História Alternative Future(Sobre edição) - Capítulo 80


Escrita por: ~ e ~ritobeta1

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Chariel, Charisk, Error!sans, Frisk Overpower, Ink!sans, Male Frisk, Papyton, Romance, Sanrisk, Toriel X Asgore, Undertale
Exibições 86
Palavras 3.982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Magia, Mecha, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Skol está aqui, eu sinto por algum motivo que faz tempo que eu não escrevo isto mas deve ter sido porque estava a dormir durante os últimos dias... Esquecendo estas besteiras já perceberam o quanto é difícil sair da cama após acordar? Eu não sei se isto acontece com todos mas comigo por algum motivo eu sinto como se tivesse preso a cama e se eu me mover eu sinto que vou me arrepender... Não que eu desgoste afinal depois da minha tsundere a minha cama é o que eu mais amo :3

Para quem não sabe, deixou de ler o Aviso e etc, esse capítulo é extremamente antigo, sabe nas escolhas interativas? Esse capítulo vai seguir o que aconteceria se tivessem escolhido "matar" a Sofia! E sim ele tem ligação com a história atual, mas ele vai ter alguns acontecimentos "diferentes" do final da história que estamos seguindo.

Vai ficar pequeno porque? Por que esse não foi o final que vocês escolheram... Eu vou fazer o resumo dele como eu faria da de Poupar se vocês não tivessem escolhido aquele final! Alias esse final é muito informativo então se preparem u-u

Eu vou dividir ele em duas partes, porque? Por que senão ele vai ficar grande demais!

Capítulo 80 - Arco 5.2: Deus


Pov. Narrador(ou não)

 

Universos alternativos são engraçados não é mesmo? Uma simples escolha pode mudar tantas coisas e algumas vezes não importa o quanto você mude suas ações, não vai mudar em nada o resultado final... Desculpe, vocês não devem estar entendo por que estou dizendo isto e nem quem sou eu, por algum motivo essa história não chegou em mim ainda, o que é bem... Estranho.

 

Vamos parar de papo furado, não é mesmo? eu tenho tempo ilimitado, mas vocês não... Vamos voltar um pouco no tempo? Contar uma história um pouco diferente do que vocês conhecem e com um final a mais... Tirem suas próprias conclusões.

 

Seria isso uma história do passado ou do presente? Não se sabe quando o tempo se torna irrelevante para você, mas para vocês que estão lendo talvez... Deveriam tentar entender esse ponto antes de tudo, boa leitura meus pequenos seres humanos afinal é por isto que estão aqui.

 

Pov. Frisk(voltamos para um momento decisivo)

 

Na minha frente estava Sofia ajoelhada com as correntes prendendo ela, trés escolhas apareciam na minha mente como miragens e eu começava a ponderar qual delas escolher:

 

1- Poupar

2 - Matar

3- Entregar as almas

 

A terceira escolha me parece ser apenas o que um idiota faria, que tipo de pessoa seria tão boa com seu oponente? Ainda mais depois do que ela fez a Chara... Eu não posso perdoar ela por aquilo, se eu tivesse perdido Chara... Se eu não tivesse tanta sorte, o que seria de mim nesse momento? Eu não consigo pensar em um mundo onde Chara não está ao meu lado e se para impedir que esse tipo de mundo apareça, eu tiver que ser cruel... Então que assim seja!

 

Com a pistola na mão eu apontei em direção a cabeça dela, minhas mãos estavam tremendo um pouco por algum motivo, mas eu firmei minha determinação e disse parecendo o mais calmo possível - Sofia qual são suas últimas palavras? - Perguntei olhando para baixo nela e ela apenas me devolveu um olhar indignado, vendo isto eu encolhi os ombros com um sorriso... Por que estou tão hesitante? E então eu puxei o gatilho... O tiro explodiu a parte de cima da Sofia e deixou os restos do seu corpo sem vida sendo apoiado pelas correntes, um sentimento ruim começou a subir no meu peito, mas eu suprimi esse sentimento e me virei para Chara e os Sans que tinham me ajudado.

