História Stormy Seas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 15
Palavras 1.487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu voltei
Não sei se tem pessoas lendo essa fanfic mais aqui está mais um capítulo
Boa Leitura

Capítulo 3 - I'm Sinking in these storms


Fanfic / Fanfiction Stormy Seas - Capítulo 3 - I'm Sinking in these storms

"Estou afundando nessas tempestades"

Narração : Peter Parker

O que eu fazia agora?Ninguém acreditaria,mas o homem-aranha estava preso em um ônibus preso em engarrafamento.E eu estava prestes a arrancar meus cabelos.Não era minha culpa mas a mansão dos Vingadores é do outro lado do estado e eu tinha que pegar pelo menos dois ônibus para depois virar o homem-aranha.Meu celular havia descarregado,meus livros estavam me entediando e simplesmente não tinha nada para fazer

Foi quando eu a avistei.Eu avistei uma garota sentada do outro lado do corredor do ônibus.Seus cabelos que começavam negros e acabavam em um loiro quase branco caiam sobre o seu assento.Seus olhos azul-mar estavam concentrados no teto do ônibus e seus ouvidos eram tampados pelos fones de ouvidos.Foi quando eu notei um lugar vazio ao seu lado.Bom,se eu me senta-se ali pelo menos tiraria um pouco do tédio que eu estava sentindo

Peter : Hum..O-oi - eu falei assim que me sentei ao seu lado 

Pietra : Ah!Oi!Que coincidência,não? - ela perguntou feliz tirando apenas um fone de ouvido

Peter : A-Acho que é porque estamos indo para o mesmo lugar

Pietra : Então está indo para a mansão dos vingadores? - ela perguntou tirando os fones de ouvidos

Peter : Desculpe,mas eu quero ficar com o meu posto de mais inteligente do estágio e farei de tudo para isso - eu comentei e ela riu

Então fiquei apenas ali conversando com ela.Ela realmente era uma garota simpática,qualquer um conseguia fazer amizade com ela em um piscar de olhos.A única coisa que havia de ruim nisso era que pessoas como ela se machucavam como ela,e se machucavam fortemente. E ela não parecia ser uma pessoa que aguentaria coisas do tipo.Mas bem,eu não posso julga-la pela aparência.Mas também não posso parar de me preocupar,afinal eu sou o herói da cidade e ela faz parte da cidade

Em pouco tempo o engarrafamento se foi,em pouco tempo o ônibus já estava andando e em pouco tempo já estavam na mansão dos vingadores. E isso era algo que havia de bom em tudo aquilo,eu já havia chegado no estágio e finalmente descobriria o que o Stark queria. Mas a parte ruim era que Pietra seguiria caminhos diferentes dali em diante,o que significa que não poderíamos conversar mais.Mas bom, teríamos mais tempo depois.Eu realmente me simpatizei com essa garota

Peter : Como vai homem de lata? - perguntei assim que me aproximei dele que me olhou de cara feia - Um a coisa tá feia aqui, o que aconteceu? - eu perguntei quando pude enxergar o Bruce ao seu lado

Tony : Como foi o seu dia Tony? - ele tentou imitar a minha voz - Muito bom,obrigado por se preocupar pirralho - eu ouvi a risada de Bruce - E como foi o seu dia Pirralho?

Bruce : A coisa não á tão feia assim,apenas expectativas impressionantes - eu fiquei confuso e ele notou isso - Apenas temos uma ideia de como Pietra tem seus poderes e precisamos de sua ajuda

Tony : Mas bom,enquanto fazemos isso diga o que Pie fez hoje - ele dizia enquanto mexia em algumas coisas que ao longe não identifiquei o que era

Bom,aposto que hoje o dia vai ser longo.Apenas me preocupo se precisarem do homem-aranha nos Queens. Mas bem,é apenas um dia não há com que se preocupar.O que Pietra estaria fazendo agora?Hum,aposto que deve estar quebrando a cabeça com algum protótipo maluco. Bom,eu a ajudaria se o Stark não estivesse me mantendo preso no laboratório privado deles.Mas bem,já que não tenho escolha o jeito é ficar aqui apenas imaginando 

Narração : Pietra Vitória 

Pietra : Droga,droga,droga - batia minhas mãos com força na parede chamando atenção de quem estava na sala

Clint : Está tudo bem aí Pie? - ele perguntou ao me ver descontar na parede - Aposto que a parede não fez nada contra você

Pietra : O que está fazendo aqui?Ah,quem liga - estava uma mistura de sentimentos - Apenas um protótipo que não esta dando jeito

Clint : Só,se acalme,se estressar não vai render em nada,e respondendo a pergunta Stark me mandou aqui e eu já estou dando o fora

