— Uma pessoa me convenceu a adotar um cachorro, ela disse que eu parecia um arrogante prepotente e que o cachorro me deixaria com uma imagem mais amável. — ele falou e Blake arqueou a sobrancelha.

— Olha eu não sei quem é ela, mas ela tem razão. — Ellen concordou. — Aproveitando para encaixar o assunto, a sua personalidade um tanto arrogante, digamos assim, tem dado o que falar, por isso vamos tirar a limpo, o que você tem a dizer sobre isso?

— Assim você complica para o meu lado. — Mason falou e passou a mão pelo cabelo. — Tenho duas coisas a dizer, primeira eu não sou arrogante, eu me considero sincero, eu sinto muito se algumas vezes eu soou arrogante, mas não é a intenção. A intenção é ser sincero. E segunda coisa, ser sincero, ou arrogante como estão definindo, por um lado é bom, porque, acredite, eu não vou mentir para vocês.  — ele falou convicto.

— Voltando um pouco ao assunto, eu estou realmente curiosa para saber quem é ela! — Ellen perguntou e Mason sorriu. — Vocês tem um envolvimento amoroso? — a mulher perguntou curiosa.

— Não vamos classificar assim, estou quase conseguindo que aconteça algo. —Mason falou e piscou para Blake que revirou os olhos, viu Ellen a olhar surpresa, talvez por reconhê-la.

— Meu Deus, acho que não posso acreditar que seja ela. — Ellen falou surpresa e Mason riu.

— Vamos mudar de assunto? — Ele perguntou vendo o incômodo de Blake.

— E em relação a sua família, vocês são muito próximos? — A apresentadora questionou.

— Não, não somos, na verdade eu era próximo da minha mãe, mas ela morreu. E do meu pai e da minha irmã eu não sou tão próximo, os vejo quando tenho alguma folga e sempre no natal e no final de ano. — Mason respondeu dando de ombros.

— Olha eu adoraria lhe fazer mais perguntas, porém eu realmente precisamos parar por aqui. — ela sorriu e Mason assentiu, agradecendo mentalmente.

— Obrigado por me receber! — Ele disse sorrindo e se levantou para sair do palco. Caminhou novamente até o camarim onde o haviam designado no começo.

— Eu não acredito que você falou para ela que estávamos amorosamente envolvidos. — Blake falou e Mason riu.

— Se você prestasse atenção e não distorcesse as coisas, eu disse que estou conseguindo que aconteça algo. — Ele falou e Blake revirou os olhos.

— Acho que o seu nível de gentileza acabou por hoje. — ela disse debochada.

— Eu já comi alguém naquele banheiro. — Ele disse para testar Blake enquanto apontava para o lugar onde havia ficado com a jornalista que sequer lembrava o nome, e Blake revirou os olhos.

— O fato de que eu não sinto ciúmes não significa que eu goste de ficar ouvindo lugares onde você já transou. — Blake disse grosseira e começou a andar em direção ao elevador.

Mason a seguiu, e assim que entraram no elevador Blake apertou o andar do estacionamento. 

Mason encarava Blake e ela o ignorava olhando de vez em quando de relance para ver se ele ainda a olhava. O elevador parou em algum andar que Blake não havia apertado, e entrou uma jornalista, que sorriu para Mason, o homem revirou os olhos e Blake arqueou a sobrancelha, reconhecendo a mulher que o havia entrevistado quando ela ainda não trabalhava para ele.

— Um prazer revê-lo Howard. — A jornalista falou empurrando Blake, para ficar ao lado de Mason.

— Não posso dizer o mesmo. — ele respondeu e sorriu para Blake que o olhou furiosa.

— Nem eu que acabei de conhecê-la posso dizer que é um prazer, e olha que no geral eu sou bem educada. — Blake falou e voltou para o lado de Mason.

— Não lembro de ter falado com você. — A jornalista disse, e voltou o seu olhar para Mason sorrindo. — O que faz aqui Mason? — ela perguntou animada.

— Posso dizer que vir atrás de você, não é o que ele faz aqui. — Blake respondeu e a jornalista a encarou mortalmente, mas ela apenas respondeu com um sorriso. — E tenho certeza de que não preciso que alguém me dê autorização para falar. — Blake rebateu e Mason riu.

— Acho que você não precisa falar assim com ela. — Mason disse e puxou Blake pela cintura para que ela se encostasse nele. — Ela não merece que você se importe. — ele disse debochado e viu a outra corar de raiva.

A jornalista ia abrir a boca para responder, mas foi interrompida pela porta do elevador abrindo, ela saiu pisando forte e logo após Blake soltou as mãos de Mason de sua cintura se afastando dele. Ele arqueou a sobrancelha e riu.

— Para alguém que não sente ciúmes você fica bem nervosa. —  ele disse sorrindo.

— Para alguém que deveria ser uma pessoa séria você faz muitas merdas. — ela rebateu e Mason riu.

— Estou vendo que o seu humor está meio oscilante hoje. — Mason zombou e Blake sorriu.

— O seu é assim todos os dias e eu não reclamo. — ela falou não olhando para ele.

— Se quiser posso dar um jeito no seu humor. — ele falou malicioso e Blake o olhou.

— Estou ótima assim. — ela disse e as portas do elevador se abriram e Blake saiu caminhando até o carro.

Blake já ia abrir a porta do carro quando sentiu Mason a pressionar contra a porta do carro ainda de costas para ele. Mason segurou os cabelos negros dela com uma mão e os puxou com certa força para trás.

— Ultimamente você está ficando muito nervosa atoa, se quiser posso resolver esse problema bem rápido, mas sei que você está assim exatamente por estar negando que quer transar comigo, mas não sou obrigado a ficar aguentando seus ataques de ciúmes. — Mason diz e Blake solta um suspiro lento.

— Howard se eu não tivesse classe demais até mandaria você ir se fuder. — ela falou entre dentes e Mason riu debochado. — Porém eu tenho, e eu espero que você se acostume com o fato de que eu não vou te dar tão facilmente. — Blake falou e esperou que Mason se afastasse de si para poder entrar no carro.

Mason entrou no carro e deu partida no mesmo, prometendo a si mesmo que ela não aguentaria as suas provocações e que ele teria ela na Califórnia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...