 

Frisk - Muito obrigado Sans... Quer dizer Sanesss - Falei e ri da expressão que eles tinham, a Chara vinha correndo na minha direção e eu abracei ela com todo o carinho que eu tinha - Finalmente acabou... Desculpa te preocupar tanto Chara, eu vou ficar junto contigo agor... - Escutei ruídos atrás de mim vindo do lugar onde a Sofia devia estar, me virei e encontrei algumas figuras estranhas em torno do corpo dela...

 

Figura 1 - Então no final das contas o resultado sempre será este? Como é decepcionante... Entreguem o cargo de "Deus" para o próximo e vamos ver se tem alguma novidade depois disto - Quando uma das figuras disse isto, as outras acenaram com a cabeça e começaram a mexer em algo parecido com um teclado nos seus braços, levantei uma sobrancelha vendo isto por causa das figuras estranhas - Frisk o que foi? - Perguntou Chara que eu ainda estava abraçando e eu olhei para ela... Estranho, ela parece não conseguir ver eles...

 

Assim que as figuras pararam de clicar no que parecia um teclado, uma pequena chama saiu dos restos do corpo da Sofia, por reflexo eu me preparei para escapar junto com a Chara, aquele sentimento ruim que eu estava sentindo antes continua a me incomodar e isto já está virando irritante!

 

A pequena chama voou em uma velocidade surpreendente na minha direção e eu pulei para trás segurando Chara, vendo a chama se aproximando eu gritei para os Sans - Parem eles agora! - Mas eles apenas ficaram parados sem entender a situação... Eles também não conseguem ver?! Quando a pequena chama branca estava prestes a encostar na gente eu cerrei os dentes e empurrei a Chara em direção ao Sans da minha timeline - Segura ela Sans! - E então a chama entrou dentro do meu peito... Como se estivesse sendo absorvida.

 

Eu olhei para onde a chama tinha entrado e levantei uma sobrancelha... - O que acabou de acontecer? - Coloquei a mão no meu peito e percebi algo estranho na minha mão... Ela parecia que estava brilhando, levantei a mão até a frente do meu rosto e comecei a olhar para ela, ela estava ficando quente, mais quente e mais quente até que... Ela começou a queimar com um fogo branco o que me assustou completamente, comecei a bater na minha mão com a outra mas então o fogo começou a se espalhar pelo meu corpo, meus braços começaram a queimar e continuavam percorrendo por todo lugar - Frisk o que é isso?! O que aconteceu? - Olhei para os meus amigos em desespero antes de eu começar a ver essas mesmas chamas cobrindo meus olhos... Meu corpo estava caindo as cinzas e no momento eu não conseguia encostar em nada, caí de joelhos no chão olhando desesperado para todas as direções mas eu não conseguia ver nada até que... Eu parei de sentir qualquer coisa...

 

~ Quebra do Tempo... Ou melhor existe Tempo aqui? ~

 

Quando eu abri meus... Olhos? Eu sinto que não tenho algo assim... De qualquer jeito, quando eu voltei a mim mesmo eu estava em um lugar estranho, milhares de informações passavam por mim e isso estava... Sem dor de cabeça? O que está acontecendo? Levantei meus braços, mas a única coisa que eu vi foi um fogo branco, eu não conseguia ver o menor índice de carne pelo meu corpo apenas... Fogo se espalhava por onde devia ser meus membros.

 

Comecei a olhar em todas as direções em busca de alguma pista do que aconteceu e percebi que eu estava em um lugar semelhante ao vazio... Eu sinto que aqui é o verdadeiro vazio pelo menos é isso que as informações na minha cabeça dizem... O que aconteceu? As informações não paravam de vir com o tempo e eu comecei a prestar atenção ao que elas diziam... As timelines como dizem são muitas vezes confundidas com Universos Alternativos mas está errado, dentro de um universo podem existir várias versões que se originam de um único mundo, em cada Universo pode existir centenas de Mundos diferentes ou apenas um único... As verdadeiras timelines são coisas criadas por seres de uma existência superior capaz de manipular o Universo, um mesmo mundo apesar de ter o mesmo nome pode ser completamente diferente dependendo do "Deus" que criou esse Mundo como por exemplo UnderFell com inúmeras mudanças dependendo do que os "Deuses" implantaram nele.