Bati com força mais algumas vezes na parede antes de direcionar o meu olhar para o pequeno protótipo a minha frente.Era apenas um mini robozinho do homem de ferro que entraria onde o Tony não consegue e faria o que o mesmo não consegue.Eu só precisava de uma fonte de energia forte para liga-lo,apenas uma energia que funcionasse como o gatilho.Mas tudo o que eu tentava não funcionava.Nenhum tipo de energia era o suficiente para acionar o gatilho

E aquilo estava dando nos nervos.A raiva subiu ainda mais e eu descontei toda a minha força na mesa em um soco com os dois punhos. Foi quando as luzes começaram a piscar e eu pude enxergar uma pequena corrente de eletricidade percorresse por cima da mesa e corresse em direção ao meu protótipo.As luzes voltaram ao normal parando de piscar e eu pude ver o meu pequeno protótipo começar a se mover. Eu não acreditava no que via e quando olhei minhas mãos uma pequena corrente de energia passou pela minha mão

Eu realmente não estava entendendo o que estava acontecendo.Só sabia que aquilo estava me assustando.O que havia acontecido ali? Era como se eu tivesse absorvido a energia e conduzido ela para o protótipo.Eu havia feito aquilo acontecer ou alguém havia feito aquilo por mim?Eu não sabia ao certo só sabia que estava com medo.Olhei para os lados procurando algo que não havia visto mais nada.Como aquilo era possível?

Peter : Está tudo bem? - me virei assustada para ele e meu coração bateu mil por hora - Aconteceu algo uma coisa?

Pietra : S...Sim? - eu perguntei meio confusa o confundindo mais ainda - Não,eu não sei,estou confusa - me virei para o meu protótipo 

Peter : O que aconteceu? - se eu dissesse o que aconteceu ele não acreditaria então para quê falar?

Pietra : Não,nada,mas queria alguma coisa comigo? - eu perguntei tentando focar em outro assunto

Peter era um garoto realmente muito bonito.Seus cabelos eram castanhos chocolate da mesma cor dos olhos.Sua pele branca era bela. Mas bom,meu olhar foi direto para o pequeno caderno que ele carregava com estampa de aranhas.Aquilo era fofo,apostava que ele era um fã do homem-aranha.Ms afinal,quem não seria fã dele?Salva o mundo,sua identidade é um mistério,ele é incrível.Mas,bom,concentração, não estou aqui para falar o quão fã eu sou do homem-aranha

O garoto coçou de leve a nuca o que eu havia descoberto ser uma mania dele quando ele ficava nervoso.O que eu achava realmente muito fofo.Na verdade,o garoto em si era uma graça.Mas não leve pelo lado malicioso,até porque eu só o conheço á um dia,é que nem um bebê, você o acha uma graça na hora e isso não significa que esteja apaixonado por ele.Caramba eu estou me enrolando nos meus próprios pensamentos,eu realmente tenho que dar um jeito nisso

Peter : Bom,o Stark queria saber se você tem um terceiro nome,um sobrenome,e se tivesse ele queria que você anotasse - ele entregou de leve o caderninho de aranhas para mim acompanhado de uma caneta vermelha

Pietra : Isso é mesmo necessário?É que o meu último nome é o sobrenome do meu pai e eu meio que me sinto mal ao usá-lo - agora quem coçava a nuca era eu

Peter : Desculpa,ordens do Stark - eu apenas respirei bem fundo e escrevi o nome no papel - Obrigado,e gostei do protótipo

Pietra : Obrigada - eu sussurrei receosa

Eu havia mesmo solado aquela eletricidade?Eu havia mesmo feito aquilo funcionar?Eu era uma mutante?Tantas perguntas na minha cabeça mas de uma coisa eu estava certa,o que aconteceu aqui fica aqui.Se eu contasse isso para alguém viraria uma aberração em poucos minutos e isso era o que eu menos quero.Estou fazendo amizades com todo mundo e o que eu menos quero é me afastar.Eu não queria afastar ninguém,ainda mais o Peter

Mas o medo era tão grande.Eu conseguiria conviver com toda essa dor guardada no meu peito?Eu conseguiria viver com esse medo me percorrendo?Eu conseguiria viver sabendo que estava me tornando uma aberração?Quem eu estou tentando enganar,eu á sou uma aberração. Porque comigo?Porque toda vez que eu consigo ser feliz algo estraga tudo?Porque toda vez que eu consigo me afastar desta tempestade interna uma onda maior vem e me pega?

E agora tudo o que eu sabia é que estava me afundando cada vez mais nestas tempestades.E não havia ninguém ao meu redor que pudesse me ajudar.Não havia ninguém ao meu redor que conseguisse me entender.Não havia para onde fugir,eu já fugi demais e não aguento mais fugir.Agora eu terei que enfrentar tudo de cabeça erguida.Eu não posso cair novamente,eu vou seguir em frente,mesmo que tenha que acabar com tudo.Eu irei enfrentar uma das maiores batalhas de minha vida,e eu vou vencer,ou ao menos tentar



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...