 

Continuei quieto no vazio, eu sentia que me desesperar era inútil, eu precisava arrumar informações antes de qualquer coisa, deixei as informações entraram em mim e continuei focando nelas. Existem diferentes Universos que não seguem nenhuma ligação, alguns com pessoas de poder imensurável capaz de mudar a cor do cabelo para loiro e lutar de maneira implacável até Universos onde Carros são seres falantes e vivem em uma sociedade... Isso me parece por algum motivo muito bizarro, mas vamos continuar nos concentrando!

 

Entre esses diversos Universos existem certas "ligações" que eles chamam no outro plano de "relacionados ou fanfics, hentai, doujinshi, etc."... O Universo onde eu vivo é um desses Universos relacionados... O Universo original onde tudo foi iniciado se chama Undertale e nele Frisk e Chara estão em constante Loop dentro do Underground por limitações do próprio Universo e então aqueles que tomaram conhecimento de tal lugar criaram "continuações" ou versões alternativas... Ou seja, eu sou nada mais que uma cópia? Não que isso me incomode, é apenas... Estranho.

 

Cada Universo precisa de "administradores" ou "programadores" que criam o Universo e o mantem em funcionamento, esses programadores criam coisas chamadas "representantes" no caso do Universo original o fundador chamado Toby Foxy criou o Cão Irritante enquanto em outros Universos foram criados Ink!Sans e Error!Sans, Error foi corrompido por esses "Deuses" e de um personagem que deveria apenas eliminar Universos com falhas, acabou se tornando um psicopata e para combater ele, Ink foi criado...

 

Informações sobre o Sistema do mundo original começou a entrar na minha cabeça e quando eu quis que eles aparecessem, painéis foram criados a minha frente... Fight, Mercy, Item, Act, de todos o que me chamou a atenção foi... Reset. No meu mundo originalmente esse botão jamais existiu, mas agora talvez... Estendi minha "mão" em direção ao Reset e uma mensagem apareceu dizendo Erro em cima do botão...

 

"Necessário quantidade de 149 de Determinação para o funcionamento de Reset, para o True Reset, condições específicas devem ser alcançadas permitindo o alcance de 200 de Determinação... " Tinha vários tipos de resets e continuavam a aumentar, eu li sobre todos e um deles me chamou a atenção e também o desejo Universal Reset: Capaz de não só voltar um mundo ao seu estado original mas também todos os outros mundos circundantes do mesmo Universo.

 

Com isso talvez... Eu comecei a abrir os menus que apareciam na minha cabeça e um por um, eles se formavam na minha frente, quase como uma parede que se estendia verticalmente e horizontalmente, algumas das funções que eu não entendia os propósitos e outras apenas com objetivo de sacanagem mesmo como esse botão chamado "Flerte"...

 

~ Passar do Tempo? ~

 

Eu não sei a quanto tempo estou aqui, eu nem sei se o tempo realmente passa nesse lugar, eu preciso de uma maneira para ver Chara! Minha alma... Minha alma?

 

Olhei para o meu peito e percebi uma coisa... Eu não tenho uma alma? Talvez esse seja o motivo de eu não conseguir resetar... Não pode ser, certo? Quero dizer que tipo de degradação é esta? De 7 almas para 0, suspirei e fechei os meus olhos inexistentes e comecei a pensar em uma maneira de ver Chara... Afinal eu sinto falta dela e todos os outros, as funções do vazio eram muito variadas e pequenas brechas nesse espaço se formavam as vezes, algum tipo de instabilidade em algum Universo talvez, eu não faço a mínima ideia, mas o vazio é um lugar grande demais para essa instabilidade percorrer todo ele.

 

Eu passei dias talvez... Meses ou talvez anos procurando essas brechas no vazio até que um dia eu encontrei algo estranho, uma pequena rachadura com linhas estáticas percorrendo ela, me agachei do lado dessa fissura e olhei bem para ela, dependo do ponto de onde você estivesse olhando na direção da fissura, ela desaparecia misteriosamente... O que era bem misterioso, agarrei as duas pontas dessa fissura e puxei com força para cada lado ampliando ela. Dentro da fissura nada podia ser visto, se eu tivesse que comparar seria a mesma coisa que olhar para uma televisão em um canal sem sinal.

 

Abri o menu e comecei a passar pelas informações que esses Universos possuem, a linguagem do Menu não é pertencente a esse Universo e sim ao qual os Deuses se encontram o que o torna um pouco estranho de se conseguir ler, encostei em um mundo onde dizia "AUs" ou Universos Alternativos e cada um deles era numerado de maneira estranha, comecei a apertar nesses números e enviar a mesma frequência para a fissura, depois de algum tempo sincronizando os sinais, eu conseguia ver as imagens do Universo que eu conectei e para minha surpresa e infelicidade... - Esse não é meu Universo... - Suspirei e continuei tentando achar o meu.

 

~ Nem tentem adivinhar o tempo que passou ~

 

Depois de muitas tentativas... Muitas tentativas mesmo! Eu finalmente consegui conectar ao meu Universo que era numerado em "6261316" e comecei a receber as imagens do que se passava... Chara estava definhando a cada dia envelhecendo, meu filho Chrisk cuidava da Chara mas até mesmo eu que estava distante conseguia sentir a dor dos dois que eu acabei deixando para trás... Eu quero voltar para eles! Eu prometo que de um jeito ou de outro eu vou voltar para vocês...

 

O tempo continuou passando impiedosamente enquanto eu assistia, Chara morreu de velhice me esperando voltar e Chrisk se casou e teve filhos e seus filhos tiveram filhos e então... Ele morreu, meus amigos também chegaram ao seu limite e como se o próprio Universo estivesse rindo da minha incompetência, todos que eu amava morreram... Eu já descobri a muito tempo sobre que tipo de ser eu me tornei, eu já sei quem vocês são... Exatamente vocês que estão vendo isto nesse momento... Me digam que tipo de Deus eu sou para deixar todos morrerem?! Isso é ter poder? Isso é ser Onipotente e Onisciente?! Foda-se essa merda! Eu nunca pedi por isto! Mesmo quando eu era uma pessoa normal, eu apenas desejei ficar mais forte para defender quem eu amava! Eu nunca pedi por tanto poder! Eu nunca pedi por tanta responsabilidade! Por que tem que ser eu?!

 

~ Foda-se o tempo! Por que você liga para isto?! ~

 

Se eu tivesse dentes eu estaria cerrando eles nesse exato momento, a frustração que eu senti vendo todos que eu amava em cada Mundo diferente do meu Universo morreram sem eu conseguir fazer nada! Ink e Error continuavam vivos obviamente mas eu nunca tinha percebido as ações deles quando estavam sozinhos, agora eu entendo por que os dois tinham tanta afeição um com o outro mesmo que eles tenham sido criados para serem inimigos... Eles tem somente um ao outro, se Ink morrer o Error fica sozinho e se o Error morrer o Ink fica sozinho e os dois tem medo disso...

 

Eu não posso sair desse lugar sem determinação, eu sem corpo físico sou igual a nada, no exato momento que eu colocar um pé fora daqui eu vou ser forçado a voltar, eu não posso ser chamado de "Deus", apenas de prisioneiro! Continuei assistindo cada lugar passando pelo seu próprio tempo, seguindo seu caminho e formando novos mundos, como se fosse um vírus que estivesse sendo espalhado, novos Universos eram criados cada vez que eu olhava os números e ainda por cima em grandes quantidades...

 

Um dia talvez ou um momento, não existe definição de tempo nesse lugar, de um lugar distante do vazio eu senti uma pertubação, algo tinha invadido o vazio e estava se esgueirando em algum lugar, me levantei da frente da fissura e comecei a andar pelo vazio a procura do intruso.

 

Durante minha caminhada eu a encontrei, eu não sei que tipo de reação mostrar na frente dela mas... Eu duvido que ela consiga me reconhecer - Seu nome é Sofia certo? Como você veio parar aqui? - Perguntei olhando para ela, ela parecia assustada e coçava seu rosto com visível terror e força em suas unhas, cheguei mais perto dela mas ela começou a fazer sinal para eu ficar longe - Saia daqui! Me deixem em paz! Parem de sussurrar em meus ouvidos! - Ela estava sendo afetada pelo vazio... Eu sou imune a esse lugar graças ao meu corpo mas ela é diferente... Ela é apenas uma criatura viva afinal.

 

Ignorando a gritaria dela, eu me aproximei e afastei a escuridão do vazio, minhas chamas iluminavam o lugar mantendo longe os "caídos" desse lugar, os caídos são seres que morreram em cada Universo e vem para cá com o objetivo de Renascer, mas como todo caído tem seus desejos, seus sonhos e todas essas coisas que eu mal me lembro como é, eles precisam perder tudo antes de poder recomeçar e esse é o local onde as almas começam a decair em loucura e esquecimento para voltar ao Universo aonde pertence novinha em folha. Para essa Sofia que é ainda viva e tem um corpo, os efeitos do vazio são terríveis, loucura é apenas o começo e depois vem o pior... O rompimento da alma, quando a alma fica corrompida e se rompe fica impossível de sair do vazio e a única escolha é ficar nesse lugar amaldiçoado até a morte.

 

Depois de algum tempo a Sofia acordou e começou a correr seus olhos em volta tentando entender a situação, eu não a culpo, eu sei que atualmente minha aparência é de uma chama branca flutuando o que é bem bizarro - Quem é você? Ou melhor o que é você? - Ela me perguntou enquanto deixava mana percorrer seu corpo, mana é algo que todo ser vivo tem naturalmente e para seres como eu a mana pode ser considerada... Pré-histórica, os controles sobre o menu são apenas ridículos demais afinal - Eu sou... Um Deus, e você Sofia pode me responder como veio parar no vazio? - Ela arregalou os olhos quando eu disse o nome dela, mas se eu sou um Deus e também como Frisk se eu não a reconhecesse seria estranho...

 

Depois dela me contar a história dela eu comecei a ponderar... Eu já sabia que no meu Universo existia dois mundos idênticos que é o qual foi destruído pela Guerra Monstro Humana e o Mundo que eu consegui restaurar depois de sacrificar todas as almas coletadas durante a guerra no antigo mundo... De acordo com a história da Sofia ela vem de um mundo onde Frisk não executou a "God Sofia" mas sim a poupou... Lógico que eu deduzi isso de acordo com a história dela porque Frisk seria um idiota se comentasse que matou ela de um Universo diferente, Sofia caiu nesse lugar durante uma viagem entre Mundos e caiu para o vazio... Provavelmente ela não soube ajustar a máquina e acabou atravessando pela metade de um Universo para outro, como seu objetivo era viajar de um Mundo para um outro um erro ocorreu e para ela não ser estraçalhada ela foi enviada para o vazio... Normalmente seria seu fim, mas ela teve sorte que eu estava aqui.

 

Frisk/Chama branca - Você consegue abrir um portal? Apesar de ser improvável, como você possui uma alma deve ser capaz de escapar desse lugar - Falei olhando para ela... Como se eu tivesse olhos... Ela assentiu e tentou abrir um portal no chão pensando em casa, quando o portal se formou, infelizmente ele estava estático, como esperado ela não consegue diferenciar entre Universos Alternativos e Mundos Alternativos... As coordenadas mudam dependendo do Universo e por isto ela está tão perdida... Respirei fundo e disse seriamente para ela - Infelizmente você é incapaz de escapar desse lugar... Eu também estou preso aqui então pelo menos você vai ter uma companhia... - Ela começou a chorar assim que escutou o que eu disse... Eu sou ruim com pessoas que choram! - Eu não vou poder ver mais meu pai? Minha mãe? O Tio Frisk e a Tia Chara?! - Ela me olhava com seus olhos em lágrimas como se estivesse rezando... Eu sou um Deus mas...

 

Frisk/Chama Branca - Existe um jeito de você... De você conseguir voltar... Mas você não vai gostar - Eu estava hesitante em falar, mas ela estava me implorando, com tristeza no meu coração inexistente eu disse - Se você... Deixar eu entrar em seu corpo e virar uma Deusa... Você consegue escapar desse lugar... Mas eu vou te influenciar mais do que imagina e você vai deixar de ser... Você - Ela petrificou no momento que eu disse isto - Não... Não tem nenhuma outra maneira? - Eu tentei balançar a cabeça e disse - Não... Pelo menos sair viva daqui é o único jeito para você - Então ela caiu em profundo silêncio e eu como nem tinha tempo... Esperei ela decidir sua resposta.

 

No final ela concordou fechando seus punhos com força - Vai doer? - Ela me pergunto olhando preocupado e em resposta eu não disse nada e apenas flutuei para mais perto de seu peito e entrei calmamente, dentro do seu corpo eu comecei a controlar o fluxo que minha essência se espalhava dentro dela, no meu caso eu só perdi meu corpo pois não tinha um fluxo estável dentro de mim para a essência percorrer e como resultado ele se espalhou para minha carne e então... Eu sumi em cinzas, mas com Sofia vai ser diferente! Cuidando para não deixar nem uma pequena quantidade de essência, eu cuidei para não deixar pegar em sua carne e espalhei uniformemente a essência em torno do seu coração cuidando para não queimar ele... Aos poucos sua alma e minha essência foram se misturando e assim o tempo passou...

 

Pov. Sofia/Frisk

 

Quando eu comecei a voltar a mim mesma eu percebi as mudanças no meu corpo, as coisas ao meu redor... Os menus que ficavam aparecendo, eu entendi - A fusão foi um sucesso... Ainda bem - Finalmente soltei um suspiro de alívio e abri o menu de Reset, eu já tinha compreendido quando eu era Frisk que a Sofia não poderia voltar para seu mundo, eu não sei por que, mas Sofia demorou demais para cair no vazio como se estivesse paralisado no tempo até este momento... Olhei para as informações de Determinação.

 

"Número de Determinação detectada na alma de 279, Reset True Reset podem ser efetuados... Deseja Resetar? ", vendo as informações eu cliquei em "não"... Eu preciso efetuar o Universal Reset senão vai ser inútil, mas para isto eu preciso de outra almas... Afinal para conseguir usar esse Reset eu preciso de 999 de Determinação, olhei para as informações sobre os Universos e conectei um portal a ele... Pelo menos eu tentei, mas se provou ser inútil pois não conseguia sinal... - Não acredito que vou ter que fazer isto... - Coloquei dois dedos na testa e suspirei... O jeito pelo visto... Vai ser forçar minha saída do vazio com mana e essência celestial.

 

Estiquei a mão a minha frente e comecei a distorcer o espaço, como se um buraco negro estivesse sendo criado um mini vórtice começou a se formar, eu rezei para que eu tivesse conectado ele ao meu Universo e então pulei nele... O resultado? Eu fui parar no meio da porra do espaço! Eu esperava que não fosse cair no lugar onde eu queria mas ficar flutuando no espaço é algo chato! Apesar que é mais bonito que o vazio, abri o menu e olhei para o número do Universo que eu me encontrava "6261316", suspirei de alívio quando percebi que estava no Universo correto e sem escolha eu comecei a me direcionar ao meu destino... O jeito vai ser ir "voando" certo?

 

Dia 842, eles não suspeitam de nada... Quer dizer eu ainda não cheguei ao meu destino! Estou a muito tempo viajando nesse lugar pelo amor de Deus né? Opa eu sou Deus né... Foda-se!

 

Dia alguma coisa... Eu finalmente cheguei ao meu destino, um planeta azul lindo mas foda-se sua beleza! Eu to puto da vida já de ver tantos mundos diferentes! Entrei igual a um meteoro no mundo atravessando a estratosfera e começando a pegar fogo, com a Telecinese original da Sofia eu criei uma barreira de pressão envolta de mim para impedir o fogo de queimar as minhas roupas, eu só tenho essas afinal! Entrei no mundo durante a madrugada e nesse dia quem estava acordado olhou para o céu e espalhou a notícia que um meteoro tinha caído no oceano...

 

~ Algum tempo depois ~

 

Sofia/Frisk - Água do mar tem um gosto horrível... - Falei saindo do oceano e chegando a terra, me virei e deitei no chão com os braços abertos e um sorriso se formou no meu rosto - Eu finalmente cheguei... Depois de tanto tempo... Eu cheguei nesse caralho! HAHAHAHA!!! - Ignorando as pessoas que acordaram na minha gritaria eu aproveitei o momento raro de felicidade que eu tinha e gritei feliz! Eu estou perto de trazer todos de volta!


Notas Finais


Ficou bom eu acho, se preparem por que a segunda parte é um Plot Twist gigantesco u-u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...